Bancada do amém

0

Os vereadores governistas voltaram a se posicionar contra os aracajuanos para agradar ao prefeito João Alves Filho (DEM). Mesmo alguns se dizendo contra a criação de novos impostos, os vereadores aprovaram ontem a Taxa de Iluminação Pública, que vai render para a Prefeitura algo em torno de R$ 14 milhões por ano. Nem mesmo os argumentos de inconstitucionalidade apresentados pelo petista Ira Barbosa convenceram a bancada do prefeito. Tomara que a Taxa de Iluminação Pública sirva, pelo menos, para lembrar ao aracajuano como cada vereador se posicionou na aprovação de mais esse tributo.

Bom de papo

Quando precisa convencer os vereadores governistas, o prefeito João Alves Filho os coloca num ônibus para passear em Salvador. Foi assim antes da aprovação da privatização da saúde, e agora para convencê-los a votar pela criação da Taxa de Iluminação Pública. O que será que eles conversam durante a viagem?

Apoio de peso

O deputado federal Rogério Carvalho, candidato a presidente do PT sergipano, ganhou depoimento de apoio do presidente nacional do partido, Ruy Falcão. O dirigente petista pede votos para Rogério e lembra que este possui uma atuação marcante no Congresso Nacional, tendo sido, inclusive, relator do Programa Mais Médicos. A eleição para escolher a nova executiva petista vai acontecer no próximo dia 10.

Aquecido

O volume de empréstimos para compra e construção de imóveis com recursos da poupança no mês passado foi 32% maior do que o verificado em setembro de 2012. Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, no acumulado de janeiro a setembro último, os financiamentos imobiliários foram 35% maiores que os feitos no mesmo período do ano passado. Nos últimos 12 meses, os empréstimos para compra e construção de imóveis com recursos da poupança foram 30% superior ao volume dos 12 meses anteriores.

Calou por quê?

Por que será que a secretária da Saúde de Aracaju, Goretti Reis (DEM), ainda não desmentiu o vereador Agamenon Sobral (PP). O parlamentar insiste em afirmar que a Prefeitura tem 701 médicos contratados, porém só 301 trabalham normalmente. O estranho silêncio de Goretti permite suspeitar ser verdadeira a denúncia do vereador governista.

Agoniados

Tem muita gente sem dormir no governo estadual. É que o governador Jackson Barreto (PMDB) vem fazendo suspense sobre as mudanças prometidas para os 1º e 2º escalões. E para aumentar ainda mais as expectativas, o peemedebista transferiu de hoje para segunda-feira o anúncio da reforma que pretende fazer visando azeitar a máquina administrativa.

Parados

Reunidos em assembleia, os professores da rede estadual decidiram cruzar os braços no próximo dia 7. O objetivo é pressionar o governador Jackson Barreto (PMDB) a pagar os retroativos prometidos. A data da paralisação foi escolhida porque no dia 7 a categoria terá uma nova reunião com Jackson para discutir o pagamento do piso salarial.

Salvem o rio

Quando será que o Ministério Público Federal vai acionar a Justiça para impedir que a Prefeitura aterre uma grande área do Rio Sergipe? Se demorar muito, será tarde demais. Por falar nisso, onde andam os ecologistas sergipanos e os políticos que se dizem fervorosos defensores daquele agonizante corpo d’água? Não esqueça: impedir o aterro criminoso do Rio Sergipe é defender as futuras gerações.

Mar de óleo

A Petrobras pretende iniciar um teste de longa duração (TLD) na área de Muriú, na promissora bacia de Sergipe-Alagoas, no fim de 2015. Foi o que informou ontem ao jornal Valor Econômico o diretor de exploração e produção da companhia, José Miranda Formigli. O TLD permitirá à Petrobras ter um maior detalhamento das informações do reservatório, bem como calibrar o sistema de produção futuro para a região.

Dá-lhe Mengão!

Apesar do sufoco que foi o 2º tempo, o Flamengo saiu na frente na semifinal da Copa do Brasil ao derrotar ontem à noite o Goiás por 2 a 1. Este resultado dá ao time rubro-negro carioca a vantagem de poder perder por 1 a 0 na próxima quarta-feira, no Maracanã. É o Mengão na reta final para conquistar mais um título.

Do baú político

Em 1986, ano eleitoral, o então governador de Sergipe João Alves Filho decidiu contrair um grande empréstimo, porém encontrou forte resistência da Assembleia. Contrariados por não terem suas reivindicações atendidas pela administração estadual, alguns deputados da situação decidiram votar contra o projeto, ficando o governo dependendo de um voto para aprová-lo. Depois de debates acalorados no parlamento e muitas conversas de bastidores, o deputado estadual José Raymundo Ribeiro, o ‘Cabo Zé’, que se opunha à proposta, anunciou ter mudado de posição, garantindo assim o número de votos necessários para autorizar o empréstimo. Dias depois, a Assembleia aprovou o nome de Heráclito Rollemberg, ex-prefeito de Aracaju e amigo de longa data de ‘Cabo Zé’, como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais