A tragédia de S. Paulo pode se repetir por aqui

0

Aquela tragédia ocorrida no dia rimeiro último, quando um prédio de 24 andares foi vítima de incêndio e, menos de uma hora e meia depois, veio ao chão, é algo que pode se repetir por aqui. Aracaju tem uns três ou quatro prédios em situação de abandono, exposto às ações do tempo. É o caso de um prédio na esquina da Rua de Capela com o Parque Teófilo Dantas, que não chegou a ser inaugurado na época oportuna e desde então, há mais de dez anos, encontra-se fechado, sem uso de suas instalações, pelo público, quaisquer públicos. Ali nunca se fez uma análise da situação do prédio que, por mais de uma vez, sofreu tentativas de invasões por pessoas  desprovidas de moradias. Onde por anos funcionou o Hotel Palace de Aracaju, o prédio ali da praça General Valadão, foi inaugurado ainda no governo Luiz Garcia, o que significa dizer que desde 1962 está aberto ao interesse público. Há poucos anos o Hotel fechou as portas e desde então, do terceiro pavimento para cima, a situação ficou preta. Algumas janelas externas já  entregaram os pontos, mas não chegaram a atingir ninguém, na rua porque há um pouso para elas, no terceiro andar. É preciso  porém que o próprio governo do Estado indique o que pretende fazer com ele.O antigo Hotel Palace é domo se vê, uma ameaça aos sergipanos, assim como o prédio do antigo INSS, nas poroximidades da praça da Estação Rodoviária. O que se vai fazer ele, afinal? É preciso dar um destino a esses prédios e prepará-los para os três.

Deputada pede merendeira
A coisa realmente vai mal, do contrário a deputada Ana Lúcia (que agora também se chama Ana Lula) não precisaria apresentar uma indicação à Assembleia Legislativa requerendo duas merendeiras e um executor de serviços básicos para atender a demanda do quadro de pessoal da Escola Família Agrícola de Ladeirinhas no município de Japoatã. Será mesmo preciso recorrer ao Legislativo Estadual para conseguir duas merendeiras e um executor de serviços gerais. A deputada frisa em sua justificativa:  “os próprios estudantes estão preparando o jantar pois em razão da unidade escolar funcionar em regime de internato é necessária uma merendeira para o turno da noite. Por não ter tal profissional, os estudantes se revezam nessa tarefa sob pena de não terem a refeição do turno noturno”.

Hospitais devem comunicar síndrome de Down
A Assembleia Legislativa deve aprovar, nos próximos dias, projeto de lei “dispondo sobre a obrigatoriedade por parte dos hospitais públicos e privados, do registro  e da comunicação imediata de recém-nascidos com síndrome de Down às instituições, entidades e associações especializadas que desenvolvem atividades com pessoas deficiência no Estado de Sergipe”.

As bandinhas nas praças
Já o deputado Garibalde Mendonça quer o retorno das bandinhas e orquestras se apresentando na praça Fausto Cardoso.  Para tanto, o parlamentar apresentou indicação à Assembleia Legislativa, endereçada ao Secretário da Cultura, “no sentido que possa viabilizar a retomada do projeto que contemplava as apresentações de orquestras oriundas de vários municípios como também da Capital, para que as mesmas possam se apresentar nas praças de Aracaju procurando com isso divulgar seus trabalhos”. A indicação vai ser aprovada nos próximos dias.

Albano lança livro em Brasília
O ex-governador de Sergipe, Sr. Albano Franco, prepara-se para fazer o lançamento do seu mais recente livro, “Artigos Globais e Outros  Textos Esparsos”, em Brasília. Será na próxima terça-feira, 8 de maio, a partir das 17h, no Aquinos Bar, que fica ao lado do prédio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) entidade a qual Albano já foi presidente. Este é o segundo livro da autoria do ex-Senador e ex-Governador de Sergipe, Albano Franco.  O primeiro livro do dr. Albano foi “Minha Trajetória  na CNI, Contra a Recessão e pelo Desenvolvimento”, lançado em 2w013. . O livro de agora tem prefácio do jornalista sergipano Ancelmo Goes e orelhas escritas pelo professor e sociólogo da USP, José Pastor.

Fica com Moro
Quem diria, não é mesmo? O Ministro Dias Toffoli, do STF, votou ontem contra a  retirada da ação investigatória sobre o Sítio de Atibaia, das mãos do juiz Sérgio Moro, de Curitiba. Moro fica então a frente deste novo processo contra o ex=presidente Lula.

Agora é réu
Ex-Presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, e atual Conselheira do Tribunal de Contas, a dra. Angélica Guimarães, foi tornada réu no processo das subvenções da AL. Depois de muitos adiamentos, veio ontem a decisão do Supremo Tribunal de Justiça.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários