A Globo e a transposição

0

Quando a Rede Globo de Televisão iniciou uma série de reportagens sobre o rio São Francisco, através de espaço nobre no Jornal Nacional, muitos telespectadores começaram a desconfiar que o interesse em mostrar as belezas naturais do maior rio do Nordeste, o seu folclore, a pesca, a navegabilidade e o potencial de água, em pontos que o Velho Chico ainda mantém a sua robustez, teria um final tendencioso, voltado para os interesses de quem deve ter sugerido a matéria. É verdade que a reportagem mostrou pontos vulneráveis do rio, regiões miseráveis, onde o cidadão passa sede e fome próximo ao São Francisco. Mostrou o mar invadindo o rio, a destruição do Cabeço e a reclamação de pescadores que já não conseguem trazer para o mercado o volume de peixes que traziam antes, foi assim a terceira reportagem da série, que fez um relato próximo da falência do rio da integração regional, mostrando que há necessidade de revitalização para que o Velho Chico saia da UTI.

 

As duas primeiras reportagens mostraram um rio disposto, forte, abundante, que produz frutas nobres em seus projetos irrigados. Paramentou velhos pescadores para revelar um folclore ribeirinho que praticamente desapareceu. Mostrou carrancas, pequenas e médias embarcações, artesãos de mãos hábeis dando formas à argila, fazendas bem estruturadas e a beleza de sua nascente na serra da Canasta, até descer em alta cachoeira para se alastrar em cinco estados do Nordeste, se arrastando até a foz. A série de reportagens levadas ao ar no Jornal Nacional deixou a impressão que se tratava de uma publicidade favorável à transposição, porque mostrou muito mais excesso de águas, em alguns pontos represados, do que a escassez nas cidades mais abaixo de Itaparica e, principalmente, Xingo, onde o rio já pode ser atravessado a pé. As croas aumentam, a navegabilidade está escassa e a 40 quilômetros da foz já se pesca peixes do oceano nas águas rasas do rio. Além disso, as cidades estão derramando todos os seus dejetos no Velho Chico, o que lhe faz poluído e perigoso para uso humano, mas a Globo não quis mostrar isso e até fugiu dessa realidade, para que não quebrasse o objetivo inicial da reportagem, voltado para fortalecer as pretensões do governo federal.

 

Na última reportagem, em que a Globo se referia exclusivamente à transposição, mostrou-se a finalidade real do trabalho aparentemente jornalístico. Pouco se falou da revitalização, da morte do rio, da questão ambiental e da pouca água existente em suas extensão, que chega rastejando à foz. Mostrou, com excesso de destaque, como seriam construídos os canais que levariam as águas do São Francisco para o Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e parte de Pernambuco. Divulgou os números de pessoas que seriam beneficiadas, mas esqueceu de contabilizar as que já estavam sendo prejudicadas. Fez um trabalho eletrônico de como as águas serão aproveitadas, com duas engenheiras explicando detalhadamente o projeto de construção da transposição, inclusive como seriam vencidas as elevações. Deve ter convencido a muita gente que desconhece o problema real do rio e cumprido o papel para o qual a reportagem fora sugerida (para não dizer contratada).

 

Lógico que a Globo mostraria o outro lado no final, como manda uma boa reportagem, e mostrou um técnico do comitê contra a transposição relatando o desgaste que o rio teria com a transposição e um pobre pescador, metido em uma pequena embarcação, dizendo que era contra o projeto do governo, porque já não pescava tanto quanto antes. Só isso. A reportagem foi absolutamente dirigida para a vontade do Ministério da Integração Nacional, que mente para a população e divide estados nordestinos. Em Cabrobo, no alto sertão pernambucano, uma cidade banhada pelo rio, o bispo da cidade de Barras (BA), dom Luis Flávio Cappio, está em greve de fome e disposto a continuar com ela caso o governo não suspenda o projeto de transposição que mata o rio. Tomara que não leve o religioso nessa insanidade de um grupo que está fazendo política com ação eleitoreira do tipo, usando a miséria de um povo como instrumento para se manter no poder.

 

(PS) – o deputado federal Fernando Gabeira (PV) chega hoje a Aracaju e viaja a Cabrobo para visitar o bispo, ao lado do governador João Alves Filho e vários parlamentares.

 

 

ELBER

O vereador Elber Filho conversou ontem à noite com o presidente do PDT, João Fontes, e pode se filiar ao partido. Impõe uma condição: quer ser candidato a governador.

Elber deixou o PPS na sexta-feira passada porque o partido não o aceitou como candidato ao governo. Também esteve conversando com o PV.

 

FORÇA

O ex-presidente da Petrobras José Eduardo Dutra (PT) tem muita força na estatal. Tanto que está trazendo o sucessor Sérgio Gabrielli e o diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa.

Os dois chegam amanhã para falar sobre critérios técnicos para definição do local de implantação da nova refinaria de petróleo. Acontecerá às 11 horas no Parque dos Coqueiros.

 

IRREGULARIDADES

Segundo informa a Veja o “Tribunal de Contas da União (TCU) afirma ter encontrado irregularidades graves em todas as obras analisadas do Dnocs e da Petrobrás”.

Acrescenta que “a diferença entre elas é de valor. Os contratos do Dnocs somam 100 milhões de reais. Os da Petrobras chegam a 5 bilhões de reais”.

 

MENSALÃO

O relatório reforça as suspeitas levantadas sobre a Petrobrás nas investigações do mensalão. A estatal tinha influência direta do ex-secretário do PT Silvio Pereira e do lobista Fernando Moura.

Os dois diziam atuar como prepostos do deputado José Dirceu, aquele que afirma que o “PT não rouba e nem deixa roubar”.

 

REINCIDÊNCIA

Segundo a Veja, “é a segunda vez consecutiva que o TCU condena a totalidade das obras fiscalizadas da Petrobrás. Consideramos o caso da estatal seriíssimo.

O ministro Valmir Campelo, relator do processo disse que “A estatal reincidiu nas irregularidades”. A Petrobrás alegou que não teve oportunidade de se defender. 

 

R$ 500 MILHÕES

Auditorias realizadas pelo TCU nos processos de contratação de obras da BR-101 (trecho Norte) e da transposição do rio São Francisco resultaram em redução de R$ 500 milhões nas obras.

Ninguém foi preso e certamente não será chamado a justificar essa supervalorização e para onde os recursos seriam direcionados.

 

DISCURSO

Ao tomar posse, ontem, na Secretaria da Agricultura, o deputado Sérgio Reis disse: “ainda há causas nobres que podem ser defendidas pelos políticos”.

E continuou: “a despeito de toda a vergonha nacional, e até internacional, que esses barbudinhos estão submetendo a nossa classe”.

 

FARPAS

O deputado federal João Fontes (PDT) e o senador Almeida Lima (PMDB) trocam farpas através de entrevistas à imprensa e incendeia a política sergipana.

Almeida acusa Fontes de estar fazendo “o jogo de João Alves Filho” e João Fontes diz que Almeida é candidato laranja ao governo do estado: “É laranja-lima”, insultou.

 

ITABAIANA

A família Mendonça está dividida ente o PSDB e PSC em Itabaiana. Maria do Carmo Andrade, irmã da prefeita Maria Mendonça, é a presidente do PSC naquele município.

Outro detalhe: O ex-deputado José Teles de Mendonça estava querendo filiar-se no PSC, mas foi aconselhado a ficar no PSDB.

 

ITAPORANGA

A prefeita de Itaporanga D`Ajuda, Maria das Graças Garcez (Gracinha) já conseguiu colocar água no loteamento “Antônio Silveira”.

A prefeita Gracinha e o governador João Alves Filho já se encaminham para um bom entendimento no município.

 

ADELSON

O deputado Adelson Barreto deixou o PTB na sexta-feira passada e até ontem estava sem partido. O rumo mais certo do parlamentar é o PSB.

O PSB perdeu o deputado suplente Edney Caetano porque se sentiu sem espaço. Edney assumiu uma vaga de médico na Assembléia e vai para outra legenda.

 

LIXEIRA

Carlinhos do PT denuncia a degradação da Serra dos Montes em Campo do Brito por parte da Prefeitura Municipal. Diz que há dez anos vem lutando pela retirada da lixeira da serra.

Até o momento não obteve êxito: “infelizmente em nossa cidade parece que não existe ministério público e as autoridades não se sensibilizam para a destruição da nossa serra”, lamentou.

 

CANINDÉ

Maria Helena Teixeira manda e-mail e chama a atenção do Ministério Público para tomar providências em Canindé do São Francisco.

“Pois além do nepotismo desvairado também tem secretários laranjas, tais como Esportes e Administração e Obras, que recebem migalhas para assinar os documentos”, denunciou.

 

TITULARES
Maria Helena Teixeira diz que na Secretaria de Esportes “quem posa de secretário é um cidadão conhecido por Edinaldo da Farmácia”.

Na Secretaria de Administração e Obras quem manda admitir e demitir é Adailton do Correio. “Eles é que recebem os salários e repassam uma parte para os laranjas”.

 

 

Notas

 

REFORMA

Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) pode analisar hoje projetos da Reforma Política, como a veiculação de entrevistas e notícias contendo análise sobre candidatos em campanha. A legislação atual proíbe as emissoras de rádio e televisão de difundir opinião favorável ou contrária a candidato, partido ou coligação.

O relator dessa proposta, deputado federal Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), recomenda a aprovação da proposta, apresentada pelo deputado Júlio Redecker (PSDB-RS), porque entende que isso não influencia na hora do voto.

CAMPANHA
Também está na pauta da Comissão de Constituição e Justiça projeto de lei do Senado Federal, que estabelece regras para reduzir os custos de campanhas e coibir o uso de caixa dois por candidatos e partidos. Entre as mudanças estão a proibição de showmícios e a restrição à divulgação de pesquisas eleitorais.
A relatora, deputada Iriny Lopes (PT-ES), recomenda a retirada da proibição de efeitos especiais e de imagens externas nos programas de TV e a redução do prazo de campanha, de 90 para 60 dias. Brindes podem ser mantidos.

DÍVIDA

O vice-presidente da Comissão de Agricultura, deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS), reúne-se hoje com representantes do Tesouro Nacional para debater o veto presidencial ao artigo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que previa recursos para a renegociação da dívida dos agricultores em todo o país.

Serão debatidas as dívidas do Programa Especial de Saneamento de Ativos (Pesa), à securitização e às demais operações agrícolas. Heinze ressalta que estão em atraso mais de 60 mil contratos da securitização e 20 mil do Pesa.

 

É fogo

 

O prefeito de Capela, Sukita (PSB), viajou a Brasília para tentar reverter o processo que o afastou da Prefeitura daquela cidade.

 

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) animado com o fortalecimento do seu partido para o próximo ano.

 

O deputado federal Ivan Paixão se manteve no PPS e agora fica a espera da queda da verticalização para disputar em igualdade de condições.

 

Há informação que o ex-senador Francisco Rollemberg está trabalhando para as próximas eleições estaduais.

 

O ex-deputado Gilton Garcia também pode sair candidato a deputado estado por uma sigla pequena.

 

Toda a bancada federal segue hoje a Brasília onde deve participar da proposta para votação da reforma política.

 

Quem se desligou dos partidos, ainda podem escolher a melhor sigla para filiação. Têm 12 dias para isso.

 

O mais novo supermercados, o Extra está inaugurando hoje com ofertas arrasadoras. Os outros mercados já se preocupam.

 

O deputado federal Bosco Costa (PSDB) insiste na candidatura do ex-governador Albano Franco ao governo do estado.

 

A região centro-sul terá fortes candidatos à Assembléia Legislativa, entre eles Valmir Monteiro e Venâncio Fonseca que tentam a reeleição.

 

Empresas brasileiras poderão exportar bens e serviços a países vizinhos, financiados pela corporação Andina de Financiamento (CAF).

 

A Ford anuncia o lançamento da picape Explorer Sport Trac 2007, o primeiro modelo da família esportiva a receber V8.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários