Caixa preta protegida

0

Enquanto o sistema de transporte coletivo de Aracaju corre o risco de um novo colapso, parte dos vereadores insiste em proteger a caixa preta das empresas. Ontem, mais uma vez, a bancada governista na Câmara rejeitou requerimento do petista Iran Barbosa solicitando informações sobre o fluxo financeiro do transporte coletivo. Por que esconder uma informação que deveria ser pública? É muito estranho que a maioria dos vereadores insista em defender as concessionárias de ônibus mesmo sabendo que elas cobram muito caro para prestar um péssimo serviço aos aracajuanos. E estes ditos representantes do povo ainda reclamam quando o Movimento Não Pago arremessa ovos estragados contra eles.

Mudanças

O governador Jackson Barreto (PMDB) começou a reforma do secretariado. Ao retornar de São Paulo, onde se reuniu com o governador licenciado Marcelo Déda (PT), Jackson decidiu substituir o interino da Fazenda, Oliveira Júnior, pelo secretário de Planejamento e Gestão, Jeferson Passos. Para o lugar deste deve ir o atual secretário da Agricultura, Zezinho Sobral, que ainda não tem substituto.

Mais Médicos

A Medida Provisória que criou o Programa Mais Médicos pode ganhar um artigo instituindo a carreira médica de Estado. Pelo menos é o que deseja o reator da MP, deputado federal Rogério Carvalho (PT). Ele também acena com a possibilidade de serem revistos os vetos presidenciais ao polêmico projeto do Ato Médico.

Greve no TJ

Os servidores do Tribunal de Justiça de Sergipe cruzam os braços nesta quarta-feira para reivindicar melhores salários e outros benefícios. A categoria vai se concentrar no Fórum Gumersindo Bessa, em Aracaju. Em nota, a direção do TJ/SE informou que todas as unidades jurisdicionais funcionarão normalmente, inclusive com a realização das audiências já marcadas.

Sem reajuste

Os preços da gasolina e do diesel não serão reajustados até o final do ano. Pelo menos é o que garante o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Segundo ele, é papel da Petrobras pedir reajuste de preços, mas antes de atendê-la o governo federal analisa as consequências do aumento para a economia. Ainda bem, né?

Lobby

“E Carlos Ayres Britto, ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), tem feito discreto lobby no TSE pela aprovação da Rede, partido que a ex-senadora Marina Silva pretende criar”. Esta nota está na coluna assinada por Mônica Bergamo no jornal Folha de São Paulo.

Corretores

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE) quer o cumprimento da lei obrigando os cartórios a incluir nas escrituras públicas o nome e a inscrição no Conselho do responsável pela intermediação do negócio imobiliário. O apelo foi feito ontem ao desembargador Edson Ulisses pela diretoria do Creci-SE.

Luto

A Assembléia Legislativa decretou luto oficial por três dias pela morte do ex-deputado Hélio Dantas. Aos 79 anos, o empresário morreu no Rio de Janeiro, vítima de câncer, e foi sepultado ontem à tarde no Cemitério Colina da Saudade, em Aracaju.

Voto aberto

Pressionada pela opinião pública, a Câmara dos Deputados aprovou ontem, em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição instituindo o voto aberto em todos os processos de votação no Congresso Nacional, nas assembleias legislativas, na Câmara Legislativa do Distrito Federal e nas câmaras municipais.  A matéria segue agora para o Senado.

Do baú político

Único jornal diário no estado, a Gazeta de Sergipe não deixou de circular depois do golpe militar de 1964, mas foi terrivelmente censurada pelos militares. Antes de serem publicadas, as matérias eram levadas ao quartel do 28º Batalhão de Caçadores para análise dos censores. Segundo o jornalista Ivan Valença, o vai e vem das notícias não demorou muito, pois o capitão Raul, encarregado de transportar o material, bebia muito, gerando queixas dos jornalistas que eram transportados por ele. A partir de sucessivas queixas contra o capitão biriteiro, a censura passou a ser feita na própria Gazeta. Ivan conta que certo dia houve um grande impasse na redação porque o major-censor queria impedir uma notícia sobre os estragos causados por uma tromba d’água que se abatera sobre a cidade de Salgado. Em meio à discussão, o próprio militar encontrou a solução: “Coloque aí no final do texto que os prejuízos provocados pelas chuvas foram por culpa exclusiva do ex-presidente João Goulart”. E foi publicado assim mesmo.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais