A Arte da Tolerância

0

Um texto do escritor Frei Betto para reflexão numa semana que foi de grandes turbulências na área política:

Tolerância é a capacidade de aceitar o diferente. Não confundir com o divergente.

Intolerância é não suportar a pluralidade de opiniões e posições, crenças e idéias, como se a verdade fizesse morada em mim e todos devessem buscar a luz sob o meu teto.

Conta a parábola que um pregador reuniu milhares de chineses para pregar-lhes a verdade. Ao final do sermão, em vez de aplausos houve um grande silêncio.
Até que uma voz se levantou ao fundo: "O que o senhor disse não é a verdade". O pregador indignou-se: "Como não é verdade? Eu anunciei o que foi revelado pelos céus!"
O objetante retrucou: "Existem três verdades. A do senhor, a minha e a verdade verdadeira. Nós dois, juntos, devemos buscar a verdade verdadeira".

Só os intolerantes se julgam donos da verdade. Assim ocorre com Milosevic, ao manter-se intransigente e não admitir os direitos dos kosovares, e com Clinton, ao decidir que seus mísseis são o melhor argumento para convencer o mundo de que a Casa Branca tem sempre razão.

Todo intolerante é um inseguro. Por isso, aferra-se a seus caprichos como um náufrago à tábua que o mantém à tona.
Ele não é capaz de ver o outro como outro. A seus olhos, o outro é um concorrente, um inimigo ou, como diz um personagem de Sartre, "o inferno". Ou um potencial discípulo que deve acatar docilmente suas opiniões.

O tolerante evita colonizar a consciência alheia. Admite que, da verdade, ele apreende apenas alguns fragmentos, e que ela só pode ser alcançada por esforço comunitário. Reconhece no outro a alteridade radical, singular, que jamais deve ser negada.

Ser tolerante não significa ser bobo. Tolerância não é sinônimo de tolice.

O tolerante não desata tempestade em copo d’água, não troca o atacado pelo varejo, não gasta saliva com quem não vale um cuspe.

Ele jamais cede quando se trata de defender a justiça, a dignidade e a honra, bem como o direito de cada um ter seus princípios e agir conforme sua consciência, desde que isso não resulte em opressão ou exclusão, humilhação ou morte.

Das intolerâncias, a mais repugnante é a religiosa, pois divide o que Deus uniu.

Quem somos nós para, em nome de Deus, decretar se esses são os eleitos e, aqueles, os condenados?

Só o amor torna um coração verdadeiramente tolerante. Porque quem ama não contabiliza ações e reações do ser amado e faz da sua vida, um gesto de doação.

Apagão atinge Estados em pelo menos duas regiões do país
Um apagão atingiu vários Estados de pelo menos duas regiões do país entre a noite da quinta-feira (25) e a madrugada desta sexta-feira (26). A falta de luz foi confirmada no Norte e no Nordeste, de acordo com a Chesf (Companhia Hidroelétrica do São Francisco), empresa responsável pela transmissão de energia para oito dos nove Estados nordestinos. As causas do blecaute, no entanto, são desconhecidas.

Extensão
"As informações preliminares que temos indicam que é grande a extensão do apagão, mas não temos como precisar neste momento quantos Estados foram atingidos. Sabemos que o problema atinge pelo menos o Norte e o Nordeste", afirmou João Bosco de Almeida, presidente da Chesf. (UOL)

Exemplo de caráter republicano
O deputado federal Mendonça Prado (DEM) que faz oposição ao governo Marcelo Déda (PT) mostrou ontem, 25, pelo twitter, como um parlamentar se comporta quando coloca os interesses do Estado à frente dos interesses individuais. Escreveu no twitter: “Se o Estado precisa fazer uma operação de crédito e os atos obedecem as leis em vigor, eu não posso ser contra só porque sou oposição!”

Apelo

O deputado Francisco Gualberto (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa, falou durante mais de uma hora na tribuna sobre o projeto de lei do Executivo que pede autorização para receber empréstimo de R$ 727 milhões do Proinveste, programa do governo federal. O petista voltou a fazer vários apelos aos oposicionistas para que não inviabilizem o projeto que vem sendo discutido há mais de um mês na AL.

Inviabilizar: reprovando ou aprovando fora do tempo
“Existem duas formas de inviabilizar o projeto. Ou reprovando na votação em plenário ou aprovando fora de tempo, pois o resultado será o mesmo. Anula a possibilidade de o Estado receber os recursos”, frisou o deputado, lembrando que o prazo para início da tramitação do pleito junto aos órgãos financiadores, BNDES e Caixa Econômica, se esgota dentro dos próximos oito dias.

Entrevista na Mega FM
O governador Marcelo Déda, nesta sexta-feira, 26, irá cumprir a agenda de entrevistas que havia programado na última quarta-feira, 24, para esclarecer assuntos pertinentes ao PROINVESTE, iniciando pela participação no programa "A Hora da Verdade" na Megga FM à partir das 7:30h.

Recomendação médica para evitar aglomerações
Atendendo a ordem médica que o impossibilita de estar presente em ambientes de grande aglomerações, Marcelo Déda pede a compreensão dos demais valorosos profissionais de imprensa de nosso Estado, mas não concederá coletivas devido também ao esforço necessário para atender as diversas demandas que surgem num ato como este.

Senador Eduardo Amorim rebate críticas de governistas
O senador Eduardo Amorim (PSC),manifestou a sua indignação com o comportamento de alguns membros do governo sobre as insinuações que não deseja a aprovação do empréstimo na AL. "Fiz minha parte no Senado, quando o governo de Dilma apresentou o Proinvest. Mas lá, não só eu, como todos os senadores, cobramos explicações sobre o projeto. E fomos atendidos”, disse

Dívida imensa
O senador disse ainda que entendo que os deputados sergipanos, de maneira responsável, querem o mesmo do governo estadual. “Afinal, terra arrasada pode ser aquela em que um Estado contrai uma dívida imensa e não dá explicações sobre esse endividamento", esclareceu Eduardo Amorim.

Empréstimos
Eduardo destacou que os próprios secretários informaram que o governo vem tomando empréstimos vultosos nos últimos anos. "Foram um bilhão e cinquenta milhões de reais desde 2008. E hoje, entre amortização e juros, pagamos cerca de R$ 340 milhões por ano. Com esse novo empréstimo esse pagamento chegará a R$ 500 milhões por ano a partir de 2015 e pelos próximos vinte anos, ou seja, pelos próximos cinco governos. Diante de um tema tão sério, é claro que os deputados têm que tomar todo cuidado. E cabe ao governo convencer os deputados. Não adianta me atacar, pois não sou eu que votarei. Os votos são dos nossos deputados, que são responsáveis e capacitados para tomarem essa decisão", disse Eduardo Amorim.

Contas aprovadas
As contas do último ano de gestão do ex-prefeito de Carmopolis, jornalista Theotônio Neto, foram aprovadas, ontem, pela Câmara Municipal. Os vereadores confirmaram, por unanimidade, o parecer prévio favorável emitido pelo Tribunal de Contas do Estado.

Salve, Comandante Marcos Prado
Uma bela homenagem do médico Lúcio Antônio Prado Dias para o irmão/amigo Marcos Prado Dias que faleceu recentemente. Marcos fazia parte do clube da meia dúzia de leitores deste espaço.  O texto foi postado na coluna dele aqui na Infonet. Descansa em paz, Comandante! Deixa que teu exemplo comande: https://.infonet.com.br/lucioprado/ler.asp?id=135592

Menores e adoção
Processos de adoção de crianças e adolescentes só devem ser autorizados quando se esgotarem todas as chances de permanência ou retorno dos menores para junto de suas famílias originais. Convencido do acerto desse princípio, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) acaba de apresentar projeto de lei (PLS 379/2012) para tornar mais claro o dispositivo do Estatuto da Criança e do Adolescente que se refere às adoções.

Estatuto
Como observa o senador, o estatuto define a adoção como medida "excepcional e irrevogável", com a ressalva de que só deve se recorrer a ela quando esgotados os recursos de manutenção da criança ou adolescente na família natural ou extensa, que inclui também parentes próximos com os quais o menor mantenha vínculos de afinidade e afetividade.

Esforços
Para Valadares, ao mencionar apenas o termo "manutenção", o dispositivo que trata do assunto (artigo 39) deixa margem para tratamento diverso na hipótese de menores que estejam afastadas da família, seja por se encontrarem em lar substituto, sob guarda ou tutela ou ainda quando tiverem sido abandonados.A rigor, conforme o autor, nesses casos o que se exige são esforços para que as crianças voltem a viver ao lado de suas famílias.Por isso, de acordo com seu projeto, o dispositivo deixará expresso que a adoção será admissível quando esgotados todos os recursos de "manutenção e as tentativas de reinserção" do menor na família natural ou extensa.

Royalties: Câmara deve votar nova lei será votada na semana que vem
FSP – O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), afirmou que a votação do projeto que estabelece uma nova lei de royalties do petróleo está pautada para acontecer na próxima semana, dias 31 e 1º. Os royalties são um percentual do lucro obtido pelas empresas pagos ao Estado como forma de compensação pelo uso de recurso natural.

Distribuição
O projeto causa divergências porque Estados produtores, como Rio de Janeiro e Espírito Santo, querem que os royalties sejam pagos somente a eles, enquanto outros Estados querem a distribuição para todos. O Planalto já anunciou que pretende fazer as licitações em maio e novembro de 2013. O governo quer a aprovação do projeto dos royalties antes de retomar o processo de rodadas de áreas de petróleo para evitar questionamentos de empresas na Justiça.

“O Brasil de Tito”. Blog de estudante de turismo de SE
O estudante de turismo Tito Garcez lançou um blog que tem como foco mostrar relatos, informações e fotografias de diferentes destinos e atrativos que ele teve a oportunidade de conhecer no Brasil. Ele iniciou com uma série de postagens apenas sobre São Cristóvão. Vale a pena conferir: https://.titogarcez.com  E a página no Facebook: https://.facebook.com/OBrasilDeTito

Protesto na invasão Recanto do Manguezal
O vereador eleito de Aracaju, Max Prejuízo promoveu, um café da manhã à imprensa ontem,25, em protesto ao que definiu como descaso da Prefeitura Municipal de Aracaju para com os moradores da invasão Recanto do Manguezal."Há quase 12 anos essas pessoas estão vivendo nessa situação difícil, condição de vida sub-humana. Desde 2009, através de reuniões no Ministério Público, há uma negociação com a PMA para a retirada desses moradores da invasão e o realojamento em moradias dignas. Nada foi feito. O que fazemos hoje aqui é um apelo por moradia digna para essa comunidade que vive em um verdadeiro cativeiro social", desabafou Max.

Invasão doente
O professor e sanitarista Fernando Leite realizou entre os meses de julho e agosto, exames laboratoriais junto à comunidade, visando identificar parasitoses. "O resultado encontrado nos exames é gravíssimo. Essa é uma área de risco, e representa um problema grave de saúde pública. 67,3% da população estão infestadas e 72,7% são crianças e adolescentes. Faço um apelo ao prefeito para que tome as devidas providências", disse Fernando.

Desafios em Maruim
O prefeito eleito de Maruim, Jeferson Santana (PMDB), já definiu quais serão as suas prioridades a partir de janeiro de 2013. O ex-prefeito afirmou que fará um governo de reconstrução, especialmente na área da saúde. "Hoje os povoados de Maruim estão desassistidos, tudo ficou concentrado na Clínica de Saúde da Família. Os postos não têm médicos e nem remédios. A população está abandonada", alertou o ex-prefeito, ao garantir que uma das primeiras medidas será o retorno das equipes do Programa de Saúde da Família (PSF) nas unidades.

Habitação
Jeferson pretende implantar um moderno programa habitacional em Maruim. "Buscaremos parcerias com os parlamentares sergipanos em Brasília para a implantação de um programa habitacional. É inadmissível que nos dias de hoje ainda existam pessoas residindo em casas de taipa em Maruim", concluiu o prefeito eleito.

Nota I – Japaratuba
Em resposta a notas publicadas na Coluna do jornalista Cláudio Nunes, veiculadas ontem, 25, a Assessoria de Comunicação da prefeita eleita Lara Moura, que segundo o TSE, consagrou-se vitoriosa no último pleito eleitoral no município de Japaratuba com mais de cinco mil votos válidos, chegando ao percentual de 96,3%, esclarece ser inverídico o conteúdo publicado. Isto porque as eleições ocorreram dentro do trâmite legal, de acordo com as regras eleitorais dispostas muito antes do início da campanha, não havendo obscuridade nenhuma para ambos os candidatos. Estranho é um candidato já condenado em duas oportunidades recursais no TRE pelo mesmo placar de 6×0, sendo impugnado e enquadrado como candidato Ficha Suja, querer concorrer ao pleito eleitoral sabendo da sua ilegalidade e inelegibilidade.

Nota II – Japaratuba
"Querem transformar ficha suja, em ficha limpa". Mais uma vez esta Coluna erra por colocar como manobra obscura, um rito ordinário que ocorre em todo o legislativo municipal do país. As contas do ex-prefeito de Japaratuba, Gerard Olivier, foram enviadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Sergipe – TCE/SE, sendo feito o protocolo regimental da Câmara. E os parlamentares presentes à referida sessão de terça-feira, 23, entenderam que a Corte de Contas, que tem um corpo técnico preparado, e de forma prática após terem avaliado os processos recebidos aprovaram as conclusões do TCE. Onde das quatro Contas Anuais, duas orientavam pela aprovação e duas pela rejeição, e desta forma os vereadores votaram de acordo e sem contestação as quatro Contas encaminhadas pelo Tribunal.

Nota III – Japaratuba
O Sr. Gerard Olivier infringiu os critérios da Legislação Eleitoral vigente, sendo um "Ficha Suja" já julgado por duas vezes no TRE e uma no TCE/SE, perdendo em todas. Agora mais uma vez os advogados do Sr. Gerard querem anular todos os processos técnicos do TCE/SE na Comarca de Japaratuba, desrespeitando as Leis com o objetivo claro de transformar um "Ficha Suja", que tem dívida definida com a justiça, em alguém acima dela. Assim, colocando o magistrado responsável da Comarca e toda a Justiça em cheque para na vontade desmedida de se chegar ao poder, rasgando as Leis do País de forma inadmissível.  O que o cidadão espera é que a justiça seja feita com quem não teve responsabilidade com as contas públicas, a exemplo do ex-prefeito.  (Ascom/Pref. Lara Moura).

Saint-Gobain vai produzir embalagem de vidro em Sergipe
Deu no Valor Econômico: “A divisão de vidros do grupo Saint-Gobain anunciou nesta quarta-feira um investimento de R$ 228 milhões na construção de uma fábrica em Sergipe. O empreendimento será erguido no município de Estância, a 67 quilômetros de Aracaju, e se destinará à produção de embalagens de vidro.

195 empregos
A unidade irá produzir 77 mil toneladas de vidro por ano e deverá entrar em operação em 2015, segundo informou o diretor-geral da divisão de embalagens na América Latina da Saint-Gobain, Américo Denés. O secretário de Desenvolvimento Econômico de Sergipe, Saumíneo Nascimento, informou que a fábrica irá empregar 195 pessoas.O investimento deverá ser financiado pelo Banco do Nordeste. O governo de Sergipe ofereceu desconto na alíquota do ICMS e a Prefeitura de Estância doou o terreno onde será erguida a fábrica.

Fórum de Resíduos
A abertura dos trabalhos do III Fórum de Resíduos, da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH), contou com uma palestra que destacou a importância das discussões sobre a destinação final e aspectos ambientais dos descartes de resíduos em locais inadequados. O evento realizado na manhã desta quarta-feira, 25, reuniu um público formado por profissionais da saúde, do meio ambiente, além de gestores da Fundação.   Na oportunidade, o diretor operacional da FSPH, Sérvulo Nunes, destacou a importância do evento, que este ano aborda a temática,Produção Mais Limpa”.

Contribuição
O papel do Fórum é o de contribuir com debates e na busca de soluções para as questões da produção e destinação de resíduos sem prejuízos ambientais, frisou. O Fórum tem como objetivo contribuir para difundir a prática do desenvolvimento da gestão mais limpa nos órgãos da administração pública, pequenas, médias e grandes empresas de Sergipe.

Transformação
O primeiro palestrante abordou um tema polêmico, os prejuízos causados à saúde e ao meio ambiente pelo descarte inadequado dos resíduos. De acordo com Pedro Stech, da empresa Destra Ambiental, o país está passando por um período de transformação social, com o aumento do poder de compra do brasileiro. “O aumento do consumo de bens gera o aumento na produção de resíduos”, alertou e.

Histórico
Stech traçou um histórico da destinação dos resíduos no Brasil nas últimas décadas e defendeu a adoção de soluções para os problemas ambientais causados pelo descarte inadequado dos resíduos com logística reversa e a racionalização no uso de recursos naturais. Como resultado, as empresas e instituições públicas e privadas não agridem o meio ambiente, gera economia e melhora a competitividade no mercado, ressaltou.

Gerenciamento
Na segunda parte do evento, Patrícia Ribeiro, gerente de Resíduos da FSPH, apresentou o case da unidade Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), no processo de implantação do Programa de Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde (PGRSS). Ela relatou que iniciou o programa com o levantamento de dados, verificação de possibilidades, análise de riscos e propostas de melhorias.
 
Programação  
O III Fórum de Resíduos segue na sexta-feira, 26. Dentre os temas que ainda serão abordados, constam: Protocolo de Quioto e aquecimento global – palestrante: Sandro Costa; Edificações sustentáveis – Palestrante: Vital Ribeiro; Sustentabilidade ambiental e as pequenas empresas – Palestrante: Emanoel Silveira Sobral; Gestão mais limpa em serviços de saúde – palestrante: Acher Kiperstok, além da apresentação oral de trabalhos científicos relacionados às temáticas.

SINTESE entra no STF com  ADI contra a Lei 213/2011
A assessoria jurídica do SINTESE, através da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE protocolou na tarde da última quarta-feira (24) no Supremo Tribunal Federal -STF a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4871. A ação questiona o efeito da lei estadual 213/2011 que desvinculou a formação em Nível Médio do quadro permanente de educadores da rede estadual.

Decisão da categoria
“A ADI é uma ação do sindicato decidida pela categoria, foi feita uma ampla reflexão para que todos os passos jurídicos fossem cumpridos para não corrermos o risco de inutilizar este recurso. Estamos agora na expectativa da avaliação do Supremo Tribunal Federal desta solicitação do magistério sergipano”, disse a vice-presidente do SINTESE, Lúcia Barroso,De acordo com informações do site do STF a relatoria da ação ficará a cargo do Ministro Celso de Mello.

Argumento da ADI
Para o advogado Henri Clay Andrade o argumento jurídico para a ADI é que o Estado de Sergipe não pode alterar a carreira do magistério. Apesar de o Brasil ser uma república federativa e os Estados terem competência para legislar, as alterações na carreira dos professores só podem ser realizadas através de lei federal e somente a União tem a competência constitucional de estabelecer tais leis. Atualmente é a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9394/1996) que estabelece os parâmetros para a carreira do magistério no país.

“Coisa de Negro” estreia em Novembro na Aperipê FM
A partir de 1º de novembro, às quintas-feiras, das 9h as 10h da noite, Lelê Teles, na companhia do maestro e pesquisador Pedrinho Mendonça, apresentará todas as pigmentações que fazem a alegria e o colorido da música negra durante o programa Coisa de Negro, na Aperipê FM.

Influência
Uma viagem pelo continente africano e a sua influência na música, literatura, cultura e poesia dos cinco continentes. “Um programa que terá como cenário a música negra para contar a influência da cultura afro no mundo, narrando um pouco a história da diáspora negra, na literatura, poesia e cultura,” afirma Lelê.

Matizes africanas
O programa ‘Coisa de Negro’ se propõe a fazer uma discussão inteligente e vibrante sobre as matizes do continente africano, através da participação de pesquisadores e estudiosos da cultura negra, discutindo também a contribuição desta na música, cultura e identidade do povo sergipano.

Raízes
Lelê ressalta que hoje o Brasil passa por momento de transformação política, econômica e cultural, com o negro se inserindo ainda mais na classe média e em posições de destaque da sociedade. E o programa, segundo ele, fortalecerá ainda mais este momento, apresentando e debatendo as raízes e a história da sua origem.Para o diretor da FM Aperipê, Alex Santana, Coisa de Negro enriquecerá ainda mais a programação da emissora, sempre alinhada com a proposta educativa, fomentando cultura e informação junto ao público.

50 anos
O Conselho Regional de Farmácia de Sergipe (CRF/SE) celebra no dia 29 de outubro 50 anos de fundação. Ao longo desse tempo, a história do CRF/SE foi marcada por desafios e conquistas pela consolidação da profissão farmacêutica no Estado. Hoje, 26, a partir das 19h30, o CRF comemora com os farmacêuticos no Espaço Nobre, a passagem da data. O presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter da Silva Jorge João, estará em Aracaju para prestigiar o evento.

História do CRF
Quem acessar o site do CRF https://.crfse.org.br vai poder conferir um pouco da história e luta do Conselho nesses últimos anos. Várias autoridades já deixaram seus depoimentos parabenizando o CRF pela data, os farmacêuticos também estão convidados a deixar sua declaração em homenagem ao CRF.

Encontro Internacional: bons resultados para empresas de SE
Três empreendimentos localizados no interior de Sergipe estão obtendo bons resultados no XVI Encontro Internacional de Negócios do Nordeste, realizado no Hotel Bahia Othon Palace, em Salvador. Eles fazem parte de uma missão técnica organizada pelo Sebrae Sergipe, que conta com a participação de 23 empresários do Estado, dos segmentos alimentação, confecção, artesanato, cosméticos.

Ramos
As três empresas do interior são de áreas diferentes, uma atua no ramo de produtos alimentícios, a outra trabalha com confecção esportiva e a terceira com confecção em geral. Elas tem em comum o fato de terem suas sedes em municípios do interior e de serem referências em seus respectivos mercados.

Cooperativa
A COOFAMA – Cooperativa dos Produtores de Mandioca de Campo do Brito, trabalha com farinha e derivados da mandioca e está participando do EINNE pela primeira vez. A cooperativa começou com 29 sócios e hoje já são 52 cooperados. Além da farinha, o grupo produz mais 11 itens como biscoitos de goma, goma seca e molhada, macaxeira in natura e empacotada. De acordo com o diretor de Negócios e Finanças da COOFAMA, Paulo Santos Conceição, um dos pontos mais positivos do Encontro é ter oportunidade de mostrar os produtos para o Brasil e o mundo.

Confecção esportiva
Já o empresário Francisco Libório, que possui um empreendimento em Lagarto que produz confecção esportiva, participa pela sexta vez do EINNE. Com 25 encontros de negócios agendados no evento, a perspectiva de firmar parcerias comerciais também é grande. “Cada reunião que a gente participa, é uma nova oportunidade de negócios que surge, e isso é bastante motivador. Os encontro estão sendo bem promissores e estão surgindo boas propostas comerciais. Vale destacar uma empresa do Rio Grande do Sul, que ficou bastante interessada nos nossos produtos”, diz Francisco Libório.

Mercado
Para Taciane Fonseca, empresária de Itabaianinha com cinco anos no mercado, que participa do Encontro Internacional pela segunda vez, o mais importante em participar de um evento desse porte é poder observar como funciona o mercado. “Para poder participar do mercado externo a empresa tem que estar trabalhando de uma forma bem ajustada. Os contatos foram bons, mas o que mais aprendi nesse encontro foi poder detectar os pontos fortes do nosso negócio e, principalmente, o que precisa ser melhorado. Pude ver como funciona nosso produto lá fora, em que mercado a gente se encaixa, qual país pode ser mais promissor”, afirma Taciane.

Oportunidade
O gerente do Sebrae, Para Paulo Afonso, acha primordial que o empresário participe de eventos internacionais, pois quem tem oportunidade de participar do encontro de negócio começa a olhar para o mercado com outros olhos e percebe que existem outras formas de se trabalhar. “O evento estimula a empresa melhorar os procedimentos de gestão, analisar quais produtos estão sendo mais procurados pelos compradores nacionais e internacionais, ajustando sua linha de produção. O mercado atual é muito exigente, obrigando o empreendedor a mudar sua postura”, destaca Paulo Afonso.

Flagrantes esportivos I
O STJD ressuscita a censura. Opinião: As recentes atitudes tomadas pelo procurador-geral do STJD – Superior Tribunal de Justiça Desportiva estão causando espécie nos meios esportivos do país. Esclareça-se que esse órgão da justiça desportiva brasileira não tem nada a ver com o Poder Judiciário do país. Em dois casos recentes, o citado procurador atuou com mão de ferro. No primeiro deles, por causa da manifestação da torcida do Náutico, no Recife. No segundo, no último domingo, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, quando a torcida do Atlético Mineiro protestou, veementemente, contra a CBF, com uma faixa colocada de cabeça para baixo, e com as cores do Fluminense. A atuação do procurador fere, frontalmente, o direito que cada cidadão tem de se expressar livremente. O procurador fundamenta suas denúncias no Estatuto do Torcedor. Mas está indo longe demais e por isso tem sido criticado por vários setores da imprensa. Este blog concorda com essas críticas. /// CONMEBOL prepara uma grande competição. Uma Copa América extra, com 20 países, para comemorar o centenário da entidade que comanda o futebol sul-americano. /// Muito comentada a intromissão do goleiro Rogério Ceni, que sugeriu a entrada de Cícero no time tricolor paulista. Nei Franco, o treinador, não gostou nada. E disse à imprensa: cada macaco no seu galho.

Flagrantes esportivos II
O Fluminense derrotou o Coritiba por 2 x 1 e manteve a liderança do campeonato brasileiro da série A. 29 mil torcedores assistiram à partida, realizada no Engenhão, Rio de Janeiro. /// A rodada do brasileirão, aberta ontem, será complementada no sábado, vez que domingo não haverá jogos, por causa do segundo turno das eleições municipais. /// Federação Sergipana de Futebol decidiu proibir o acesso da imprensa à reunião do dia 31, quando será definida a fórmula do próximo campeonato estadual da série A. /// Ainda tem muita gente com saudade da ditadura. /// O Confiança contratou o zagueiro Valdson.

Curtas
Prorrogação da redução do IPI para automóveis vai prejudicar os municípios, afirma Edvaldo Nogueira. /// FIFA pressiona governo de Pernambuco visando a acelerar as obras de estádio para a Copa das Confederações. /// Julgamento do MENSALÃO joga o caso Cachoeira no esquecimento. /// Para entrar na ACADEMIA não é preciso ser escritor. De ginástica, é claro. /// Acumulada da Mega da Virada até o momento é 20 por cento menor do que a do período correspondente de 2011. /// Já a energia elétrica poderá baixar 20 por cento, em 2013. /// Indicação de Paulinho das Varzinhas para relator de empréstimo não passa de “vendetta” contra Jackson Barreto. /// CPI da comunicação pode ser “tiro no pé” de alguns deputados. /// Em Salvador, Mário Kertsz, candidato do PMDB, apóia Pelegrino do PT e deixa o partido. /// Kertsz foi o Almeida Lima da Bahia. /// PSD de Kassab terá uma vaga na próxima reforma do ministério. /// Câmara dos Deputados deverá votar o projeto dos “royalties” do petróleo na próxima semana.

PELO TWITTER

www.twitter.com/Iran_Barbosa Concordo com Mário Quintana: "Quem faz um poema salva um afogado." Aqui em SE precisamos de muito mais poemas! Tem muita gente se afogando!

www.twitter.com/emanuelcacho DIVORCIO: 1 ano na justiça, hj saiu a sentença, ligo para a cliente e dou a notícia. Do outro lado da linha: "Mas doutor ele voltou".

www.twitter.com/Edu_Barreto "(…) Há que se ter muito humor, dos bons, para atravessar o imprevisível dos dias." (Priscila Rôde)

www.twitter.com/Mmauriciolobo Enquanto deputados continuam brincando de WAR na ALESE os sergipanos ficam observando as jogadas estratégias com vistas politiqueiras p 2014.

www.twitter.com/sergioalves1 O mesmo cara que se beneficia de Concessões Públicas para obter lucro e fazer política vem dizer que não quer que o POVO pague uma conta. Hipócritas me enojam.

www.twitter.com/AmaralFolha Não me acostumo com esta rede.É uma encruzilhada onde se pode depositar os despachos da nossa vaidade,um spa social.Viva o Facebook!

www.twitter.com/SidinhoCavalcan Apesar de estar morando em Ssa, sempre leio sobre o meu Sergipe, e concluo que a política está acabando com o orgulho de ser sergipano.

www.twitter.com/DjCello "O maior prazer na vida é realizar aquilo que as demais pessoas acham que você é incapaz de fazer. " Bom dia.

www.twitter.com/diogobsouza Infelizmente, me parece que não há forma sutil de se livrar de um chato.

www.twitter.com/georgelemos1986 Curtiram meu silêncio nas redes? Algumas horas sem conexão, devem ter sido aliviantes nas timelines, mas… já voltei.

www.twitter.com/clsamu192 finalmente chegou um pouco de material de limpeza nas bases do SAMU, mandem rezar uma MISSA.

DO LEITOR

Sobre o descaso com o Batistão.
Do leitor Thiago Santana  (xthiaguse@hotmail.com): “Esse ano, nós da torcida do Sergipe esquecemos uma faixa no estádio, informamos aos responsáveis que guardaram-a. Quando fomos pegar, fomos informados que a faixa teria sido entregue a outra pessoa. Uma grande mentira, já que fomos informados que pessoas que trabalham lá, levaram a faixa para utilizar de outras formas. Também informo que após alguns jogos em dias de semana, o Batistão fica completamente aberto e com os refletores ligados até boa parte da madrugada. É um total descaso com a administração da nossa maior praça.”

ARTIGO

Preservação Ambiental pra quem?

Professor José Wallace Bezerra Nascimento*
Ítalo Alves Bezerra do Nascimento**

Crianças circulando indo e vindo das escolas. Pais nos finais de semana caminhando com suas crianças e lhes mostrando os pássaros já tão raros. Desfiles de pessoas com seus cães em exercício de interação com a natureza . A possibilidade de sobrevivência de raposas, iguanas, saguís e pássaros, animais raros como Pica-paus de cabeça vermelha, corujas e gaviões que disputam espaço com os bem-ti-vis.

Este ambiente é propiciado por um bosque contendo árvores de diferentes espécies como pés de aroeira, tamarindo, graviola, banana, amêndoa, manjelão, amora, côco além de pés de pau-brasil e outras árvores e arbustos tão importantes para esse ecossistema, mantido há trinta anos por moradores dedicados.

A derrubada das árvores e completa destruição desse ambiente é permitida, segundo a Adema – órgão estadual que liberou tal ação –, por conta de que as árvores não são nativas e sim exóticas. A derrubada desse ecossistema tem o objetivo de transpassar-lhe uma rodovia e revestir um canal para que sirva de escoamento de dejetos: verdadeira fossa a céu aberto, sem trazer qualquer benefício aos habitantes da área. (Inclua-se aí as raposas, iguanas e outros habitantes sem voto – seriam os animais também exóticos e, portanto, extermináveis?). É importante ter em foco a obrigatoriedade de uma área verde proporcional à habitada, para atender à legislação municipal, estadual e federal vigente, além de garantir uma razoável qualidade de vida. O processo de urbanização não tem de passar, necessariamente, pela destruição das zonas arborizadas: rodovias e árvores podem e devem coexistir.

Falar é fácil e fazer é mais fácil ainda quando não se tem compromisso com as causas ambientais nem com a qualidade de vida dos cidadãos que, órfãos de administradores conscientes, não sabem a quem recorrer. A legalidade dessas ações é alcançada pelo viés da lei, que taxa as árvores em exóticas e nativas, decretando a morte das primeiras e a extinção das últimas.

É difícil, senão impossível convencer alguém de alguma coisa quando ela ganha para não ser convencida. Este quadro não é novo. Temos visto na questão da Camada de Ozônio e na do Aquecimento Global. As situações são diferentes mas os protagonistas são exatamente os mesmos: hienas em pele de cordeiros. Falsos defensores do meio ambiente de todos e compromissados com o desenvolvimento pessoal e insustentável de alguns, porque a natureza cobrará o seu ônus. Só que pagaremos juntos, senão pela ação certamente pela omissão.

Qual consolo pode restar de tal situação? Que lição se pode tirar aqui e alhures?

Se queremos melhorar nossa cidade precisamos melhorar as pessoas. Torna-las mais contentes nos locais onde habitam e, por consequência, mais solidárias umas com as outras.  Impor projetos feitos e aprovados por órgãos caducos à sociedade nunca foi nem será solução para nada. Será que temos que reinventar a roda? Alguma coisa está fora da ordem! Bem disse o poeta.

*José Wallace Bezerra Nascimento – Geólogo / Geoquímico; Professor da Universidade Federal de Sergipe;
**Ítalo Alves Bezerra do Nascimento – Estudante de Sistema de Informação na Universidade Federal de Sergipe.  Moradores da Rua Laguna, conjunto Beira Mar I.

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun  

Frase do Dia
“Porque se chamavam homens/Também se chamavam sonhos/E sonhos não envelhecem…"
Milton Nascimento, cantor e compositor brasileiro, nasceu em 26 de Outubro de 1942.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários