Debates acalorados

0

As eleições municipais deste ano vão elevar o tom dos debates na Assembléia e nas câmaras de vereadores. É que os parlamentares usam a tribuna para fustigar os adversários e defender as propostas de seus candidatos a prefeito. A presidente do Legislativo estadual, deputada Angélica Guimarães (PSC), admite que os confrontos verbais entre oposição e situação serão mais intensos devido à campanha eleitoral. Ela ressalta, no entanto, que os colegas saberão respeitar o regimento interno da Casa. Nas câmaras, o enfrentamento será mais quente, pois a grande maioria dos vereadores vai disputar a reeleição e usará a tribuna como instrumento para propagar suas idéias e, naturalmente, desqualificar os argumentos dos adversários. Portanto, este será um ano de muito barulho nos legislativos.

Não chegou

A Mesa Diretora da Assembléia ainda não recebeu o oficio do Tribunal de Contas do Estado informando sobre o surgimento de uma vaga para conselheiro com a aposentadoria de Izabel Nabuco. O documento já foi assinado pelo presidente do TCE, Carlos Alberto Sobral, mas, sabe-se lá por qual motivo, ainda não foi protocolado na Assembléia. Só após a leitura do ofício é que o líder do governo, deputado Francisco Gualberto (PT), indicará oficialmente o nome de Belivaldo Chagas para substituir Nabuco.

Rega bofe

Os deputados estaduais governistas jantaram ontem com o governador Marcelo Déda (PT) no Palácio de Veraneio. O petista aproveitou para desejar aos parlamentares um bom ano legislativo e agradecer o apoio que tem recebido na Assembléia. Um deputado presente ao jantar garantiu que não se tratou sobre a possível antecipação por um ano da reeleição da Mesa Diretora do Legislativo.

Última mensagem

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B) leu ontem na Câmara de Vereadores sua última mensagem ao Parlamento na condição de chefe do Executivo. Em fevereiro de 2013, essa tarefa será desempenhada pelo sucessor de Edvaldo. Ele informou aos vereadores que a Prefeitura vai investir R$ 300 milhões em obras e projetos, “um feito inédito na história da nossa cidade”, discursou.

Casa velha

E quem não perde uma só oportunidade para criticar o governo é o deputado estadual Venâncio Fonseca (PP). Segundo ele, a administração está parada. “Este governo já acabou”, afirma. Fonseca revela, ainda, que não adianta o governador Marcelo Déda (PT) promover mudanças no secretariado, pois a situação continuará a mesma. “Neste caso, trocar um secretário por outro é o mesmo que reformar casa velha”, fustigou.

Coçando a mão

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) não economiza nos adjetivos quando se refere à oposição. Referindo-se as eleições deste ano para prefeito de Aracaju, o petista disse que “agora que a casa está organizada, tem político coçando a mão para abrir os cofres da prefeitura da capital”. De acordo com ele, os aracajuanos não vão querer voltar ao passado, quando Aracaju era administrada sem qualquer planejamento.

Indignado

O assassinato do motorista Leidson Reis por seguranças do Shopping Jardins deixou o governador Marcelo Déda (PT) indignado. Segundo ele, no que competir ao Estado o crime não ficará impune. “Trata-se de um fato extremamente preocupante para toda a sociedade sergipana, além de caracterizar uma agressão sem par, inominável, porque produziu a morte de um ser humano", afirmou.

Presidente

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram ontem que a troca na presidência da Corte será no dia 19 de abril. O comando do Judiciário nacional passará para o ministro Carlos Ayres Britto, que assume no lugar de Cezar Peluso. Apesar de o mandato de presidente do STF durar dois anos, Britto ficará no posto apenas até novembro, quando se aposenta compulsoriamente por completar 70 anos de idade. Em seguida, assume o ministro Joaquim Barbosa.

Volta Motinha!

O Club Sportivo Sergipe perdeu novamente ontem. Com a derrota por 3 a 1 para o Olímpio de Itabaininha, o chamado “Mais Querido” passou a somar 16 pontos perdidos dos 18 que disputou pelo Campeonato Sergipano. A crise no Sergipe é tão feia que já tem torcedores pedindo a volta do ex-presidente Motinha. Com ele o time não conseguia ser campeão, mas pelo menos não andava por aí segurando a “lanterna e correndo o risco de ser rebaixado para a 2ª divisão.

Do baú político

O poeta e jornalista Amaral Cavalcante descreve com graça a ação de um malandro que, nos idos de 70, desembarcou em Aracaju e enganou todo mundo. Segundo Amaral, “foi aqui na praia de Atalaia que um grande estelionatário armou, para desgosto das autoridades provincianas, o golpe da “Ova de Camarão” e com ele ridicularizou os nossos brios de cidade moderna, no afã do desenvolvimento industrial. Naquele tempo, quem cuidava disso por aqui era o Conselho de Desenvolvimento de Sergipe (Condese), criado pelo professor Aloísio de Campos, economista, planejador emérito e grande figura. O galego de fala enrolada convenceu os técnicos de que em nossas praias se desperdiçava a riqueza industrializável da ova de camarão e, para melhor convencimento, levou-os a mastigar a areia da Atalaia: “Isto é ouro puro, sinta o gosto! Vamos exportar para o mundo”. Foi-se para as Bahamas com um saco de dinheiro emprestado pelo Banese a perder de vista, e babau”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais