Centro de Aracaju tem donos. Da série Aracaju abandonada

0

                                                          Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça
                   “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.


Toda vez que o blog publica um capítulo da série Aracaju abandonada recebe diversas mensagens e informações dos leitores de outros pontos críticos e abandonados da capital que já foi da qualidade de vida. Sobre o centro, o desabafo de alguns leitores e comerciantes:

O centro de Aracaju tem dono

Mais precisamente no trecho que compreende a Câmara Municipal de Aracaju ao Banese Central na Rua Itabaianinha, centro. A população tem receio de estacionar seus carros, os donos do centro de Aracaju, leia-se os flanelinhas, impedem que estacionem os seus carros, seja por aviso impedindo ou por cones. Tudo isso porque os carros ocupam mais espaço que as motocicletas na rua, o que torna a atividade deles mais lucrativas. Quem perde é o cidadão, pois SMTT, nada faz, fecha os olhos, não interessa o direito da população, do ciclista, do proprietário de veículo. O que importa mesmo é multar. Fiscalizar e garantir o direito da população não faz parte do trabalho da SMTT.


Nova planta: “Aracajus invisible”

E um assessor do prefeito disse que para compensar a retirada de dezenas de arvores das avenidas Hermes Fontes e Adélia Franco para a implantação do corredor fantasma, a Prefeitura inseriu plantas na Praça da Bandeira. Uma piada: se plantaram morreram todas até porque a Praça está abandonada. Cadê as plantas que foram plantadas na Praça da Bandeira? Deve ser uma nova planta, a “Aracajus invisible”. O antigo museu da Bandeira, na citada praça, só serve atualmente de morada para drogados.


Orla abandonada: saiu do purgatório para o inferno

E a Prefeitura de Aracaju fez festa para anunciar que estava assumindo a administração da orla de Atalaia há um ano e pelo jeito não resolveu nada. Bancos continuam sem encosto, fontes sem funcionar e muitos espaços foram privatizados por meio de interesses políticos eleitorais para alguns apadrinhados. Uma vergonha o principal cartão postal da cidade.

Mercados sem fiscalização da PMA

Uma irresponsabilidade, muitos feirantes e usuários sem máscaras em todos os mercados administrados pela Prefeitura de Aracaju. Em alguns não têm nem mesmo álcool mais disponíveis com os recipientes secos. Fiscais da Emsurb e Guardas Municipais quando caminham não fiscalizam, mas na maior parte do tempo ficam sentados olhando seus celulares. Tudo com o dinheiro público. Aracaju sem prefeito.


Aracaju: diferente da propaganda do prefeito, médicos PJ estão com salários atrasados Diferente da propaganda eleitoral, ou, desculpe, da propaganda da Prefeitura de Aracaju, os salários de alguns profissionais não estão em dia. Hoje muitas prefeituras estão optando por não contratar profissionais, para não ter vinculo e pagam através de “PJ” pessoa jurídica, prestando serviços de forma empresarial.

Receberam em novembro o salário de setembro E diferentemente dos médicos efetivos que receberam na última quarta-feira o salário referente ao mês, 13 salário e férias, os “PJ” receberam em novembro o salário referente ao mês de setembro. E a prefeitura não apresenta nenhuma justificativa sobre isso. Médicos especialistas como psiquiatra e ginecologista, por exemplo, pediram demissão pelo mesmo motivo do atraso nos salários. “As dívidas não param de chegar, as preocupações só aumentam e continuamos atendendo como se nada tivesse acontecendo. Isso é exploração!”, desabafou um dos profissionais.

Amanhã, 21: a obra da antiga rodovia Sarney Uma importante obra que está sendo realizada pelo governo estadual em toda extensão da antiga rodovia Sarney, está recebendo diversas criticas da comunidade por conta da falta de planejamento, de sinalização e alguns pontos do projeto que até um leigo entende que deveriam ser realizados antes para depois não ter que quebrar o que já foi feito. Amanhã, 21.

Aracaju: emendas impositivas são boas para a sociedade  A implantação das emendas impositivas em Aracaju, através do Poder Legislativo, não é só importante para os vereadores, mas, sobretudo para toda sociedade. Muitas vezes, inclusive a imprensa, cobra independência dos poderes e, através das emendas impositivas, como já ocorre em vários parlamentos, inclusive em nível federal, fortalece a todos e, principalmente, é um avanço na independência dos poderes executivos e legislativos, principalmente porque os parlamentares estão mais próximos dos eleitores.

Exemplos e estranheza em Aracaju  Em Sergipe, Além da Assembleia Legislativa, alguns parlamentos, como o do município de Nossa Senhora do Socorro, já têm emendas impositivas. Esta semana deve ocorrer a votação em segunda discussão. O interessante e estranho em Aracaju é que a primeira votação serviu para mostrar que há algo errado na relação do prefeito Edvaldo com o legislativo. Sem motivo algum, o líder do prefeito Professor Bittencourt, orientou para votar contra e só teve quatro votos favoráveis, numa tamanha falta de habilidade política.

Depois que o leite derramar, não tem como recuperar Alguns aliados do prefeito Edvaldo deram um tiro pela culatra. Quiseram transformar uma simples votação de emendas impositivas como uma disputa eleitoral para 2022 e a primeira votação mostrou a fragilidade da relação do prefeito com os vereadores. A pequenez política, a falta de habilidade e a obsessão eleitoral para 2022 estão criando um sério problema na relação do prefeito com o legislativo.

LISTA: Pelo menos 8 de Sergipe foram beneficiados pelo Orçamento da Vergonha NeNotícias: O jornal O Globo publica neste domingo, 18, a lista de parlamentares beneficiados pelo Orçamento Secreto, o Orçamento da Vergonha. O jornal chegou aos nomes (primeiros) a partir de planilhas do Ministério do Desenvolvimento Regional, documentos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), registros de convênios, informações da Plataforma + Brasil, notas divulgadas por prefeituras, entrevistas e publicações nas redes sociais com os próprios parlamentares alardeando as liberações de recursos. O jornal chegou a R$ 3,2 bilhões dos R$ 36 bilhões da vergonha, ou seja, a lista ainda não é definitiva. Confira aqui.

Hospital Primavera comemora 10 anos de Medicina Hospitalar Há 10 anos, o Hospital Primavera iniciou o desafio de implementar o modelo assistencial de Medicina Hospitalar, que se concentra no crescimento contínuo da qualidade do serviço e conta com profissionais capacitados em difundir as principais habilidades e conhecimentos necessários para o bem-estar dos pacientes internados. É um modelo que assume a coordenação dos processos pautados no trabalho multidisciplinar e na gestão do cuidado. Assim como aconteceu nas Unidades de Urgência e Emergência e Unidade de Terapia Intensiva, houve a crescente necessidade de disponibilizar equipes dedicadas e centradas nos cuidados desses pacientes no Ambiente Hospitalar.

Equipe dedicada De acordo com o cardiologista, intensivista e idealizador da Medicina Hospitalar do Hospital Primavera, Dr. André Veiga, a discussão sobre implantação da Medicina Hospitalar surgiu através da necessidade de uma equipe dedicada a assistir e gerenciar os pacientes internados no Hospital. “Diminuir o tempo de permanência do paciente no hospital, aumentar giro de leitos e reduzir custos, são ítens essenciais para a melhoria na qualidade assistencial da equipe médica e pacientes”, garante.

Cuidado integral A médica intensivista, Dra. Janaína Feijó, enfatiza que ter feito parte da medicina hospitalar do Hospital Primavera, foi uma honra e um aprendizado. “Durante os 10 anos em que trabalho aqui, vi a Medicina Hospitalar ter um grande desenvolvimento, se tornando imprescindível para oferecer um cuidado integral, seguro e de qualidade técnica aos nossos pacientes. Parabenizo e agradeço a toda a equipe”, concluiu.

Desafio Segundo o gerente médico do setor de Internamento do Hospital Primavera, coordenador do Serviço de Medicina Hospitalar e tesoureiro geral da Sociedade Brasileira de Medicina Hospitalar(SOBRAHM), Dr. Enilson Vieira Moraes, coordenar colegas médicos no contexto da MH é sempre desafiador porque envolve necessidade de quebra de paradigmas, aquisição de novos modelos mentais, além de traduzir para o operacional decisões estratégicas. Mas, quando se tem uma equipe com uma boa capacidade técnica, alta gestão parceira e vontade de desenvolver o serviço, temos boas armas para enfrentar os desafios, e em se tratando de setor de Internamento, somente a Medicina Hospitalar é capaz de responder à altura”, finaliza Dr, Enilson bastante satisfeito.

Santana do São Francisco: Laércio Oliveira prestigia inauguração de ginásio de esportes O deputado federal Laércio Oliveira (PP) participou no sábado, 18, da solenidade de reinauguração do Ginásio de Esportes Gabriel José Guimarães Barrozo, no município de Santana do São Francisco. Ele foi recebido pelo prefeito Ricardo Roriz, pela primeira dama Renata Roriz, e pelos vereadores Valdson Costa e Hermínio (Preto).

Emendas Durante a solenidade, também foi entregue ao município um caminhão coletor de lixo, adquirido através de emenda parlamentar do deputado, com recursos Ministério do Desenvolvimento Regional, via Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf).Laércio também acompanhou a distribuição de 1.000 cestas básicas para comunidades carentes.

Emendas II Ele destacou a parceria com o município de Santana de São Francisco, que já recebeu mais de R$ 2,2 milhões em emendas de sua autoria. “O caminhão coletor de resíduos sólidos é fruto de um esforço nosso na condição de deputado federal. Tenho certeza que ele vai ajudar muito. É meu dever olhar para todos os municípios do Estado e ajudar naquilo que for possível. E ver que as coisas estão acontecendo e alcançando os propósitos é muito gratificante. Eu quero parabenizar o prefeito Ricardo Roriz e sua esposa, Renata, por essa ação social e todo o trabalho que vem sendo realizado. Podem contar sempre comigo”, disse Laércio.

Atenção O prefeito Ricardo Roriz ressaltou o apoio que o deputado tem dado ao município. “Independente de quem seja o gestor, o deputado federal Laércio Oliveira está sempre ajudando o município. Ele fez isso na gestão passada e agora continua ajudando Santana do São Francisco, mostrando que ele é um deputado preocupado com toda a população sergipana. Eu quero agradecer pela atenção com o nosso povo, e em especial pelo caminhão coletor de resíduos sólidos que vai ajudar a tirar o lixo e levá-lo para um local apropriado. Com essa essa iniciativa, ele não está ajudando apenas ao nosso município, mas o Estado de Sergipe, o Brasil e o Rio São Francisco”, disse Ricardo Roriz.


ESPAÇO CULTURAL

Luiz Fontineli, cantor sergipano vence festival de música em Santa Catarina  O cantor e compositor sergipano Luiz Fontineli foi grande vencedor do 48° festival de música de São Lourenço, em Santa Catarina. O evento aconteceu na sexta-feira, passada e o nosso cantador conquistou o prêmio geral na categoria composição com a música “Vidas Secas” e o poema “Paletós” de autoria de Alê Santos. A música e o poema fazem parte do disco “Memórias de um Cantador” lançado há pouco tempo pelo artista. Fontineli é natural da cidade de Porto da Folha, sertão sergipano, e um recordista de participações em festivais pelo Brasil e pelo exterior, ao todo são mais de setenta participações. Parabéns ao nosso grande artista Luiz Fontineli!


 


A SANTA CEIA. Por Antônio Samarone, médico sanitarista “Muitos foram os convidados e todos receberam as vestes nupciais.” Mt. 22:11. O Consulado de Itabaiana realizou a sua Ceia de Natal, organizada por Zé Valdo de Valdice. Não teve peru assado, salada de lentilhas e rabanadas. Foi um caldeirão de carne frita, guloseimas da Padaria União e da Pand’oro, cujo os donos tem raízes na Serra. Doutor Peixoto levou o vinho. Uma constatação: todos na Confraria são filhos da escola pública. O Colégio Murilo Braga foi o nosso berço. A historiadora Thetis Nunes (ceboleira) tinha razão: Itabaiana se desenvolveu após a chegada do Ginásio Público e da BR – 235. Somos uma terra de caminhoneiros e comerciantes, por conta da BR. Todos na Confraria estudaram, chegaram as universidades, por conta da escola pública. Todos bons alunos. Ontem a nossa memória foi recheada de novas narrativas. Zé Carlos de Petrina contou que foi ao médico em busca de remédios e conselhos. Na saída, perguntou: “doutor, qual é a dieta?” O facultativo foi sucinto: “não coma nada que você gosta, porque faz mal.” Ele está seguindo à risca. As novidades foram as presenças de Guilhermino de Lafaiete, Tuca de Zé Silveira, Jandira e Cicinha, filhas de Seu Josafá. Sentidas as ausências de Baldochi e Nandinho de Sizino, que estão viajando. A ausência da grande Maria Helena de Zeca Mesquita, uma mulher livre, inteligente e generosa, que se foi. Minha amiga, falamos bem de você! Ontem compareceram duas gerações: Uma na faixa dos 60/70 anos, Samarone, Betânia, Marcondes de Eronildes, Walter de Lafaiete, Ivan de Caio, Gleuza de João Marinheiro,, Jandira, Cicinha, Vera Floresta, Rivaldo dos Breus, Fátima Siqueira, Peixoto de Miguelzinho, Dilson de Daniel e Dayse de Zé Silveira. Outra na faixa dos 70/80 anos: Guilhermino, Átalo de Zé Crispim, , Zé Carlos Machado, Zé Valde, José Augusto Melo e Rivas dos Breus. Todos deixamos a festa com a esperança de chegarmos à Ceia de 2022, vivos e com a cabeça mais ou menos. Feliz Natal!”

Antônio Saracura: PRESENTE DE NATAL

DEPOIS DE DOIS ANOS PRESO

DENTRO DE MIM OU DE CASA

EU VOU SAIR NO NATAL

BATER PERNA E BATER ASA


VOU VISITAR MEU AMIGO

QUE MORA PERTO DE MIM

VOU VOAR ATÉ OS OUTROS

POR ESSE MUNDO SEM FIM



E A CADA UM LEVAREI

O MEU ABRAÇO APERTADO

E UM LIVRO DE LEMBRANÇA



PASSE NA LOJA ESCARIZ

MANDE EMBRULHAR PRA PRESENTE…

OU ME PASSE O ENDEREÇO…

NÃO FIQUE OUTRO ANO AUSENTE.


(Aracaju, dezembro de 2021)

FELIZ NATAL!

2022 ÓTIMO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


A razão sonha com a imortalidade. Por Antônio Samarone, médico sanitarista.  http://blogdesamarone.blogspot.com/


Ouvi de um velho homeopata: “quem chegar aos 80 anos sem doença grave, decide a hora de morrer.” No início, duvidei. Como assim? Não entendi.


A partir dos 80 anos, o corpo entra no automático, vai apagando aos poucos, fisiologicamente. Os processos patológicos se naturalizam. O normal e o patológico se fundem.


A medicina comete um sacrilégio, ao entupir os idosos com drogas. Atende apenas aos interesses da indústria farmacêutica.


O Ser, o espírito, a alma, a consciência, a psiquê, o self, seja lá o nome que se escolha, a partir dos 80 anos, o Eu torna-se independente do corpo. Quando não é possível, o Ser voa antes, recorre a demência, perde a audição, a memória, abandona a razão, e em último caso, opta pela morte.


O corpo fica só! O padecimento do corpo é a redenção do espírito. Quem não consegue a separação, sofre junto com o corpo.


“O tempo não envelhece, o tempo remoça. Se tu não confortasses, eu já teria morrido de tanta dor”. Carlos Garcia.


A perda da memória é seletiva, cada um compõe uma narrativa, a seu modo. O tempo apaga as derrotas. Tudo se nivela. “A narrativa é a capacidade do espírito de superar a contingência do corpo”. Chul Han


“Se você dormisse, se você cansasse, se você morresse…, Mas você não morre, você é duro, José” – Drummond


Ontem fui a uma festa dessa gente, a geração dos anos 40. Alegria, boa música, todos cantando e celebrando a vida. Sair convencido do asserto da tese homeopata.


A separação do Ser e do Ente (Heidegger) do espírito e da matéria, da alma e do corpo, da física e da metafísico, tornam-se evidentes a partir dos 80 anos. O sopro da vida ignora o corpo.


A biomedicina, a medicina do corpo, chamada de científica, atua para prolongar o funcionamento do corpo. Foi obrigada a deixar de lado a pessoa, o ser histórico, para viabilizar a transformação do seu cuidado em mercadoria.


A mercadoria é impessoal!


A medicina reduziu a vida a um processo biológico, sem sentido, esvaziada de significados. Viver é sobreviver a qualquer custo.


Cuidar é subjetivo, requer empatia, misericórdia, amor, acolhimento, incompatíveis com o mercado, o lucro e a acumulação do capital.


Vai ser penosa a reumanizarão da medicina.


Se Deus está morto, como dizia Nietzsche, o frio do Cosmo se assentará sobre os nossos ossos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Frase do Dia

“Os cães falam, sim, mas apenas para aqueles que sabem ouvir.” Orhan Pamuk.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ouça e compartilhe:

https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2021-12/papa-francisco-angelus-amor-jesus-ato-caridade-proximo-maria.html

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais