Casa de Marocas

0

Finalmente, desvendou-se a real função do dispendioso Tribunal faz de Contas de Sergipe. Aquilo lá é, na verdade, uma casa de Marocas, onde os conselheiros gastam tempo e dinheiro público fazendo futricas entre si. Este fuxico foi contado pelo próprio presidente do TCE, Clóvis Barbosa, revoltado, segundo ele, com as fofocas da colega Susana Azevedo. O mexerico do presidente, que era pra ser um cochicho, virou o maior falatório, pois a acusada não gostou das bisbilhotices contra ela e ameaçou levar o colega fofoqueiro às barras da Justiça. Pense no zunzunzum! A cizânia entre os falastrões promete terminar num babado forte, com as Marocas lavando a roupa suja diante de um circunspeto magistrado. Cruzes!

Direito de resposta

O vereador aracajuano Palhaço Soneca (PPS) não gostou das notas publicadas neste espaço sobre a viagem que ele e outros seis colegas fizeram à Brasília. Em nota à coluna, o parlamentar nega que tenha chefiado a desastrada expedição, diz ter viajado por conta própria e que a ausência do grupo não afetou o funcionamento da Câmara. Soneca revela, por fim, que a excursão surtiu o efeito desejado, pois a comitiva conseguiu liberar uma emenda parlamentar de R$ 2 milhões para a realização do Forró Caju. Então, tá!

Só uma vez

Os medicamentos só podem ter os preços majorados uma única vez no ano. É que a Medida Provisória autorizando aumentar os preços de remédios em qualquer época do ano perdeu a eficácia. O texto da MP que caducou não era consenso entre autoridades, indústria farmacêutica parlamentares. Entre as preocupações estavam a alta dos preços e a perda de equilíbrio do mercado.

Marcha a ré

O governador Jackson Barreto (PMDB) e o deputado federal André Moura (PSC), líder no Congresso deste governo temerário, apresentam hoje o projeto de ampliação do Aeroporto de Aracaju. Falam à boca miúda que o prometido empreendimento, inicialmente orçado em R$ 400 milhões, foi reduzido para minguados R$ 57 milhões. Com essa ninharia, é capaz de transformarem nosso simplório aeroporto num modesto campinho de pouso. Marminino!

Pedras nas mãos

E o jornalista Luciano Correia, secretário de comunicação da Prefeitura de Aracaju, rebateu duro as críticas da vereadora Emília Correia sobre a indefinição do Forró Caju: “A vereadora, xenófoba, do DEM de João Alves, depois de cumpliciar com o desgoverno irresponsável que vitimou a cidade por quatro anos, agora apega-se a filigranas semióticas para buscar seus 15 segundos de notoriedade. Que lástima! Que rarefeita!”. Calma, gente!

Educação defendida

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) somou-se aos sergipanos que defendem a instalação de um polo da Universidade do Vale São Francisco (Univasf) em Propriá. A proposta já tem o apoio dos senadores Antônio Carlos Valadares (PSB), Eduardo Amorim (PSC), dos deputados federal Valadares Filho e estadual Luciano Pimentel – ambos do PSB – e de outros políticos menos votados.  Agora, vai!

Nova Ceasa

Itabaiana vai ganhar uma nova Central de Abastecimento. Anunciada pelo governador Jackson Barreto (PMDB), a Ceasa está orçada em R$ 30 milhões, recursos oriundos do Proinveste. Nos próximos dias, o governo vai apresentar documentação à Prefeitura para que haja a emissão da licença, que permitirá o inicio das obras.

Grana no campo

O Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) injetou, nos últimos cinco meses, R$ 96,4 milhões na economia rural de Sergipe. A maior parte (R$ 42,8 milhões) foi destinada a agricultores atendidos pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. E os pequenos e mini produtores receberam R$ 42,1 milhões, além do volume de R$ 11,5 milhões contratados com o setor de agronegócios. Maravilha!

Desleixo

E a vereadora Kitty Lima (REDE) anda preocupada com o abandono das praças de Aracaju. Segundo ela, no bairro Ignácio Barbosa, zona sul da capital, o mato tomou conta dos logradouros e a iluminação é precária. Pior é na Praça da Bandeira, onde até o Pavilhão Nacional desapareceu do mastro. Que bandeira!

Violência?

Quem houve os comandantes da Segurança Pública, pensa que Sergipe é um pedacinho do paraíso. Segundo pesquisa da SSP, nos últimos cinco meses, houve uma redução de 11% no número de homicídios no estado. Só em Aracaju, a retração de crimes contra a vida foi de 20,4% agora em 2017, ante o mesmo período do ano passado. Não é esta a sensação dos assustados sergipanos, vítimas diárias de todo tipo de crime.

Recorte de jornal

Publicado no Sergipe Jornal, em 30 de dezembro de 1927

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários