A nota do PPS

0

Segmentos fortes do PPS estão tentando fazer uma reformulação ampla no comando da legenda em Sergipe, com o objetivo de acompanhar o presidente nacional da sigla, deputado federal Roberto Freire (PE). Reunidos em uma churrascaria, na orla de Atalaia, sexta-feira, vários membros do partido resolveram emitir uma nota, que deverá ser publicada ainda esta semana nos jornais, mostrando a necessidade de quebrar os laços com o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes. O documento será assinado por, aproximadamente, 30 filiados, entre os quais três prefeitos, tendo à frente o de Nossa Senhora do Socorro, José Franco, que demonstra interesse em fortalecer a legenda e realizar reuniões periódicas para tomadas de posições. Segundo um dos assinantes da nota, o PPS não se reúne há dois anos.

O pessoal está querendo que o atual presidente regional do PPS, deputado federal Ivan Paixão, peça para se afastar do partido, para que seja feita a eleição de uma nova diretoria. Caso o parlamentar insista em ficar, esse segmento do partido enviará documento ao presidente nacional, Roberto Freire, sugerindo uma intervenção no Diretório em Sergipe, para que seja mudado o comando. O nome que aparece para substituir o de Ivan Paixão, com o apoio de todo o grupo que está se rebelando, é o da ex-deputada estadual Venúsia Franco, uma das mulheres mais firmes e corretas da política sergipana. Não há a menor intenção de se afastar do governador João Alves Filho, mas de reintegrar o partido ao movimento político do Estado, ter maior participação nas decisões e fazer com que a legenda consiga se movimentar melhor dentro do Governo, mas distanciado do presidente Lula da Silva e, principalmente, do ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes.

A nota que será publicada já foi elaborada e se encontra com o advogado Wellington Mangueira, um dos fundadores do PPS em Sergipe. Não foi inserida nas páginas dos jornais, neste final de semana, porque ainda faltavam algumas assinaturas para estender a relação e conversas com outros membros importantes do partido. Um integrante desse grupo que está se rebelando, acha que o deputado federal Ivan Paixão deve seguir os mesmos caminhos do ministro Ciro Gomes, que está conversando com o PMDB em Brasília. O grupo ainda precisa conversar com o governador João Alves Filho, porque Ivan Paixão assumiu o mandato – ele é primeiro suplente – exatamente para quebrar arestas com o Governo Federal, principalmente junto ao Ministério da Integração Nacional, cujo titular, Ciro Gomes, teve alguns desentendimentos com Sergipe e vinha isolando o Estado. De qualquer forma Ivan conseguiu liberar muita coisa, inclusive junto ao ministro Aldo Rebelo, da Articulação Política.

Em razão da quebra das arestas, é possível que o governador João Alves Filho manifeste o desejo da permanência de Ivan Paixão dentro da legenda, em razão de um melhor relacionamento com o Governo Federal. Hoje mesmo o deputado Ivan paixão viaja a Brasília para contato com setores do Ministério da Integração, com o objetivo de liberar recursos para a adutora do São Francisco, que trará água para a capital. Tratará também da emenda para o Projeto Califórnia II, ambos de interesse do governador João Alves Filho. Sem Ivan Paixão, haverá dificuldade para que essa verba chegue a Sergipe com a mesma rapidez que acontece quando o parlamentar está à frente. Os membros do PPS admitem que isso pode ser feito com Paixão no PMDB, já que a tendência do ministro é ingressar nessa legenda, dentro dos entendimentos que estão acontecendo em Brasília.

Acontece que o ministro Ciro Gomes disse claramente que não deixaria o PPS sem antes resolver a questão dos seus aliados e deve pedir licença do partido para continuar à frente do Ministério. Os deputados socialistas vão se reunir em Brasília para ver essa questão, porque a maioria deles quer Ciro no partido. Já o deputado Ivan Paixão diz que a questão específica dele, é que Ciro Gomes tem resolvido questões importantes de Sergipe. Ao grupo do PPS que assina a nota talvez isso não interesse e está disposto a ir adiante nesse projeto de mudar o perfil da legenda em Sergipe. É ver o que dá.

REVITALIZA
Um grupo forte do PPS está trabalhando para a revitalização do partido, dentro da nova realidade da legenda, que saiu das bases de apoio ao Governo Lula. A Executiva Estadual do PPS não se reúne há mais de dois anos, para definir posições e se fixar dentro de um novo tempo para a atuação partidária.

JOSÉ FRANCO
O prefeito de Nossa Senhora do Socorro, José Franco, e mais dois prefeitos dos cinco que integram o partido estão dispostos a entrar nessa luta por uma reforma ampla do PPS. A legenda em Sergipe vai seguir orientação do presidente nacional, deputado Gilberto Freire, que rompeu com a política ditada pelo presidente da República.

CONVENÇÃO
Já ficou decidido que o partido vai estabelecer, com o Diretório Nacional, a data de uma convenção ampla, com o objetivo de eleger a nova diretoria para o Diretório Regional. O nome em maior evidência é o da ex-deputada Venúsia Franco. O partido quer se movimentar no Estado, visando as eleições de 2006.

PAIXÃO
Segundo informação de segmentos do novo PPS, o atual presidente do partido, deputado federal Ivan Paixão, deve filiar-se ao PMDB.O partido vai acomodar o ministro Ciro Gomes, que também está deixando o PPS. Paixão é muito ligado a Ciro e sempre o acompanhou politicamente.

DESFAZ
O deputado federal Ivan Paixão desfaz a informação de ingresso no PMDB e diz que amanhã terá uma reunião, em Brasília, com 18 parlamentares do PPS. Segundo ele, o encontro é para resolver essa situação, porque Ciro Gomes pode tirar licença do PPS, com o objetivo de continuar ministro.

REUNIÃO
Ivan Paixão viaja hoje a Brasília para ter uma reunião com assessores diretos do ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes. Vai cuidar da emenda da adutora do São Francisco que trará água a Aracaju e do Projeto Califórnia II. 

AUGUSTO
Não provocou qualquer surpresa a tendência de filiação do deputado Augusto Bezerra ao PFL, já que ele apóia o governador, inclusive é vice-líder na Assembléia Legislativa. Augusto não teria outra opção, a não ser que estivesse disposto a integrar uma legenda de oposição ao Governo. E isso, nesse momento, seria impossível.

RETORNO
O governador João Alves Filho (PFL) chega ao Brasil hoje à noite e amanhã terá audiência com o presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra (PT). O deputado federal José Carlos Machado (PFL) também participa do encontro. João chega a Aracaju amanhã 1as 22 horas.

CONVERSA
É possível que já a partir de quinta-feira, João Alves inicie contatos com deputados sobre a eleição da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa. Já há a garantia de que o presidente Antônio Passos (PFL) será facilmente reeleito. A discussão é por outros cargos.

PENADAS
A direção do Banese, de vez em quando se depara com situações difíceis para resolver, porque “vêm do além”. São “almas penadas” que percorrem áreas da administração do banco ou algumas pessoas que ainda não “desencarnaram” e perturbam o bom andamento dos trabalhos.

ANDRÉ
O empresário Edvan Amorim, em entrevista ontem às emissoras da Rede Ilha, teceu altos elogios ao ex-prefeito de Pirambu, André Moura (PFL). Amorim lamentou, inclusive, que o Governo do Estado tenha perdido a chance de ter André como membro de sua equipe.

AJUDA
O Unibanco está enviando e-mail aos seus clientes, pedindo ajuda financeira para o Sri Lanka, o país mais pobre devastado pelo maremoto da Ásia. Colocou uma conta à disposição para isso. Ninguém jamais viu um banco privado, como o Unibanco, pedir ajuda para os famintos da seca no Nordeste.

DISCURSO
Um secretário de estado estava com outros companheiros em um bar da moda, na avenida Beira Mar, insistindo em desqualificar um colega. “Desonesto” voltou a ser elogio. Um dos secretários pediu licença e saiu da mesa, porque gostava de quem estava sendo falado e não queria que o assunto chegasse ao governador com ele estando presente.

MARCOS
O deputado estadual Marcos Franco (PMDB) disse ontem que não há possibilidade dele deixar de disputar a reeleição em 2006. Quanto a ser candidato à Prefeitura de Laranjeiras, em 2008, Marcos diz que isso é outra história: “em quatro anos muda muita coisa” disse.

Notas

MICARANA-1
A população de Itabaiana está apreensiva com a posição da prefeita Maria Mendonça quanto à realização da Micarana em 2005. Segundo informações, para a realização da festa, a prefeitura teria que disponibilizar cerca de R$ 200 mil, para serem usados na estruturação do evento, que acontece há alguns anos. Maria Mendonça alega que o município está em estado de emergência e não existe nenhuma condição. Já os blocos informam que o montante é considerável e sem a ajuda do poder executivo não tem Micarana.

MICARANA-2
A assessoria da prefeita Maria Mendonça informa que a Prefeitura Municipal de Itabaiana não está querendo sustar uma festa que já é atração turística na cidade, mas que não pode arcar com todas as despesas de estruturação, exatamente em razão da dificuldade em que se encontra, com muitas coisas a pagar. Segundo a mesma fonte, a Prefeitura participa com o policiamento, serviço de saúde, iluminação pública e outros serviços da responsabilidade do município, mas não vai arcar com o ônus da organização da festa.

VALADARES
O senador Antônio Carlos Valadares (PSDB) declara que o fundamental é trabalhar a favor da unidade dos partidos que apóiam a candidatura do prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, ao Governo do Estado. Entretanto, se o PT e os demais partidos quiserem ele sempre estará à disposição para servir ao grupo. Valadares sabe que se a sucessão for deflagrada agora, Marcelo Déda não terá paz para executar seu projeto de Governo Municipal de Aracaju. O prefeito corre contra o tempo, tem que fazer quatro anos em 16 meses.

É fogo

A Assembléia Legislativa funciona amanhã para discutir a transposição do rio São Francisco, aprovada pelo Governo Federal.

Também serão analisados os procedimentos para protestar contra a reunião do Comitê, que será realizada dia 31 na Escola técnica.

O deputado Augusto Bezerra (sem partido) disse que nada que o PMDB divulgou sobre ele ficou provado.

As discussões em torna da eleição da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa estão começando a esquentar.

Com a mudança no comando da Polícia, a sociedade está esperando resultados, que devem ser vistos dentro de 30 dias.

Quando os próprios soldados e agentes não estão satisfeitos com a Segurança, é porque a coisa está muito feia.

O ex-prefeito Jerônimo Reis (PTB) está quebrando a cabeça como presidente do Lagartense. Seu principal assunto agora é futebol.

O deputado federal Bosco Costa (PSDB) participa amanhã de solenidade da Executiva Nacional, para posse do presidente Eduardo Azeredo.

Os médicos que atuam nas clínicas conveniadas a um Detran não precisam mais preencher o formulário da Receita Federal na hora de emitir laudo médico a deficiente físico.

O portador de deficiência física tem isenção de IPI na hora de comprar um carro. A alíquota de IPI para veículos varia de 7% a 25%.

A Ambev negou que esteja em negociações pra adquirir a cervejaria colombiana Bavária, a segunda maior da América do Sul.

A Câmara Municipal de Aracaju também está se agitando para a realização de sessão extraordinária, para protestar contra a transposição do rio São; Francisco.

brayner@infonet.com

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais