De olho na reeleição

0

Não esperem mudanças no governo até o final de janeiro. O alerta é do próprio governador Jackson Barreto (PMDB). Ele pretende ouvir os aliados antes de mexer no secretariado indicado por Marcelo Deda (PT). Ao tomar posse ontem para um mandato de pouco mais de um ano, o peemedebista prometeu dar continuidade ao trabalho em favor dos pobres desenvolvido por seu antecessor, mas deixou claro que imprimirá seu estilo de governar. É natural! Pré-candidato à reeleição, Jackson vai cobrar muita agilidade dos auxiliares, pois precisa concluir as obras deixadas por Marcelo Déda, e iniciar uma série de outras, principalmente as financiadas com os quase R$ 500 milhões do Proinveste. Político experiente, ele sabe que quanto maior for o canteiro de obras instalado em Sergipe, maiores serão suas chances de se reeleger em outubro de 2014.

Copa em debate

Quem estará em Aracaju na próxima sexta-feira será o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PC do B). Vem participar da reunião da Comissão dos Esportes da Câmara Federal que discutirá a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Também já confirmaram presenças no evento os parlamentares integrantes da Comissão, que é presidida pelo deputado federal Valadares Filho (PSB). A reunião acontecerá as 9h no Mercure Hotel.

Em Brasília

Já efetivado como governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB) viajou hoje à Brasília onde tem audiências marcadas nos Ministérios da Integração Nacional, Saúde, Fazenda e Educação. Neste último, o peemedebista tratará sobre a implantação no semiárido do campus da Universidade Federal de Sergipe. Viajaram com Jackson os secretários Elber Batalha (Turismo), Zezinho Sobral (Agricultura), Joélia Santos (Saúde) e o presidente da Deso, Sérgio Ferrari.

Concurso na PM

A edição desta quarta-feira do Diário Oficial do Estado traz o extrato da contratação da Fundação Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) visando organizar e realizar o concurso público para soldado da Polícia Militar. O contrato foi firmado pela Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão. Segundo já declarou o governador Jackson Barreto (PMDB), a ideia é abrir vagas para 500 ou 600 novos militares.

Substituto

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Reinaldo Moura, participou ontem de sua última sessão plenária daquela corte de contas. Com 70 anos completados nesta quarta-feira, ele solicitou aposentadoria compulsória do TCE e agora vai construir sua candidatura a deputado estadual. Enquanto a Assembleia não escolhe o novo conselheiro, Reinaldo será substituído interinamente pelo auditor mais antigo do Tribunal, Francisco Evanildo de Carvalho.

Há vagas

As Farmácias do Walmart em Sergipe estão com seleção abertas para farmacêuticos. Até o final deste mês, os interessados nas 10 vagas abertas pela rede em Sergipe podem enviar currículo para o endereço eletrônico recrutamento@wmsul.com.br. É necessário apresentar o diploma de farmacêutico e o registro no Conselho Regional de Farmácia. Não é exigido experiência.

Cara quebrada

E quem quebrou literalmente a cara foi o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM). Após participar de um evento na Alemanha, o demista deu uma esticadinha a Paris para fazer compras. Quando transitava pela cidade luz com as mãos cheias de pacotes, caiu num buraco e bateu com a cara no asfalto, machucando o nariz e quebrando um dente. João Alves recupera-se bem do tropeção, mas retornou à terrinha com as marcas da má conservação das ruas parisienses, bem diferentes dos tapetes que são as vias públicas de Aracaju.

Banco dos réus

E quem será julgado hoje pela Justiça Militar é o sargento Jorge Vieira, presidente da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase). Ele é acusado de ter feito duras críticas ao comando do Corpo de Bombeiros Militar durante entrevista concedida ao site Faxaju. Confiante, Vieira acredita que será absolvido, a exemplo do que já aconteceu das vezes anteriores em que sentou no banco dos réus.

Sugestão petista

O vereador Emmanuel Nascimento (PT) apresentou projeto propondo à Prefeitura de Aracaju que coloque o nome do falecido governador Marcelo Déda (PT) na futura avenida Perimetral Oeste. O petista garante que sua proposta tem o apoio de todos os demais vereadores. Nascimento concorda com a Cúria Metropolitana de Aracaju, que é contra tirar o nome do aeroporto Santa Maria para homenagear Marcelo Déda.

Do baú político

Muitos desportistas ficaram surpresos o ano passado quando os campos do Confiança o do Clube Sportivo Sergipe quase foram a leilão para pagamento de dívidas. Talvez eles não saibam que no final da década de 40 o nosso futebol, ainda amador, passou por crise bem pior. É que o único estádio existente em Aracaju, ali onde hoje está o Colégio Atheneu Sergipense, pertencia ao Sergipe e ao Cotinguiba. Houve uma briga entre as duas diretorias, tendo a cotinguibense proibido qualquer jogo na parte do campo que lhe pertencia. Sem lugar para os times jogarem, o campeonato foi suspenso. O então secretário da Segurança Pública e dirigente do Olímpico, Djenal Queiroz, encontrou uma solução para o impasse. Falou com o governador José Rollemberg Leite e este autorizou a construção de um novo espaço para a prática do futebol, desde que o governo não gastasse um centavo sequer com a obra. Djenal, então, resolveu usar como mão-de-obra os presos para construir o Estádio de Aracaju, que funcionou até o final da década de 60, quando o governador Lourival Baptista edificou no mesmo local o nosso Batistão.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários