Déda na cabeça

0

Agora foi o Instituto Soma que confirmou a vantagem do candidato a governador Marcelo Déda (PT) sobre seu oponente João Alves Filho (DEM). Segundo a consulta popular, o petista lidera a corrida para o Palácio Olímpio Campos com uma vantagem de 12 pontos, número que bate com o apurado pelo Instituto Única e divulgado domingo passado. Embora os demistas não aceitem, os índices de todas as pesquisas mostram que Déda vencerá a eleição no 1º turno com uma vantagem superior a 100 mil votos, pois a essa altura do campeonato será muito difícil para João Alves reverter o quadro. A pesquisa do Soma também confirma que os candidatos ao Senado Albano Franco (PSDB) e Eduardo Amorim (PSC) estão embolados na segunda posição. Esta é a disputa que desperta mais as atenções dos eleitores na reta final da campanha, pois ambos arregaçaram as mangas e estão brigando por cada voto. Taí uma briga de pesos pesados!

Albano na frente

O programa eleitoral do candidato ao Senado Albano Franco (PSDB) informou que o Instituto Única reconheceu ter errado ao anunciar que Eduardo Amorim (PSC) é o segundo na preferência do eleitorado sergipano. Na verdade, o tucano aparece com 35.3%, enquanto Amorim tem 34.8%. Os índices caracterizam um empate técnico, mas Albano ainda não teria sido superado por seu adversário direito. Na pesquisa do Instituto Soma, os dois estão embolados, porém o candidato do PSDB tem uma pequena vantagem de 5 pontos.

Golpe mortal

A candidatura do deputado estadual Wanderlê Correia (PMDB) sofreu ontem um golpe mortal. A ministra Carmem Lúcia, do Tribunal Superior Eleitoral, indeferiu o registro do peemedebista porque este deixou de pagar uma irrisória multa dentro do prazo legal. A assessoria de Wanderlê promete recorrer contra a decisão, mas advogados acreditam que as chances de êxito são pequeníssimas. Também ontem, o juiz de Direito Manoel Costa Neto condenou o mesmo deputado a ressarcir os cofres da Prefeitura de São Cristóvão por fraude em licitação.

Frente a frente

Com a proximidade das eleições, é grande a expectativa em torno do debate que a TV Atalaia promoverá entre os três candidatos a governador com representação no Congresso. Às 23 horas da próxima segunda-feira, Marcelo Déda, João Alves Filho e Avilete Cruz estarão frente a frente defendendo-se dos ataques adversários e apresentando suas propostas para governar Sergipe. Como serão apenas três candidatos participantes, o debate da TV Atalaia tem tudo para não se tornar monótono.

Hora certa

A Justiça condenou ontem por perdas e danos, o ex-prefeito de Aracaju, João Gama (PMDB). Pela decisão, o peemedebista terá que pagar R$ 14 mil ao candidato a deputado estadual Pedrinho Valadares (DEM). Ambos brigaram há cerca de dois anos, quando Gama era secretário estadual de Turismo. Num programa de rádio, ele teria feito duras acusações a Pedrinho, que foi secretário de Turismo do governo passado. Agora, o demista está torcendo para receber logo o dinheiro, muito bem-vindo para a sua campanha eleitoral.

Voto descartado

Um assessor do PSC confirmou ontem que o partido está orientando o eleitor a descartar o segundo voto para o Senado, visando não beneficiar os adversários de Eduardo Amorim. Segundo o rapaz, quando o eleitor informa que pretende votar também em Albano Franco (PSDC) é aconselhado a mudar para José Carlos Machado ou Manoel Cacho – ambos do DEM. Ele negou que a orientação também seja feita aos eleitores de Valadares (PSB).

Briga feia

O candidato a governador Arivaldo José (PSDC) e o Cesário Silva, secretário Geral do Movimento Evangélico Progressista, andaram se estranhando. Tudo porque o primeiro mandou um e-mail aos pastores evangélicos pedindo que estes não votem em Marcelo Déda (PT). Cesário telefonou para Arivaldo sugerindo que repensasse sua atitude, mas o pastor não apenas recusou o conselho como teria mandado o presidente do PSDC, Adelson Alves, dizer poucas e boas a Silva. “Fiquei estarrecido”, diz Cesário. ‘Home’, vôte!

No Rotary

Embora apareça na quarta posição em todas as pesquisas, o candidato a senador José Carlos Machado (DEM) não desanima. Ontem, ele fez palestra durante reunião-almoço promovida pelo Rotary Clube. O demista prometeu aos cerca de 50 rotarianos lutar pela redução da carga tributária, melhorar a vida das mulheres trabalhadoras e apresentar projetos para os jovens estudantes. O candidato a governador João Alves Filho (DEM) prestigiou a palestra do aliado político.

Pé na estrada

O candidato a reeleição, deputado estadual Adelson Barreto (PSB), diz que até o próximo dia 3 terá andando o equivalente a uma viagem de Aracaju a São Paulo. “Já andei mais de 800 quilômetros desde o começo da campanha e não pretendo reduzir o ritmo até o dia 3. Nem sei quantos pares de sapatos já gastei, mas estou feliz com a receptividade do eleitorado aos meus projetos”, afirma Barreto.

Do Baú político

O biênio 1964/1066 foi, digamos assim, fúnebre para a política sergipana. “Grandes lideranças morreram, causando uma desarrumação no quadro partidário, já seriamente afetado pelas cassações e prisões patrocinadas pelo golpe militar”. É o que escreve o professor Ibarê Dantas em seu livro ‘A Tutela Militar em Sergipe 1964/1984’. Ele ele prossegue: “O deputado federal Euvaldo Diniz (UDN) desapareceu em setembro de 1964 em desastre de avião. Em dezembro/64 morreu, de mal com diagnóstico incerto, o senador Francisco Leite Neto, líder máximo do PSD desde os anos quarenta. Em janeiro de 1966, de câncer, foi-se o deputado federal Francisco de Araújo Macedo, chefe do PTB desde sua criação. Isso sem contar o passamento de outras figuras menores como os deputados estaduais falecidos também em 1966: Pedro Valadares e Francisco Sales Sobral”. Vale lembrar que todas essas mortes ocorreram pouco tempo após o deputado federal Euclides Paes Mendonça e seu filho, deputado estadual Antônio Paes Mendonça, terem sido assassinados pela força policial em 1963.

Resumo dos jornais

Clique aqui para ler os destaques de capa dos principais jornais do Brasil

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais