A viagem

0

Triiiim…triiiim: o telefone.  Ouviu o que lhe diziam do outro lado da linha, surpreso: …mas…você vai viajar?…  Desligou, ficou diferente, caminhando dentro de casa de lá pra cá. Telefonou: você disse que vai viajar,  como? Sim, uma excursão, um passeio, de ônibus. Passa o domingo, aqui perto, um local bonito! Turismo… Uma promoção, paga e aí você tem ônibus, refeições…. Que bom! Aumentou a agitação. Abriu o guarda-roupa.  Camisas, bermudas… telefonou de novo. Os horários do ônibus. Ahnn, sim… Faz tempo que não viajava…  Outro telefonema. Sim, está bem, que bom!  Separou roupas leves… Pegou uma sacola.  Arrumou as coisas dentro. Contou o dinheiro.  Fechou a sacola. Mais um telefonema. Que bom viajar, não é? De noite: outro telefonema, claro, é bom dormir mais cedo, o ônibus sai cedo… Foi dormir também. Acordou, tomou café e ficou em casa, de lá para cá, e assim passou todo o dia. No início da noite recebeu o telefonema esperado: cheguei! Tudo bem! Depois lhe conto tudo, agora vou tomar banho e comer alguma coisa. Respondeu: eu também vou tomar banho e comer alguma coisa.Desfez a sacola.  Depois ela lhe telefonou contando sobre a viagem e que ia dormir, estava cansada. Ele respondeu: eu também vou dormir, estou cansado, viagem é bom, mas cansa…

 

 


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais