Aracaju de volta ao passado

0

Ao aprovar projeto regulamentando o horário de funcionamento do comércio varejista, a Câmara de Vereadores abriu as portas do passado para Aracaju. Em vez de exigir o cumprimento da legislação trabalhista e pressionar os empresários para que estes atendam as reivindicações dos empregados, o Parlamento preferiu o caminho mais fácil, embora bem mais retrógrado. Se o projeto aprovado ontem em 2ª discussão fosse colocado em prática, Aracaju voltaria a ser aquela cidadezinha do interior onde as bodegas abrem quando o sol nasce e fecham antes do anoitecer. Os vereadores não levaram em conta que a redução do horário de funcionamento do comércio diminui o número de empregos, desaquece a economia, que passa a vender menos, e prejudica a população, que perde a facilidade de fazer compras a qualquer hora. Felizmente, a aprovação do projeto não passa de um ato demagógico que, certamente, será vetado pelo prefeito Edvaldo Nogueira, reeleito para governar uma capital voltada para o futuro e não uma fazenda com luz elétrica, como alguns vereadores imaginam ser a nossa cidade.
 

Posse na UFS

A celebração de uma missa de ação de graças na Catedral Metropolitana de Aracaju, às 16h30 de amanhã (21), será o primeiro ato oficial da programação da recondução do professor Josué Modesto dos Passos Subrinho à Reitoria da Universidade Federal de Sergipe. O segundo ato será a posse, marcada para as 18h30, no auditório da Reitoria (Campus de São Cristóvão).
 

A crise é séria
 

O volume de vendas de material de construção registrou queda de 10% em outubro deste ano na comparação com igual período do ano passado. Segundo dados divulgados Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção, o setor teve queda no mês passado de 0,2% em relação a setembro deste ano. A entidade revela que as grandes empresas não estão sentindo tanto a queda nas vendas quanto as pequenas e médias, que representam 98% do segmento. O financiamento de material de construção operado por bancos e financeiras caiu 20% em outubro.
 

Muito dinheiro
 

A Caixa Econômica Federal vai disponibilizar mais de R$ 174, 5 milhões para as pequenas e micro empresas utilizarem na expansão de seus negócios. Para todo o país serão liberados R$ 20 bilhões. As linhas de crédito para Pessoa Jurídica mantêm as mesmas condições de juros e prazos vigentes antes do surgimento da crise financeira internacional. Com taxas a partir de 0,83% ao mês (+ TR), os empresários podem dispor de capital de giro. Para quem deseja ampliar ou modernizar o empreendimento, o crédito pode chegar a R$ 10 milhões, com taxas a partir de 3,8% ao ano, mais Taxa de Juros de Longo Prazo. Legal!
 

O mundo das flores
 

Aracaju vai sediar o primeiro Encontro Nordestino de Floricultura, Paisagismo e Jardinagem. Será de 5 a 7 do próximo mês no Centro de Convenções de Sergipe. A programação prevê a realização de cursos, palestras, clínicas tecnológicas, oficinas e exposição de orquídeas, plantas carnívoras, bonsais e cogumelos. Informações sobre como participar do evento podem ser obtidas pelo fone (79) 3211-8948 e no site www.cerimonialeventos.com.br/sergipeflora. Prestigie!

Mulheres estressadas

A estabilidade econômica causa mais estresse nas mulheres do que nos homens, revela recente pesquisa. Segundo o estudo, isso acontece porque elas costumam ter mais responsabilidades do que eles. A preocupação com os efeitos da crise financeira atinge 62,3% das mulheres contra 49,5% dos homens. A consulta constatou que as mulheres desenvolvem um comportamento de maior insegurança com relação à crise por serem, na maioria dos casos, gestoras do orçamento doméstico e quem decide sobre as compras familiares.

Nilson na Assembléia

Os deputados estaduais ouvem nesta quinta-feira o secretário estadual da Fazenda, Nilson Lima. Pela terceira vez este ano, ele participará de uma audiência pública na Assembléia para expor as receitas e despesas do Estado referentes ao último quadrimestre de 2008. A audiência acontecerá na Sala das Comissões da Assembléia Legislativa a partir das 8h30 e será presidida pelo deputado Francisco Gualberto (PT), presidente da Comissão de Economia e Finanças.

Cadê os finger´s?
 

O governo de Sergipe e a Infraero assinam hoje (20) um convênio que permitirá a realização de um levantamento de dados e estudos para ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Santa Maria, em Aracaju. A obra vai permitir vôos diretos para as cidades européias, sem a realização de escalas, tanto para vôos de passageiros, quanto para vôos cargueiros. A pista deve passar dos atuais 2,2 mil metros para 3,3 mil metros. Falar em aeroporto, onde estão os finger´s adquiridos em 2005 para oferecer maior segurança e conforto a quem embarca e desembarca no Santa Maria?
 

Cuidado com o golpe

Por causa da maior procura e oferta de presentes provocada pela proximidade do Natal, consumidores e lojistas devem ficar atentos e redobrar a atenção para não caírem em golpes virtuais. Para os lojistas, há a possibilidade de venda para cartões de crédito clonados e sempre um hacker querendo desfalcar lojas virtuais. Já o consumidor, o maior cuidado deve ser com as famosas lojas virtuais fantasmas, aquelas que existem apenas por alguns dias e depois saem do ar, sem deixar rastros.

Inadimplência maior

A inadimplência do cheque teve um repique em outubro, segundo informou o Indicador Serasa de Cheques sem Fundos. O índice tem como base dados nacionais do cadastro de emitentes de cheques devolvidos do Banco Central. No mês passado, de cada mil cheques compensados, 20,1 foram devolvidos pela segunda vez por falta de fundos. Trata-se de um índice de calote do cheque 12,9% maior em relação ao mesmo período de 2007. Na comparação com setembro deste ano, a alta da inadimplência do cheque foi de 12,3%.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários