Aliança indigesta

0

Uma pesquisa de opinião pública pode confirmar o que já é voz corrente nas ruas: não pegou bem o acordo de última hora do ex-governador João Alves Filho (DEM) com os irmãos Amorim. Há quem avalie, como o vice-governador Jackson Barreto (PMDB), que os Amorim se desmoralizaram de vez ao “pedirem penico” a João e Maria. Outros buscam entender o que estaria por trás desse acerto feito no apagar das luzes das convenções partidárias. O deputado federal Mendonça Prado (DEM), genro do casal citado, nunca escondeu sua antipatia ao acordo, a ponto de anunciar que não subirá no mesmo palanque onde estiverem os Amorim. Recentemente, ele afirmou que Edvan estaria fazendo chantagem com João, seu ex-sogro. Que tipo de chantagem? Eleitoral apenas? É o próprio Mendonça quem diz: “Na verdade, existe político que não tem condições morais de falar em política. É um gigante de pé de barro e na hora certa nós vamos mostrar quem é quem”. E conclui: “Tenho um nome a zelar. O cidadão que para mim é sem vergonha, continua sem vergonha”. Para arrematar, outro deputado federal, Almeida Lima (PPS), que não gostou nada da “traição” sofrida dos ex-futuros aliados, acusa os Amorim de terem preferido “voltar ao lixo da história”, colocando mais pulgas atrás das nossas orelhas: “Gostaria que esse grupo parasse de fazer negócio e fizesse política. Eles estão apenas preocupados com seus negócios”. Ih, o que será que quer dizer Almeidinha?

Fichas sujas

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) enviou ontem à Justiça Eleitoral a relação dos gestores públicos que tiveram seus atos administrativos julgados irregulares. É com base nessa documentação, que o Tribunal Regional Eleitoral homologará ou não as candidaturas dos processados pelo TCE. Os campeões de processo são Genivaldo Galindo (Canindé), com 34, Dernival Rodrigues (Rosário do Catete), com 14, e Ananias Menezes (Salgado), com 13 citações na lista.

Palestra

O ministro aposentado do Tribunal Superior do Trabalho, Simpliciano Fontes, fará palestra hoje durante a 5ª edição do Almoço com Empresários. Vai falar sobre os aspectos atuais das relações trabalhistas. Promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Sergipe, o evento acontecerá a partir das 12h no Mercure Hotel Aracaju.

Quase sobra

E quem quase não consegue um partido para se filiar foi o sargento/PM Jorge Vieira. Só ontem à tarde ele convenceu a turma do PR, um dos partidos controlados por Edvan Amorim. O militar bateu na porta de várias legendas, mas em todas os candidatos a vereador alegavam que não queriam fazer escada para ele. Vieira conta com o apoio do deputado estadual capitão Samuel (PL) e acredita que se elege fácil com os votos da família militar.

Desempregada

A vereadora de Salgado Maria Alves de Vasconcelos (PSC) é a mais nova desempregada. Ele teve seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral por ter trocado o PRP pelo partido dos peixinhos. Em sua defesa, Maria alegou discriminação pessoal para pular a cerca, porém não conseguiu convencer os magistrados do TRE.

Todos iguais

A candidatada a prefeita de Aracaju pela Frente de Esquerda, Vera Lúcia (PSTU), vai tentar mostrar ao eleitorado que é diferente de seus concorrentes. “Nossos adversários são os de sempre. Eles vão fazer as mesmas promessas e gastar milhões para enganar o povo outra vez”, discursa Vera, que tem o apoio do PSOL e PCB.

Independência

O primeiro compromisso do governador Marcelo Déda (PT), após retornar da Alemanha, será domingo próximo em São Cristóvão. Ele vai prestigiar as festividades pelos 192 anos da emancipação política de Sergipe. Após participar de uma missa, Déda inaugura as restaurações dos prédios do Lar Imaculada Conceição e da antiga delegacia, onde funcionará o Museu da Polícia Militar de Sergipe.

Mais barata

Aracaju permanece tendo a cesta básica mais barata do país (R$ 199,70), seguida por Salvador (R$ 213,20) e João Pessoa (R$ 229,56). Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), apenas três das 17 capitais pesquisadas apresentaram redução no valor do conjunto dos produtos alimentícios essenciais: Salvador (-6,59), Recife (-3,53%) e Goiânia (-0,96%).

Blá,blá,blá

A propaganda eleitoral já está liberada, inclusive na internet, mas é proibida a veiculação de qualquer tipo de propaganda paga. Também já estão autorizados os comícios das 8h às 24h. Partidos políticos e coligações podem usar, no período entre as 8h e as 22h, alto-falantes e amplificadores de som nas sedes deles ou em veículos. Haja conversa para lançar ao vento.

Sem shows

Conforme a Lei das Eleições, a partir de amanhã está proibida a contratação de shows artísticos pagos com recursos públicos e inaugurações. Os candidatos também estão proibidos de compareçam a inaugurações de obras públicas. A propaganda eleitoral no rádio e na televisão começa dia 21 de agosto e vai até o dia 4 de outubro, três dias antes do primeiro turno de votações.

Do baú político

Natural de Riachão do Dantas, Lourival Fontes (UDN) foi o único sergipano que, ao decidir disputar o Senado, em 1954, recebeu de pronto o apoio de todos os partidos políticos locais. Mas não foi só isso: residindo no Rio de Janeiro, durante a campanha não pisou os pés em Sergipe. E por que tanto prestígio? É que ele foi, durante anos, o diretor do temido Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) e homem de confiança do presidente Getúlio Vargas (PTB), que em 1945 o nomeou embaixador do Brasil no México. Para agradar os chefes políticos sergipanos durante sua campanha, Lourival Fontes conseguiu que a Willys Overland do Brasil financiasse, a preço de fábrica, o famoso Jeep Willys para os conterrâneos que o apoiavam. Por conta desta facilidade, dezenas desses veículos foram comprados na época em Aracaju. Uma de suas únicas visitas ao estado depois que foi morar no Rio aconteceu em 1958, quando, a convite do senador e amigo Leandro Maciel (UDN), veio prestigiar a inauguração do Iate Clube de Aracaju.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais