Preso homem que integrava grupo que roubava carros em Aracaju

0
Denilson Anderson Alves dos Santos está preso (Foto: SSP/SE)

Policiais da Divisão de Combate a Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), coordenados pelos delegados Hildemar Rios e Maria Pureza Machado, efetuaram a prisão na manhã dessa segunda-feira, 14, de Denilson Anderson Alves dos Santos, vulgo “Gangster” ou “Chacal”, de 19 anos.

O investigado foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 9ª Vara Criminal de Aracaju, a requerimento da DRFV, após ter sido identificado como um dos autores do roubo de um veículo GM/Meriva, ocorrido em 15 de novembro de 2018, no bairro Castelo Branco, em Aracaju.

No mesmo dia do roubo, circulou nas redes sociais um vídeo dos autores no interior do veículo subtraído, no qual os infratores ostentavam uma pistola.

No dia seguinte ao crime, o carro foi recuperado pela Polícia Militar em poder de um adolescente de 17 anos, que foi prontamente reconhecido pela vítima como um dos autores do roubo e que aparecia no vídeo com seus comparsas.

De posse das imagens, os investigadores da DRFV passaram a levantar informações, com a finalidade de qualificar os demais envolvidos.

Durante os levantamentos, com o auxílio de informações recebidas através do Disque Denúncia, os policiais identificaram que o indivíduo que aparecia no vídeo com a arma de fogo era Denilson, preso nessa segunda, enquanto que o terceiro se tratava do menor de apelido “Tom”, que morreu no final de novembro de 2018, após tentar contra a vida de policiais civis e ser alvejado no confronto.

O investigado Denilson já se encontra custodiado numa das unidades prisionais do estado e a sua prisão já foi comunicada ao judiciário.

Além do crime que motivou a sua prisão, Denilson e seus parceiros também são suspeitos de serem autores de diversos outros roubos de carros praticados em Aracaju. Em razão disso, a Polícia Civil solicita que eventuais informações acerca do envolvimento dele com outros crimes sejam repassadas através do Disque Denúncia, por meio do telefone 181.

Fonte: SSP/SE

Comentários