Afinal, o que pensa João Alves?

0

Questionado sobre um possível reajuste da tarifa de ônibus, em entrevista coletiva durante a abertura do Pré-Caju no início do ano, o prefeito João Alves Filho disse que não via com simpatia um possível aumento, mas “que qualquer proposta será analisada a partir das planilhas de custos apresentadas pelas empresas”.

Acabou o Pré-Caju, passou o calor da vitória para a prefeitura, completaram-se mais de 100 dias de início da gestão municipal e no que diz respeito à tarifa de ônibus ninguém ouviu mais uma palavra de João Alves.

Se no discurso o prefeito parecia preocupado em não onerar a população com mais um aumento na tarifa de ônibus, na prática o prefeito e os seus vereadores aliados ignoraram solenemente as irregularidades nas planilhas de custos apresentadas pelo Setransp. Irregularidades que foram identificadas e denunciadas não pela SMTT (a quem cabe a análise das planilhas e a fiscalização do transporte público), mas pela Frente em Defesa da Mobilidade Urbana e do Transporte Público, pelo povo organizado.

A estratégia do grupo que hoje está à frente de Aracaju foi agraciar o empresariado do transporte com mais um aumento da tarifa, porém preservando o prefeito João Alves Filho. Afinal, com vistas à eleição para o Governo do Estado, João não pode ter sua imagem desgastada com a população.  Tanto que a própria Mesa Diretora da Câmara – desrespeitando a Lei Orgânica de Aracaju – tratou de apresentar um projeto de reajuste da tarifa de ônibus.

Agora, novamente a população aguarda um posicionamento público do prefeito João Alves Filho, já que a Lei Orgânica de Aracaju, em seu artigo 109, determina que, em até 15 dias de aprovado um projeto na Câmara, cabe ao chefe do executivo municipal sancionar ou vetar a proposta.

Porém o prefeito de Aracaju continua em silêncio quando o assunto é aumento da tarifa de ônibus. Onde está o prefeito que no início do ano disse que pessoalmente não via com simpatia o aumento da tarifa?”; Onde está o prefeito que disse que qualquer aumento da tarifa dependeria de estudos técnicos das planilhas?; Onde está o prefeito que foi eleito prometendo melhorias imediatas no transporte público de Aracaju?

Se decidir não ficar somente no discurso, enfrentar o empresariado do transporte público e ainda ficar bem com a população, o prefeito João Alves Filho vetará o aumento da tarifa de ônibus e iniciará a apuração das irregularidades nas planilhas de custos do Setransp. Caso contrário, João contribuirá para encher ainda mais os bolsos dos empresários de ônibus e, quem sabe, tê-los como aliados nas próximas eleições. Cabe ao prefeito decidir de que lado está.

Comentários