Albano blefa novamente

0

   Quem joga pôquer, sabe que uma regra básica para ter sucesso é não ser previsível. Mesmo que não goste, tem que blefar em algumas situações, para que seus adversários – neste caso os outros jogadores – fiquem com dúvidas freqüentemente. Quem joga sabe que é preciso saber a hora certa de blefar, para não tornar este artifício algo comum que desacredita seus adversários perante sua posição no jogo. Por isso um bom jogador precisa não ser previsível e ter, acima de tudo intuição.

  Na política o blefe também é jogado constantemente, principalmente em Sergipe. O mais recente foi nas eleições estaduais do ano passado. Albano Franco jogou com maestria até o último minuto da partida, fazendo com que setores da oposição ao então governador João Alves Filho, principalmente Marcelo Déda, acreditasse que ele poderia ser candidato ao Senado Federal com o apoio da oposição. O resto da história todo mundo já sabe e o candidato petista, José Eduardo Dutra, foi o maior prejudicado porque esperou demais para lançar a candidatura ao Senado Federal.

Agora, faltando pouco mais de um ano para as eleições municipais, os tucanos que sobraram no ninho esfacelado definiram que o partido tem que mostrar força. Começam a noticiar filiações de lideranças sem expressões políticas em vários municípios como se o PSDB – que praticamente quase fecha para balanço depois do acórdão com o PFL – tivesse força eleitoral suficiente para propor alguma coisa. Aliás, Albano passou oito anos como governador de Sergipe e conseguiu uma proeza, não fortalecer o PSDB. Nunca lançou sequer um candidato a prefeito de Aracaju. Não será em 2008 que o tucano terá candidato em Aracaju.

 O próprio Albano Franco sabe que não terá espaço para lançar candidato a prefeito e nem mesmo a vice-prefeito na possível chapa de Edvaldo Nogueira. No máximo poderá participar da aliança com uma coligação para a Câmara Municipal. Mas o blefe de Albano desta vez tem um direcionamento diferente: não é para Déda, nem para Edvaldo e muito menos para as

lideranças governistas. O blefe desta  vez é para o ex-governador João Alves Filho. Albano sabe que João Alves está disposto a ser candidato a prefeito. E lançar o vice-prefeito dele é uma boa pedida. O ideal seria até mesmo repetir a dobradinha João/Fabiano. Albano sabe que João Alves está trabalhando nos bastidores para viabilizar a candidatura a prefeito e deseja um candidato a vice do meio evangélico, possivelmente o pastor Virgilio Carvalho. Para isso já pediu para que o mesmo mude de partido.

Nesta história toda Albano Franco não está errado em começar blefando neste momento em que

o jogo da eleição municipal se inicia. O problema é o que foi escrito no primeiro parágrafo deste artigo: um bom jogador precisa não ser previsível e, no caso de Albano Franco o blefe que ele deu em 2006 lhe descredencia para qualquer outra tentativa na eleição do próximo ano.

 

 

Déda dá o aval para que Edvaldo coordene campanha

Somente ontem, 08, algumas emissoras de rádio veicularam parte de uma entrevista do governador Marcelo Déda concedida após a solenidade de anuncio do projeto de isenção do ICMS na última segunda-feira. Questionado sobre a candidatura de Edvaldo Nogueira, Marcelo Déda avaliou que o grande articulador para a reeleição do prefeito de Aracaju será ele (Edvaldo) próprio. Disse que o prefeito é quem deve atuar como coordenador da eleição, dirimindo as arestas e dialogando com os próprios aliados. Para alguns poucos foi um recado duro, para muitos foi à consolidação da candidatura de Edvaldo à reeleição.

 

Concursados da PM serão chamados

Informações de dentro do Palácio de Despacho: na próxima semana o governador deve anunciar a convocação de concursados da Polícia Militar de Sergipe. O número maior será para o interior do Estado. Detalhe: alguns concursados estão preocupados pensando que o concurso se expira no final de agosto. Pelo levantamento feito pela assessoria do governo, o concurso só acabará a validade em novembro, mês em que foi homologado.

 

Em compra de rádio, Almeida Lima tem experiência

Agora é pra valer: o senador Almeida Lima é só sorriso. Tudo porque quando a revista Veja envolveu o senador Renan Calheiros na compra de duas rádios através de laranjas ele gritou: “de compra de rádio eu entendo. Comprei a minha tudo dentro da lei”. Ninguém entendeu nada, mas todos saíram com a impressão que Almeida Lima tinha, enfim, encontrada sua vocação final…

 

Indignado sim, mas sem vender a alma

Este jornalista volta a agradecer aos leitores que continuam acreditando no trabalho realizado. Daí o número de acessos que aumenta a cada dia. Talvez, por ter decepcionado alguns “colegas” que tentaram retirar a credibilidade desta coluna é que alguns poucos dizem apenas que  este profissional é “raivoso”. O adjetivo melhor não é esse. O certo seria: indignado. Esta indignação com alguns que “vendem” suas almas e seus espaços aos governantes de plantão não mudará. Não dá para aceitar que entre governo e saia governo e alguns “colegas” mantenham seus privilégios como se nada mudou. Como bem escreveu Ernesto Che Guevara: “Ser capaz de sentir indignação contra qualquer injustiça cometida contra qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo. É a qualidade mais bela de um militante”.

 

Terça-feira, audiência em Tobias Barreto

Na próxima terça-feira, 14, será realizada a audiência pública do governo estadual para debater com a comunidade de Tobias Barreto a melhor solução para a falta de água no município. O governo vai preparar um fato material para explicar todas as soluções possíveis para a comunidade. O que vem ocorrendo é que estão querendo tirar proveito político da situação. O momento é de encontrar a melhor saída para um problema que se arrasta há anos. Sem radicalismo. E que a população no próximo ano escolha seu prefeito.

 

 

Praia do Saco: O mar tomando conta de seu espaço

O homem insiste em querer deter a natureza e modificá-la a qualquer custo. Nem que para isso gasta alguns milhões, como no caso da Coroa do Meio. Agora alguns se assustam com as águas tomando seu espaço na praia do Saco. Talvez seja porque na beira da praia, tem belas mansões. Ontem, 08, o Jornal da Cidade, chegou a dar uma nova definição para a invasão das águas: “erosão na praia do Saco”. Pelo que se sabe erosão tem outra

definição.O mar está apenas tomando o seu espaço natural.

 

Algo cheira ruim na invasão do Bugio

Setores da inteligência da polícia civil devem vascular tudo que está por trás da invasão que vem ocorrendo nos últimos dias no conjunto Bugio. Será uma surpresa desagradável…

 

 

TV Sergipe apresenta notas apreendidas

O telejornal da TV Sergipe de ontem, 08, à noite apresentou notas de compras em alguns supermercados de Pirambu e Japaratuba, com supostos pedidos de André Moura. Os produtos eram levados para a casa dele, segundo a matéria. Tem também a assinatura da secretaria dele, Silvanete Cruz. Um dono de uma rede de supermercados está sem dormir. Disse em depoimento que não sabia de nada, mas funcionários já denunciaram que existia uns códigos na empresa para Juarez e André, e mais: que o empresário sabia de tudo. Está complicado perante o MPF.  É pelo jeito depois da intervenção muita coisa vai mudar em Pirambu.

 

Desembargadores não cairão na teoria do vice

Durante a sessão do pleno do TJ ontem, 08, do julgamento do pedido de intervenção que culminou com o pedido de vistas do desembargador Cesário Siqueira algo chamou a atenção: a defesa da advogada do vice-prefeito, Guilherme Zacarias, afirmando que o mesmo está preparado para assumir a Prefeitura. É brincadeira. Que a intervenção deve ser feita todo mundo sabe, porém assumir o vice-prefeito é melhor fechar as portas dos poderes constituídos. O vice-prefeito é citado em todo processo como cúmplice do deputado André Moura. Aliás, não é só o vice, vários vereadores, inclusive a presidente da Câmara não tem condições de assumir a Prefeitura. A alternativa é uma intervenção que dure até o próximo ano. E que o novo prefeito assuma a Prefeitura em 2009.

 

Cacho sem o mesmo impulso do inicio do caso I

O competente advogado Emanuel Cacho parece que perdeu o entusiasmo no caso André Moura. No início ele foi para a linha de frente e recebeu até criticas de vários setores da imprensa. Ontem ele apareceu timidamente na matéria da TV Sergipe. Na semana passada, quando foi exibida outra briga da disputa Juarez X André, Cacho não fez a defesa diretamente do deputado, como vinha fazendo efusivamente nos meios de comunicação. Isso justamente num lance em que André Parece esboçar um contra-ataque.

 

Cacho sem o mesmo impulso do inicio do caso II

No contra ataque de André, na semana passada, foi apresentada uma  peça no mínimo duvidosa: ma cobrança da Propag Turismo contra o prefeito, que foi prontamente desqualificada pelo dono da Propag, mostrando, inclusive, diferenças gritantes entre a logomarca da tal cobrança e a original da empresa. O motivo que levou o advogado a não fazer a defesa de seu cliente tem gerado especulações. Teria dado como perdida a batalha pública o renomado criminalista? André é réu confesso?  Essas perguntas fizeram parte do menu de uma mesa de políticos e advogados no restaurante Ferreiro Café numa movimentada noitada.

 

PCdoB discute projeto eleitoral para 2008

 Na quarta-feira,8 de agosto, foi realizada reunião do diretório municipal do PCdoB em Aracaju.”O propósito é mobilizar nossos 800 militantes da capital para plenária do dia 20 de outubro, quando iremos ter a presença dos delegados e encaminhamentos dados junto as nossas bases”,explicou a presidente do diretório deputada estadual Tânia Soares (PCdoB).Iniciando ,assim, o processo de Conferência do partido .Na pauta foi discutido a atuação do diretório,a repercussão das ações do PCdoB na cidade e o projeto eleitoral para 2008.

 

Fidelidade partidária

Durante a discussão da reforma política na Câmara dos Deputados ontem,08, Valadares Filho (PSB), ressaltou a importância do financiamento público das campanhas desde que em todos os níveis e não apenas para os majoritários, como desejam vários parlamentares. Valadares Filho também defendeu a fidelidade partidária e o fim das coligações proporcionais abrindo condições para que sejam referendadas as federações partidárias como já existem na Câmara.


 

Proposta limita mandato de conselheiros do TC

Uma proposta de emenda à constituição (PEC 75/2007) apresentada no final de junho de autoria da deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA) quer tornar os tribunais de contas da União, dos estados e dos municípios menos vulneráveis às pressões políticas. A proposta aumenta a participação de servidores de carreira dos órgãos de fiscalização na composição dos Plenários e propõe limitar o mandato de ministros e conselheiros de contas a apenas três anos, além da criação de auditorias de controle externo para as cortes. Ela é contrária ao fato de que eles permaneçam no cargo até a aposentadoria, tendo os mesmos direitos dos servidores de carreira.

 

 

MP monitora devolução de recursos I

Em alguns Estados brasileiros, já existe uma movimentação entre os promotores públicos, para que sigam o exemplo do Rio Grande do sul onde existe um Ministério Público Especial que faz o monitoramento das condenações, até que os devedores devolvam cada centavo desviado dos cofres públicos. Considerando que os tribunais não possuem informações e muito menos acompanhamento sobre a devolução do dinheiro desviado, fruto das condenações impostas, eles enxergam como essencial o monitoramento praticado através projeto de Acompanhamento do Cumprimento de Decisões (ACD), comandado pelo Ministério Público Especial junto ao TCE-RS, que verifica se as condenações resultaram em cobrança e se essa execução terminou em restituição do dinheiro público.

 

MP monitora devolução de recursos II

Este mês a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) contactou todos os tribunais e conselhos de contas do país para saber onde idéias semelhantes estão em vigor. O objetivo é propor que o projeto se torne um modelo a ser seguido no combate efetivo à corrupção.Por conta desse projeto, 67% das condenações do TCE gaúcho está paga ou em execução.

 

Impedimento eleitoral

Ao tomar conhecimento do documento disponibilizado pelo TCU que traz a relação dos políticos que não poderão disputar as eleições de 2008, um advogado que já atuou na área eleitoral como representante de coligação, pretende fazer uma consulta ao TRE para saber se estando com as contas reprovadas eles não perdem os direitos políticos e se perdendo os direitos políticos eles não perderiam automaticamente os mandatos que exercem. Isto para os que estão exercendo mandatos.

 

Diretoria da Deso diz que é contra perseguições I

Da Assessoria de Comunicação Empresarial da Deso: “A propósito dos questionamentos levantados em sua coluna na última sexta-feira, dia 03/08, diante da insatisfação de uma funcionária da Deso com relação a desvio de função de duas pessoas no setor de cópias e de atendimento telefônico, informamos que houve uma denúncia anônima no dia 02/08 sobre a questão. A denúncia foi checada e, constatado erro, foi solicitada a recondução das duas pessoas às atividades para as quais foram contratadas, ou seja, para o setor de limpeza. Tal fato pode ser justificado pelos costumeiros e sucessivos desvios de função que aconteciam em contratos anteriores, mesmo que não recomendáveis pela nova diretoria”.

 

 

Diretoria da Deso diz que é contra perseguições II

Continua a assessoria da Deso: “Diante do esclarecimento, reforçamos que as medidas já foram adotadas com a recondução das mesmas às suas funções de origem e acrescentamos que não faz parte do procedimento de praxe que hajam perseguições revanchistas como querem apontar às ações da atual diretoria da Deso. Acreditamos que as insatisfações geradas por conta da reorganização do quadro de funcionários da Deso – sejam eles estatutários, celetistas ou terceirizados – são compreensíveis devido ao tempo em que os desvios de função existiam e que em algumas situações ainda possam estar ocorrendo. Porém, serão casos isolados que porventura ainda não tenham sido resolvidos, mas que são objeto de correção. Entretanto, erros como o relatado nesta resposta ao nobre jornalista não representam uma incoerência ideológica ou fato que possa denegrir a política de mudanças que o Governo de Sergipe vem implementando desde o início deste ano”.

 

 

Despertar o estudante para o gosto pela leitura

A secretaria de Estado da Cultura realizou ontem, 8, auditório da Biblioteca Pública Epifânio Dória, o Encontro do Comitê Estadual do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler). O evento, aberto pelo secretário de Estado da Cultura, Luiz Alberto dos Santos, reuniu professores e estudantes na discussão da temática “O Mistério da Porta – Ah! Ah! Ah! A Palavra da Boca do Povo”, desenvolvida pelo conferencista Luiz Antônio Barreto. O Proler oferece aos professores discussões teóricas sobre a leitura e seu desenvolvimento na educação como uma prática criativa. Tem como objetivo promover ações estratégicas de articular e valorizar a leitura; estimular a criação de bibliotecas e divulgar informações sobre a leitura em rede de informação. Ao abrir o encontro, o secretário Luiz Alberto dos Santos disse que o grande desafio da Secretaria da Cultura realizar no período de 24 a 30 de outubro, que é a II Feira do Livro de Sergipe – Leitura e Contemporaneidade, com uma programação diversificada. O objetivo, de acordo com ele, é despertar no estudante sergipano o gosto pela leitura.

 

Coopanest-SE recebe anestesistas de Se e AL

Anestesistas de Sergipe e Alagoas encontram-se hoje, 09, e amanhã para mais uma JALAGIPE – Jornada dos Anestesiologistas dos Estados de Alagoas e Sergipe. O encontro realizado pela Cooperativa dos Anestesiologistas de Sergipe – Coopanest, acontecerá no Aquários Praia Hotel a partir das 14 horas de quinta e durante toda a sexta-feira.  A 5ª edição da Jornada, conduzida pelo presidente da Coopanest, dr. Leonício Silva Umbelino Júnior, será mais uma oportunidade de confraternização e troca de experiências entre os profissionais dos dois Estados. Na programação temas como “Cooperativismo”; “Obesidade”; “Pediatria”; “Pós-Anestesia”; “Anestesia videolaparoscópica”; além de mini-conferências com especialistas de todo o país. O evento tem o apoio das Sociedades de Anestesiologia dos Estados de Sergipe e de Alagoas – SAESE e SAEAL. As inscrições podem ser feitas diretamente na secretaria da Sociedade dos Anestesiologistas de Sergipe, na Rua Pacatuba, 254, sala 1113, Edf. Paulo Figueiredo, Bairro Centro, ou pelos telefones (79) 3214-1223/ 3211-4130.

 

Frase do Dia

“A justiça rejeita partido, amizade, parentesco, e no entanto é representada como cega”. Joseph Addison.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários