Abrir tudo ou fechar de vez?

0

Enquanto a classe empresarial aguarda ansiosa que o governo libere, o quanto antes, a abertura do comércio, o Comitê Científico do Consórcio Nordeste para a Covid-19 sugere que Aracaju decrete um lockdown para conter o vírus. As explicações para justificar o fechamento geral da cidade são de que a sobrecarga do sistema de saúde da capital é preocupante, além de ser considerável o espalhamento da pandemia pelo interior. Segundo o Comitê, sem um plano de isolamento social rígido em Aracaju, a situação no estado pode ficar sem controle. São argumentos fortes e que merecem toda a atenção dos poderes públicos. Nunca é demais alertar que entre salvar vidas ou atender à reivindicação dos empresários para liberar geral, a primeira opção deve ser considerada para que não choremos amanhã pelas mortes que poderiam ter sido evitadas. Oremos!

Perdeu mais uma

O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) não ganha uma para a turma do Cidadania. A última derrota do moço foi contra a delegada de Polícia e prefeiturável Danielle Garcia. Invocada com as críticas que o petebista vinha lhe fazendo nas redes sociais, a cidadanista foi à Justiça. Resultado: o magistrado José Pereira Neto entendeu que os ataques de Rodrigo são uma clara propaganda eleitoral antecipada negativa contra a delegada. Por isso, mandou Valadares removê-las imediatamente da internet, sob pena de multa diária de R$ 1 mil. Crendeuspai!

Golpe na direita

Um golpe naqueles que estavam pensando em chegar ao comando das reitorias sem respeitar a tradicional lista tríplice: a Medida Provisória que alterava a forma de escolha de reitores das universidades e institutos técnicos federais perdeu a validade. Pelo que rezava a caduca MP, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) poderia deixar de acatar o nome mais votado da lista tríplice de candidatos apresentada pela instituição de ensino superior. Segundo a Constituição, as medidas provisórias que não forem convertidas em lei no prazo de até 120 dias perdem a eficácia. Danôsse!

O peso da cor

Meninos negros são as principais vítimas do trabalho infantil: 5,8% dessa população, de 5 a 15 anos, desenvolvem algum tipo de trabalho. Publicação do Sistema Nacional de Indicadores em Direitos Humanos mostra que entre garotos brancos, a taxa de ocupação da mesma faixa etária é 3,7%. Entre as mulheres, a taxa é 2,9% entre as negras e 2% entre as brancas. As regiões Norte e Nordeste lideram o ranking com 5,3% e 4,9% de crianças e jovens ocupados, respectivamente. Misericórdia!

Bate-boca financeiro

E a oposição ao prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) está criticando a campanha publicitária sobre a Covid-19, avaliada em R$ 2,5 milhões. Segundo os críticos, em plena pandemia, esse dinheiro poderia ser utilizado em outras coisas. A Secretaria de Comunicação, contudo, rebate os ataques, afirmando que a divulgação das ações contra o vírus e as orientações à população são fundamentais para reduzir a propagação da doença. Também revela que tudo foi feito dentro da lei e com total transparência. Então, tá!

Pisou no freio

Ficou pra depois a votação do projeto contra fake news. Autor da propositura, o senador Alessandro Vieira (Cidadania) disse que o adiamento se deu porque o relator Ângelo Coronel (PSD-BA) demorou a entregar o relatório. Na verdade, não houve consenso entre os senadores para que a polêmica matéria fosse votada ontem. Há um debate ensurdecedor sobre o projeto: uns acham que a proposta fere a liberdade de expressão, enquanto outros dizem que o objetivo é punir quem propaga fake news nas redes sociais. Aff Maria!

Mundo cão

Pesquisa mostra que 65% das gestantes condenadas poderiam cumprir prisão domiciliar, por ter cometido crimes de menor poder ofensivo, como porte de drogas e pequenos furtos. Realizado pela Fiocruz, o estudo indica que 40% das presas gestantes têm mais de quatro filhos, a maioria não desejava a gravidez, 5% tentaram fazer aborto e 50% tiveram depressão pós-parto. Pior, somente 3% tiveram acompanhamento durante o parto, enquanto 40% não receberam nenhuma visita durante a gravidez. Santo Cristo!

Saiu numa boa

Um dos primeiros atos do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) após se curar da Covid-19 foi exonerar o secretário de Governo de Aracaju, Jorge Araújo Filho (PSD). Tudo foi feito em comum acordo entre as partes. O bota-fora foi pedido pelo partido do rapaz, que deseja vê-lo desincompatibilizado para disputar as próximas eleições. A depender dos pessedistas, Jorginho será candidato a vice na chapa encabeçada por Nogueira. Ah, bom!

Pregando cautela

A deputada estadual Janier Mota (PL) elogiou a criação pelo governo de Sergipe do Comitê Gestor de Retomada Econômica, que tem o papel de avaliar a reabertura da economia. Segundo ela, o reinício das atividades do comércio, da indústria e do setor de serviços vai depender da instalação de novos leitos de UTI na rede hospitalar. Janier entende ser preciso retomar a economia, “porém a saúde deve estar sempre em primeiro lugar”, frisa. É vero!

Campinho de pouso

A Agência Nacional de Aviação considera como internacional o Aeroporto de Aracaju. Apesar disso, o danado continua com cara de um modesto campinho de pouso do interior, cheio de muriçocas e barulhentos pardais. Aliás, por este Brasilzão afora existem rodoviárias bem mais modernas que o nosso acanhado Aeroporto Internacional Santa Maria. Homem, vôte!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Tribuna, em 30 de abril de 1932

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários