A hora da onça

0

Chegou a hora da onça, aquela que aparece na cédula de R$ 50, fazer a sua parte na campanha eleitoral. Nesta reta final, milhares de notas novinhas viajarão em malas pretas com o objetivo de mudar votos e garantir apoios a candidatos proporcionais. As cédulas de R$ 50 vão ser muito usadas no interior para atrair os milhares de eleitores indecisos. Claro que o Ministério Público e a Polícia vão tentar impedir a circulação das malas pretas. Mas, como dinheiro não fala, boa parte chegará ao destino, influenciando criminosamente no resultado da eleição. Portanto, chegou a hora da onça beber água.

Contra baixaria

O candidato a senador Rogério Carvalho (PT) está baixando o nível contra a adversária Maria do Carmo Alves (DEM). Pelo menos é o que garante o vereador aracajuano Vinícius Porto (DEM). Segundo ele, o petista reuniu militantes no comitê eleitoral e fez um discurso recheado de agressões pessoais contra a senadora. “O que Rogério falou não se diz do pior inimigo, quanto mais de uma mulher que há anos ajuda aos sergipanos, principalmente aqueles mais carentes”, reclamou Porto.

Escolha bem

Nem todo político é safado.
Nem todo eleitor é vendido.
Por isto faz bem estudar,
A história do escolhido.
Se for honesto, trabalhador,
Um bom cidadão de valor,
Merece ser bem sucedido.

O cordel acima é da poeta Dalinha Catunda

Riscos da web

Os candidatos a cargos eletivos devem tomar alguns cuidados quando utilizarem a internet para expor suas ideias e opiniões. O alerta é do especialista em direito digital Leandro Bissol. Segundo ele, o ideal é colocar na rede sempre informações verídicas, que não ofendam os demais concorrentes. Os candidatos devem tomar cuidado também com os crimes contra a honra, como injúria, difamação e calúnia. É preciso ainda cautela para não ser seja acusado da prática de spam (mensagens enviadas aos eleitores sem o seu consentimento).

Mais um tempo

E o deputado estadual Zé Franco (PDT) passará mais um tempo na presidência da Assembleia. Ontem, a deputada Angélica Guimarães (PSC) renovou sua licença para tratamento de saúde, o que significa dizer que o pedetista comandará o Legislativo até depois das eleições. A expectativa de Zé é que depois do pleito, Angélica renuncie ao cargo para assumir a cadeira de conselheira do Tribunal de Contas do Estado. Aguardemos, portanto!

Errou o alvo

Em manchete de primeira página, o Jornal da Cidade denuncia hoje que o programa político do candidato Eduardo Amorim (PSC) usou imagens antigas do Hospital João Alves Filho para criticar o atual governo. Segundo a reportagem, as imagens exibidas foram produzidas em 1º de janeiro de 2000, quando o governador era Albano Franco (PSDB), coincidentemente aliado de Eduardo Amorim. Para azar dos marqueteiros, no rodapé das imagens apresentadas como tendo sido feitas recentemente, aparece a data em que elas foram captadas.

Igreja tombada

Excelente noticia para a cultura sergipana: o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional está promovendo o tombamento da Igreja de Nosso Senhor dos Passos, de Maruim. Aquele tempo religioso teve a construção financiada pelo Barão de Maruim, em meados do século XIX e já possui tombamento estadual. Com esta igreja, Sergipe passará a ter 27 bens tombados como patrimônio nacional.

Sem 2º turno

Veja o que publica o jornalista Eugênio Nascimento no blog Primeira Mão: “A partir de agora, na reta final da campanha, todos os comícios, caminhadas e carreatas serão da vitória, em todos os segmentos políticos. A campanha do primeiro turno está acabando. JB quer resolver tudo no dia 5 de outubro. Amorim também. Com 8% ou 9% na frente, Jackson, se continuar a tendência de crescimento, pode dar um ponto final da disputa em 5 de outubro. Agora, ele faz campanha pensando nisso”.

Alguém sabe?

Quando será que Sergipe vai criar a Comissão Estadual da Verdade? Há um bom tempo o governo promete instituir a comissão, porém até agora nada. E olhe que o governador Jackson Barreto (PMDB) foi preso e processado pelos truculentos militares golpistas. Portanto, é estranho que Sergipe seja um dos poucos estados brasileiros que não criaram a Comissão da Verdade. Será que estão com medo de alguma coisa? De que será?

Remédio falso

A Anvisa determinou a apreensão e inutilização dos lotes CC21236 e CC21237 do medicamento Hormotrop (somatropina), apresentação de 12 UI Pó Liófilo Injetável. O remédio é indicado para crianças com distúrbios de crescimento, causados pela deficiência do hormônio do crescimento. O Laboratório Bergamo Ltda confirmou a existência de unidades falsificadas do remédio no mercado nacional.

Culpa do Sintese

O Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado de Sergipe é o responsável pelo baixíssimo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) verificado na rede estadual de ensino. Pelo menos é assim que pensa o vereador aracajuano Agamenon Sobral (PP): “O Sintese fez greves em março, abril, maio e junho. Com tantas paralisações, qual o aluno que consegue estudar?”, indaga. Sobral explica que o IDEB de Aracaju cresceu “porque no município não tem Sintese”. Homem, vôte!

Calote

Os artistas sergipanos que se apresentaram no Forró Caju e ainda não receberam os cachês fizeram uma manifestação ontem na Câmara Municipal de Aracaju. Uma faixa exposta pelos músicos mandava um recado para a Prefeitura: “Tocamos no São João, não queremos receber no Carnaval”. Solidário com os músicos, o vereador Iran Barbosa (PT) protocolou uma Moção de Apelo à Prefeitura para que pague, com a máxima urgência, os cachês dos forrozeiros.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano O Republicano em 1º de julho de 1890

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais