5 dicas campeãs para seu e-commerce vender mais

0

Quer vender na internet? A ideia pode ser realmente interessante, desde que envolta em planejamento e conte com uma boa solução de e-commerce. Afinal, estrutura técnica robusta, fluxos de compra otimizados e SEO bem trabalhado se tornam ainda mais essenciais neste tipo de projeto, uma vez que a sua equipe comercial não participará das etapas de venda.

No post da última semana, você já viu que as vendas online somaram R$ 12,74 bilhões no Brasil, no primeiro semestre deste ano, segundo dados do E-bit. O número ainda está distante dos US$ 50,2 bilhões – cerca de R$ 110 bilhões – faturados pelas lojas virtuais dos EUA, e isto apenas no primeiro trimestre deste ano, de acordo com o relatório da comScore Inc. Porém, ainda assim, é um resultado deveras animador.

Entretanto, é grande o número de empreendedores virtuais que parecem não conseguir transpor algumas barreiras nas vendas via web. “Um dos principais motivos são informações superficiais acerca dos produtos, que não auxiliam em nada o internauta na hora da decisão de compra”, explica Marcelo Trigo, diretor da BizzShop, empresa especializada em gestão de negócios online e e-commerces de alta performance. “Se há dúvidas, consequentemente, a transação não vinga”, completa ele, em depoimento à nossa coluna.

Abaixo, seguem algumas dicas práticas e altamente eficazes, para transformar o conteúdo – textos, imagens, vídeos e afins – num importante impulsionador dos números do seu comércio eletrônico:

1) Descomplique os produtos. Ajude o consumidor a comprar! Muitas vezes, alguma característica do produto pode não ficar evidente para o consumidor. Um exemplo comum é o tamanho, já que nem sempre é possível vislumbrar as reais dimensões de um item somente com base em fotos isoladas do mesmo. Dispor um outro elemento de ‘conhecimento comum’ – a exemplo de uma caneta – ao lado do produto é uma excelente alternativa para contornar a situação (sendo que você também deve sempre lembrar de informar todas as medidas, de forma clara, no descritivo do produto).

2) Elimine as objeções. Um bom exemplo é a loja Kitlife, focada em alimentos saudáveis. Afinal, o produto Mandiokejo apresenta uma série de vantagens, em relação ao queijo comum. Contudo, mesmo interessadas, algumas pessoas deixavam de inseri-lo no carrinho de compras, justamente por não entenderem exatamente como ele funciona. A situação mudou após ser inserido um vídeo explicativo e informações comparativas do produto, inclusive de preço e rendimento, em relação à versão tradicional – e que já conhecemos – do queijo. As vendas imediatamente aumentaram.

3) Incentive os comentários. Ao invés de você falar bem de si mesmo, é muito mais relevante e crível quando um terceiro o faz. Especialmente se esta outra pessoa for um cliente da sua loja e estiver disposto a publicar elogios em relação aos seus produtos – o que, automaticamente, reduz a sensação de risco para quem está pensando em comprar pela primeira vez no seu e-commerce. A Netshoes, considerada um sucesso de vendas online, valhe-se bem deste recurso. Os comentários dos produtos são publicados na própria página dos mesmos. Lá, até mesmo as avaliações negativas são disponibilizadas, o que aumenta a credibilidade. Algumas soluções de comércio eletrônico, inclusive, automatizam o convite ao comentário e o integram ao Facebook do comprador (publicando-o na timeline do mesmo), a fim de ampliar o impacto deste depoimento. Enfim, há formas diversas de fazê-lo e os resultados, efetivamente, compensam.

4) Seja estratégico nos descritivos. Se os internautas utilizam mais algumas palavras-chave em suas buscas no Google – ou demais mecanismos de busca –, não há motivos para você utilizar outras com menor uso, certo? Escolha bem as palavras que irão compor o descritivo do seu produto, a fim de potencializar o seu SEO.

5) Capriche nos títulos e qualidade das imagens. As fotografias também compõem o conteúdo do seu e-commerce. E acredite: podem ser justamente elas as responsáveis por o internauta optar – ou não – pela compra de um determinado produto. Por isso, seja cuidadoso com a qualidade destas imagens, que devem ser profissionais e, preferencialmente, mostrar ângulos diversos dos itens à venda. Além disso, os títulos que você atribui às imagens também contam para o SEO. Escolha-os com sabedoria… E bons negócios virtuais!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais