ALBANO OU DUTRA?

0

O ex-presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra (PT), ao lado do então vice-prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), esteve no apartamento do ex-governador Albano Franco (PSDB), onde almoçaram política. Aconteceu imediatamente após o Pré-Caju, em janeiro passado. Dutra foi lá para dizer a Albano que recuava de uma possível candidatura ao Senado, para que ele levasse o PSDB a integrar o bloco que dava sustentação ao então prefeito Marcelo Déda, continuando unido para apoiá-lo na disputa pela sucessão estadual. À época tinha-se como certa a queda da verticalização e sua validade para as eleições de outubro. Uma semana depois, também no apartamento de Albano Franco, o próprio Déda esteve para um almoço, em que o assunto foi exclusivamente política, onde aconteceu um convite formal para que o PSDB fosse um aliado. Os dois almoços foram fatos novos na política sergipana, porque até então haviam pequenos ensaios para uma aproximação.

A sucessão estadual ainda não amadureceu o suficiente para que se tenha uma perspectiva de como ficará dentro de mais 40 dias, quando se iniciarão as coligações e, com certeza, todas as alianças estarão absolutamente decididas. Entretanto, desde que se iniciou as primeiras conversas sobre eleições estaduais, que se fala em acordo que envolve o PSDB, principal adversário do PT a nível nacional, junto com o PFL. Como em Sergipe tucanos e pefelistas não se bicam desde 1998, todo esse tempo foi preenchido com especulações em torno do destino do PSDB, que se tornou importante para Marcelo Déda, que tenta o governo, e para João Alves Filho que busca a reeleição. Mesmo com conversas de todos os lados, ainda não há nada definido, embora o bloco de oposição demonstre maior interesse em ter ao seu lado toda a estrutura tucana, mesmo que seja através de uma coligação informal, em razão da verticalização passar a valer só para as eleições de 2010.

Ontem, foi colocado a público uma surpresa: José Eduardo Dutra é candidato ao Senado pelo PT e comunicou isso ao ex-governador Albano Franco. A impressão é que se trata de uma opção de setores do Partido dos Trabalhadores e de alguns membros do bloco de oposição, como é o caso do deputado federal Jackson Barreto (PTB), que sempre defendeu Albano para deputado federal, com direito a indicar o vice. Proposta idêntica à que ele recebeu quando do encontro com o governador João Alves Filho. Como o ex-governador só aceita candidatura ao Senado, o ex-presidente da Petrobrás, José Eduardo, já admitiu que caberá ao PT, PSB, PTB, PCdoB e PL decidir quem estará na chapa majoritária da coligação, ao lado de Marcelo Déda. 

Como conhece bem o PT, Dutra admite que “o assunto vai gerar uma grande discussão, principalmente na hipótese de o ex-governador Albano Franco vir a ser o candidato numa aliança branca”.

As declarações de Dutra foram feitas através da FM Sergipe e distribuída à imprensa pelo jornalista Milton Alves, que dá assessoria também ao pré-candidato a governador pelo PT, Marcelo Déda. Dutra não descartou a possibilidade de ser candidato a deputado federal e, no entender de Milton Alves, terminou dando “uma aula de política”. Ele teria dito que “aliança boa é aquela que todos ganham. Aliança é aquela que não atende cem por cento a ninguém, mas também não atende zero por cento a ninguém. Não há mão única, quando os interesses do estado estão em jogo”. Ainda na entrevista, Dutra constatou: “a possibilidade de eu disputar a eleição para a Câmara Federal vale também para o ex-governador Albano Franco”.

Não! Não vale. O ex-governador Albano Franco declarou, ontem à noite, que o almoço se deu na presença dos deputados Bosco Costa (Federal) e Ulices Andrade (estadual), ambos do PSDB, além do prefeito Edvaldo Nogueira. E foi exatamente Bosco Costa quem deixou claro para Dutra: “o PSDB só fala em acordo se for para disputar o Senado”. Fora dessa hipótese, não há conversa. Albano Franco não tratou mais do assunto e disse que tem se encontrado com pessoas ligadas ao governador João Alves Filho: “mas isso não adianta: agora só será eu e ele (João)”.

 

 

SURPRESA

O presidente do PSDB, Tasso Jereissati (CE), manifestou surpresa diante das declarações de César Maia e José Agripino de que o PFL pode não indicar o vice de Alckmin.

“Nunca falaram nada comigo”, disse Tasso, referindo-se ao discurso de Maia. “As negociações com o PFL estão perfeitamente normais”.

ALIANÇAS
Tasso Jereissati afirmou que as negociações das alianças entre os dois partidos em alguns estados “não são tão difíceis”.

O presidente do PSDB está desinformado. Em Sergipe o ex-governador Albano Franco já fechou uma “aliança branca” com o Partido dos Trabalhadores.

 

ANUNCIO

O ex-governador Albano Franco (PSDB) desmentiu ontem que tinha a intenção de anunciar uma aliança branca com o bloco oposicionista em Sergipe.

Albano Franco diz que ainda tem muita coisa a tratar e definir e que está procurando a melhor posição para o PSDB nas eleições de outubro.

 

SENADOR

Durante o almoço com o ex-governador Albano Franco, o ex-presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra (PT) avisou que poderia sair candidato ao Senado.

Albano manifestou o mesmo desejo.

Dutra admite que abre uma discussão dentro do PT, porque está se fechando uma aliança branca com o ex-governador Albano Franco.

 

TESÃO

José Eduardo Dutra morde e assopra. A mordida: está com muito tesão para disputar o pleito como candidato ao Senado.

Logo em seguida vem o assopro: não descarta a possibilidade de ser candidato a deputado federal. Depois mostrou conformismo: “Aliança boa é aquela que todos ganham”.

 

CONCORDA

O vereador Fábio Henrique, candidato a deputado estadual pelo PDT, concorda com o deputado João Fontes (PDT), que o partido deve buscar novas legendas para aliança.

João Fontes está conversando com legendas de médio porte para uma composição e a nível nacional busca uma terceira via.

 

CONVERSAS

O governador João Alves Filho (PFL) prometeu a aliados que não viaja mais até conversar com prefeitos e lideranças políticas do estado.

João Alves tem dedicado parte do dia e da noite em contatos políticos. Tem atendido a uma média de 40 pessoas por dia.

 

UNIDADE

Um aliado do governador observou que ao longo desses três anos, o governo não conseguiu furar o bloqueio da oposição, que se mantém coesa.

Antes havia uma certa dispersão, mas hoje todos continuam unidos em torno da candidatura de Marcelo Déda (PT) a governador.

 

ALBANO

O mesmo aliado fez outra observação: “uma aliança com o ex-governador Albano Franco, tem que ser fechada o mais rápido possível. Não pode ser levada até junho”, disse.

Além disso, segundo a fonte, “ofereceram a Albano a vaga de deputado federal. É tentar lhe dar o que ele não precisa”.

 

VISITA

O ex-prefeito Marcelo Déda esteve em Cristinápolis e foi recepcionado pelo vice-prefeito, vereadores e lideranças políticas. Explicou as razões da candidatura ao governo.

Já em Tobias Barreto, Déda recebido pelo ex-candidato do PT à prefeitura do município, Dilson de Agripino, que perdeu por uma diferença de 180 votos.

 

ALMEIDA

O senador José Almeida Lima (PMDB) está em viagem à suíça e não deu para se referir ao veto do presidente Renan Calheiros ao requerimento da nova CPI.

Quem o fez foi a senadora Heloisa Helena (Psol-AL). Ela não assinou o documento, mas na sua opinião ele contém “Fatos determinados” e, por isso, não deveria ser enterrado.

 

EDVALDO

O prefeito Edvaldo Nogueira está em Brasília onde participa do Encontro de Prefeitos. Ontem ele elogiou a iniciativa do presidente Lula em aumentar em 1% o valor do FPM.

Para o prefeito de Aracaju, isso significará um acréscimo de 1,5 bilhão para receita dos municípios brasileiros.

 

VIDA TRÊS

O poeta Carlos Ayres Brito lança sexta-feira, às 20 horas, na Sociedade Semear, três livros de poesia, resumidos em um encarte intitulado “A Vida por um Três”.

É uma iniciativa da Casa do Poeta e Funcaju. Carlos Brito também é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

 

Notas

 

ARQUIVADO

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu arquivar o pedido de abertura de CPI para investigar as relações entre a família do presidente Lula e Paulo Okamotto. A CPI ganhara o apelido de “Armagedon” (local onde, segundo os cristãos, tem início o fim do mundo).
O requerimento para a criação da CPI foi apresentado, na semana passada, pelo senador Almeida Lima (PMDB), que conseguiu reunir 34 assinaturas para viabilizá-la, quando o necessário são 27 adesões.

 

VOTO ABERTO

O fim do voto secreto no Congresso Nacional deverá ser votado hoje na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A emenda à Constituição tem como primeiro signatário o senador Sérgio Cabral (PMDB-RJ). O senador Valadares (PSB) é o relator e é favorável ao voto aberto.

Para Valadares, “o voto aberto é atitude de respeito e transparência com o eleitor. Cada votação significa o exercício da representação. E o representado deve ter o direito de conhecer o desempenho do representante em cada deliberação”

 

PREFEITOS

Mais de três mil prefeitos participam amanhã da 9ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que reivindicam novos caminhos para o pacto federativo, a aprovação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), e aumento de 1% do FPM.
Também querem uma divisão mais equilibrada de impostos arrecadados nos três níveis de governo. Afirmam que 60% dos recursos arrecadados pelos impostos vão para a União, 25% para os Estados e só 15% para os municípios, que são responsáveis por serviços essenciais, como Educação e Saúde.

 

É fogo

 

O governador João Alves Filho (PFL) volta a afirmar no alto sertão – Canindé do São Francisco – que o governo federal tenta inviabilizar obras em Sergipe.

 

As declarações de João Alves Filho foram registradas por uma rede de emissoras de rádio do alto sertão sergipano, alagoano e baiano.

 

Tem impressionado a políticos a forma como o ex-prefeito Marcelo Déda (PT) vem sendo recebido em cidades do interior.

 

A prefeita de Poço Redondo, Iziane Pionório debandou de vez da oposição e agora é carne e unha com o governador João Alves Filho (PFL).

 

Alguns prefeitos de Sergipe viajaram a Brasília, onde participam de encontro. Ontem, ás 10 horas, estiveram com o presidente Lula da Silva.

 

O deputado estadual Fabiano Oliveira (PSDB) também trabalha para ter votos em São Cristóvão.

 

O prefeito de São Cristóvão, Zezinho da Everest, vem sendo muito criticado porque trabalha exclusivamente para eleger o irmão deputado estadual.

 

O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) está tomando as primeiras providência para a realização do Forró Caju.

 

O prazo para entregas da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2006 (ano base 2005) termina nesta sexta-feira.

 

Pela Internet a entrega de declaração pode ser feita até às 20 horas, mas é preciso ficar atento porque o sistema costuma ficar congestionado.

 

O mercado financeiro promoveu uma pequena alteração na projeção para o índice oficial de inflação de 2006.

 

As chuvas estão caindo com maior intensidade em Aracaju, sinalizando que chegou o período que no Nordeste se chama inverno.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais