Caso Clautênis: vítimas e não “supostas”; SSP e a posição assustadora

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

O assassinato (até agora foi isso que aconteceu) de Clautênis José dos Santos, de 37 anos, revela para a sociedade e a imprensa como são abordagens onde pessoas são mortas em supostas trocas de tiros que a polícia divulga quase que diariamente.

O último caso mais escabroso de ‘troca de tiros’ a polícia matou seis pessoas no município de Lagarto. Depois teve mais um caso, e na segunda-feira passada, também seria, caso não ficassem testemunhas vivas para contar a história.

A abordagem ao carro onde as vítimas estavam, sim, não supostas vítimas como trata a cúpula da SSP, porque havia um amigo de Clautênis, ferido, e o motorista do veículo, que presta serviço como transporte por aplicativo também ferido, parece uma rotina que a polícia sergipana vem adotando.

Uma tragédia para a família das vítimas as supostas vítimas como a SSP trata. Os policiais continuam por aí à solta podendo fazer outras operações. Deus nos livre deles. O mínimo que a SSP deveria fazer era o afastamento dos três policiais, isso preservava até estes policiais, na atividade podem intimidar testemunhas.
Não se sabe se a polícia tem alguma “carta na manga” para fazer os ocupantes do carro suspeitos de alguma coisa. Faltou a SSP um pedido e desculpas e não uma posição arrogante, a exemplo do Exército no Rio de Janeiro no primeiro momento onde tratava uma família onde um chefe foi morto na frente do filho e da esposa e por pouco não ocorreu algo pior onde 80 tiros foram disparados contra o carro, e o Exército somente depois afastou dez dos militares envolvidos. O MPE/SE já pediu apuração da conduta dos policiais.

Outra curiosidade é saber como os hospitais da rede pública aceitam sem questionar receber corpos destas trocas de tiros que a polícia chega lá e joga no necrotério. Procedimento padrão da polícia, mata em ‘troca de tiros’ leva o corpo para o hospital, joga lá, e nem perícia é feita onde supostamente houve a troca de tiros, será que há exames de prova de pólvora nas mãos destes mortos? Um picolé de graviola se tiver algum.

Enquanto cidadão, estamos todos assustados, porque tem policial que vai ganhar em breve uma estátua por bravura de tanto matar ‘bandidos’ em ‘troca de tiros’. Vamos rezar porque pode vir de qualquer lugar, em qualquer bairro, em qualquer município uma saraivada de balas e depois ser tratado como suposta vítima pela SSP.

 

A Flávio o que é de Flávio Este espaço sempre foi um defensor da Operação Navalha com cobrança para todos os envolvidos, mas a partir do momento que o processo é nulo por conta de um erro jurídico todos que se acham injustiçados devem buscar seus direitos. É o que Flávio Conceição, conselheiro aposentado do TCE/SE, está fazendo. Nada mais. Quem não faria no lugar dele?

Posse de Vladimir Carvalho é destacada na Câmara dos Deputados E o deputado federal Bosco Costa, PR, destacou ontem, 09, na tribuna da Câmara dos Deputados, a posse do desembargador Vladimir de Souza Carvalho como presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª região na semana passada. “O nosso conterrâneo, natural de Itabaiana, foi juiz estadual em Nossa Senhora da Glória e em Campo do Brito, ambos em Sergipe, foi juiz federal em Maceió, no Piauí e hoje é desembargador federal no Recife e tomou posse na presidência. Um historiador e um juiz que honra a magistratura no país”, disse para prestar solidariedade também à Marcha dos Prefeitos por uma reforma tributária justa.

Márcio Macedo e Samarone conversam E ontem, 09, no fim da tarde, o ex-deputado federal Márcio Macedo conversou com o ex-vereador e médico Antônio Samarone. Márcio quis ouvir a avaliação de Samarone sobre o atual quadro da saúde e as questões urbanas em Aracaju. Pelo jeito a conversa foi proveitosa.

Calçadão da 13 de Julho E ontem, 09, a iluminação do calçadão da 13 de julho no trecho da praia Formosa  retornou. Se espera que não falte energia novamente nos próximos dias.

Suspensão O Ministério Público Federal, através da Procuradoria da República em Sergipe, manifestou-se pela suspensão do concurso do Conselho Regional de Educação Física da 20º Região que prevê a aplicação de regime celetista na contratação de funcionários aprovados em concurso público. O MPF/SE sustenta que “o certame, estaria ele eivado de nulidade, o que acarretaria no manifesto desperdício de verbas públicas, uma vez que se realizaria um processo seletivo que, de antemão, já se sabe ser irregular. ” Confira a integra da manifestação aqui.

Nota Oi Móvel A Oi Móvel, por meio de representantes, afirmou que não há pendências da Secretaria de Estado da Segurança Pública e do Estado de Sergipe com a operadora telefônica. A informação vai de encontro à publicação feita pelo jornalista Cláudio Nunes em sua conta de Twitter alegando que “A OI bloqueou telefones funcionais da SSP/SE por falta de pagamento”.A SSP informa ainda que houve um bloqueio administrativo de algumas linhas, em sua maior parte ligadas à área da administração na pasta, para realização de recadastramento das mesmas, o que já está sendo solucionado. A Secretaria esclarece ainda que não houve descontinuidade no atendimento à população, nem prejuízo aos serviços prestados.

Nota Oi Móvel  II A falsa notícia da dívida com a operadora pode ser comprovada pelo e-mail da empresa: Enquanto representante da OI Movel, na área de Contas a receber, no Estado de Sergipe, informamos que não constam faturas pendentes de pagamento da Secretaria de Estado da Segurança Pública -SSP. Por não apresentar pendência financeira junto à OI MOVEL, a SSP não tem acessos(linha móvel) bloqueados. Se alguma linha apresentar dificuldade ao realizar chamadas, favor nos acionar, através da SEPLAG. Em caso de dúvida, estaremos à disposição para esclarecimentos que se fizerem necessários. Atenciosamente, Aldina Carvalho, Gerência – Cobrança Corp Nordeste.

Publicado edital para escolha dos conselheiros tutelares de Maruim A partir de quarta-feira (10), estarão abertas as inscrições para o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar do município de Maruim para o quadriênio 2020/2023, conforme edital nº 01/2019, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), publicado na edição nº 28 do Diário Oficial. O processo unificado atende a nova redação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Inscrições As inscrições seguirão até 10 de maio de 2019, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, situado na Rua Brasília, s/nº, em Maruim/SE. No ato da inscrição é necessária a apresentação dos documentos pessoais (art. 7º do edital nº 01/2019) e preenchimento do requerimento (disponível no local da inscrição). Para efetivar a inscrição o candidato deve atender aos seguintes pré-requisitos: reconhecida idoneidade moral; idade igual ou superior a vinte um anos; residente e eleitor no município de Maruim há mais de três anos; estar em gozo dos seus direitos políticos e militares e possuir ensino médio completo.

Membros O processo de escolha dos cinco membros titulares e cinco membros suplentes compreende as seguintes etapas: inscrição; prova de aferição de conhecimento de caráter eliminatório; propaganda eleitoral; votação popular; capacitação dos eleitos e seus respectivos suplentes; nomeação e posse. A prova de conhecimentos específicos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Língua Portuguesa e Redação será realizada no dia 30 de junho de 2019 sob responsabilidade do CMDCA e fiscalização do Ministério Público do Estado de Sergipe. Mais informações devem ser consultadas no edital nº 01/2019 disponível no link: http://bit.ly/conselhodemaruim

Audiência pública Nesta quarta-feira, 10 de abril, será votado na Comissão de Assuntos Sociais – CAS, no Senado Federal, o requerimento para realização de audiência pública, com o objetivo de debater sobre o “Enquadramento Funcional dos Trabalhadores nos Conselhos de Fiscalização das Atividades Profissionais”. O pedido é do Senador Rogério Carvalho (PT/SE) e foi construído a partir de reunião em Brasília com a diretoria do SINDISCOSE, sindicato representante da categoria no Estado de Sergipe.

Convidados Para a audiência o Sindiscose, através do senador, indicou os seguintes convidados: 1. Representante do Ministério da Economia; 2. Sub-procuradora Ela Wiecko Volkmer de Castilho – Representante do Ministério Público Federal; 3. Jefferson da Silva Santos Braga – Diretor do Sindicato dos Servidores do Conselho e Ordens de Fiscalização Profissional do Estado de Sergipe – SINDISCOSE; 4. Guilherme Yadoya de Souza – Representante do Tribunal de Contas da União; 5. Douglas de Almeida Cunha – Secretário de Assuntos Jurídicos da FENASERA; 6. José Augusto Viana Neto – coordenador do Fórum dos Conselhos Federais de Profissões Regulamentadas;

Vem aí: Sermão do Monte 2019 dia 19 de abril No próximo dia 19 de abril, a partir das 15h, a Igreja do Evangelho Quadrangular de Sergipe (IEQ-SE) realizará o Sermão do Monte 2019 – Vivendo em Família. O evento que marca a Semana Santa da capital com a Encenação da Paixão de Cristo, está em sua 22° edição e deverá reunir, novamente, milhares de pessoas na Praça de Eventos da Orla de Atalaia de Aracaju.

Calendário oficial Ao longo dos anos, o Sermão do Monte, que faz parte do calendário oficial do turismo do Estado de Sergipe, vem cumprindo o propósito para o qual foi idealizado: anunciar a Palavra de Deus, revelando o amor do Criador com a morte e ressurreição do Salvador Jesus Cristo. E, para isso, faz todos os anos na Semana Santa uma grande celebração com louvores, teatro, danças e ministrações. Este ano, o Sermão do Monte contará também com a Feira da Família, com a exposição de produtos e serviços de parceiros do evento.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Condomínio vai acionar clube Banese por conta do volume alto do som Pelo zap: “Bom dia, sou moradora do

O ofício enviado pelo condomínio a diretoria do Clube  doBanese.

condomínio Varandas do Atlântico, na Coroa do Meio, em frente ao clube do Banese. No ano passado enviamos um ofício à diretoria do referido clube pedindo providências no sentido de diminuir o volume do som usado na área de lazer pois o barulho nos finais de semana é ensurdecedor, gostaria de saber se tem como você nos ajudar no sentido de entrar em contato com os órgãos fiscalizadores pra que tomem as medidas cabíveis e evitem esse abuso que tira nosso sossego em finais de semana. A parte do salão de festas tem isolamento acústico e não nos incomoda mas os eventos na área de lazer são extremamente incômodos para os moradores da localidade. Agradeço pela atenção e segue o ofício que citei.”

 

UTILIDADE PÚBLICA  – Vacina contra gripe

A partir desta quarta-feira (10), o Ministério da Saúde dará início a mais uma Campanha Nacional de Vacinação contra influenza. A iniciativa, que tem como objetivo imunizar a população contra o vírus da gripe, vai até o da 31 de maio, com o Dia D marcado para o dia 4 de maio. A Sala de Vacinação do Ipesaúde também irá disponibilizar a vacina. Neste primeiro momento, de 10 a 17 de abril, receberão a vacina o grupo prioritário, de acordo com a recomendação do Ministério da Saúde, como crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade; gestantes e mulheres até 45 dias após o parto (as chamadas puérperas). Já a partir do dia 22 de abril a 31 de maio, além do primeiro grupo mencionado anteriormente, poderão ser imunizados também no setor do Ipesaúde trabalhadores da saúde; professores de escolas públicas e privadas; indígenas; portadores de doenças crônicas; idosos com 60 anos ou mais; populações privadas de liberdade e funcionários prisionais se enquadram no grupo recomendado a receber a imunização.De acordo com a enfermeira responsável pelo setor de vacina do Ipesaúde, Priscyla Menezes, é importante a apresentação da carteira de vacinação. “O cidadão que fizer parte do público-alvo recomendado a receber a vacina neste momento deve lembrar de trazer a carteira de vacinação, caso tenha. Ressaltamos que no caso das crianças a apresentação da carteira é obrigatória”, explica. A Sala de Vacinação do Ipesaúde fica localizada na sede da instituição, rua Campos,177, em Aracaju e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h ás 13h e das 14h às 15:30h.

Orgulho Sergipe faz homenagem a Warley Martins, presidente da COBAP – Confederação Brasileira do Aposentados, Pensionistas e Idosos através da AMI – Associação dos Amigos dos Idosos do Brasil com participação de Sr. João Valmir e Alealdo Hilário dirigentes da Federação de Sergipe, além do próprio presidente da AMI do Brasil, o geriatra Antônio Cláudio Neves. O fato foi registrado na última revista nacional da COBAP para orgulho de Sergipe. Todos fazem parte do grande movimento nacional em defesa de uma justa previdência.

 

PELO E-MAIL E FACEBOOK

 

SEMINÁRIO ÉTICA & COMPLIANCE

“A atividade da construção civil hoje no Brasil é de altíssimo risco”, diz Luciano Barreto

Ao falar no Seminário Ética e Compliance para uma gestão eficaz, o empresário e presidente da Associação Sergipana de Obras Públicas e Privadas – ASEOPP, Luciano Barreto fez uma análise do setor na atualidade e disse que é preciso focar nos três pilares: combate a corrupção, a defesa da ética e da compliance e que sejam criadas uma legislação e regras especificas para acabar com alguns gargalos, como por exemplo, que hoje em dia alguns gestores preferem não assinarem em alguns obras com recursos federais. “Preferem que fiquem paradas e não sejam concluídas por conta dos riscos”, desabafou. “A atividade da construção civil hoje é de altíssimo risco”, reforçou, afirmando que é preciso que os contratos sejam um ato jurídico perfeito e que tenham segurança jurídica, principalmente para as pequenas e médias empresas que estão destruídas. “CBIC tem essa responsabilidade de resgatar a engenharia nacional”, pontou.

O Seminário realizado nesta terça-feira 09 no auditório do Sebrae/SE teve a promoção da Câmara Brasileira da Indústria da Construção e do SESI Nacional, numa realização da ASEOPP e do Sebrae/SE com o apoio do CREA/SE e do Clube de Engenharia de Sergipe.

Abertura – Ao abrir o evento, o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/SE, Marcos Aurélio Pinheiro destacou o momento de transformação do país e o fim das velhas práticas. “Precisamos dar as mãos para ter um país melhor e o sistema S tem uma importância fundamental nesta transformação”, disse ao ressaltar o papel da ASEOPP em Sergipe.

Luta da CBIC – A vice-presidente da Área de Responsabilidade Social da CBIC, Ana Cláudia Gomes, fez uma exposição da caminhada para conscientizar as entidades e empresas para a importância da implantação da ética e compliance na construção lembrando que o seminário em Sergipe é o 20º em todo país. “Estamos nesta caminhada há três anos, para inspirar as empresas e entidades para uma prática empresarial mais responsável através de um programa de integridade na relação da empresa com todos os envolvidos”, explicou, afirmando que a CBIC hoje representa 90 entidades em todo o país em todos os tipos de obras. Ela citou os documentos orientativos publicados pela CBIC, como o guia da lei anticorrupção comentado, o conjunto de propostas para aperfeiçoar os marcos regulatórios, código de conduta concorrencial e o guia de ética e compliance para instituições e empresas da construção.

Crise na construção civil – Leonardo Barreto, doutor em ciência politica pena UNB e especialista em comportamento eleitoral e instituições políticas destacou a importância do guia de ética e compliance que reflete o que a CBIC construiu nos últimos três anos. “O Brasil passou pela maior recessão da sua história que alterou todo o contexto. Estamos falando de integridade é um debate que pode gerar um mal estar por conta da Lava Jato e processos de corrupção, mas a construção civil foi o setor que mais sofreu,” explicou, destacando que por parte do governo o modelo de ajuda setorial se esgotou e a discussão passa pela melhoria do ambiente regulatório e uma repactuação dos agentes econômicos do país. “E as entidades têm um papel importante de organizarem uma ação coletiva pra melhorar o setor através da integridade no tocante aos negócios. Precisamos construir as bases de confiança para o setor da construção civil e a ética e a compliance é uma maneira conceitual de olhar para sua empresa e contribuir para um melhor ambiente de segurança.”

Novo Brasil – O promotor do Ministério Público de Sergipe, Bruno Melo Moura, fez uma exposição sobre o que é compliance. “É o novo Brasil que queremos neste contexto de transição moral, um Brasil em conformidade com as leis e os regulamentos externos e internos”, explicou citando alguns casos problemáticos, como o da Odebrecht na Operação Lava Jato que criou um sistema de anti-compliance. Para Bruno a adoção da política de compliance deixará que a responsabilização seja apenas da empresa e possa punir também um fato isolado de algum funcionário. “O investimento em ética e compliance aumenta a eficiência é a prevenção”, registrou, citando a lei anticorrupção como um grande avanço para o país.

Exemplo em Sergipe – Sara Luduvice, da Heca Construtora relatou como foi colocada em prática a ética e a compliance na construtora sergipana a partir de 2016, por conta da mudança do cenário nacional e a preparação para as novas exigências do mercado. “É um grande investimento com bons frutos para a empresa. Tivemos um plano de ação envolvendo todos os colaboradores tendo a direção como exemplo”, reforçou afirmando que a implantação propiciou mais negócios e transparência através de diversos benefícios e melhorias citados.

“O perigo não acabou, temos que continuar mudando” – A jurista e ministra aposentada do STJ, Eliana Calmon, proferiu uma aula de história do país nos últimos anos de combate a corrupção analisando casos e operações do passado. “Os fatos da vida se seguem dentro de uma lógica dentro do ponto de vista sociológico”, disse ao fazer a retrospectiva do que era o Brasil antes da Constituição de 1988, passando por todos os governos e as criações e transformações de alguns órgãos, como a Polícia Federal e as primeiras operações anticorrupção, citando operações emblemáticas que foram abafadas como Banestado, Boi Barrica, Satiagraha e Castelo de Areia. A ministra falou também das operações Dominó e Navalha e destacou a legislação bastante avançada do país nos últimos anos com a criação de algumas leis, como a de combate à lavagem de dinheiro, de combate às organizações criminosas e a lei anticorrupção.

Eliana Calmon ressaltou que no submundo do crime institucionalizado as pessoas agem com muita sutileza. “A segurança jurídica só existe quando a sociedade está toda organizada. Só mudaremos através da política com ingredientes como responsabilidade fiscal, cidadania, pacto pela integridade e pacto pela educação. Tudo isso pela política. Precisamos continuar, o perigo não acabou. Nós temos que continuar mudando esta Nação, fizemos um estrago em 2018, mas precisamos continuar mobilizados”, disse.

Debate – Após as exposições os palestrantes ficaram à disposição dos participantes do seminário respondendo perguntas. Um delas feitas pelo vice-presidente da ASEOPP, Francisco Costa foi sobre como no contexto atual as instituições públicas implementarão também a ética e compliance.

Leonardo Barreto avaliou que é preciso primeiro a mudança no setor privado, consolidando-a para depois chegar no setor público. Já a ministra Eliana Calmon deu um exemplo na Bahia onde um grupo de jovens idealistas tentou levar a ideia para o governo estadual sem sucesso. “O serviço público não está preparado para isso. Qual o compromisso com a compliance de um órgão cheio de comissionados sem critérios técnicos? É preciso as pessoas no lugar certo,” disse afirmando que o Brasil está doente e o primeiro passo é a adoção na iniciativa privada.

Já o presidente da ASEOPP, Luciano Barreto o problema maior é que os órgãos como TCU, que faz acórdãos sem embasamentos técnicos não conhece a realidade das pequenas e médias empresas. “É preciso que os órgãos de controle estudasse o preço justo atendendo o desejo da sociedade da obra concluída”, disse lembrando que a ASEOPP nos últimos 10 anos realizou seminários, publicou cartilhas e nada mudou.

UNIÃO DOS POLICIAIS DO BRASIL – UBP

UPB formaliza representação em Sergipe em defesa da aposentadoria diferenciada para profissionais de Segurança Pública

Nesta segunda-feira, 8, sindicatos representantes de profissionais que atuam na área de Segurança Pública estiveram reunidos na sede do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado de Sergipe (SINPRF/SE), na capital sergipana. O encontro teve como objetivo direcionar ações voltadas para chamar a atenção de parlamentares, imprensa e sociedade em geral sobre a necessidade de ser aprovado no Congresso Nacional um projeto de reforma da previdência diferenciado para todos os profissionais que integram as forças de Segurança Pública, não apenas para os militares. Nesse contexto, a União dos Policiais do Brasil (UBP) passou a contar com sindicatos que se somarão à referida luta também em Sergipe.

“Durante a reunião, foram discutidos temas como a aposentadoria feminina, a regra de transição (idade mínima / tempo de contribuição e alíquota), o impacto da nova previdência para os aposentados, a necessidade de evitar a desconstitucionalização da previdência, entre outros pontos que estão sendo discutidos nacionalmente sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019. De maneira geral, estamos defendendo paridade e integralidade para todos, evitando que a nossa carreira de atividade de risco conte com regimes previdenciários diferenciados”, destacou Adriano Bandeira, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE), que na ocasião foi eleito como porta voz da UPB Sergipe.

Também durante o encontro, Dovercino Borges Neto, diretor social do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Sergipe (SINPRF/SE), foi eleito como coordenador da UPB Sergipe e destacou a necessidade de união entre as categorias que contam com profissionais de Segurança Pública.

Sindicatos presentes

Estiveram presentes também na reunião Luciano Melo, diretor Financeiro do Sinpol/SE; Augusto César Lima dos Santos, presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Sergipe (SINPRF/SE); Jefferson Braga, vice-diretor da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF/SE); Eder Santos Rodrigues e Baltazar dos Santos; presidente e diretor de Comunicação do Sindicato da Guarda Municipal (Sigma/SE); João Bosco de Lima, presidente do Sindicato da Polícia Federal de Aracaju (Sinpef/SE); Wesley Alves de Souza e Renato Câmera Freitas de Oliveira, presidente e diretor jurídico do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores da Sejuc de Sergipe (Sindpen/SE).

“A UPB Sergipe está oficialmente instalada na sede do SINPRF/SE e já conta com sindicatos que participaram deste primeiro encontro. Temos certeza que outras associações e entidades sindicais irão aderir ao grupo nos próximos dias, tendo em vista que o tema é de importância para todas as categorias civis onde haja profissionais de Segurança Pública. De agora em diante, nossas reuniões com parlamentares de Sergipe para tratar da reforma da previdência deverão ocorrer em grupo e com a participação dos membros da UPB local. Essa é uma luta coletiva”, finalizou Adriano Bandeira, porta voz da UPB Sergipe.

PELO TWITTER                     

www.twitter.com/FreiJoaoPauloMais um caso isolado do dia, mais um “pequeno engano” da PM. Mas o que nunca erra mesmo é a cor das vítimas dos “casos isolados”: são negros.

www.twitter.com/Antonio_Doria O que está acontecendo com a saúde no Estado de Sergipe Doença como Hanseníase , Tuberculose estão em Evidência com Muitos Casos . Como está a atenção Básica no Municípios ? Existe Fiscalização?

www.twitter.com/clovis_silveira Aprenda a lidar com os tropeços, se ficarmos lamentando, atraímos negatividades!

www.twitter.com/frednavarro Culpar a natureza pelo volume das chuvas é igual a culpar o iceberg pelo acidente com o Titanic. Não cola.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia

“A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota.” Jean-Paul Sartre.

Os moradores do Condomínio José Rosa de Oliveira Neto, vizinho ao Condomínio MontSerrat (o acesso se dá pelo fundo do Mercantil), no Bairro Japotiana, em Aracaju, enviaram fotos (e alertaram que enviarão agora semanalmente até que o veículo público deixe de dormir no local) mostrando que a viatura da PM de Sergipe placa PAR-2846 e prefixo 01001 fica a tarde e pernoita no referido condomínio. Está sobrando viatura na PM? É correto uma viatura pública pernoitar num local privado? A quem recorrer? Será que a o promotor da área militar pode tomar as devidas providências?
Comentários