Usuário reclama de taxa cobrada na venda eletrônica de passagens

0

 

Comprovante enviado pelo usuário (Foto: enviada pelo internauta)

O Portal Infonet recebeu reclamação de um dos seus internautas a respeito de uma taxa de 2,5% cobrada pela recarga em um Terminal de Autoatendimento (ATM), na Rua do Turista, Centro da capital. Segundo a reclamação, além do encerramento do atendimento presencial no local, onde era possível colocar crédito nos cartões de vale transporte sem pagamentos de taxas, houve o incremento de três máquinas de Autoatendimento que passaram a cobrar uma taxa de 2,5% sobre as transações, sem qualquer “justificativa plausível”.

Ainda segundo o denunciante, ele havia efetuado uma recarga de R$ 170, valor referente as passagens da empregada doméstica que trabalha em sua residência, mas também acabou pagando R$ 4,25 pelo uso da máquina, fazendo com que fosse creditado R$165,75. “A taxa não era cobrada antes quando o atendimento era feito por pessoas”, reclama.

Setransp

Em resposta à nossa equipe, a assessora de comunicação do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp), Raíssa Cruz, informou que esse valor descontado se refere a uma taxa de conveniência, que é cobrada pelo uso de terminais de autoatendimento, a exemplo de bancos. “No momento na transação ,aparece uma mensagem na tela informando da tarifa”, explica.  A assessora esclareceu também que o atendimento presencial foi encerrado na Rua do Turista, mas segue em outros lugares, como na Universidade Federal de Sergipe (UFS) e na sede da Setransp, no bairro Jardins.

Por João Paulo Schneider e Verlane Estácio

Comentários