Déda e a imprensa

0

O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), almoçou, ontem, com jornalistas, em um conhecido e popular restaurante da orlinha do bairro Industrial. Além do encontro que anualmente promove com a imprensa, Marcelo Déda fez um balanço dos seus três anos de administração, mostrando tudo o que foi construído por seu Governo, em Aracaju, inclusive o local onde estava almoçando. Evidente que isso foi apenas uma exposição natural para os repórteres, porque o principal seria as perguntas sobre a sucessão municipal, principalmente sobre sua candidatura à reeleição ou sua indicação para ocupar um Ministério em Brasília, como há algum tempo se vem falando, inclusive nos bastidores do próprio Palácio do Planalto. Marcelo Déda deixou bem claro que só pretende falar sobre política depois do carnaval. Há um detalhe: todos os anos o prefeito viaja – em janeiro – e passa de 10 a 15 dias esfriando a cabeça. Quando retornar ao dia-a-dia de Sergipe é que vai iniciar a sua atuação para a disputa da sucessão municipal. Não tratará apenas de Aracaju, mas de outros municípios importantes. O prefeito lembra que o Partido dos Trabalhadores agora não se preocupa apenas com a soma de pequenos projetos municipais e estaduais: “temos um projeto nacional, que, evidentemente, vislumbra 2006”. Isso dá a entende que o bloco de oposição no Estado não pode se ater apenas aos problemas políticos da Capital, “mas passa a se preocupar com o todo”. Uma das coisas que o prefeito Marcelo Déda mais se preocupou, ontem, foi mostrar que em 2003 cumpriu exatamente todo o organograma traçado pela administração, se transportando exclusivamente para a consolidação das obras, sem se envolver com os problemas da política e com a sucessão estadual. Sobre ocupar uma cadeira no Ministério do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Déda lembrou que desde quando o presidente Lula tomou posse que se fala nisso, mas ele sempre procurou priorizar a Prefeitura, para a qual foi eleito, por uma significativa vontade do povo. Mas deu uma brecha: “quem está na política, às vezes não é dono de sua vontade e tem que estar disposto a contribuir com o projeto de Governo como um todo”. Sinalizou firme, mas não deixou margem para que se afirme uma tendência para que não dispute a reeleição e siga para uma missão difícil de ajudar a fortalecer o Planalto. Um observador político disse, ontem, que essa questão de tentar a reeleição ou ser ministro é uma estratégia de marketing político. Acha que Marcelo Déda é quem vai definir se é melhor tentar chegar ao Governo do Estado, em 2006, a partir da Prefeitura de Aracaju ou de um Ministério. A mesma fonte não tem dúvida que o prefeito Marcelo Déda “não está assim com os homens em Brasília. Ele é um dos homens que decide no Planalto”. E isso é indiscutível. Quanto à formação da chapa majoritária de Aracaju para o próximo ano, Marcelo Déda acrescenta que qualquer solução tem que passar diretamente pelos aliados políticos: “ser puro sangue ou não, é uma questão que só o pessoal deve avaliar essa importância”. De qualquer forma, a meta de Marcelo Déda é se fortalecer em todo o Estado, porque para ele é importante se fixar bem no interior, principalmente no sertão, onde João Alves Filho, seu principal adversário, tem uma votação expressiva. POUPADO Alguns petistas insistem que o prefeito Marcelo Déda deve ser poupado de uma disputar eleitoral para a reeleição, já que tem chances de ser ministro. Um nome que começa a surgir, nos bastidores petistas, para disputar a Prefeitura é o de Silvio Santos, que hoje está na assessoria do presidente no Planalto. CITADO O prefeito Marcelo Déda é um dos nomes citados para assumir uma vaga no Ministério do presidente Lula, que fará uma reforma administrativa depois do Carnaval. Marcelo Déda pode ocupar o Ministério das Cidades, que atua em todo o país e pode lhe dar mais força para disputar o Governo em 2006. EDUARDO A possibilidade do presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra (PT), disputar a Prefeitura de Aracaju é muito remota, em função do cargo que ocupa. Ele terá uma participação direta na escolha, mas não vai trocar a presidência da estatal para ficar em Aracaju, a não ser que o presidente Lula o afaste da Petrobrás. GAMA O ex-prefeito João Augusto Gama (PTB) declarou ontem que não será candidato nas próximas eleições. Acha que já passou o seu tempo. Acrescenta que não tem o menor interesse em disputar a vaga de vice-prefeito, porque acha que isso é uma discussão entre partidos. REVOLUÇÃO Augusto Gama diz que o Governo do presidente Lula é uma revolução na política brasileira, já que se trata de um operário no Poder. Acrescenta que “nós não temos um general, um bacharel um homem da cúpula elitista no poder. Temos um operário e isso é um avanço muito grande”. ALMEIDA Adversário do senador Almeida Lima, o ex-prefeito João Gama disse que as denuncias contra o prefeito Marcelo Déda não surtiram o menor efeito. Insiste que “Almeida para denunciar alguém, precisa primeiro justificar como adquiriu a radio Liberdade AM”. D.MARIA Um renomado jurista de Sergipe, pessoalmente entende que a senadora Maria do Carmo Alves não pode ser candidata à Prefeitura de Aracaju. Entretanto, pelo fato dela ser senadora isso pode facilitar uma decisão da Justiça Eleitoral. Como também existem precedentes, a jurisprudência está criada. BELLINE O delegado da Polícia Federal Augusto Belline, preso na operação Anaconda em São Paulo, foi coordenador policial em Sergipe por alguns anos. Depois esteve servindo à Polícia Federal em Pernambuco, assumiu a Secretaria de Segurança do Espírito Santo e retorno à PF em São Paulo, onde foi preso. SEGURANÇA Um Santana branco, com dois agentes policiais e um soldado, está dando segurança à família do foragido Antônio Francisco. Os familiares do ex-deputado tiveram a casa invadida por estranhos, quando a Secretaria de Segurança resolveu colocar a cabeça do foragido a prêmio. RECOLHE-SE Uma influente fonte da Polícia Federal disse, ontem, que, com o fim da força tarefa, a entidade vai se recolher nas buscas aos foragidos pelo assassinato de Joaldo Barbosa. A fonte acrescentou que, a partir de agora, cabe exclusivamente à Polícia Civil a estratégia e prisão dos foragidos, em cumprimento ao mandado judicial. GLÓRIA No município de Nossa Senhora da Glória existem dois prefeitos: Sérgio Oliveira, de direito, e Anselmo Correia de fato. Serginho já passou o carro oficial de prefeito a Anselmo, demitiu todos os secretários e já está com o decreto de posse de Anselmo para assumir a Prefeitura dia primeiro de janeiro. CARGO Durante a conversa que teve com o governador João Alves Filho, Sergio Oliveira pediu um cargo no Estado, que auxiliasse Anselmo em Nossa Senhora da Glória. Ao deixar a Prefeitura vai Sergio vai ficar na Secretaria de Articulação com os Municípios. Se até abril o cargo não sair, ele será candidato a vereador em Glória e deve apoiar a oposição. NÃO ENTENDE Até o momento as lideranças de Nossa Senhora da Glória não entenderam o gesto do prefeito Sergio Oliveira e não sabem porque ele não trouxe Anselmo para o PMDB. O governador João Alves Filho teve longa conversa com Sérgio, mas não o convenceu a mudar de idéia. João chegou a confidenciar: “acho que desaprendir a fazer política…” Notas PONTE O governador João Alves Filho (PFL) quebrou, ontem, o ponto facultativo e lançou, às 15 horas, no Palácio dos Despachos, o edital de licitação para construção da ponte que liga Aracaju à Barra dos Coqueiros. São 1.350 metros de extensão, com duas pistas de rolamento para dois veículos de cada lado. O palácio esteve movimentado, com a participação de auxiliares, lideranças políticas e empresariais. O governador João Alves Filho viaja hoje à Europa para descanso de alguns dias e contato com o Fida. Retorna dia 16 de janeiro. PARQUÍMETROS Contrariando a opinião da maioria dos lojistas, inclusive do presidente da Câmara de Diretores Lojistas, Gilson Figueiredo, o ex-prefeito João Augusto Gama (PTB) disse que tem ouvido, dos comerciantes, que a instalação dos parquímetros melhorou a rotatividade de veículos no centro da cidade. Quanto à colocação das pedras do calçadão, que serão removidas pela Prefeitura, João Augusto Gama admitiu que elas podem ter se estragado com o tempo, mas que a base é sólida e o trabalho será muda-las. PARTIDO João Augusto Gama é vice-presidente do PTB e pouco sabia sobre o problema de Tobias Barreto, em que o vice-prefeito, que assumiu por dois dias em lugar de Esdras Valeriano (PFL), era seu correligionário. Foi claro em dizer que anda por fora dessa questão, mas que vai conversar com o presidente da sigla, Jackson Barreto, sobre o assunto. Quanto ao futuro prefeito de Nossa Senhora da Glória, Anselmo Correia, ser do PTB e disputar a Prefeitura com o aval do governador, João Augusto Gama acha que isso tem que ser revisto, até pelo Diretório Nacional. É fogo O deputado federal Jackson Barreto (PTB) está curtindo alguns dias do recesso em Buenos Ayres, onde passa o ano novo. Jackson Barreto só retorna em meados de janeiro, quando inicia a convocação extraordinária do Congresso Nacional. Um policial acha que na hora que colocarem as mãos em Antônio Francisco ele será levado direto para uma clínica. E pergunta: quem vai pagar a conta? O ministro do STF, Carlos Ayres Brito, está em Aracaju. Quando retornar, em janeiro, leva a família para residir em Brasília. O ministro Carlos Brito disse que já estava gostando de Brasília, porque se familiarizou com o regimento e com o gabinete. A deputada Luciana Genro viria a Sergipe, com a família, passar uns dias na casa do seu colega João Fontes, na praia do Saco. Desistiu por motivos familiares… Muita gente ainda imagina que o senador José Almeida Lima sairá candidato à Prefeitura de Aracaju pelo PDT. Almeida se recusa a falar nisso. A conclusão sobre a candidatura de Almeida, é que até o momento ainda não deu sinais de que está preparando um nome para a sucessão municipal. Assim que retornar da viagem à Europa, o governador João Alves Filho vai reunir-se com lideranças do interior para discutir candidaturas às Prefeituras. João Alves Filho disse, durante reunião com lideranças, que o seu objetivo é fazer uma composição do PFL com outros partidos. O prefeito de Nossa Senhora da Glória, Sérgio Oliveira, acha que muitos prefeitos reeleitos vão se desincompatibilizar em março para disputar a Assembléia Legislativa. A oposição no sertão está trabalhando para fazer os prefeitos de Nossa Senhora da Glória a Canindé do São Francisco. Até o momento o candidato mais certo para o PFL é Pedrinho Valadares. A senadora Maria do Carmo ainda é especulação… Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários