Três pessoas são presas por estupro de vulnerável

0
Prisões foram efetuadas pela Polícia Civil (Foto: SSP/SE)

Três pessoas foram presas na quarta-feira, 31, e quinta-feira, 1º, pelos crimes de estupro de vulnerável. As prisões foram efetuadas por policiais civis da da Delegacia Especial de Atendimento a Criança e Adolescente Vítima (DEACAV) e de Itaporanga D’Ajuda.

No primeiro caso, uma criança de oito anos foi vítima de abuso sexual com a prática de atos libidinosos diversos da conjunção carnal. Em sentença definitiva, a pena de prisão do infrator foi de nove anos e nove meses de reclusão.

Já o segundo caso, um adolescente de 13 anos de idade também foi vítima de estupro, por diversas vezes, além de ter sido agredido, o que resultou em várias lesões. Com isso, o homem foi condenado a 12 anos e 3 meses de reclusão.

No terceiro caso, um homem de 47 anos foi preso em Itaporanga D’Ajuda. O crime foi cometido em 2013 e a detenção ocorreu nesta quinta-feira, 1º, em cumprimento a mandado de prisão definitiva.

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), dos meses de janeiro a outubro, foram cumpridos 36 mandados de prisão preventiva e definitiva. A Delegacia de Atendimento a Criança e Adolescente Vítima, conforme informações da delegada Annecley Figueiredo, tem como principal foco o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes, crimes estes que causam graves danos físicos e psicológicos nas vítimas e familiares.

“Além da responsabilização do autor ao final do processo, resultando na prioridade em cumprir os mandados de prisão, temos uma preocupação diferenciada com as vítimas desses crimes, buscando sempre afastá-las de qualquer situação de risco, com a representação por medidas de proteção, bem como encaminhá-las ao sistema da rede de proteção, de forma que recebam acompanhamento psicológico para minimizar os traumas causados pelo abuso”, concluiu a delegada.

Com informações da SSP/SE

 

Comentários