Crime de Motinha

0

CRIME DE MOTINHA

Coragem e justiça: é o binômio ao qual se apegaram os promotores de justiça Deijaniro Jonas Filho e Rogério Ferreira da Silva para denunciar Edimacy Cruz Ubirajara e Sidney Albuquerque do Amaral, ambos pernambucanos, como acusados de terem assassinado João Vieira da Mota (Motinha) no banheiro do bar Paraty, localizado na praia do Robalo, no dia 9 de janeiro de 1999. Motinha, que era um conhecido agiota, estava numa mesa ao lado de sua mulher, Elaine Prado de Almeida Mota, e dos amigos Charles Alves de Oliveira Júnior, Patrícia Pinheiro Silva de Menezes e Fábio Pinheiro Silva de Menezes, todos incluídos no rol de pessoas a serem inquiridas pela Justiça. Também serão ouvidos o ex-delegado de polícia de Canindé do São Francisco, Álvaro Bento dos Santos, o ex-prefeito de Canindé do São Francisco, Genivaldo Galindo da Silva, e o ex-secretário municipal de Canindé do São Francisco, Genilson Galindo Chaves.

A denuncia foi feita na terça-feira passada e corajosamente acatada pela juíza da 5ª Vara Criminal, Iolanda Guimarães, que já marcou data para o interrogatório.

Os promotores relatam que em dado momento, quando estava ao lado dos amigos em uma mesa no bar Paraty, Motinha foi ao banheiro, local em que recebeu disparos de arma de fogo, tendo sido atingido em várias partes do corpo. Conduzido ao hospital São Lucas, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu, sendo levado ao IML. Na mesma tarde, por volta das 16 horas, foram presos em flagrantes, em frente ao IML, os dois acusados, que portavam ilegalmente armas de fogo. Detidos, justificaram que estavam fazendo a segurança particular de Floro Calheiros Barbosa. Edimacy e Sidney foram encaminhados à 12ª Delegacia Metropolitana (Plantonista) e foi lavrado o auto de prisão em flagrante, tendo o delegado Robson Souza Milet arbitrado fiança em valor equivalente a 233 reais para cada um deles. Estranhamente, o então delegado de Canindé do São Francisco, Álvaro Bento dos Santos, foi quem efetuou o pagamento para a liberdade dos presos.

No documento em que denunciam os dois acusados, os promotores fazem uma denuncia que merece atenção: “cumpre salientar que o curso das investigações sofreu interferência de toda ordem, seja pela liberação urgente dos denunciados, os quais foram presos em flagrante delito portando armas em frente ao local onde o corpo da vítima estava sendo necropsiado, seja pelo pagamento de suas fianças por um delegado de polícia que tinha estreitas ligações com os mesmos e com quem estes prestavam segurança, seja pelo desaparecimento de elementos de prova que apontariam os mandantes e executores do delito, seja pelo exercício do tráfico de influência, dentre outros, o que retarda, até o momento a deflagração da ação penal em relação a terceiros autores”.

Além dos obstáculos impostos por interesses desconhecidos – ou supostamente ignorados por certa conveniência – a vítima era agiota, agindo por sua própria iniciativa ou em nome de terceiros, como verdadeiro testa de ferro, quando emprestava elevadas somas, inclusive à figuras do mundo político de Sergipe, em especial da cidade de Canindé do São Francisco, local onde coincidentemente os acusados Edimacy Cruz Ubirajara e Sidney Albuquerque do Amaral, que vieram de Pernambuco, costumavam freqüentar e atuar como seguranças. Para fazer todo o levantamento, os promotores sofreram vários obstáculos, porque se pensava que o rumo desse crime, que mexeu com a sociedade, seria o arquivo. A denuncia feita terça-feira, depois de seis anos do assassinato, causa temor em setores que tinham certeza da impunidade.

O acusado Edimacy Cruz Ubirajara já está preso em Sergipe e a polícia já tem pistas seguras de onde se encontra Sidney Albuquerque do Amaral e devem prende-lo a qualquer momento. Há um temor de que os dois sejam assassinados, como queima de arquivo, apesar de todo cuidado dos órgãos de segurança de Sergipe.

 

 

ALBANO

Depois de três anos sem falar ao público sobre política, o ex-governador Albano Franco volta à televisão no programa do PSDB, que vai ao ar na segunda-feira.

Albano fala de suas posições políticas, sem tratar de candidatura a mandato político em 2006. De qualquer forma ele dá sinal de que não ficará ausente da disputa.

 

MODERADO

O programa do PSDB já está sendo produzido e, por decisão da cúpula, será moderado nas críticas ao governo. Mostrará seu programa.

Os novos tucanos, como o deputado Fabiano Oliveira, Luis Mittidieri e Laércio Oliveira, vão participar do programa e explicar porque escolheram o PSDB.

 

VALADARES

O senador Valadares (PSB) se destacou na luta para que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) desse oportunidade de defesa ampla ao senador Capiberibe (PSB-AP).

Eleito em 2002, Capeberibe foi cassado por determinação do STF, através do voto de minerva do presidente Nelson Jobim.

 

DEBATE

O senador Valadares acusou o presidente do Senado de estar cumprindo a decisão judicial porque ela beneficiava o PMDB, que passaria a ter um senador a mais em sua bancada.

Já Cristóvam Buarque (PDT-DF) criticou o presidente do STF, Nelson Jobim, acusando-o de participar de uma conspiração para favorecer o PMDB, partido ao qual já foi filiado.

 

MUDANÇAS

O governador João Alves Filho (PFL) fará uma mudança importante em sua estrutura política, para ampliar e por em prática sua estratégias.

A especulação ontem indicava que dois importantes nomes estavam bem cotados, mas amplos desautorizaram a divulgação dos seus nomes.

 

PRESSA

O Diretório do PFL em Capela fará convenção beste sábado, para escolher o possível candidato a prefeito daquela cidade no novo pleito que será realizado.

Um dos nomes mais cotados é o de Francisco Aguiar (Chico de Ari) que se saiu bem em uma pesquisa feita pelo partido.

 

DEFINIÇÃO

Ainda não foi votado, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o agravo impetrado pelo prefeito Sukita, de Capela, para que seja mantido no cargo.

A votação pode acontecer hoje à tarde.

Caso seja mantida a cassação de Sukita e seja autorizada nova eleição, o prefeito poderá disputar o mandato perdido.

 

MACHADO

O deputado federal José Carlos Machado (PFL) diz que o governo federal está perdido, porque quer fazer a revitalização do São Francisco com dinheiro dos estados.

Machado considera que isso não será possível, porque o estado como o Paraná, que produz energia, não vai querer pagar 10% do orçamento para revitalizar o São Francisco.

 

JUSTIÇA

Quanto as palavras do ministro Ciro Gomes de que faria a transposição das águas do São Francisco, o deputado José Carlos Machado disse: “neste país tem justiça”.

E acrescentou: “tem presidente da República e o bispo não fez acordo com Ciro Gomes, mas com o presidente Lula”.

 

ALMEIDA

As posições do senador José Almeida Lima (PMDB) estão sendo tomadas para mostrar que não tem mais vínculo político com o governador João Alves Filho.

Desde que se declarou disposto a disputar o governo do estado, o senador tem sido acusado de estar fazendo o jogo para a reeleição do governador.

 

TRABALHO

Dentro do PMDB – segundo informações de gabinetes – há um trabalho intenso para que o PSC apóie a candidatura de Antony Garotinho, pré-candidato a presidente pelo PMDB.

O PSC em Sergipe está se vinculando ao governador João Alves Filho e está fortalecido, mas em todo país e partido recebe ordens de Garotinho.

 

ELBER

O vereador Elber Filho (PDT) foi nomeado defensor público do estado do Maranhão e toma posse no cargo na próxima terça-feira.

No mesmo dia, Elber Filho entra em licença sem remuneração, para continuar com o seu mandato de vereador em Aracaju.

 

PROGRAMA

Elber Filho mantém o seu nome à disposição do PDT para ser o candidato a governador, porque defende candidatura própria.

Elber, inclusive, já está trabalhando um programa de governo, que estuda um projeto econômico para Sergipe e a criação da Universidade Estadual.

 

REUNIÃO

Numa reunião realizada pelo PDT, o pessoal chegou à conclusão que não dá para criar apenas um partido à mais. Quer uma legenda que discuta os problemas de Sergipe.

O deputado João Fontes (PDT) disse que não coloca sua reeleição como prioritária. Pode também ser candidato a governador ou ao Senado.

 

 

NOTAS

 

TRANSPOSIÇÃO-1

O presidente do Tribunal Federal da 5ª Região, desembargador Francisco Queiroz, suspendeu liminar da Justiça Federal em Sergipe, que impedia a obra de integração do rio São Francisco às bacias hidrográficas do Nordeste Setentrional. A liminar foi concedida em ação civil pública da OAB de Sergipe.

Segundo o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, que está à frente da transposição das águas do rio São Francisco, 18 liminares contra a execução do projeto federal já foram derrubadas pela Justiça.

TRANSPOSIÇÃO-2

O desembargador Francisco Queiroz explicou que se houver mais alguma ação contra o governo, nesse sentido, ela será encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF), “a quem compete julgar conflitos entre União, Estados e entidades da administração direta, conforme a constituição federal estabelece”.
O juiz federal Mário Jambo, da 3ª Vara de Sergipe, tinha estabelecido que a Agência Nacional de Águas (ANA) estava impedida de realizar licitação relativa ao projeto para exploração de recursos hídricos.

 

REFORMA

O professor de direito da Universidade Federal do Paraná, René Ariel Dott, acha que a simples revisão da Lei Eleitoral não atende a atual conjuntura política. Ele participou de audiência pública da comissão que discute a PEC que prorroga para 31 de dezembro o prazo para alteração na Lei Eleitoral.

Nas mudanças está a revisão da penas para crimes eleitorais. “A solução não é radicalizar, mas substituir penas de prisão por penas de restrição de direitos e de prestação de serviços gratuitos à Justiça Eleitoral”, disse.

 

É fogo

 

O radialista Carlos Magalhães é o mais novo cidadão de Maceió. Ele recebe o título em solenidade marcada para hoje. O autor é o vereador Marcelo Malta, do PCdoB.

 

A CCJ da Câmara cancelou a votação referente a PEC que concede recursos para revitalização do rio São Francisco.

 

Parlamentares dos estados contrários à transposição criticam declarações do ministro Ciro Gomes, de que executará o projeto acima de qualquer coisa.

 

O secretário Nilson Lima (PT) está animado com a aceitação do seu nome como pré-candidato a deputado federal.

 

Zezinho Guimarães (PSC) tem sido assediado por importantes lideranças políticas do interior. Ele é candidato a deputado federal.

 

Quem também está trabalhando firme para disputar uma vaga na Câmara Federal é o secretário da Justiça, Manoel Cacho.

 

O deputado estadual Ulices Andrade (PSDB) diz que é candidato à reeleição e não tem pretensões de disputar chapa majoritária.

 

Ulices Andrade admite, porém, que política é dinâmica e tudo pode acontecer. Sugere que ninguém diga que dessa água não beberei.

 

O ex-deputado Roberto Góes (PP) não pretende disputar as eleições de 2006. Ainda não definiu quem vai apoiar em 2006.

 

O Uno, carro mais barato da Fiat, pode sobreviver até 2014, previu o diretor-superintendente da montadora, Cledorvino Belini.

 

A companhia aérea Ocean Air entrou no jogo e já demonstrou interesse na compra da Varig. A empresa já demonstrou interesse em adquirir a falida Transbrasil.

 

“A auto-suficiência do petróleo deverá ser conseguida, segundo expectativas da Secretaria de Petróleo e Gás, já em 2006”, afirmou o ministro da Energia, Silas Rondeau.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais