Grávidas e puérperas alegam desorganização e demora na vacinação

0
Relato de puérpera menciona fila demorada e espera no sol (Foto: Arquivo pessoal de Kally Wave)

Grávidas e puérperas estão reclamando da logística da vacinação que iniciou neste sábado, 26, no auditório Escola Presidente Vargas, no bairro Siqueira Campos. Filas longas, esperas no sol e falta de organização são as principais queixas apontadas.

De acordo com Greice Kelly Santos, puérpera que foi ao local para receber o imunizante, as grávidas e puérperas estavam desconfortáveis em ficar de pé por muito tempo na fila antes de entrar no auditório da escola. “Antes de sermos encaminhadas para o auditório, a gente ficou em pé no lado de fora e embaixo do sol. Muitas grávidas com dores nas pernas, puérperas com leite vazando dos seios, a situação estava desgastante”, relata.

Uma outra queixa apresentada por Greice Kelly foi a presença de pessoas de outros grupos indo tomar vacina no mesmo local e causando mais lentidão no processo, fato que gerou confusões com frequência no local. “Muita gente chegando e reclamando que as grávidas e puérperas estavam recebendo prioridade e foi informado que as vacinas estavam acabando e os portões da escola foram fechados para ninguém mais entrar”, comenta. “Teve muita confusão porque, mesmo com um agente na porta do auditório, muita gente não entendeu como estava a logística de espera”, completa.

Secretaria Municipal da Saúde (SMS)

Por meio de nota, a Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju (SMS) informou que, em decorrência da alta procura de gestantes e puérperas pela vacina contra a covid-19, a partir deste domingo, dia 27, o Auditório da Escola Presidente Vargas, no Bairro Siqueira Campos, atenderá exclusivamente este grupo.

O órgão também salientou que as mulheres devem apresentar um documento que comprove a gravidez ou o puerpério, como exame de sangue com resultado positivo, ultrassonografia do bebê ou caderneta da gestante, além de documento de identificação com foto, CPF e comprovante de residência de Aracaju. O atendimento ocorrerá das 8h às 16h.

Imunização das grávidas e puérperas a partir dos 18 anos

O município de Aracaju passou a vacinar contra a covid-19 gestantes e puérperas sem comorbidades a partir dos 18 anos, seguindo a orientação da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O único local que está sendo disponibilizado para este público é o Auditório da Escola Presidente Vargas, no bairro Siqueira Campos, e as mulheres que estiverem em uma destas duas condições terão prioridade nos atendimentos. Por questões de segurança e organização, apenas o auditório estará disponível para receber este grupo. Para garantir a imunização contra a covid-19, a usuária deve apresentar algum documento que comprove a gravidez ou o estado de puerpério.

Por Isabella Vieira

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais