Briga para valer

0

Pela forma como o senador Almeida Lima (PDT) está falando, ele comprou para valer uma briga com o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda. Vai levar adiante o seu desejo de que as denuncias formuladas por ele, de improbidade administrativa na Prefeitura da Capital, sejam seriamente apuradas. Almeida não se conforma com a posição do Tribunal de Contas do Estado e vai a busca de outros órgãos responsáveis pela apuração de crimes do tipo. Almeida Lima vê má vontade do Tribunal de Contas na apuração. E acha que ele está procurando amparar o prefeito Marcelo Déda. Quer saber as razões disso e realmente vai fundo em tentar descobrir o relacionamento do presidente do TCE, conselheiro Heráclito Rollemberg, com a Prefeitura de Aracaju. Entretanto ele garante que não fará absolutamente nada agora, vai esperar que o Tribunal se manifeste e mostre o que encontrou nas investigações sobre a denuncia. O senador demonstra que não está para brincadeira e realmente vai trabalhar contra quem interferir nas investigações, com o objetivo de evitar a comprovação das denuncias. O prefeito Marcelo Déda se mantém em silêncio. Já disse que não vai pautar sua vida em apurar denuncias do senador Almeida Lima. Para provoca-lo coloca seus assessores em discussão com o senador e está conseguindo irritá-lo com isso. O fato é que o problema está se aprofundando e as divergências entre os dois já se tornaram pessoais e inconciliáveis. Até o momento, Almeida Lima ainda não fala em eleições municipais para justificar suas posições. Mas a comunidade começa a perceber isso. Almeida pode não ser candidato a prefeito, como já declarou, mas o objetivo é claro. Quer enfraquecer a posição de Marcelo Déda na Capital, para enfrenta-lo mais à vontade em outubro do próximo ano. O PDT terá candidato de qualquer maneira. Com apoio ou não do governador João Alves Filho. Os demais candidatos estão animados com disso. Todos acham que o eleitorado não gosta desse tipo de bate-boca. Mas Almeida continua achando que o PT não é mais virgem nesta questão do uso correto do dinheiro público. O governador João Alves Filho também fica indiferente. Acha que é disputa municipal e ele como governador não deve meter o bedelho. Assiste a tudo de camarote, mas intimamente deve estar gostando, porque as denuncias de Almeida servirão de discurso forte em uma campanha futura. De qualquer forma, o prefeito Marcelo Déda, mesmo que finja ignorar a ação de Almeida Lima, está preocupado com tudo isso, porque sabe como a questão da grama será utilizada nas eleições. Embora se tente não dar importância às denuncias, o senador está em busca da investigação, porque acha que a responsabilidade do seu mandato, não pode mostrar o mau uso do dinheiro público, sem que haja uma apuração rigorosa dos órgãos competentes. Com certeza tudo isso é o começo de uma imensa tempestade, que pode molhar gente que jamais foi atingido por um simples chuvisco. Podem anotar: Almeida não dará trégua e vai levar essa refrega às últimas conseqüências, nem que tenha que romper com o seu próprio grupo. ÓTIMA NOTÍCIA O leitor J. Augusto Almeida envia e-mail ressaltando a importância dada por Plenário, com o título Boa Notícia, ao pagamento do 13º Salário e do salário de dezembro, dentro do mês, pelo Governo. E sugere: “mas seria dar uma ótima notícia sobre a Prefeitura de Aracaju, que estará pagando em 28.11 o salário de novembro, em 05.12 o 13º e em 23.12 (antes do natal) o mês de dezembro”. ALMEIDA Outro e-mail, assinado por Nivaldo Bezerra, aconselha o senador Almeida Lima (PDT) a tratar de assuntos importantes do país e discutir temas como política e economia nacionais. Acha que Almeida deve sentir algum ressentimento e ainda se sente muito apegado à Prefeitura de Aracaju. Diz que o Congresso é para assuntos de maior relevância. BOSCO O presidente da CPI da Pistolagem, Bosco Costa, disse ontem que não sabia que havia tanta proteção dos poderes ao crime organizado. Segundo Bosco, todos os que foram ouvidos disseram que os poderes – judiciário e executivo – são omissos ao Crime da Pistolagem. RELATO O deputado Bosco Costa disse que esteve, ontem, com o presidente da Câmara, deputado João Paulo, para relatar todos os depoimentos e sua apreensão. Bosco acha que a CPI da Pistolagem vai revelar muita coisa e envolver pessoas importantes da vida pública brasileira, principalmente do Nordeste. JACKSON O deputado federal Jackson Barreto (PTB) disse, ontem, que em nenhum momento o prefeito Marcelo Déda se refere ao senador Almeida Lima. Jackson acha que Marcelo Déda fez um nome no Congresso Nacional e se fortaleceu em Aracaju. Vai evitar qualquer tipo de discussão. CANINDÉ O prefeito de Poço Redondo, frei Enoque, disse ontem que até o momento não sabe a posição da justiça em relação ao seu pedido de transferência do domicílio eleitoral para Canindé. Enoque disse que inicialmente não deseja ser candidato à Prefeitura de Canindé, mas ainda não diz nada porque não sabe de sua situação. ROSA A prefeita Rosa Feitosa disse que ainda não fala em campanha: “só trato de política nos anos pares”. Referia-se a 1994. Ela disse que outros candidatos estão trabalhando muito nos bastidores, “mas estou levando a administração e preciso cuidar de Canindé”, disse. O VICE Rosa Feitosa negou qualquer tipo de desentendimento com o ex-prefeito Genivaldo Galindo: “não chegamos a conversar”, disse. Informou que em uma reunião do seu grupo político, na sua casa o pessoal comentou sobre o vice e Rosa disse que isso só seria visto depois. PESQUISA A prefeita Rosa Feitosa também falou sobre as pesquisas que são realizadas no município: “somando os percentuais dos três nomes, ainda estou na frente”. Este é o momento de hoje. Os nomes que integram a pesquisa são o prefeito de Paulo Afonso, João Barbosa de Deus, o prefeito de Poço Redondo, frei Enoque, e o ex-prefeito Jorge Carvalho. COMPOSIÇÃO PMDB, PPS, PP e PSC estão conversando seriamente para a formação de uma coligação, com o objetivo de lançar uma candidatura à Prefeitura de Aracaju. Os membros de todos os partidos vão encomendar uma pesquisa de opinião pública e o melhor nome será candidato e terá o apoio de todos. INCENTIVO O deputado estadual Augusto Bezerra (PMDB) disse que o governador João Alves Filho (PFL) incentiva estas candidaturas, embora o seu partido também lance um nome. No segundo turno, entretanto, todos vão ficar com o nome que chegar lá, desde que integre o grupo de apoio ao Governo. ORDEM As eleições para a OAB se realizam hoje, com toda a estrutura de uma campanha para mandatos majoritários. Está assim em todo o Brasil. Em Sergipe os candidatos são Eduardo Ribeiro, que prega a Renovação, e Henry Clay, que é indicado pela atual diretoria. PARREIRA O Instituto Parreira Hortas comemorou 80 anos e distribuiu duas medalhas: uma para o secretário Marcos Prado, que foi presidente do órgão, e outra para o secretário José Carlos Teixeira que presidiu o Conselho Deliberativo de 91 a 94. O deputado José Carlos Machado foi presidente do Conselho Deliberativo de 95 a 98 e não foi convidado para nada. Será que existe algum problema? Notas MINISTÉRIO O Ministério Público Federal deverá interpelar a Caixa Econômica Federal para saber a razão dos elevados preços de imóveis no Conjunto Santa Lúcia. Tem prestação que está no patamar de R$ 1.200,00, o que é um absurdo para quem paga. Aliás, a CEF deveria ser ouvida por cobrar alto em todos os conjuntos. A deputada Susana Azevedo, candidata à prefeita de Aracaju pelo PPS disse, num pronunciamento emocionado, que a Caixa Econômica Federal estaria assaltando os mutuários, com preços absurdos das prestações. ELEIÇÕES O deputado federal Jackson Barreto (PTB) também considera que é muito cedo para se falar em sucessão municipal em Aracaju, porque isso pode atrapalhar o trabalho do prefeito Marcelo Déda, que vai concorrer à reeleição. Jackson deixa claro que o pleito na capital será conduzido pelo prefeito. Embora Aracaju ainda esteja em silêncio sobre candidaturas municipais, nas cidades do interior a campanha praticamente começou. Já existem nomes bem definidos, além de composições fechadas. DIFICULDADE Na visão de um influente membro do bloco de oposição ao Governo em Sergipe, as eleições municipais em Aracaju só vão começar a ser trabalhada a partir do carnaval. Prevê disputas acirradas entre os partidos aliados, para indicação do vice-prefeito, porque sabem que Marcelo Déda sairá 16 meses depois. Tem gente dentro do bloco que desconfia da formação da chapa e acha que o Partido dos Trabalhadores não vai querer perder Aracaju. Se tender para chapa puro sangue, com certeza as divergências surgirão. É fogo O candidato a presidente da OAB, Eduardo Ribeiro, usou 60 segundos do espaço nobre das duas emissoras de televisão, para encerrar sua campanha, ontem à noite. O debate que ocorreu, ontem, entre os candidatos a OAB, Eduardo Ribeiro e Henry Clay foi acirrado e teve torcida organizada. Aconteceu no programa “Batalha na TV”. Ao encerrar a sua parte no debate, o candidato Henry Clay disse que a oposição contratou um marqueteiro para a campanha, “que é o nosso Duda Mendonça, Antônio Leite”. O publicitário Antônio Leite ficou lisonjeado e foi agradecer a Henry Clay a comparação com o mestre Duda Mendonça. O deputado federal Jackson Barreto foi entrevistado, ontem, pela ex-deputada Irmã Pesoni, para a Rede Viva de Televisão. O assunto foi transporte coletivo… O presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra, visita hoje a plataforma de campos ao lado de deputados federais. Oferece um almoço ao pessoal. O deputado federal José Carlos Machado continua achando que alguns auxiliares do Governo continuam atendendo muito mal aos parlamentares. Frei Enoque está esperando de 15 a 20 mil pessoas para a festa que realiza este final de semana em Poço Redondo. Enoque diz que enviou convites para todos os políticos e espera que pelo menos os que foram votados no município compareçam. A festa tem show de repentistas e outras atrações. Não haverá conjuntos musicais porque a Prefeitura não tem dinheiro para bancar isso. Segundo o prefeito Enoque Salvador, se fosse pagar conjunto musical comprometeria o pagamento dos funcionários, o que nunca aconteceu em sua cidade. Sergipe ontem parou para assistir ao programa de Globo que relatou o assassinato do deputado Joaldo Barbosa. O crime de Joaldo Barbosa teve repercussão nacional e foi elucidado rapidamente, embora o acusado de ser mandante continue foragido. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários