A gênese da corrupção no Brasil

0

“ O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

"Essa tolerância em relação ao ilícito, (…) esse descompasso entre a norma jurídica e a prática cotidiana, isso tudo remonta ao séc. XVI" 

O retraro do Brasil hoje não é diferente do século XVI. É o que pensa a professora e historiadora Adriana Romeiro, da UFMG, que concedeu uma excelente entrevista ao Valor Econômico (jornalista Marcos de Moura e Souza) neste fim de semana, onde falou do livro lançado por ela, "Corrupção e Poder no Brasil.”

Os principais pontos:

Desde quando o enriquecimento ilícito aparece como um problema da administração pública no Brasil?

Adriana Romeiro: Isso começa em meados do século XVI. É a denúncia mais recuada no tempo, que envolve Mendes Sá, que veio para Salvador na condição de governador-geral. Poucos anos depois de sua chegada, ele já é acusado de enriquecimento ilícito. Centenas de governadores foram objeto dessa acusação. Muitas denúncias começam assim: Fulano de Tal chegou pobre de Portugal, endividado e já está milionário, comprando terras, engenho de açúcar.

Valor: A senhora acha que há semelhanças com o ano de 2017?

Adriana: É a mesma coisa. No Rio, todos os governadores do século XVII foram acusados de enriquecimento ilícito. Há um caso do governador do Rio Salvador Correia de Sá e Benevides. O Rio sempre foi muito ameaçado pelos franceses, que chegaram a invadi-lo no início do século XVIII. O governador resolve construir uma grande muralha para cercar a cidade. Faz uma espécie de vaquinha com a população local e arrecada um valor altíssimo, mas constrói uma muralha de taipa, de adobe, que não protege a cidade e que estava longe do projeto original. Ele tinha arrecadado dinheiro suficiente para fazer uma maior, mas embolsou dinheiro.

“Essa mentalidade do Estado para ser apropriado, defraudado, espoliado é uma coisa que vem lá do século XVI, e explica essa cultura da corrupção.”

Valor: Quais outras visões sobre malfeitos da época que perduram hoje?

Adriana: Há uma ideia de que se você enganar o Estado, não tem problema porque o Estado é voraz, cobra tanto imposto. E quem frauda o seguro-desemprego, quem turbina o imposto de renda acha que enganar o Estado não é uma coisa ilícita, pelo contrário, é quase uma vingança. Essa mentalidade do Estado para ser apropriado, defraudado, espoliado é uma coisa que vem lá do século XVI, e explica essa cultura da corrupção. Há outra questão: a forma como as nossas elites tiveram de se constituir como elites. Elas estão produzindo açúcar no Nordeste, tabaco no Recôncavo Baiano, ouro aqui em Minas. Todas elas são submetidas a uma política metropolitana, que é uma política que cobra impostos e que se apropria de parte desses lucros. Como essas elites vão driblar essa política? Por meio do contrabando, do suborno às autoridades, do desenvolvimento de negócios que são condenados pela coroa. As nossas elites se valeram dessas práticas para conquistar espaços de poder e ao mesmo tempo um quinhão dos lucros da colonização.

“…O que acho que é comum e que pertence a esse passado é essa tolerância às ilicitudes, a forma como as nossas elites têm esse aprendizado da prática das ilicitudes…”

Valor: A corrupção de hoje é uma herança que sobreviveu por séculos?

Adriana: É algo que no Brasil existe desde o século XVI. Essa tolerância em relação ao ilícito, essa ideia de que a lei não é para ser respeitada, esse descompasso entre a norma jurídica e a prática cotidiana, isso tudo remonta ao século XVI. A forma como pensamos a esfera pública, o espaço da política. A gente tem uma cultura de corrupção que está entranhada no nosso cotidiano que remonta ao século XVI. É claro que só isso não explica a corrupção de hoje, porque o mundo de hoje é muito diferente daquele do passado, tem vários outros fatores concorrendo. O que acho que é comum e que pertence a esse passado é essa tolerância às ilicitudes, a forma como as nossas elites têm esse aprendizado da prática das ilicitudes. No meu livro não falo nada sobre o presente. Mas fui me dando conta de que tudo que estava naquele período está presente hoje. Eu vejo um processo de longa duração. Estamos presos ainda a esse passado colonial.

Toda entrevista em: http://www.valor.com.br/cultura/5119998/genese-da-corrupcao 

Belivaldo e Valadares: dois ex-aliados que querem levar a briga para  urnas. Cansam o Povo! Tem jeito não! Dois políticos experientes como o vice-governador Belivaldo Chagas e o senador Valadares quase que semanalmente mostram para a opinião pública um dos motivos do desgaste da classe política.

Vice-versa Aliados de mais de 30 anos, após o rompimento do ano passado em toda entrevista Belivaldo alfineta o senador porque sabe que ele não fica calado. E aí vem a resposta e vice-versa. Não têm o mínimo de respeito do passado que conviveram juntos e cada um acha que está ganhando voto. Estão não amigos, pelo contrário, estão ajudando a desgastar a imagem de vocês.

Castigos ajoelhados no milho Parecem aquele casal que se separou e um vive falando do outro, para os amigos. Se fossem crianças mereceriam um castigos ajoelhados no milho na praça da Igreja Matriz de Simão Dias…  Nem Nossa Senhora de Santana aguenta mais….

Almeida Lima, na imprensa, sobre Cláudio Nunes: "como é resistente esse rapaz. Na nossa gestão não vão encontrar chifre em cabeça de cavalo" Do blog: “ótimo, então quem não deve não teme (Ou Temer!), continuaremos vigilantes!”

Não procede censura a Jailton Santana na Aperipê FM Ontem, 15, circulou informação que o radialista Jailton Santana tinha sido censurado na Aperipê FM por conta de uma entrevista polêmica com o ex-candidato a prefeito de Aracaju, João Tarantela. Jailton explicou ao blog que não procede e que há dois meses vem reclamando da situação dos telefones, que, por problemas técnicos só estava funcionando uma linha.  Segundo Jailton a promessa é na próxima semana o problema seja resolvido.                                                                                                                              

A responsabilidade de fiscalizar as duas rodovias estaduais de Aracaju é da CPTran.

Comando da PMSE passou competência de fiscalizar rodovias dos Náufragos e Sarney para a CPTran Não é mais o Batalhão de Polícia Rodoviária estadual – BPRv, o responsável pela fiscalização das rodovias que ficam em Aracaju, dos Náufragos e Sarney. O blog foi informado que o comando passou a competência para a CPTRan. Então a cobrança para apreender e punir os donos de animais que ficam pastando nessas duas rodovias é para a CPTRan. Acorda comando! Antes que um acidente grave ocorra.

Divina Pastora: oposição elege presidente da Câmara  Depois de uma eleição realizada no dia 03 de agosto, que parou no Ministério Público e, através da intervenção do promotor da Comarca, em comum acordo com as bancadas de oposição e situação foi realizada na quinta-feira, 14, a eleição da Mesa Diretora. Confirmou-se a vitória da oposição elegendo Paulinho de Jessé, presidente, vice, Luizão, 1º secretário, Juca e 2ª secretário, Odilon. A base do prefeito Sylvio Cardoso é minoria hoje.

Os pesos e medidas do TRE/SE  O blog consultou um jurista renomado e mostrou dois casos que da pauta do TRE/SE. O primeiro, o de Laranjeiras, cuja candidatura foi cassada essa semana e o outro de Frei Paulo. O jurista não soube explicar que casos iguais, em um foi cassado e em outro deu empate ontem. Ou seja, cassar um e absolver o outro.

Orçamento Laranjeiras O radialista George Magalhães leu nota sobre o orçamento deixado por Juca Bala, de R$ 160 mil. Na coleta de lixo na administração dele gastava R$ 400 mil e agora R$ 190 mil. “Responda por favor ex-prefeito de Laranjeiras”, indagou George.

Grito pelo Velho Chico  O governador de Sergipe, Jackson Barreto, e o governador de Alagoas, Renan Filho, reuniram-se na sexta-feira, 15, no município alagoano de Penedo, para discutir ações efetivas para revitalização do São Francisco. Jackson levou a Alagoas uma Nota Técnica de Avaliação dos Impactos Econômicos e Sociais da Redução da Vazão do São Francisco que, assim como os discursos da reunião, será publicada em um livro a ser lançado pelo governo alagoano, como parte dos atos que marcaram a celebração dos 200 anos de Alagoas.

Risco de colapso O estudo, elaborado pelo governo de Sergipe, alerta para o risco de um colapso no sistema de abastecimento da Região Metropolitana de Aracaju e de outros municípios do estado. O documento detalha as ações que o governo vem adotando para atenuar as consequências das sucessivas reduções da vazão do Rio São Francisco, buscando adequar algumas captações, a fim de assegurar o abastecimento dos diversos municípios à beira do Rio São Francisco, o que vem causando transtornos e despesas para a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso).

Vazão Umas das principais preocupações dos governadores, a vazão do rio São Francisco vem sendo reduzida de nos últimos anos, baixando de 1.300 m³/s para 600 m³/s, tendo, por fim, chegado a 580 m³/s na última semana. É a maior seca em quase 90 anos. A vazão natural média anual do São Francisco é de 2.846 m³/s, mas ao longo do ano pode variar entre 1.077m³/s e 5.290m³/s.

Crisie hidrica “Tive que ir a São Paulo, pedir a tecnologia utilizada durante a crise hídrica daquele estado, para prevenir um desabastecimento. Estou apreensivo porque se não chover na cabeceira do rio e no oeste da Bahia, teremos problemas com o abastecimento. Estamos aqui para dizer a Chesf [Companhia Hidroelétrica do São Francisco] e ao governo federal que é preciso uma providência urgente. É o momento de fazer um grito de alerta em defesa do São Francisco. Sergipe, Bahia, Alagoas e Pernambuco são banhados pelo rio, mas Sergipe é o mais prejudicado com a diminuição da vazão. As vozes dos governadores têm um peso maior. A revitalização não pode ser tratada como discurso”, defendeu Jackson Barreto.

Seminário Desafios e Perspectivas para a construção do Canal de Xingó Já o deputado federal Valadares Filho destacou o seminário realizado em Glória para debater o canal de Xingó, que teve a participação de lideranças da região, populares o senador Valadares, deputados, prefeitos de Glória, Monte Alegre, Propriá e Canindé e diversos vereadores. “Hoje demos mais um importante passo para finalmente atingir a redenção do povo sertanejo.. Saímos de Nossa Senhora da Glória mais confiantes e seguros de que conseguiremos a segurança hídrica que o sertanejo tanto precisa”, avaliou.

Imagina sem a prefeitura  A empresa responsável pela construção da termoelétrica na Barra dos Coqueiros enfrentou protesto de trabalhadores que querem maior participação da mão de obra local na obra. Estão certos os trabalhadores, mas é preciso lembrar que a empresa é privada, contrata quem bem entender. Agora, a situação poderia estar bem pior se não fosse uma ação da prefeitura da Barra.                                                

Secretário Jorge Carvalho aderiu a campanha dos karatecas. 

Em prol da comunidade É que a gestão de Airton Martins (PMDB), através da sua secretaria de Assistência Social, aprovou lei que garante prioridade na contratação de mão de obra da própria Barra e região. Além disso, também oferta cursos como soldador, eletricista e ajudante de pedreiro, dentre outros, que preparam esses mesmos trabalhadores. Além de negociar com a empresa no sentido de que a prioridade seja de fato, e não apenas no papel, numa clara demonstração de compromisso com a população do município.

Adesão a campanha dos karatecas  E continuam as adesões a campanha de arrecadação para a equipe de karatecas de Sergipe que foram classificados para o Sul-Americano no Chile, que será realizado nos dias 21 e 22 de outubro. O secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, aderiu a campanha. Ele é um grande parceiro de vários esportes, inclusive o karatê.

A campanha, para o campeonato Sul Americano de Artes Marciais, está sendo realizada com a venda de copos, no valor de apenas R$ 10,00. Nas cores rosa, azul, verde, vermelho, verde cana. Quem desejar ajudar pode entrar em contato com o técnico da seleção Yoacan Jócelis:  (079) 99938 7934 (079) 98809 0037.

Conta: Banese. Agência 034/ tipo: 001 C/C: 015669-5.

PELO ZAP 99890 2018

Família Calixto em Ilha das Flores E será que o MPE e o TCE podem verificar se três parentes do ex-prefeito de Ilha das Flores, Evaldo Calixto realmente trabalham na Alese? Pelo portal da transparência duas filhas e uma neta do ex-prefeito calixto recebem cada uma, mas de R$ 10 mil (Evalda, Maria Ladiege e Ana Carla). Algum deputado está trabalhando as próximas eleições (quem será)?

Do ex-deputado Reinaldo Moura pelo Zap: “OS OLHOS DE JB – Quando JB deixou de usar óculos( não sei o motivo) pensaram que ele não ia enxergar um PALMO adiante do nariz –  PENSARAM ERRADO –    O cara agora está enxergando Direita,Esquerda,Centro,Centrão, Frente,Fundo,Comunista, Socialista,Petista e CIA. LTDA.  Vou tentar uma reunião com Jozailton, Thiago Reis, Joedson, Katia Santana, Joao Fontes, Jorge Ribeiro, Cicinato,Brayner, Claudio Nunes, Habacuque pra ver se todos juntos descobrem o que JB quer.Em tempo: se botar OLHOS VERDES vai ter problema com O OUTRO.”                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                

Repercussão das ambulâncias entregues por Almeida Lima.

                                                                                                                              

PELO E-MAIL E FACEBOOK

“Ambulâncias” com fins políticos E o site Imprensa24h.com.br com base em São Cristovão repercutiu a notícia sobre as ambulâncias entregues pelo secretário Almeida Lima que na verdade são apenas para fins políticos do que para saúde, já que não têm nenhuma estrutura. O print ao lado:

PELO TWITTER

www.twitter.com/rolembergjr   “Regimes autocráticos e cidadãos corruptos temem um Ministério Público independente” Min. Celso de Melo.

www.twitter.com/braynerr   Pega mal para o Brasil ter um presidente e um ex-presidentes acusados de chefes de quadrilha. O que não se pode é cruzar os Braços.

www.twitter.com/jsantana61   A mídia diz que o recorde da Bovespa revela a confiança do investidor na retomada do crescimento, #sqn! Foi a queda da Selic, cara pálida!

www.twitter.com/JorgeRibeiroSE   Desde 2002, salários dos funcionários públicos subiram 3x + que no setor privado, de onde saem os impostos para pagá-los. E vêm + por aí

COMUNICADO DESO

A Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso informa que a falta de energia em Estações Elevatórias (EE), desde o dia 13/09/2017, comprometeram o abastecimento das seguintes localidades:

Municípios de Nossa Senhora de Lourdes, Frei Paulo, Pedra Mole e Pinhão – cidade e zona rural;
E povoados de Gararu.
A empresa de energia já foi avisada e as equipes da Deso continuam de prontidão. A previsão para a recuperação do abastecimento gradativamente depende da correção no fornecimento de energia.
A Deso recomenda a utilização econômica da água existente nas caixas d'água e reservatórios residenciais, evitando-se desperdícios.

Casos de emergência e pedidos de serviços podem ser informados pelo telefone 0800 0790195 com prioridade para creches, hospitais, asilos e demais entidades dessa natureza.

Assessoria de Comunicação da Deso

Cláudio Nunes no Face e no twitter:

https://www.facebook.com/blogclaudionunes/

Frase do Dia
“Se o individuo é passivo intelectualmente, não conseguirá ser livre moralmente.” Jean Piaget, biólogo e psicólogo suíço, morreu em 16 de Setembro de 1980 (n. 1896).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários