Com pandemia na cabeça, o que o eleitor pode descarregar nas urnas?

0


“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Dá medo em pensar o que pode sair das urnas em todo país este ano. Como se não bastasse a descarga de ódio e segregação despejada em boa parte dos Estados e no país nas eleições de 2018, agora, em 2020, o cenário promete ser bem pior.

Em meio a um cenário atípico, onde boa parte do eleitorado não irá às urnas por várias razões e a principal a pandemia que ainda não acabou e o Brasil poderá estar no meio da segunda onda justamente em novembro, no período do primeiro e do segundo turno.

A verdade é que o corpo a corpo com o eleitor será bem menor e o candidato terá que se adaptar ao novo cenário. A campanha nas redes sociais, que já tiveram forte participação nas eleições 2018, ganhará novo patamar e os candidatos que desprezarem, principalmente nos grandes centros, serão derrotados. É preciso uma atenção especial para as redes sociais, o horário eleitoral, além de discursos objetivos.

Por outro lado a pandemia vai propiciar uma grande economia. As agitações de caminhadas e passeatas serão reduzidas. As mídias digitais terão um papel fundamental para os candidatos majoritários.

O risco maior de tudo isso é: o que o eleitor, que irá às urnas, descarregará este ano?

Com a pandemia na cabeça, com o desespero de milhares de desempregados, com outros milhares de empresários que fecharam seus negócios e um período de hibernação de quase seis meses quem apostará no que surgirá das urnas em todo país?

E como boa parte do povo brasileiro, mesmo sem pandemia, já gosta de transformar a urna eleitoral em penico, só Deus salvará!



Itabi: alguém pode explicar qual o motivo do TCE/SE não finalizar perícia em processo de ex-prefeito? E em Itabi a sociedade organizada está chateada porque tem lideranças ligadas ao ex-prefeito Rubens Feitosa ironizando nas rodas políticas o processo realizado pelo Deotap que culminou com o indiciamento dele e o encaminhamento pelo MPE ao TJ pedindo o indiciamento do ex-gestor. O problema é que o processo parou no TCE para realizar uma perícia nos valores porque foi constatada divergência nos valores informados pelo Município e os declarados pelos trabalhadores. O TCE passa um ano para fazer uma simples perícia contábil? E lideranças ligadas a Rubens contam vantagem dizendo que de lá não sairá tão cedo… Será? O blog prefere não acreditar que tem alguém no órgão com interesse partidário. Ou tem? Não seria nem ético, nem moral! Será por isso que circula a informação que tem autoridade federal de olho? 

Poço Verde: em evento emocionante família de Dona Elza lança o Euberlan, o filho mais novo

Filhos Dona Elza: família unida resolveu não só atender o sonho dela, mas irá para as ruas defender o projeto que entende que é o melhor para o município de Poço Verde.

para substituir a mãe como vice  E ontem, 27, no povoado São José, em Poço Verde foi anunciado pela família de Dona Elza, que seria candidata a vice-prefeita da chapa liderada por Iggor Oliveira, o nome de Euberlan, filho dela, para representar não só a mãe, mas toda família na chapa majoritária.

Aperfeiçoar a gestão A filha, Edilânia da Silva Souza, disse que a mãe, Dona Elza, virou luz para brilhar. “E vamos a partir de hoje para as ruas, porque cada um de nós faz parte desta gestão, vivemos numa democracia que é a nossa voz. Confio muito em Deus que deu essa oportunidade todos juntos levando o nome de minha mãe para aperfeiçoar e melhorar mais ainda a gestão de Poço Verde.”

Eterna vice-prefeita O filho mais velho, Evislan Souza, emocionado, ao agradecer a presença de todos relembrou que a mãe estava feliz com a indicação para ser candidata a vice-prefeita e a família unida resolveu não só atender o sonho dela, mas irá para as ruas defender o projeto que entende que é o melhor para o município de Poço Verde. “Juntos nós vamos fazer a melhor gestão que Poço Verde já viu em toda sua história”, disse,

Apoio e a presença do governador  Evislan agradeceu o apoio e atenção do governador

Belivaldo vai ao povoado São José paga anunciar Euberlan filho de Dona Elza para substituir a mãe.

Belivaldo Chagas e ressaltou a gestão de Iggor Oliveira que é candidato à reeleição e vem honrado os compromissos. “E hoje Poço Verde é um canteiro de obras”, disse afirmando que a família está honrando o nome da mãe. “E meu irmão Euberlan estará representando a família e eu dou minha palavra que estarei dia a dia para ajudar a fazer a melhor gestão que esse município já viu.”

A alegria de Dona Elza O filho mais novo de Dona Elza, Euberlan Souza, que é o candidato a vice-prefeito, disse que estava falando com o coração e nada mais justo era fazer naquele momento era ler o discurso da mãe, que estava pronto por ela. No discurso, Dona Elza, se apresentava e destacava a missão colocada por Deus. “Vai ser muita prestação de serviço para vocês”, disse Euberlan ao ler o discurso da mãe que emocionou todos os presentes. “Nossa família hoje tem um nome Dona Elza e juntos como ela gostava estou emprestando meu nome a minha família”, finalizou Euberlan bastante emocionado.

.Lagarto: Sérgio Reis é impedido de ser candidato e Fábio Reis disputará a eleição O ex-deputado federal Sérgio Reis foi impedido na sexta-feira, 25, de seguir adiante com sua candidatura a prefeito de Lagarto. Ele anunciou que seu irmão, o deputado federal Fábio Reis, disputará a eleição no seu lugar. Sérgio fez um pronunciamento oficial ao lado da família, o pai Jerônimo, a tia Goretti e o irmão Fábio, e do ex-prefeito Zezé Rocha e o pré-candidato a vice-prefeito Joãozinho de Solinha.

Forças do mal Sérgio afirmou que as “forças do mal” que imperam na cidade voltaram a agir e “fizeram com que uma decisão lá de Brasília impedisse, nesse momento, de seguir em frente com meu nome para prefeito do nosso município”.

Comando No comunicado ele continua: “Neste momento, porque agora Fábio seguirá no comando do nosso projeto rumo à vitória e em breve, logo ali, quando a verdade se restabelecerá, estaremos todos juntos tocando a construção de uma nova Lagarto, uma Lagarto do futuro.”

Estância: toda solidariedade ao radialista Dussantus. Blog assina embaixo texto do jornalista Anderson Christian

Itabaiana: prefeito vai à Justiça contra disparo em massa de notícia falsa Em decorrência do período eleitoral, as fake news transmitidas através da Internet têm sido um crime praticado em profusão. E para combater essas notícias falsas, o melhor caminho é a Justiça. Por isso que o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), prestou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia do município, uma vez que na última quinta-feira, 24, mais uma dessas fake news circularam através do Whatsapp de milhares de itabaianenses.

Mentira Os criminosos usaram a informação falsa de que professores do município estariam sem receber salários e, com isso, passavam fome. “É uma mentira tão absurda essa que não podemos nos calar. Nossos professores receberam seus salários no último dia 22, ou seja, receberam de forma antecipada. Mas quem comete o crime de produzir esse tipo de notícia falsa e quem ajuda a espalhar esse tipo de mentira tem que ter ciência de que a Justiça os punirá de forma exemplar, com fé em Deus”, observou o prefeito.

Usando a pandemia Na postagem, os criminosos usaram ainda o fato de que professores contratados pelo município, cujos contratos não estão em vigor devido a pandemia da Covid-19, não recebiam seus proventos. “É uma coisa muito cruel usar a pandemia para tentar atacar quem quer que seja. Como não estamos tendo aula, seria ilegal a gestão pagar salários, pois esses mesmos contratos observam que o pagamento só se dá através do serviço prestado. Sem aula, se nós pagássemos os salários, aí seria a administração que estaria infringindo a lei. Com o retorno das aulas, esses professores contratados retornarão também. Mas precisamos cuidar, primeiro, da saúde das nossas crianças”, analisou Valmir, que aproveitou para se solidarizar com o maior sindicato do Estado, o SINTESE, que teve sua logomarca utilizada para a confecção dessa fake news. “Se utilizam até mesmo de um sindicato sério, que sempre teve espaço para o diálogo conosco, para cometer um crime de difamação desses. É uma vergonha”, lamentou o prefeito.

Prefixo do Paquistão No Boletim de Ocorrência, recebido pela delegada Josefa Valéria Nascimento Andrade, o prefeito de Itabaiana relata o número que lhe enviou a fake news, com prefixo internacional, 91, indica que o disparo em massa da notícia falsa se deu a partir do Paquistão. “Trata-se de uma organização criminosa com ramificações internacionais. Nós não deixaremos isso acontecer. Tenho fé na Justiça e na capacidade de investigação de nossa Polícia. Sei que chegaremos a esses criminosos e eles serão punidos. E quero tranquilizar a nossa população também nossos servidores, afinal de contas, pagamento de salário em dia, dentro do mês, não foi uma promessa de campanha, foi um compromisso assumido e que estamos cumprindo, graças a Deus”, finalizou o prefeito Valmir de Francisquinho.

Renúncia coletiva Um influente leigo católico de Aracaju e muito amigo do pe. Genário, que além de vigário-geral é um dos padres mais poderosos da arquidiocese, depois do primeiro ministro, informou ao blog, na tarde de ontem, 27, que os formadores do Seminário maior, localizado no bairro Lamarão, entregaram os seus respectivos cargos. O blog está investigando quais foram as razões, mas, segundo o amigo do vigário-geral, o clima na arquidiocese não é dos melhores. Inclusive, no sábado, 26, teria ocorrido uma reunião do arcebispo com os formadores.

 Total abandono Este é o verdadeiro retrato do patrimônio da arquidiocese de Aracaju: total abandono. Segundo o leigo católico, que conhece muito bem a estrutura da arquidiocese de Aracaju, não há nenhuma preocupação com o patrimônio da igreja aracajuana. Na foto, uma imagem do terreno localizado nos cruzamentos das ruas senador Rollemberg com Itabaiana, no bairro São José, ao lado do colégio arquidiocesano e de frente ao hospital da HapVida. Várias casas foram demolidas para dar lugar ao nada. “Por que não usaram as casas para colocar à disposição de famílias que não têm onde morar? Dom João, além de ser muito insensível com as pessoas pobres, é um péssimo administrador”, confessou o leigo. Cruzcredo!

Abandono das rodovias estaduais está afastando até os baianos de Sergipe É lamentável, os baianos que adoravam passear em Sergipe vindo pela linha verde estão se afastando. Por todos os lados são rodovias estaduais abandonadas. Se passar pela ponte Joel Silveira (Itaporanga/Aracaju) pega a rodovia do mosqueiro que é um caso de polícia por conta dos buracos e os remendos que não aguentam uma chuva qualquer. O asfalto se desfaz e a estrada fica cheia de pedrinhas. Já se o turista vier pela BR-101 e pegar a rodovia que vai para a praia do Abaís tem que torcer para não quebrar os amortecedores e não furar um pneu. É uma vergonha!

Acese oferta serviço de certificado digital Você sabe o que é um certificado digital? É uma identidade digital da empresa ou pessoa física que permite assinar documentos com validade jurídica e fazer transações online com segurança, como se fosse um “RG do mundo digital”. Em uma realidade onde o virtual tem ganhado cada vez mais destaque, ainda mais pela pandemia que obrigou as empresas a entrarem de vez no mercado virtual, ter um certificado digital pode fazer toda a diferença. Por isso, tem aumentado cada vez mais a procura por esse serviço.

Solução Segundo o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, até o início do mês de julho, cerca de 3 milhões de certificados digitais foram emitidos no Brasil. Esse número representa um aumento de 55,8% em comparação ao mesmo período de 2019. Para atender a essa necessidade, a Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) oferta uma solução através do ponto de atendimento da Fenacon CD – Certificadora Digital. Nele, é possível encontrar o certificado ideal para a necessidade de todos.

Parceria “É uma parceria importante e que traz não somente para os associados como para o público de uma maneira geral as melhores opções em certificações digitais. Isso bem no coração do Centro Comercial de Aracaju e com estacionamento para todos”, explicou Marco Pinheiro, presidente da Acese. A gerente da Acese, Alexsandra Paz, explica que ter um certificado digital significa garantir a autenticidade das operações online, o que traz tranquilidade para empresas e para os clientes, além de facilitar processos.

Delegado receberá título de cidadania hoje, 28 O vice-presidente jurídico da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE), Adelmo Pelágio, receberá o Título de Cidadão Sergipano em sessão especial a ser realizada na presidência da Alese  hoje, 28 às 10h. O autor do projeto de resolução para entrega da honraria foi o deputado estadual Capitão Samuel.

Filho de sergipano Pelágio reside e trabalha há quase quatorze anos em Sergipe, desde que foi aprovado, em primeiro lugar, no concurso, e integrou o quadro de delegados em 2006. Foi criado em Salvador/BA, mas, por ser filho de sergipano, sempre frequentou o estado de Sergipe, sobretudo nas férias, tendo acompanhado as transformações políticas, sociais, econômicas e culturais pelas quais passou o estado de Sergipe ao longo de sua vida. Adelmo Pelágio passou por várias delegacias do interior, dentre as quais, as delegacias de São Domingos, Itabaiana, Pacatuba, General Maynard e Rosário do Catete. Desde maio do ano passado, está em dedicação exclusiva ao mandato classista.

O que devo fazer com o meu imóvel? Neste tempo de pandemia a preocupação de muitas pessoas é o que deve fazer com seu imóvel: alugar ou vender. Está desvalorizado? É melhor alugar e esperar mais um pouco? A Valor Imobiliária tem a solução de acordo com a necessidade de cada cliente, já que a preocupação principal é servir e beneficiar a todos. Por isso tem a garantia exclusiva Cred Prime, tem o aluguel com o condomínio incluso e o novo App que coloca a Valor em suas mãos. Por isso a Valor Imobiliária é sinônimo de agilidade de locação e venda no mercado sergipano, aliada a segurança, qualidade e a valorização que todos desejam.





ESPECIAL: ELEIÇÕES CONFEA/CREA/SE


O CONFEA E CREA/SE NO SAMBA DE PAULINHO DA VIOLA, EM PECADO CAPITAL: “DINHEIRO NA MÃO É VENDAVAL…”

Após o candidato da oposição às gestões atuais do CONFEA e CREA/SE, o Engenheiro Dilson Luiz, ter divulgado a proposta nº 18 do seu plano de trabalho, qual seja: redução da taxa de anuidade após gestão e aprovação no Conselho Federal, e que foi uma das mais aplaudidas e referendada por inúmeros profissionais e empresas, este parece que passou a ser candidato preferencial a “mártir”, pelos ferozes ataques que vem sofrendo da campanha situacionista. Isso mesmo: a proposta incomodou e apavorou. O candidato da situação, Engenheiro Jorge Silveira, afirmou em recente entrevista que é impossível operacionalizar tal proposta, já que a lei federal 12514/2011, de 28 de outubro de 2011, em seu art. 6º, inciso I, § 1º, define, respectivamente, o valor e reajuste das anuidades, dando a atender que o seu opositor estava a divulgar falácias para angariar votos. Questionado sobre essa possível proposta falaciosa, o Engenheiro Dilson Luiz externou grande perplexidade ao receber a informação, pois não tinha visto ou ouvido as entrevistas por estar visitando os profissionais da ADEMA e de outras empresas. Contudo, pela incoerência do seu adversário ele nos enviou uma cópia da referida lei. No seu Art. 6º, caput e incisos, a lei descrimina os valores das anuidades para os profissionais por níveis de formação e para as empresas por faixa de capital social. A mesma lei também especifica neste mesmo artigo, no seu § 1º, como será feito o reajuste anual indicando o INPC como o índice oficial para este fim. Até aí tudo certo. No entanto, Dilson Luiz afirma que, mais uma vez, a tendenciosidade do seu opositor em manter tudo como está, levou-o a cometer, propositalmente, aquilo que já se convencionou chamar de “mutilação hermenêutica”, ao tentar suprimir/omitir o conhecimento do § 2º do mesmo artigo da mesma lei. Aqui transcrevi para você, leitor, analisar quem fala a verdade: § 2º O valor exato da anuidade, o desconto para profissionais recém-inscritos, os critérios de isenção para profissionais, as regras de recuperação de créditos, as regras de parcelamento, garantido o mínimo de 5 (cinco) vezes, e a concessão de descontos para pagamento antecipado ou à vista, serão estabelecidos pelos respectivos conselhos federais.

“Manter os custos do conselho como está precisa de dinheiro dos profissionais e empresas; precisamos melhorar a forma de arrecadar e adequar os custos a receita. Isto é planejamento”, afirma Dilson Luiz. O meu concorrente esteve ao lado de todos os últimos presidentes do Conselho Federal, mesmo quando não marchou junto para elegê-lo, depois de eleito, sempre passou a apoiar, assim viabilizando se manter no “poder” por todo este tempo, só mudando de cadeiras dentro do sistema por mais de 20 anos. Com tanta influência, como ele afirma ter, por que até hoje não fez gestão para redução com base na lei? ou até para alterá-la? “É mais do mesmo, os profissionais não querem mais isso. Não a mesmice, as palavras fáceis e as ações zero”, aponta Dilson Luiz.

Os documentos enviados demonstram porque estes ditos gestores não podem pensar em reduzir taxas, ouvir o clamor dos profissionais. Os custos elevadíssimos de diárias dos gestores, inclusive do Crea-SE, onde, explicado em gravação da reunião plenária, na qual registra que mesmo com o fechamento do Conselho e dos órgãos públicos de todo o Estado as diárias não cessam. Uma soma de R$ 23.575,00, foi paga de março a julho ao Presidente do CREA/SE. É justo os profissionais pagarem esta cifra para um dirigente ir ao interior do Estado? Coincidentemente em época de campanha eleitoral. Coincidentemente quando estava restrito o atendimento ao público em todos os órgãos do Estado e Municípios, exceto atividades essenciais. Coincidentemente com a queda de arrecadação do Conselho. Se com tudo fechado e com toda crise e redução de receita se tira de um Conselho (Crea-SE), em forma de diárias, uma cifra de R$ 23.575,00, fica a pergunta: em períodos de normalidade quanto o conselho deve gastar com diárias para estes fins? Quantos municípios o gestor visita para levar a representação do Crea? Por que tanta indignação dos profissionais com o Conselho? “Porque o candidato da situação nos trata como leigos e mais uma vez faz uma mutilação hermenêutica numa lei em total desrespeito e aversão a redução dos valores pagos por nós profissionais para esta finalidade apresentada, é a tônica deles manter tudo como está, diz Dilson Luiz. Será que o candidato da situação e seus apoiadores não acompanham o modelo de gestão que ele defende e ainda diz que vai continuar?

Na esfera federal o problema é semelhante, claro em maiores proporções. Todos estes dados estão no site dos conselhos, na aba de transparência.

A hora, para os valorosos profissionais do sistema CONFEA, CREA e MÚTUA, é de PENSAR BEM, participar da eleição e VOTAR CONSCIENTE em busca de novos tempos que, como diz Ivan Lins, “No novo tempo, apesar dos castigos, estamos crescidos, estamos atentos, estamos vivos…”.


PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018


Da série de fotografias do cidadão Wanderson Andrade: https://www.instagram.com/wanderson_bnw/ : Celso José de Almeida, 80 anos, natural da Capela-SE …



https://www.instagram.com/guiasurdo/



EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

Hoje, 28/09, das 09h às 11h30 Setembro Amarelo – Webinário no MP falará sobre “prevenção ao suicídio em tempos de pandemia: um olhar sobre todos, da criança ao idoso” O Ministério Público de Sergipe, por meio da Escola Superior (ESMP) e do Centro Operacional da Infância e Adolescência (CAOpIA), em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT), promoverá hoje, 28, das 09h às 11h30, o Webinário “Prevenção ao suicídio em tempos de pandemia: um olhar sobre todos, da criança ao idoso”. A transmissão será feita por meio do canal do MPSE no YouTube. O evento será voltado para membros, servidores e estagiários do MPSE, e demais interessados. O objetivo é possibilitar aos participantes conhecimento sobre a temática e estratégias de enfrentamento para este momento de crise. Não haverá certificação para o público externo, portanto não é necessário fazer inscrição.
                                                                                                                                                                 
Hoje, 28/09, às 19h “Diálogos sobre prerrogativas da mulher advogada” A OAB Nacional te convida para a série de debates “Diálogos sobre prerrogativas da mulher advogada”, que vai discutir temas relacionados à atuação da mulher na advocacia.O primeiro debate será sobre “assédio moral no exercício da profissão”, um importante diálogo sobre a violação das prerrogativas da mulher advogada.É hoje, 28/9, às 19h (horário de Brasília), com transmissão pelo YouTube da OAB Nacional. Atividade gratuita: https://www.youtube.com/c/ConselhoFederaldaOABOficial/featured

                                                                                                                                                                       
Festival Nordestino de Economia Criativa – O Presente do Futuro. Evento digital gratuito Vem aí um evento pra quem faz da cultura e da criatividade a essência do seu negócio! De hoje, 28 a 30 de setembro acontece o Festival Nordestino de Economia Criativa – O Presente do Futuro, um evento 100% digital e gratuito que envolve a participação dos nove estados nordestinos. Será uma experiência de troca e aprofundamento sobre a cultura local como fonte de criação, alegria e desenvolvimento de negócios para um amanhã melhor. Programação:18 palestras, 9 oficinas, 7 rodas de conversa, 6 cases de sucesso, 3 painéis sobre artesanato, moda autoral, produção de eventos e muito mais! Inscreva-se aqui. Quer saber mais? Acesse o site http://festivaleconomiacriativa.com.br/

                                                                                                                                                                       

Live hoje, 28/09, às 19h Setembro vermelho e a importância da prevenção de doenças cardiovasculares Este é o tema de hoje do projeto “Primavera Convida” que terá a presença do Dr. Luiz Flávio Prado, cardiologista, especialista em terapia intensiva e mestre em Ciências da Saúde – UFS. A live, da Rede Primavera, terá como mediadora, Ana Pontes, diretora comercial. Aqui: https://www.instagram.com/redeprimavera/



PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK


OPINIÃO

Turismo e Desenvolvimento Rural   Por Carlos Nascimento*

Quarenta anos atrás se celebrou o primeiro Dia Mundial do Turismo, comemorado a cada 27 de setembro com o objetivo de conscientizar as populações, os governos e empresários sobre o valor social, cultural, político e econômico do turismo. Neste ano o tema escolhido para as celebrações é TURISMO E DESENVOLVIMENTO RURAL.

Segundo a Organização Mundial do Turismo – OMT o turismo rural oferece importantes oportunidades para a recuperação econômica e social, tornando fundamental o apoio às comunidades rurais que enfrentam os impactos econômicos e sociais da pandemia.

Para que se tenha uma ideia do peso deste setor na Europa ele responde por 6,8 milhões das estadas, representando cerca de 30% da receita turística total. No Brasil os dados são imprecisos. O ultimo Panorama Empresarial do Turismo Rural realizado pelo Sebrae em 2012 revelava que o turismo em áreas rurais crescia 30% ao ano, sendo São Paulo o maior destino do turismo rural, com mais de 122 municípios, à época, com oferta neste segmento.

Sabemos que o turismo é uma daquelas pautas eleitorais que são inseridas, quando inseridas, nos programas de governo apenas para constar. Neste ano teremos eleições municipais, e não custa recordar que a atividade turística acontece no município, muitos candidatos, para não dizer que não falaram do turismo, vão inserir uma ou duas frases feitas sobre o setor em seus discursos. Possivelmente falarão de algum evento que se organiza mais para atender ao gosto dos eleitores que para atrair turistas, e isto será tudo. Nem ideia sobre uma política consistente para o setor.

Contrariando o que muitas vezes é dito, até mesmo por pesquisadores sérios, de que há municípios que não têm nenhum potencial turístico, o turismo rural surge como uma oportunidade para o desenvolvimento, pois pode ocorrer tanto em pequenas propriedades quanto em grandes, e engloba diversas modalidades possíveis, como o agroturismo, o “slow food” , turismo cultural, ecoturismo, etc. Sendo uma atividade sustentável em todos os sentidos, social, econômico, cultural e ambiental.

Porém para a sua implantação, apesar de simples, se faz necessário contar técnicos capacitados para dar suporte, tanto na elaboração das políticas municipais, quanto na implantação das atividades.

Há alguns anos, contando com o apoio de amigos da Secretaria de Turismo do Espírito Santo, fui conhecer como funcionava o programa Caminhos do Campo desenvolvido pelos capixabas. Um programa de sucesso que serve de exemplo para o Brasil, engajando centenas de famílias de agricultores. Depois participei de oficinas e seminários sobre turismo rural para me aprofundar no tema, porém apesar do apoio que tinha tanto do então Secretário de Turismo Pedro Valadares, quanto do seu adjunto, Carlos Alberto Paixão, para implantarmos o turismo rural aqui faltou-nos o apoio dos municípios, muitos com um potencial fantástico para o turismo rural, mas que, como chegou a ser dito a mim, não queriam mostrar “pobreza”. Para o dirigente municipal o carro de boi, o burro, a carroça, era sinal de pobreza , ele não via nisto e em outras coisas possíveis experiências para o turista.

A hora para retomar projetos de turismo rural em Sergipe é agora. No pós-pandemia as pessoas vão querer viajar, começando com destinos mais próximos. Cabe aos prefeitos, preparar o terreno para que isto aconteça.

*Mestre em Gestão de Políticas Culturais ênfase em turismo cultural, Universitat de Girona; consultor de cultura e turismo.

OPINIÃO

Gente Sergipana – Chico Rollemberg (85 anos) Por Antônio Samarone, médico sanitarista

Francisco Guimarães Rollemberg, nasceu em 07 de abril de 1935, em Laranjeiras (SE). Filho de Antônio Valença Rollemberg e de Maria das Dores Guimarães Rollemberg.

Criado no sítio da bisavó, Dona Esmeralda Guimarães, num ambiente religioso. Um menino forjado para ser padre.

Foi para a medicina inspirado em Heráclito Diniz Gonçalves, paradigma do médico ideal, pela sua bondade simples, transbordamento afetivo, solidariedade e espírito de sacrifício.

Passou a primeira infância em Laranjeiras, onde fez os primeiros estudos. Veio à Aracaju para estudar no Colégio Tobias Barreto e no Ateneu Sergipense. Concluiu o científico no Colégio Estadual da Bahia.

Em 1959, formou-se pela Faculdade de Medicina da Bahia.

Retornou à Aracaju onde passou a exercer a medicina de forma humanizada. Dotado de exímio talento cirúrgico, se tornou um cirurgião geral, daqueles que opera de tudo.

Trabalhava diuturnamente servindo ao povo, numa prática desprovida de ambição financeira. Chico Rollemberg não enriqueceu com a medicina, não amealhou fortunas. Manteve uma ligação afetiva com seus pacientes, os quais conhecia nominalmente.

Chico Rollemberg operava sem descanso, não deixava os pacientes esperando por muito tempo. Sempre prestativo. Trabalhava em todos os hospitais de Aracaju, em especial, no antigo Hospital de Santa Isabel.

Francisco Rollemberg tornou-se Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões por concurso, com a brilhante monografia, “Lesão Cirúrgica do Ureter”.

Naturalmente, o seu prestígio médico o levou à política. Em 1970, foi o Deputado Federal mais votado em Sergipe. Foi deputado por três vezes e Senador da República. Iniciou na Arena e encerou a vida política no PMDB.

Foi um político conservador, íntegro, fiel a suas crenças, voltado para o interesse público. Não ficou rico com a política. Um remanescente dos que fazem política como vocação.

Chico Rollemberg destacou-se na defesa da memória de Sergipe. A sua publicação sobre Fausto Cardoso é uma clássica referência para os pesquisadores.

Foi protagonista na luta pela aprovação do Estatuto do Idoso. Mesmo não sendo cumprido, é uma das legislações mais avançadas do mundo sobre o tema.

Francisco Rollemberg reabriu a polêmica sobre as fronteiras de Sergipe. No Final do Império, a Bahia, com a sua força política e econômica, imprensou Sergipe entre os Rios Real e São Francisco. Uma ocupação pela força.

Chico Rollemberg é uma enciclopédia sobre a cultura sergipana, conhece suas raízes. Um cidadão refinado, afável e acolhedor.

É membro da Academia Sergipana de Letras, na fração literária dos que engradecem a confraria.

Chico Rollemberg ocupa a Cadeira 15, que pertenceu ao grande Garcia Moreno, cujo Patrono é Armindo Guaraná e o primeiro ocupante, o médico homeopata Helvécio Andrade. Uma cadeira que nunca foi ocupada por homenageados de conveniência.

O meu colega sanitarista, Dr. Walter Cardoso, ao saudar Chico Rollemberg por ocasião de sua posse na Academia de Letras, sintetizou uma verdade:

“Os meus pares fazem-me subir a esta tribuna para saudar um dos cirurgiões mais notáveis de Aracaju, um dos políticos mais conhecedores de nossa patologia social, uma das figuras humanas mais singulares, pela superioridade de espírito, sinceridade das atitudes, simplicidade de gestos e bondade de coração.”

A sua memória sobre a história da medicina em Sergipe é um arquivo inexplorado. Acordem-se, historiadores!

Não sei quantas personalidades sergipanas merecem uma biografia, com certeza, Chico Rollemberg é um deles.

Mais artigos: http://blogdesamarone.blogspot.com/


PELO TWITTER

www.twitter.com/BlogClaudioNun 27 de Setembro: Dia Mundial do Turismo. Em Sergipe só lamento! Mesmo ao lado de 2 pólos importantes: BA e AL, não aproveita e com várias atrações bonitas, como praia do Saco, Pantanal de Pacatuba e cânion de Xingó, SE não tem gestão estratégica ´técnica.Falta gestor de verdade!


www.twitter.com/malvados Na @folha


www.twitter.com/maxnoblog um medo: que candidatos resolvam colocar mais carros de som nas ruas. é uma opção mais acessível e pode ser um dos recursos utilizados para tentar manter algum contato com o eleitorado, nesta eleição em meio à pandemia

www.twitter.com/andrizek O país é uma negação no combate à pandemia. Alguém achava possível que o futebol conseguisse ser melhor? O futebol? A maneira como o esporte lida com a pandemia – brigas políticas, egoísmo, guerra de liminares – é exatamente o que acontece no país.

www.twitter.com/ffariajrA falta do poder público leva a isso. Uma APA-Área de Preservação Ambiental e infelizmente ninguém toma providência alguma. Número de veículos chega ao absurdo na praia do Viral. Com a palavra o @MPF_PGR MPSE @governosergipe


www.twitter.com/luciopradodias Academia Sergipana de Letras realiza sessão especial nesta segunda-feira, 28/09, em homenagem póstuma ao poeta Amaral Cavalcante. O evento será transmitido pelo YouTube.


Siga Blog Cláudio Nunes:                                                                     

Instragram

 Facebook

 Twitter

 



Frase do Dia
“Os construtores de canais regulam os rios; os arqueiros endireitam o eixo das flechas; os carpinteiros dão forma à madeira; os sábios controlam-se a si próprios.” O Caminho da Sabedoria do Buddha.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários