As práticas nocivas na PM e na PC de SE

0

  “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Em pleno ano de 2015, onde exceto os policiais militares recém convocados, recebem menos que R$ 3,5 mil reais, além do ticket refeição, infelizmente, é comum a velha prática de pedir (ou será exigir, pois sua presença diária, constrange o proprietário) doações, em sua grande maioria de lanches nos estabelecimentos comerciais na região em que trabalham.

Isso está ocorrendo rotineiramente no supermercado Bompreço da Avenida Gonçalo Prado Rolemberg, onde ao final do expediente, por volta das 22h30, chega à porta do referido supermercado uma viatura, com o giroflex ligado, e os policiais descem desta, sobem a rampa e vão pegar o seu lanchinho…. absurdo, e pior, que não se intimidam com nada, o fazem abertamente, na frente do público e das câmeras do supermercado. Outro local corriqueiro é no restaurante do Cajueiro, no Inácio Barbosa.  Sem falar em sorveteria e outros.

No caso do supermercado Bompreço seria bom o Secretário de Segurança e o Comandante da PM solicitarem as imagens do circuito interno, a prova será facilmente conseguida ou será que os superiores comungam ou acham normal tal prática, e esquecem o art. 317 do CPB ?

“Advocacia Administrativa” –  Para não dizer que tais fatos só ocorrem na PM, na PC é comum a prática da chamada “advocacia administrativa”, onde assim que os presos chegam nas delegacias, logo depois se apresentam advogados para defende-los, mesmo sem ter solicitado, estranho né? Uma pequena dica, tem delegado com familiar advogado, que na delegacia em que trabalha, o familiar tem um monte de ações, mas não esqueçam de pesquisar os sócios do irmão do delegado.

Aliás, todo mundo sabe na SSP, mas fecham os olhos. A ética neste caso passa longe de alguns…

Sepultamento de Dona Caçula reúne autoridades e centenas de populares
Quando uma pessoa passa para o outro plano é que você tem a certeza do legado que ela deixou. Algumas, quando conhecidas, reúnem muita gente, mas sem o calor humano. Outras, menos conhecidas, reúnem pouca gente, mas com um calor humano enorme emanado pelos familiares e amigos. E tem também as conhecidas que além do calor humano dos familiares, reúne autoridades e o carinho de centenas de pessoas. Foi o caso do velório e sepultamento ontem, 08, de Dona Caçula, em Simão Dias.

Líder política firme, corajosa e solidária
Durante todo o dia, o velório foi visitado por centenas de pessoas. Elas vinham de todos os cantos de Simão Dias. Nos olhos, principalmente dos mais velhos, a certeza de que o último adeus estava sendo dado do fundo do coração e muito carinho para uma pessoa, que além de matriarca da família, foi uma líder política firme, corajosa e muito solidária. Até o dia anterior da morte dela, Dona Caçula estava lúcida.

Política e solidariedade ao próximo
Todas as lideranças políticas de Sergipe enviaram notas de pesar pelo falecimento de Dona Caçula, ex-prefeita de Simão Dias e mãe do senador Valadares, do ex-prefeito Zé Valadares e avó do deputado federal Valadares Filho.  O governador Jackson Barreto esteve presente pela manhã, além de diversas outras autoridades. Fica a certeza para os filhos (Zé Matos,Arnaldo, Antônio Carlos, Maria, Laura, Dilma e Dalva) que aos 93 anos, Dona Caçula viveu a vida intensamente, fazendo as coisas que ela mais gostava ao lado da família: política e solidariedade ao próximo.

Luciano Bispo iguala diretoria-geral da ALESE a 1º escalão do governo para fugir da do nepotismo
E o presidente da ALESE, eleito por 23 deputados com o apoio do governador Jackson Barreto, Luciano Bispo, encontrou uma fórmula para fugir da súmula vinculante nº13, que trata do nepotismo na administração pública: igualar o cargo de diretor-geral, dado ao irmão, Roberto Bispo, ao 1º escalão do Poder Executivo. Desta forma, como tem em várias prefeituras, parentes podem ser nomeados secretários.

Esclarecimentos Secom/PMA
Sobre a nota referente ao atraso no pagamento pela Prefeitura de Aracaju de alguns órgãos de comunicação a Secom informou que os eventuais atrasos foram por conta da crise financeira no fim do ano passado, mas com a regularização do custeio as faturas estão sendo pagas. A Secom informou também que não há privilégio algum e todos os meios de comunixação são tratados de forma igualitária.

Insegurança no mercado Nilton Santos, no Augusto Franco. À noite guardas não fazem rondas, apenas assistem TV e dormem.
Os feirantes e proprietários de bares do mercado Milton Santos cobram segurança. Na sexta, 03, no bar número 04 furtaram a antena do Wi-Fi e na terça-feira, 07, arrombaram o depósito do bar número 05. Lembrando que a GMA tem uma sala onde guardas passam a noite lá,mas não fazem uma única ronda, apenas dormem e assistem TV.  E parece que o comando da GMA nada faz.

PMA é responsável pela segurança, mas guarda não atua
Os permissionários pedem segurança já que no contrato de permissão de uso onde a PMA cobra 765,25 mensais existe uma cláusula que diz que a prefeitura seria responsável pela segurança.

Ainda a Deso nossa de cada dia. Quando os sergipanos se livrarão dela?                                                            

As fotos ao lado são do estrago feito pela uma empresa terceirizada da Deso há 15 dias na rua do fundo do Palácio de Veraneio. Os moradores agora convivem com uma poeira tremenda e buracos. E parece que o governador Jackson Barreto perdeu o prumo mesmo do governo. Talvez precise de férias para que o vice assuma e faça algo. As fotos são de uma rua no fundo do Palácio de Veraneio, onde o governador passa quase que diariamente. Quando os sergipanos se livrarão dela? Se fizerem uma pesquisa sobre as empresas que prestam serviços a Deso vai para o lugar dela: no ralo do esgoto.

Jorge volta a dizer que Estado paga piso do magistério e desmente boato
Ao conceder uma entrevista ontem, 08, ao radialista George Magalhães, no programa “A Hora da Verdade”, o secretário de estado da Educação Jorge Carvalho voltou a afirmar que o governo paga mais do que o piso que foi aprovado recentemente. “77% dos professores da rede estadual sergipana possuem uma remuneração que oscila entre 3 e 6 mil reais por mês. Seis por cento recebem entre 6 e 10 mil reais. E 17% recebem entre dois e três mil reais", disse.

Municipalização das escolas
O secretário desmistificou a questão da municipalização das escolas de ensino fundamental. "Desafio qualquer cidadão desse estado a dizer uma escola que deixou de ser estadual para ser municipal. Agora, a LDB estabelece que é prioridade do estado oferecer o ensino médio. A lei diz que os entes devem compartilhar. O estado quer compartilhar com os municípios a solução das matrículas do ensino fundamental e prestar assistência técnica", ressaltou, explicando que o estado vai estimular os municípios a ampliar, com qualidade, a matrícula do ensino fundamental.

Emanuel quer apoio do PMDB, PCdoB e do PSB a candidato do PT
No programa apresentado pelo jornalista André Barros, na TV Atalaia, o vereador de Aracaju, Emmanuel Nascimento (PT) cobrou do PMDB, do PCdoB e do PSB o apoio recebido do PT ao longo dos anos. “Como aliado é chegada a hora deles apoiarem nosso candidato a prefeito de Aracaju”. Dificilmente o grupo comandado pelo governador sairá unido. No mínimo três candidatos: Ana Lúcia (PT), Edvaldo (PCdoB) e Valadares Filho (PSB).

Freire Informática
Em discurso ontem, 08, a vereadora Lucimara Passos (PC do B) indagou à Prefeitura de Aracaju sobre o contrato de quase R$ 5 milhões firmado com Freire Informática, referente à implantação do sistema integrado de gestão. Na Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju, a parlamentar levantou suspeitas, clamou por esclarecimentos referente ao tema e informou que a administração municipal voltou a utilizar os sistemas antigos.

Projeto de Fábio Reis é aprovado na Comissão de Segurança
A proposta que altera o Código Penal e aumenta a pena para agente público ou diretor de penitenciária que não proibir o acesso do preso a aparelho telefônico, de autoria do deputado federal Fábio Reis (PMDB-SE), foi aprovada ontem, 08, na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados.O objetivo da proposta, que aumenta a pena para dois a quatro anos de reclusão mais multa, é impedir que condenados se comuniquem com membros de suas facções criminosas.

Prevaricação
Fábio Reis diz que a pena atual, de três meses, é irrisória. Segundo ele, esta modalidade do crime de prevaricação não é uma ação de menor potencial ofensivo. “O acesso de presidiários a este tipo de comunicação fragiliza a punibilidade e põe toda a sociedade em perigo, vez que criminosos de alta periculosidade, apesar de cumprindo pena, estão livres para comandar suas facções criminosas”, justificou.

Canal no Conjunto Médici
O vereador de Aracaju, Anderson de Tuca (PRTB) pediu que o Executivo Municipal realize estudo de impacto ambiental para avaliar a possibilidade de tapar o canal que corta o Conjunto Presidente Médici. Segundo Anderson, o local precisa de maior atenção do poder público. “As gestões anteriores nunca se preocuparam com essa situação, que tem tirado o sono dos moradores da região”, frisou.

IML em Nossa Senhora do Socorro/SE
A Procuradoria-Geral do Estado (PGE/SE) por meio da Procuradoria Especial dos Atos e Contratos Administrativos, através do parecer nº 1766/2015, da lavra do procurador do estado, Wellington Matos do Ó, exarado nos autos do processo nº 026.301.00170/2015-9, opinou favoravelmente à instauração de procedimento licitatório com vistas à contratação da obra de construção do Instituto Médico-Legal no município de Nossa Senhora do Socorro/SE.

Valores
O valor da contratação está estimado em 20 milhões de reais e será custeado com recursos do Proinveste. Este valor se destinará à construção do novo prédio sede dos Institutos Médico Legal e Criminalística de Sergipe no município de Nossa Senhora do Socorro e para a compra de novos equipamentos mais modernos que possam suprir a demanda do Estado.

Sebrae promove Semana do Microempreendedor Individual
Entre os dias 13 e 18 de abril, o Sebrae em Sergipe promoverá mais uma Semana do Microempreendedor Individual (MEI). Este ano o evento será realizado em Aracaju, Nossa Senhora da Glória e Estância, buscando oferecer gratuitamente capacitações e orientações aos pequenos empresários e retirar da informalidade aqueles que atuam por conta própria.

Sebrae promove Semana do Microempreendedor Individual II
Em Aracaju, a Semana será promovida na Praça General Valadão, durante os seis dias. Em Estância as atividades serão realizadas na Praça Barão do Rio Branco e em Glória na Praça Antonio Alves Oliveira, ambas localizadas no centro de seus respectivas cidades, no período de 15 a 18 de abril.

BNB investe R$ 32 milhões  em micro e pequenas empresas em SE
O Banco do Nordeste aplicou R$ 32 milhões durante o primeiro trimestre de 2015 no segmento de micro e pequenas empresas (MPE) em Sergipe. Segundo o superintendente estadual do Banco, Saumíneo Nascimento, o segmento é estratégico para o desenvolvimento socioeconômico do estado e uma das principais prioridades da Instituição.

Estímulo
“O Banco do Nordeste oferece tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas, atendendo o que preconiza a Lei Complementar n. 147/14, ao estimular, com a sua ação creditícia, ações governamentais voltadas para facilitar a vida do empreendedor, propiciando mais tempo ao empresário na dedicação do seu negócio”, ressalta ele.

Financiamento
O principal destaque deste primeiro trimestre refere-se ao financiamento em longo prazo às micro e pequenas empresas do setor de comércio, que captaram mais de R$ 11 milhões, por meio das 18 agências do Banco do Nordeste no estado. Outro destaque foi o valor aplicado no setor de serviços, que totalizou R$ 5,4 milhões, também em operações de longo prazo. Em relação aos financiamentos de curto prazo, o produto mais significativo foi o capital de giro, que representou mais de R$ 4,5 milhões do valor total contratado.

Impulsionador
Segundo Nascimento, “o crédito é um grande impulsionador do crescimento e desenvolvimento das empresas e do país. As micro e pequenas empresas representam grande parte dos estabelecimentos existentes na economia brasileira e necessitam de crédito para o desenvolvimento de suas atividades. O aumento do volume de crédito melhora consideravelmente o seu desempenho”.

Aguadas em Acrílico
Aos amantes das artes plásticas, a Galeria de Arte Álvaro Santos (GAAS) promove no mês de abril a exposição “Figuras e Formas: ver além das evidências”. De autoria do artista plástico e professor da Universidade do Estado da Bahia, Luiz Neto, a mostra conta com 20 telas aguadas em acrílico compostas por construções abstratas que exploram a beleza das cores.  Com curadoria do diretor da GAAS, Luiz Adelmo, a exposição estará aberta ao público entre os dias 9 e 25 de abril.

PELO TWITTER

www.twitter.com/oMarioSousa  Bom dia. Que Deus nos ajude a suportar.

www.twitter.com/FreiJoaoPaulo  Se pelo menos depois de tanto calor chegue a chuva e um vento frio! Rezemos!

www.twitter.com/jrobertotgomes  Há ocasiões em que a coisa mais gentil que você pode fazer por outra pessoa é manda ir à PQP,afinal é sempre bom visitar a própria mãe…

www.twitter.com/lucianopazx  "Quanto mais agridem, mais dá vontade de votar", disse Cunha sobre violência de "trabalhadores" contra a regulamentação da terceirização.

www.twitter.com/MauricioGentil  Sou contra as subvenções parlamentares e contra as emendas individuais impositivas. Pra mim, ambas favorecem esquemas de corrupção ..

www.twitter.com/FConceicao  vale a pena a discussão sobre o registro e licenciamento de ciclomotores. Políticos relutam enquanto pessoas morrem.

www.twitter.com/revinhogama   A mesma mão que puxa o seu saco é a que puxa o seu tapete…

NOTA DE ESCLARECIMENTO – SINDICONTAS

O SINDICONTAS, Sindicato dos Servidores Efetivos do Tribunal de Contas de Sergipe, em referência às notas publicadas neste BLOG nos dias 28/03 e 06/04, que versam sobre a abertura de vagas para a área de saúde deste TCE, utiliza-se deste meio democrático e não partidário para esclarecer o seguinte:

O edital de Concurso Público nº 01/2015, emanado pelo TCE, disponibiliza vagas para a área médica, num total de 13 vagas, distribuídas entre médicos (4 vagas) dentistas (6) e enfermeiros (3), a fim de completar seu Quadro de pessoal efetivo permanente, conforme determina a Lei Complementar nº 232/2013, tendo em vista que atualmente tal quadro encontra-se desfalcado, resumindo-se em apenas 1 (um) profissional da área de saúde.

Entendemos que, como forma de proporcionar maior segurança e qualidade de vida aos servidores, faz-se necessário e indispensável a presença e o acompanhamento desses profissionais, que atuam não só na parte clínica, como também preventiva,  minimizando os problemas inerentes ao ambiente de trabalho.

Por outro lado, temos a convicção de que o concurso público é a forma mais leal e democrática para o preenchimento dessas vagas, que por ora encontram-se preenchidas por profissionais de outros órgãos, com certeza desfalcados e necessitados da prestação de seus serviços junto à sociedade.

Ademais, o número restrito de servidores destinados à área de saúde (14, no total) faz-nos concluir pela regularidade e boa-fé do referido certame, visto que o quantitativo é básico e suficiente apenas para suprir a demanda local e pontual, em nada se comparando com o quantitativo de servidores destinados à atividade-fim, que se somam em 181.

Nossa luta é pela melhoria da qualidade de vida laboral, e a área de saúde é uma conquista gradual e positiva dos servidores, que se concretiza com o presente certame e nos encoraja para mais batalhas e vitórias.

Manuel Messias dos Santos
Presidente do Sindicontas/SE

ARTIGO

Desvalorização da Educação Por Ribeiro Filho

Foi publicado ontem no site do Cesad/UFS e no portal UFS a seleção para formação de cadastro reserva para Professor tutor presencial, conforme texto abaixo.

Cesad/UFS realiza processo seletivo para tutoria presencial

Inscrições de 7 a 17/04

O Centro de Educação Superior a Distância da Universidade Federal de Sergipe, torna pública as normas para o processo de seleção de cadastro RESERVA de tutores presenciais para atuarem nos cursos de graduação à distância. Para concorrer os interessados devem ser portadores de diploma de nível superior completo em qualquer curso de bacharelado ou licenciatura plena. (publicado no site do Cesad/UFS e no portal da UFS)

No edital do Cesad está sendo ofertadas vagas para formação de cadastro reserva para professor Tutor Presencial, que a depender da necessidade poderá trabalhar com carga semanal de 20 horas em turno pela manhã, tarde ou noite. O cadastro de reserva é destinado aos municípios de Aruá, Brejo Grande, Carira Colônia Treze (Lagarto), Estância Japaratuba, Laranjeiras, N. Sra. das Dores, N. Sra. da Glória, Poço Verde, Porto da Folha, Propriá e São Domingos.

No edital consta que os profissionais preferencialmente devem residir no município Pólo ao qual está concorrendo, mas, isso não é uma exigência que possa eliminar nenhum candidato. Ou seja, se não tiver candidatos selecionados residentes nesses municípios, poderá ser contratado qualquer candidato que na seleção esteja melhor classificado. O candidato aprovado vai ter que pagar transporte para se deslocar diariamente ou pagar uma pousada mais alimentação para comparecer ao Pólo durante cinco dias na semana. O professor terá que pagar o deslocamento ou a pousada durante cinco dias por semana, mais alimentação, com uma bolsa de R$ 765,00 (setecentos e sessenta e cinco reais) mensais. Esse é o valor vigente regulamentado pela Resolução CC/FNDE n. 08, de 30 de abril de 2010. Esse valor está há cinco anos sem reajuste, se houve alguma atualização no valor, essa foi insignificante. O valor da bolsa já foi maior que o salário mínimo vigente no país.

Todo concurso decente coloca o numero de vagas, as exigências para ocupar o cargo e o valor da remuneração. Nesse caso, o valor é tão vergonhoso que o Cesad sequer colocou no edital, o Centro apenas indica no edital da seguinte forma:

                               7.2 Os candidatos classificados serão contratados como bolsistas, sem vínculos empregatícios, nos termos da Lei nº 11.273, de 06 de fevereiro de 2006, assim como da Resolução CC/FNDE n. 08, de 30 de abril de 2010 e demais regulamentos pertinentes em vigor que tratarem da autorização e concessão de bolsas de estudo e de pesquisa a participantes de programas de formação inicial e continuada de professores para a educação básica.

Seria até aceitável esse sistema absurdo de exploração dos profissionais de educação, se as Instituições Federais de Ensino Superior-IFES estivessem abrindo para os profissionais recém-formados, a possibilidade de um primeiro emprego, que essa experiência pudesse contribuir na formação de um currículo inicial, que servisse como referencial para futuros empregos, e que levasse a marca de uma instituição federal com respaldo no meio acadêmico, como é o caso da Universidade Federal de Sergipe e as demais Instituições Federais de Ensino Superior do país.

Mas, esse não é um dos objetivos desses cursos de EAD, basta ver as exigências que são enumeradas no edital, para perceber que o objetivo é o de exploração do profissional que está fora do mercado de trabalho. Basta observar apenas um Item do edital, 2.1.2 Ter experiência mínima de 1(um) ano no magistério do ensino básico ou superior, ou ter formação pós-graduada, ou estar vinculado a programa de pós-graduação.

O que os cursos de EAD estão procurando no mercado de trabalho são profissionais qualificados e com experiência comprovada, como vemos no item acima. Trata-se na verdade de mais uma fórmula encontrada por algum gestor (maldito) do MEC para oferecer educação gratuita sem contratar efetivamente novos professores nas universidades federais. Assim, o MEC oferece dezenas de cursos de graduação e pós-graduação a um custo irrisório, explorando os profissionais que investiram um longo tempo em sua formação acadêmica, mas que, por falta de oportunidade estão fora do mercado. Esse tipo de exploração dos professores tutores não acontece apenas nas universidades federais, essa exploração que lembra o período colonial escravocrata, também é largamente utilizado nas instituições de ensino superior da rede privada.

Vale ressaltar que, a validade da Bolsa é de um ano, renovável pelo período de mais um ano. Além desse valor irrisório, a tal Bolsa não dá garantias básicas que a CLT prevê para todo trabalhador, tais como: férias, hora extra, 13° salário, FGTS, plano de saúde, INSS (o tempo que o professor tutor trabalha nesse caso não conta para sua aposentadoria), seguro desemprego, etc. É assim que o Ministério da Educação e encontrou uma forma de explorar os profissionais dos diversos segmentos da educação, que apesar de possuírem um excelente currículo, estão fora do mercado de trabalho.

Outro detalhe que vale ser ressaltado, a bolsa é paga apenas por três ou quatro meses em cada Módulo, sendo que nem sempre os alunos conseguem concluir todas as tarefas do curso no tempo estimado. Deste modo, há sempre uma prorrogação de dias ou até de um mês em cada Módulo. Esse tempo extrapolado nunca é pago ao tutor, que sempre recebe a desculpa de que o MEC só envia a quantidade de bolsas previamente estipulada para aquele módulo. Trabalhei como tutor num curso de pós-graduação durante dois anos, era raro o semestre em que as atividades não ultrapassavam um mês. A desculpa dos organizadores do curso era sempre a mesma, o MEC e a Capes só pagam pelo tempo estipulado de meses para cada Módulo. Essa é mais uma vantagem para quem contrata professores para esses cursos de EAD.

Os cursos de EAD planificam de forma linear todos os seus contratados, o valor da bolsa é o mesmo para todos, não importa se o candidato selecionado tem apenas a graduação, se tem pós-graduação lato sensu Especialização; ou se tem pós-graduação stricto sensu Mestrado e Doutorado. Todos recebem o mesmo valor irrisório de R$ 765,00. Assim, o MEC nivela por baixo seus professores tutores contratados e todos os demais profissionais envolvidos. Vejam a remuneração de outros cargos da EAD:

                      I – Coordenador/Coordenador-adjunto da UAB: professor ou pesquisador indicado pelas IPES vinculadas ao Sistema UAB, que atuará nas atividades de coordenação e apoio aos pólos presenciais e no desenvolvimento de projetos de pesquisa relacionados aos cursos e programas implantados no âmbito do Sistema, desde que comprove a experiência de, no mínimo, três anos de magistério superior. O valor da bolsa a ser concedida é de R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais) mensais, enquanto exercer a função (Coordenador/Coordenador adjunto I).

                    II – Coordenador de curso nas instituições públicas de ensino superior (IPES): professor ou pesquisador designado/indicado pelas IPES vinculadas ao Sistema UAB, que atuará nas atividades de coordenação de curso implantado no âmbito do Sistema UAB e no desenvolvimento de projetos de pesquisa relacionados aos cursos, desde que comprove a experiência de, no mínimo, três anos de magistério superior. O valor da bolsa a ser concedida é de R$ 1.400,00 (um mil e quatrocentos reais) mensais, enquanto exercer a função (Coordenador de curso I).

                         III – Coordenador de tutoria nas instituições públicas de ensino superior (IPES): professor ou pesquisador designado/indicado pelas IPES vinculadas ao Sistema UAB, que atuará nas atividades de coordenação de tutores dos cursos implantados no âmbito do Sistema UAB e no desenvolvimento de projetos de pesquisa relacionados aos cursos, desde que comprove a experiência de, no mínimo, três anos de magistério superior. O valor da bolsa a ser concedida é de R$ 1.300,00 (um mil e trezentos reais) mensais, enquanto exercer a função (Coordenador de tutoria I).

                          IV – Professor-pesquisador conteudista: professor ou pesquisador designado ou indicado pelas IPES vinculadas ao Sistema UAB, que atuará nas atividades de elaboração de material didático, de desenvolvimento de projetos e de pesquisa, relacionadas aos cursos e programas implantados no âmbito do Sistema, sendo exigida experiência de 3 (três) anos no magistério superior. O valor da bolsa a ser concedida é de R$ 1.300,00 (um mil e trezentos reais) mensais, enquanto exercer a função (Professor-pesquisador I). (Fonte: Resolução CC/FNDE n. 08, de 30 de abril de 2010)

Para se ter uma ideia, nas universidades federais do Brasil o salário inicial de um professor com Mestrado é de R$ 4.836,70 e com Doutorado R$ 7.421,76, para uma carga horária de 40 horas semanais com Dedicação Exclusiva. Esses salários podem ser acrescidos dos níveis dentro de cada classe de acordo com promoções e titulações, podendo variar de 4 mil reais a 17 mil reais. Nas instituições privadas, o professor universitário tem direito a receber Participação nos Lucros e Resultados (PLR) anualmente.
Fonte: http://www.guiadacarreira.com.br/artigos/salarios/quanto-ganha-um-professor-universitario/

É dessa forma que o governo federal trata a Educação à Distância e seus professores tutores, aproveitando-se oportunamente de uma mão de obra qualificada que ainda não foi absorvida pelo mercado de trabalho. Enquanto isso milhões de reais são gastos em cargos comissionados desnecessários que infestam os Ministérios, Agências Reguladoras, em Brasília e por todo país. Aqui no estado tivemos em novembro o escândalo das verbas de subvenção que a Assembleia disponibilizou para para seus 24 deputados gastarem em ONGs suspeitas, algumas no nome de familiares e outras sem sequer ter um sede ou atender a qualquer segmento da sociedade. Por isso que eles tratam a educação com todo esse descaso, para manter o curral eleitoral desprovido de qualquer saber ou conhecimento, e, assim tornar-se uma massa de manobra mais fácil para atender aos interesses escusos dos políticos corruptos.

É triste que isso esteja acontecendo dentro das Instituições Federais de Ensino Superior, que os Reitores, Pro-Reitores e Diretores de Centro, como o Cesad, compactuem com esse tipo de exploração. Tenho certeza que os pesquisadores que criaram essa ferramenta de ensino à distância não tinham a intenção de explorar os profissionais da educação de forma tão vergonhosa. Contudo, reafirmamos que se o MEC encaminhou para as universidades essa ferramenta de ensino com uma remuneração tão abjeta, caberia aos profissionais do ensino através dos sindicatos e associações rejeitar ou colocar em debate formas de pagamento menos aviltantes.

Pronto desabafei, estava com essa espinha na goela há muito tempo…

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun   

Frase do Dia
“A vida é curta demais para viver o sonho de outra pessoa.” Hugh Marston Hefner, nasceu em 09 de Abril de 1926  é o fundador e editor-chefe da revista Playboy.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários