Da força da Internet nas eleições

0

A cada eleição a Internet torna-se um instrumento forte e importante para os candidatos. Com a liberação da Internet nas campanhas eleitorais, são permitidas quase todas as formas de propaganda, principalmente por meios de blogs e as diversas redes sociais.

 

Desde 2006, com a hospedagem do blog na Infonet, este jornalista sabe da importância e da força da rede mundial de computadores. Os números de acesso a este blog são crescentes, e hoje, sem modéstia nenhuma, superam as expectativas e alguns incrédulos não acreditam. Mas os dados são do Google e mostram como um espaço feito de forma responsável e profissional pode se consolidar nesta área.

 

Nas eleições de 2008, Barack Obama, então candidato a presidente dos EUA, foi o político em todo mundo que soube usar como ninguém a rede mundial de computadores. Montou um grande esquema, não só de venda de produtos (lá pode), mas também de colaboradores através do twitter. Conseguiu transformar seus seguidores em verdadeiros voluntários de sua campanha eleitoral, multiplicando o número de internautas que “vestiram”, literalmente seu projeto político. Obama fez uma campanha paralela no mundo virtual.

 

Este ano, no Brasil, pela liberação da rede pela Justiça Eleitoral, já dá para notar que a importância será grande também. Além dos blogs especializados em política algumas redes sociais, a exemplo do twitter, que servem para manifestação do internauta do seu pensamento e informação rápida, os políticos mostram que usarão essas ferramentas como nunca. E a Internet tem outra função: como no Brasil já são cerca de 40 milhões de internautas a rede mundial serve como espaço alternativo para os candidatos de pequenos partidos que têm pouco tempo no horário eleitoral gratuito.

 

Os espaços abertos na Internet como blogs como este aqui onde o leitor é co-autor, e as redes sociais, serviram para deixar que o eleitor fosse mero coadjuvante, ou melhor, continuasse sendo oculto, e passasse a ser ativo na campanha eleitoral. Pela Internet o eleitor pode questionar, pedir explicações e cobrar dos seus candidatos. Ou seja, a Internet democratizou a discussão política que antes era uma porta fechada apenas no horário eleitoral, onde o eleitor não tinha como participar ativamente.

 

A velocidade da rede mundial dos computadores faz com que os políticos mais tradicionais tenham que se adequar a nova realidade urgentemente. É um espaço crescente onde a democracia e a informalidade são pontos positivos numa campanha eleitoral. Por isso alguns candidatos já estão montando suas equipes com especialistas no assunto. Quem sair do jogo fisiológico e tentar envolver o eleitor no jogo de idéias – em tese democrático – começa vencendo o jogo eleitoral. Com certeza.

 

Ah…ia esquecendo. Em Sergipe, entre os assíduos seguidores do governador Marcelo Déda está um que causa surpresa: um ex-adjunto de secretário de João Alves que hoje atua como motorista do Senado, mesmo morando em Aracaju. Ele é fã número um do governador no twitter, chama Déda de “o rei do twitter” e faz cálculos diários das participações do petista na rede social. Se a senadora descobre esse fanatismo vai perder o emprego…

 

Vaga no TCE

Os sindicatos que entraram com uma ação na justiça contra a indicação de um novo conselheiro do TCE, entraram ontem, 21, na Assembleia com uma petição cobrando da Mesa Diretora a votação do decreto legislativo de autoria da deputada Ana Lúcia que pretende anular a nomeação de Flávio Conceição para o TCE. Para Marcos Lima, do Sindat, somente assim pode-se surgir uma nova vaga no TCE.

 

Pesquisas e ouvidoria

Repercutiu muito o texto publicado ontem do pré-candidato ao Senado, Emanuel Cacho sobre pesquisas eleitorais e a decisão de levar uma denúncia a ouvidoria do TRE. Este espaço tem uma posição firmada sobre pesquisas e em Sergipe todo mundo se conhece e quem não tem conhecimento basta se informar dos bastidores. Tem muita gente que fala de credibilidade de boca para fora. E a maioria dos políticos sabe como funciona. 

 

Solidariedade a AL e PE

O governador Marcelo Déda ligou ontem para os governadores de Alagoas e Pernambuco, respectivamente Thetônio Vilela Filho e Eduardo Campos prestando solidariedade por conta das  fortes chuvas que deixaram centenas de desabrigados nos dois estados nordestinos. Déda se colocou à disposição para ajudar no que for possível.

 

Ajuda a Alagoas

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, agradeceu a ajuda, mas disse que no momento tudo estava sob controle. Já o de Alagoas pediu a ajuda do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil já que mais de mil pessoas estão desaparecidas no Estado e cerca de 100 mil estão desabrigadas. De imediato o governador determinou que o comando do CB de Sergipe e a Defesa Civil entrassem em contato com os gestores da área em Alagoas. O Corpo de Bombeiros de Sergipe tem vários profissionais com experiência em calamidade.

 

Convenção PMDB

Foi realizada ontem, dentro da normalidade a convenção do PMDB em Sergipe. O senador Almeida Lima foi inscrito entre os nomes que disputarão a Câmara dos Deputados. Ele ainda não decidiu, mas até o final de semana deve fechar questão. Depende das conversas e das garantias para a eleição, como o apoio em alguns municípios estratégicos.

 

Greve na DRT desde 6 de abril

Alguém tem que tomar providencias com relação a greve da DRT que estende-se desde o dia 6 de abril. Como se não bastasse a falta de estrutura do órgão e o péssimo atendimento quando do funcionamento normal, agora a DRT reduziu drasticamente a emissão de carteiras de trabalho e não está fazendo as homologações. Quem é o principal prejudicado? O trabalhador.

 

Sem sindicato, dificuldades aumentam

Quem não tem sindicato fica esperando sem saber quando irá receber suas indenizações e muitos que deram entrada na CTPS estão sem saber quando irão receber o documento, por vezes trabalhando sem registro. Isto ocorre em vários municípios.É preciso uma providencia urgente. E um detalhe: a maioria dos grevistas tem um salário bem maior do que a média nacional do serviço público. É fácil constatar.

 

Contas julgadas irregulares

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski, recebeu ontem, 21, a relação de gestores públicos, ocupantes de cargos ou funções, que tiveram suas contas julgadas irregulares do presidente do Tribunal de Contas (TCU), ministro Ubiratan Aguiar.De acordo com a Lei das Inelegibilidades (64/90), os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível do órgão competente, salvo se esta houver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário, para as eleições que se realizarem nos 8 (oito) anos seguintes, contados a partir da data da decisão, não pode se candidatar a cargo eletivo.

 

Sergipe tem nomes conhecidos

De acordo com a lista, em todo o país 7.854 contas foram julgadas irregulares de 4.922 gestores. Deste total, a maioria provém do Maranhão (728), seguido da Bahia (700), Distrito Federal (614) e Minas Gerais (575). Sergipe tem 179 nomes, entre eles alguns conhecidos como: Ananias Nascimento, ex-prefeito de Salgado com 10 processos; o ex-deputado Eduardo Marques; o atual prefeito de Poço Redondo, frei Enoque; o deputado federal Jeronimo Reis; o ex-prefeito de Aracaju, João Gama; o ex-prefeito de Propriá, Renato Brandão e o ex-prefeito de Lagarto, Cabo Zé.Toda a lista em PDF no site do TSE:

http://tse.jus.br/internet/contas_publicas/arquivo/tcu/contasJulgadasIrregulares.pd

 

Luto oficial: Governos estadual e municipal

Os governos estadual e municipal decretaram lutam oficial por três dias pelo falecimento do advogado, ex-deputado e ex-prefeito de Aracaju, Viana de Assis. Viana de Assis foi um político sem vaidade e teve seu papel no fortalecimento da democracia em Sergipe. Homem de convicção política forte, foi perseguido e sempre esteve à frente do seu tempo. Quando estudante secundarista participou ativamente no movimento ao lado de um tio deste jornalista, o escritor e jornalista Hélio Nunes, falecido prematuramente. Viana deixa um legado de correção e seriedade não só para seus familiares, mas para todos os sergipanos.

 

Sobre punições na PM I

Nada como um dia após o outro para a pessoa amadurecer. Pelo menos deve ser o que aconteceu com o sargento Vieira, que em fevereiro de 2008, quando o comandante era o coronel Perícles (BGO 28, de 15/02/2008), o cabo Geraldo Filho foi punido com a detenção de dois dias por ter denegrido a imagem do sargento Vieira em entrevista ao programa “Jornal da Ilha”, como também discutidos “assuntos relativos acerca da PM, sem autorização de quem de direito”.

 

Sobre punições na PM II

O mais interessante é que o sargento Vieira que tenta passar uma imagem de perseguição hoje, foi o responsável pela detenção do colega.  Diante desses fatos pode-se concluir que o apregoado por Vieira (de perseguição) são argumentos bastante frágeis, já que se trata de algo que se refere exclusivamente às regras internas da corporação. Será que se não fosse ano eleitoral a repercussão seria desta forma?

 

Investimento de 230 milhões

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, e o governador de Sergipe, Marcelo Déda, anunciam hoje, 22, investimento de R$ 230 milhões para obras de restauração, reforma e infraestrutura pelo programa PAC Cidades Históricas.Juca Ferreira anuncia também investimento de R$ 3,9 milhões para apoiar ações desenvolvidas pela sociedade e melhorar as condições de funcionamento de equipamentos culturais do estado, por meio do Programa Mais Cultura.

 

Modernização de 16 bibliotecas

Desse total, R$ 880 mil serão aplicados para a modernização de 16 bibliotecas públicas municipais. Cada biblioteca receberá R$ 55 mil para a compra de acervo, mobiliários, equipamentos e telecentro digital (com 11 computadores conectados à internet). O evento acontece na Praça São Francisco, no município de São Cristóvão, às 17h. Participam ainda da solenidade a secretária de Articulação Institucional do Ministério da Cultura, Silvana Meireles, o Presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Luiz Fernando de Almeida, a secretária estadual de Cultura, Eloísa Galdino, dentre outras autoridades.

 

Prefeito antecipa salários de junho

Para que os servidores aproveitarem melhor o Forró Caju, festa que já tem lugar especial no calendário de eventos juninos do Brasil, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, decidiu antecipar o pagamento dos salários do mês de junho para esta quarta, dia 23, véspera de São João. De acordo com o prefeito, a medida, que já vem sendo adotada há alguns anos sempre próximo a datas importantes, faz parte da política de estímulo e valorização dos servidores municipais, para que eles trabalhem com mais satisfação e também prestigiem a cultura local.

 

Injeção de R$ 25 milhões

Segundo o prefeito, a antecipação do pagamento deverá ajudar a movimentar ainda mais a economia local neste período, que se já aquece com o Forró Caju. “Ao todo, o pagamento da folha vai totalizar uma injeção de R$ 25 milhões na economia aracajuana”, informa Edvaldo. Com a antecipação dos salários, os servidores deverão aproveitar melhor o Forró Caju e também todo o clima de euforia que envolve a Copa do Mundo. A festa será ainda maior porque o prefeito Edvaldo Nogueira decretou ponto facultativo nas repartições municipais na sexta-feira, dia 25, dia em que o Brasil enfrenta Portugal às 11 horas.Lembrando que dia 24, véspera do jogo e dia de São João, é feriado municipal, conforme a lei nº 3.805 sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira em dezembro do ano passado.

 

DO LEITOR

 

Cadeiras de rodas distribuídas pela Sec.Saúde

Do leitor Antônio Demétrio: “Estou com minha esposa em casa acamada, que necessita urgentemente de uma cadeira de rodas. Meus familiares entraram com o pedido através do CASE, onde preencheram um requerimento solicitando uma cadeira de rodas e outra de banho. De imediato entregaram a cadeira de banho, mas a cadeira de rodas normal até o momento não foi entregue. Já fazem 3 meses de espera. Gostaria de saber do CASE, e da Secretaria da Saúde quanto tempo mais vai durar essa espera? Imagine só, a pessoa acamada esperando por uma cadeira de rodas. Todas as vezes que ligamos para o setor de orteses e proteses, somos informados que a cadeira está chegando. Mas chegando de onde? de que país? de que planeta? Acho um absurdo, um idoso ser tratado desta forma. Cadê o respeito ao estatuto? Para festas e fanfarras existe dinheiro à vontade, mas para uma simples cadeira de rodas não existe previsão alguma. Espero que meu relato chegue  ao conhecimento de quem tome uma decisão sobre o assunto. Ou será que vou ter que ver minha esposa deitada por mais 3 meses aguardando a “tão esperada cadeira de rodas”.

 

Poço Verde pede explicações e solução

Do leitor Messias Gonçalves: “Neste ultimo final de semana, fui à cidade de Poço Verde, rever amigos e familiares da minha esposa.  A prefeitura daquela cidade estava promovendo o já consagrado  “São João da Tradição”, onde foi um grande sucesso mais uma vez. Sergipanos, baianos e pessoas de vários outros estados certamente se faziam presentes.  Acontece que em menos de dois meses, essa foi à segunda vez que estive lá. E está acontecendo algo de estranho em determinados bairros daquela cidade.  Há uma infestação fora do normal de muriçocas e pernilongos. O interessante é que não é somente pela noite que somos incomodados. É pela manhã, tarde e noite. Aqui nós estamos acostumados a ter esse problema a partir das 17h30minutos. Gostaria de alertar os estudiosos e os órgãos responsáveis para solucionarem esse problema, que considero de saúde pública.  Segundo informações de familiares, o carro fumacê está passando pelo menos uma vez por semana. Pela grande quantidade dos insetos, talvez fosse preciso pelo menos duas vezes ao dia. E olhe que na região próxima a subestação, antigo terminal rodoviário, não existe esgotos ou poças de água paradas que pudesse justificar esse problema. Voltarei no próximo mês de julho e espero que já tenham encontrado uma solução”.

 

Sobre a resposta ao Clemisson Pimentel dos Santos

Do leitor Andrei Rodrigues A. Silva, estudante de engenharia elétrica pela UFS e corretor estagiário em formação pela Interface cursos e consultorias: Sobre a resposta dada ao questionamento  do senhor Clemilsson se Aracaju realmente é a cidade da qualidade de vida, e que o senhor discordou quase por completo, fica claro e evidente que a única visão equivocada de Aracaju é a do senhor, que acredita realmente que a cidade é um paraíso, sendo por essa razão, o pensamento que várias pessoas tem idêntico ao do senhor, que Aracaju está se tornando deste jeito, esse conformismo exacerbado que a cidade é boa comparada aos outros GRANDES centros urbanos. A questão é simples, como meu amigo, que pode não ter identificado o seu grau de instrução, mas teve uma visão, felizmente, muito mais ampla da situação, que a visão que o senhor expôs, e que pode também ser resumida na seguinte frase: Aracaju é uma cidade pequena demais para a quantidade de problemas e também pela velocidade que eles crescem”. 

 

Comentando Claudomir Tavares, do PV de Pirambu

Do leitor Edson Júnior: “Caro Cláudio Nunes, o comentário de Claudomir Tavares, presidente municipal do PV de Pirambu “Anderson Góes, uma verdade inconveniente”, de ontem, 21/06, expôs, definitivamente, o vazio político em que se encontra o ex-governador João Alves Filho. Façamos apenas uma breve retrospectiva: 1) Anderson Góes foi candidato a prefeito em Aracaju, em 2008, pelo PCB, tendo como vice Minho San Liver. Essa chapa teve 5,46% dos votos válidos, ou 14.886 votos e ficou na 4ª posição, numa eleição que teve 356.796 eleitores. Não é possível estratificar corretamente esses 5,46% de votos, mas é correto afirmar que esse eleitorado foi composto por: parte de Minho San, parte da militância histórica do PCB, parte de Anderson Góes, e uma parcela de votos de protesto. Numa média aritmética simples, teríamos 1,36% para cada parte; 2) Com essa performance, Anderson Góes se desfiliou do PCBão e foi para o PV como o nome que tiraria o partido da escravidão. Só que sua filiação não foi tão bem recebida e ficou em litígio, com acusações para todos os lados entre Anderson e a direção do partido, estendendo-se para os programas radiofônicos. Ficou anunciado que Anderson Góes iria para o PP. Nesse meio tempo, o PV já estava com chapa constituída para governo, senado e presidência da república; 3) Com a formação da chapa majoritária governista a oposição colapsou e partiu pra cima de Nilson Lima e Anderson Góes. O PPS, de Nilson, decidiu que manteria seu curso normal e disputaria as eleições com seus próprios nomes encabeçando a chapa. Só restou Anderson Góes, com quem o ex-governador João Alves tem mantido conversações, isoladas dos demais integrantes do PV;4) Há declarações de integrantes do PV que essa coalizão não sai e que o partido seguirá o mesmo rumo do PPS, manterá seu projeto de disputa e sairá com Reynaldo Nunes ao governo, Claudomir seu vice e para senado o ator Antônio Leite e o advogado Evaldo Campos, ambos com recalls eleitorais importantes e que, portanto, jamais poderiam ficar do lado de fora da conversa. A pergunta que não quer calar é: Quem vai discutir a política de aliança do PV? Anderson Góes, já apalavrado com Venâncio Fonseca para ingressar no PP e cuja filiação ao PV não se sabe se já foi desembaraçada, ou o conjunto da direção do PV? De qualquer sorte, Cláudio, das duas, uma: o máximo que João Alves pode conseguir é uma pequena parte do PV, ou não conseguir nada. Aí, sem PPS e sem PV, restam PP, um átomo do PSDB e alguns nanicos. Quais são os candidatos à assembléia, pela oposição???? E os federais???? O barco tá cheio de furos e não tem nem bote, nem colete. Quem souber nadar é bom começar a dar suas braçadas solitárias e fugir dos abraços de afogados”.

 

Resposta da Unimed a matéria publicada por Cássia Santana

No último sábado este espaço publicou parte de uma matéria de Cássia Santana no Jornal do Dia, sobre problemas ocorridos na Unime/SE. Hoje publica os esclarecimentos da direção que foram enviados a jornalista:

Em relação aos fatos narrados em matérias de vossa autoria veiculadas no Jornal do Dia nos dias 17 e 18 últimos, sob o título “Hospitais privados desrespeitam doentes” e “Planos de Saúde caros e precários” vimos a esclarecer os fatos no que concerne à citação do Hospital Unimed no episódio narrado sobre o atendimento do filho da sua colega Sra. Ellen Ferreira, o jovem A.V.F.L. no último dia 12.

1 )Por volta das 14 horas, um automóvel estacionou na rampa da urgência e uma senhora, que acreditamos que seja a Sra. Ellen, se dirigiu à recepção do Pronto Atendimento do Hospital Unimed perguntando se havia cirurgião no plantão. Ao ser respondido que não existia esta especialidade em regime de plantão, no intuito de bem servir, o recepcionista questionou-lhe sobre o convênio apenas no intuito de orientar-lhe em que hospitais ela poderia buscar atendimento nesta especialidade por disporem de contrato com a Unimed para este tipo de atendimento. Não houve omissão de socorro porque sequer foi solicitado atendimento a qualquer paciente já que apenas houve uma resposta ao questionamento formulado.

2) Conforme citou em seu relato de ocorrência encaminhado à Coordenação de Comunicação da Unimed no último dia 16 de junho, o circuito interno de televisão não registrou a presença do paciente acidentado nas dependências do Hospital. Acreditamos que tenha aguardado no veículo junto com Vossa Senhoria que o conduzia enquanto a Sra. Ellen desceu para perguntar se havia cirurgião no plantão.

3) O Pronto Atendimento do Hospital Unimed possui registro junto ao Conselho Regional de Medicina para atuação nas áreas de ortopedia e mais recentemente de pediatra, havendo médicos destas especialidades em escala de plantão contínuo durante 24 horas. Outras especialidades jamais foram divulgadas como integrantes do escopo dos serviços oferecidos no Pronto Atendimento. Para as demais especialidades a Unimed mantém contrato com serviços de Pronto Socorro credenciados.

4) A própria Sra. Ellen relata que seu filho já fora bem atendido no Hospital Unimed, o que corrobora com o padrão de atendimento que temos por rotina prestar aos nossos clientes.

5) Mesmo diante de situação que não faça parte do escopo de especialidades do Pronto Atendimento, quando um paciente chega ao serviço em situação de urgência e emergência, os médicos prestam o primeiro atendimento até que o paciente seja transferido com segurança a um serviço que preste o atendimento especializado para o caso.

6) Na situação referida sequer o paciente saiu do veículo para que viesse a ser examinado. Após a informação ante ao questionamento se havia cirurgião, a Sra. Ellen retornou ao seu veículo e Vossa Senhoria deixou as dependências do Hospital junto com o acidentado e a sua genitora.

7) Entendemos que um ferimento com sangramento tal como citado ocorrido em um filho deixa qualquer mãe atordoada, mas isso não deve servir de motivo para reiteradas matérias imputando omissão de socorro sem que se comprove tal evidência de maneira efetiva. O curto tempo entre a pergunta da mãe se havia cirurgião e seu retorno ao veículo conduzido por Vossa Senhoria deixando imediatamente o local foi insuficiente para que qualquer médico ao menos tomasse conhecimento do fato que havia ocorrido.

8) Também é prematura a informação de que a direção do Hospital sonegou qualquer explicação sob alegação de que foi procurada para tal. Na única vez em que fomos procurados, inclusive por Vossa Senhoria, para nos pronunciarmos em ocasião recente sobre questões relativas ao atendimento pediátrico, respondemos todas as indagações encaminhadas por e-mail de forma detalhada e escrita e de fato foram publicadas na íntegra, mas ao que parece, inclusive, foram insuficientemente esclarecedores porque em matérias posteriores sobre este assunto voltou a ser tratado com o mesmo teor que antes das informações passadas, inclusive distorcendo a realidade ao continuar informando que os pediatras não estavam atendendo regularmente no Hospital.

Coloco-me mais uma vez à disposição de Vossa Senhoria sempre que desejar informações relativas ao nosso atendimento, metodologia de trabalho ou dúvidas que pairem sob a conduta ética e transparente que adotamos por princípio, embora reconheçamos que pela natureza da atividade não estaremos imunes a falhas, motivo pelo qual sugestões e críticas fundamentadas serão sempre acolhidas com serenidade e serão bem vindas para melhoria dos nossos processos.

Por último, convido-lhe a visitar nossas instalações para que possa prestar-lhe maiores esclarecimentos e conhecer nosso trabalho ao tempo que estamos à disposição da Sra. Ellen para prestar-lhe todas as informações complementares necessárias de modo a restabelecer a imagem que a mesma nutre pelo Hospital em razão do bom atendimento prestado ao seu filho quando efetivamente foi acolhido em nosso Hospital. Atenciosamente, Dr. Alvimar Rodrigues de Moura, Superintendente.      

 

Participe ou indique este blog para um amigo:

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“A Internet está se tornando a praça pública para a aldeia global de amanhã”.Bill Gates.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários