Sem resposta, médicos do Huse vão paralisar novamente

0
Categorias protestaram no Palácio dos Despachos na última terça-feira (Foto: Arquivo Portal Infonet) 

Cerca de 13 especialidades médicas do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) vão, novamente, cruzar os braços por 24h. Após o movimento paredista na última terça-feira, 8, para cobrar a equiparação de gratificações entre especialidades médicas, a categoria aprovou, em assembleia, nova paralisação para o dia 15 no Huse.

De acordo com Carlos Spinna, Secretário Geral do Sindicato dos Médicos de Sergipe (Sindimed), as paralisações são em tons de alerta para o Governo. “Foi constatado ainda no ano passado que colegar médicos, de diferentes especialidades, têm diferentes gratificações com diferença de até 100%. Precisamos que essa situação seja resolvida o mais rápido possível, já que há um clima de insatisfação”, afirmou.

Conforme o sindicalista, na paralisação ficam suspensos os atendimentos por período determinado, de ambulatórios, de pacientes agendados, e pacientes de procedimentos eletivos. Setores de urgência, emergência e ala de internados não sofrerão prejuízos.

A insatisfação envolve cirurgiões plásticos, oncologistas pediátricos, oncologistas clínicos, oncologistas gerais, hematologistas, neurologistas, clínicos gerais, neurocirurgiões, nefrologistas, anestesistas, infectologistas, médicos plantonistas das utis e radioterapeutas.

A situação será discutira diretamente com o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSB), em reunião almoço na sede do sindicato da categoria no próximo dia 22.

Por Ícaro Novaes 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais