Condutas que não podemos deixar de lado

0

É chato e inconveniente incomodar. Muitas pessoas se sensibilizam por que atrapalhou alguém, devido a alguns deslizes de comportamento que cometeu. Por isso, ficam atentas as normas básicas de etiqueta e de boas maneiras, a fim de ter conduta civilizada.

Agir de modo socialmente adequado, não é apenas um sinal de respeito aos outros, mas é um meio de facilitar a convivência com cooperação e entendimento entre as pessoas. Tudo isso reflete no relacionamento social, que fica mais cativo e prazeroso.

laughNão converse em voz alta. Pense que sua conversa só interessa a você e a seu interlocutor. As pessoas que estão ao seu redor não estão interessadas.

Diante de alguém que está recebendo uma chamada telefônica, você deve se afastar por um instante ou distrair-se com algo, para não dar a impressão que está bisbilhotando.

A pessoa que atende uma ligação, se estiver conversando com alguém, deve observar se não está sendo inconveniente em  dar atenção, primeiro ao telefonema.  Use o bom senso e atenda somente algumas ligações brevemente e não se esqueça de pedir licença à pessoa que está a sua frente para atender a ligação.

Quando estiver fazendo uma refeição deixe seus braços rentes ao corpo para não incomodar seus vizinhos de mesa. Quando partir um alimento não afaste o braço exageradamente. Os punhos podem ser apoiados sobre a mesa, mas os cotovelos não. Em jantares menos cerimoniosos pode haver momentos de descontração onde você poderá apoiar somente um cotovelo quando os pratos forem retirados. Não gesticule com os talheres na mão, pois parecem armas. Evite falar com a boca cheia para não cuspir o alimento e nem mostrar o bolo alimentar ao outro.  Depois da refeição vá ao banheiro par enxaguar a boca, pois fica inconveniente você limpar restos da comida com a língua nos dentes ou dar uma puxadinha no restinho de comida com estalinhos de língua. Palitos nem pensar. Use o fio dental no banheiro.

Quando estiver andando em ruas e calçadas, por mais pressa que tenha, evite os esbarrões e ande cuidadosamente. O canto da calçada, perto da parede, continua sendo onde as mulheres ficam.

Em restaurantes, seja discreto. Não chame o garçom com “Psiu”, batendo palmas, assoviando, batendo em copos com os talheres. Levante um pouco os braços e erga sua mão ou chame-o com um discreto balançar de cabeça quando ele estiver olhando para você.

No trânsito seja cordial. Dê passagem aos pedestres e aos motoristas quando não tiverem carros acelerados no fundo do seu. Ligue antecipadamente o botão sinalizador para deixar o carro parado. Ande com prudência e de acordo com as normas de trânsito. Lembre-se das setas de sinalização quando for dobrar a esquina. Tenha tolerância com os motociclistas, pois a maioria não respeita as regras de trânsito e se você der o mesmo tratamento recebido haverá ainda mais acidentes.

Seja sossegado em casa, pois muitos desejam sossego também. Não coloque o som alto, não jogue o seu lixo na porta do vizinho. Se morar em prédios, até o andar forte e com correrias atrapalham quem está no andar de baixo. Observe o horário para reformas e nunca pegue, nem que seja por um instante, a vaga de garagem do outro.

Em velatórios e funerais, coloque o seu celular em modo vibratório e fale baixo. Vejo muitas pessoas exaltadas conversando animadamente com amigos, relembrando os velhos tempos e se esquecendo de  que foi prestar solidariedade a Família enlutada. Essas pessoas conversadeiras ficam mais afastadas e mesmo assim é ouvido o barulho no recinto onde fica o ataúde.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários