A igreja para os “moderninhos”

0

Ela cresceu 1100% em três anos, os hinos religiosos em ritmo de reggae funcionam em áreas de  classe médio-alta de cidades de praia como Florianópolis, Itararé, Guarujá, Natal, dentre outras. O público é jovem da classe A e B, com curso superior. Para quem está acostumada a

A fachada de uma das igrejas
fiéis pouco instruídos, essa denominação é uma surpresa desconcertante. Para os evangélicos, somente mais uma prova de que a obra de Deus chegará a todos os corações.

Talvez você nunca imaginou em vê um cristão com a Bíblia em uma mão e a prancha em outra.

Mas no Brasil, surfistas criam a igreja evangélica Bola de Neve, que se difere das demais por não impor restrições à indumentária dos fiéis e por pregar a palavra de Deus com linguagem acessível. A igreja é exemplo do fenômeno medido pelo Censo 2000: o crescimento de evangélicos e a multiplicação de novas denominações Brasil afora.

Criada por um surfista formado em propaganda e marketing, a Bola de Neve pretende converter os surfistas, skatistas, drogados e os malhados – em tranquilos servos de Deus, dispostos a abandonar vícios e abrir mão do sexo antes do casamento. A receita: música, telões que exibem cenas de esportes radicais, festas em casas noturnas (regadas à refrigerante), cultos superemocionados e linguagem para lá de informal.

Com esse jeito de levar a palavra de Deus, volta e meia uma mãe desconfiada invade os domínios

Pranchão de longboard colocado sobre o púlpito
do pastor evangélico Rinaldo de Seixas Pereira (fundador), louca para desmascarar a balada que o filho anda curtindo com a desculpa de frequentar uma igreja. Mal consegue disfarçar a surpresa quando avista o pranchão de longboard colocado sobre o púlpito da Bola de Neve Church, um templo onde reggae, surfe e pregação se confundem.

Que nome estranho! O nome sugere algo pequeno que tende a crescer. Surgiu a partir das primeiras reuniões na casa do fundador, até ter seu primeiro galpão, uma sala vazia de uma marca de artigos para surf onde o pastor trabalhava. Na falta de um púlpito, o dono da empresa sugeriu usar uma prancha em cima da mesa. A idéia acabou pegando e hoje é um dos símbolos da denominação.

De quebra, ela também está conquistando famosos como os atores Guilherme Berenguer, Fernanda

Bola de Neve em Aracaju
Vasconcellos, Thiara Palmieri, Alexandre Frota, o cantor e ex-Raimundos Rodolfo, Regininha Poltergeist, Monique Evans, Marinara Costa, Gisele Policarto, dentre outras celebridades.

A Bola de Neve cresceu e chegou a Aracaju há um ano. A idéia de implantar a igreja em Sergipe surgiu após uma visão que o pastor Júnior (Bola de Neve – Salvador), recebeu de Deus. A visão era direcionada a preparar um trabalho evangelístico na capital.

“Esse pastor estava pedindo a Deus uma família para ajudar na obra missionária nesta cidade. Porém, que estivesse dentro da visão de Jesus e da Bola. Somos do Rio de Janeiro e o nosso pastor sentiu de Cristo de enviar a nossa família. Acreditamos que no intimo, nosso pai celestial já tinha escrito nossa história. Pronto! Deixamos o Rio e chegamos a Aracaju. O pastor Júnior quando recebeu a gente expressou com palavras que foi à resposta das orações. Pois, estamos dentro da visão de

Familia que abraçou a obra. Helder Aragão, Gessi Silva e Noêmia Aragão
Cristo e da igreja.”, declarou o missionário da Bola de Neve, Helder Aragão, 24 anos.

Os cultos são realizados quinzenalmente. Como a igreja não possui o seu próprio templo eles realizam na Rua Professor Aloísio Campos, 618 (500m do Oceanário). Mas as dezenas de fiéis se reúnem todas as quartas-feiras para estudar a bíblia, louvar a Deus e fortalecer a união uns com os outros, esse momento é chamado “mergulhando na palavra”

Para o surfista Sergipano Tenysson Costa que conheceu a igreja há um ano através da internet, percebeu melhoras em seu dia a dia, após ter entrado na religião. “O jeito diferente e atual da igreja me atraiu completamente e vejo como sou diferente da época quando era do mundo. Hoje sou um cara transformado para Cristo. Bem mais tranquilo, sereno, paciente e com paz de espírito”, finalizou.

O surfista Tenysson Costa

Para comemorar o sucesso desse trabalho em apenas um ano na capital Sergipana a igreja está promovendo uma festa Havaiana com direito a muita música, adoração, comes e bebes. O ingresso custa apenas R$ 10,00 por pessoa. Esse passaporte é para louvar ao Senhor com muito reggae, hip hop, funk, psy e forró. O evento acontece na Rua Professor Aloísio Campos, 618 (500m do Oceanário) e os ingressos podem ser adquiridos pelo telefone (79) 9822-6360. Lembrando que esse evento será hoje, 20, às 19h30. Não perca. Seja um cristão moderno.

O fundador – Origem da Igreja

Rinaldo Luiz de Seixas Pereira, 31, surfista, formado em propaganda e marketing e pós-graduado em administração, fundou a igreja. De família batista, sua experiência religiosa tornou-se intensa em 1992. Na época, bebia, era usuário de drogas –“nada que prejudicasse na escola”– e teve uma hepatite séria. A sensação de morte foi forte.

Ele passou a frequentar a neopentecostal Renascer em Cristo. “Em 1999, havia o chamamento, a

Pastor Rina, fundador da Bola de Neve
sede de falar do amor de Deus.” Então Rina, como é mais conhecido, fundou a Bola de Neve.

Ele pensava que iria encontrar resistência do pai. Este então relatou que a mãe de Rina havia tido problemas no parto. O pai fez uma promessa pela salvação. Teria dito: “Meu filho é teu”.

Rina aponta como motivo para a fundação da igreja a necessidade de levar a mensagem de Deus em uma linguagem especial. Ele queria uma igreja com capacidade de transmitir o evangelho de forma mais pessoal.

 

As fotos foram extraídas do site http://www.boladenevechurch.com.br e caso tenha interesse em conhecer de perto a igreja em Aracaju. Entre em contato pelo perfil do Orkut ” Bola de Neve Aracaju”.

gleicequeiroz@infonet.com.br                      www.twitter.com/GLEICEQUEIROZ

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários