Comendo na mão

0

Mesmo quando tinha maioria folgada na Assembleia, o governo passou pelo constrangimento de ver adiadas votações de projetos por falta de quórum. O petista Francisco Gualberto era voz quase isolada na defesa do governo, pois alguns deputados governistas preferiam se preocupar com suas próprias questões políticas. Derrotado na disputa pela presidência do Legislativo, o governador Marcelo Déda (PT) rompeu com os irmãos Amorim e perdeu a maioria. Mesmo em desvantagem numérica, o petista apostou na eloquência de seu discurso e passou quase um ano dando murros em ponta de faca. Derrotado sucessivas vezes, percebeu a necessidade de baixar a bola e, como galo de raça, comer na mão dos oposicionistas. Portanto, essa mudança de comportamento do governador e dos deputados da situação nada tem a ver com humildade. É pura necessidade de quem sabe que, se não se curvar aos caprichos da maioria, continuará dando com os burros n’água.

Panos quentes

Deputados da situação se apressaram em desmentir que estão insatisfeitos porque até agora não foram chamados pelo governador Marcelo Déda para discutir as mudanças do Proinveste. Garantem que tudo não passa de “intriga da oposição’, pois estão afinadíssimos com o chefe. Não conseguem esconder, contudo, que gostariam de saber com antecedência em que vão votar quando o projeto reformulado do Proinveste chegar à Assembleia. Até agora, o governo só mostrou as mudanças à oposição.

Posse

O empresário da área de Tecnologia da Informação Roger Dantas Barros foi empossado ontem na coordenação do Fórum Empresarial de Sergipe. Representantes dos diversos setores da economia sergipana prestigiaram a posse, ocorrida durante reunião-almoço no Hotel Aquários, na Orla de Atalaia. O principal objetivo do Fórum é congregar as entidades do segmento produtivo para discutir assuntos relacionados à economia sergipana.

Fobicas de asas

A empresa aérea Avianca prometeu ontem renovar a frota que opera em Sergipe. O vice-presidente da companhia, Tarcísio Gargione, garantiu ao secretário de Turismo, Elber Batalha, que até junho os velhos Fockers 100 serão substituídos por novos Airbus. Tomara que a promessa seja cumprida, pois os sergipanos vivem tendo sustos com os defeitos apresentados pelas fobicas de asas da Avianca que os transportam de Aracaju para outros estados.

Latas velhas

Cerca de 40% dos 574 ônibus da Grande Aracaju estão acima da vida útil permitida por lei. A denúncia é do vereador Adriano Oliveira (PSDB). “Muitos coletivos da capital circulam com os bancos soltos e sujos, e a presença de baratas no interior deles é uma cena comum”, afirmou o tucano, que é rodoviário. Ele também denunciou que seus colegas motoristas e cobradores trabalham mais de oito horas por dia. E as empresas ainda garantem que prestam um serviço de primeiro mundo. Pura lorota!

Educação

Cerca de 70 professores do ensino fundamental de escolas municipais de Capela assistiram ontem à aula inaugural do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Ministrada pela professora Josefa Santos, a aula foi prestigiada pelo prefeito capelense, Ezequiel Leite (PSC). Ele prometeu melhorar a qualidade do ensino fundamental, promovendo recuperação das escolas e capacitação dos educadores. Legal!

Fique ligado

Os eleitores que não votaram nas últimas três eleições e não justificaram a falta correm o risco de ter o título cancelado. O prazo para regularizar a situação vai de 25 de fevereiro a 25 de abril. É bom a galera ficar ligada, pois a Justiça Eleitoral não enviará qualquer tipo de notificação ao cidadão com a situação irregular. A relação de inscrições com risco de serem canceladas já está disponível para consulta nos cartórios eleitorais.

Atletismo

Sergipe é o único estado que não possui uma pista oficial de atletismo. Isso ocorre não por culpa do deputado estadual Garibalde Mendonça (PMDB), que há anos reivindica o benefício na Assembleia. Segundo ele, existem hoje no estado cerca de dois mil praticantes de atletismo, mesmo não existindo uma única pista para treinamento. Lastimável!

Desperdício

Ontem, os refletores do Batistão permaneceram acessos durante quase três horas para iluminar a goleada que o Socorrense aplicou no fraco Olímpico de Itabaianinha (5 a 2). Tanta despesa para a realização de uma partida de futebol assistida por apenas 23 pagantes. Na verdade, duas dezenas de testemunhas corajosas. Triste futebol sergipano!

Desilusão

Frase no pára-choque de um caminhão Ford caindo aos pedaços, estacionado ontem no Bairro Industrial: ‘Agora só voto nas putas… cansei de votar nos filhos delas’.

Do baú político

Costuma-se dizer que o sujeito pegou um cavalo selado para explicar a conquista de um cargo que não era esperado pelo dito cujo. Em 1994, o PT queria indicar para disputar o Senado o hoje ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, Carlos Brito, mas ele não aceitou. Sem outra opção, o partido mandou para o ‘sacrifício’ Zé Eduardo Dutra, que se elegeu juntamente com Antônio Carlos Valadares (PSB). Diferente do petista, o ex-deputado estadual Francisco Paixão viu o cavalo selado passar em sua porta duas vezes, mas em ambas terminou preterido na última hora. A primeira foi em 1995. Depois de lhe ter prometido indicar como candidato a vice, o então governador Celso de Carvalho voltou atrás na véspera da indicação. Sob o argumento que Paixão não tinha anel de doutor no dedo, o governador preferiu Manoel Cabral Machado. Em 1975, José Rollemberg Leite voltou a fazer a mesma promessa a Francisco Paixão, porém na última hora optou pelo engenheiro Antônio Ribeiro Soutelo.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários