Déda prevê céu de brigadeiro

0

 

 

Na solenidade realizada na última sexta-feira, 07, quando anunciou mais três grandes empresas para Sergipe, o governador Marcelo Déda (PT) disse que tem enfrentado dois problemas pessoais: o cansaço de ordem física, que aparece também na cobrança, até mesmo exagerada, a equipe de governo e o exercício diário que vem fazendo, logo pela manhã, quando acorda, para conter o excesso de otimismo. “Estou tento dificuldades para controlar o meu otimismo, estou enxergando um excelente momento para Sergipe”, avisou.

 

 Esse otimismo de Déda foi transformado em números. O governador aproveitou a presença do empresariado de Sergipe, e conseqüentemente daqueles que são o “PIB” do Estado para fazer o balanço do primeiro ano de governo. Num discurso de mais de um hora, Déda apresentou os investimentos em todas as áreas e o que está previsto para ser investido em 2008, através do PAC e de recursos próprios. Somente na área turística, na rede hoteleira, a previsão é de R$ 400 milhões.

 

Um dado interessante é que apenas no primeiro ano de governo já estão consolidados sete novos empreendimentos de grande porte, representando um investimento global de R$ 400 milhões da iniciativa privada na economia sergipana. Se comparado com os últimos quatro anos, praticamente não chegaram a Sergipe grandes indústrias. As últimas indústrias, de grande porte, chegaram ao Estado no governo Albano Franco. Isso cala a oposição na Assembléia, que através do deputado Venâncio Fonseca, chegou a ser indelicada com o secretário Jorge Santana, quando o mesmo apresentou números e perspectivas para a área ao ser convidado por todos os deputados.

 

  A antiga Secretaria de Estado da Indústria e Comércio, hoje Secretaria do Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, grande parte de sua existência teve indicações políticas, onde os titulares pensavam apenas em ações político-partidárias e até mesmo de interesses empresariais individuais, deixando de lado o desenvolvimento do Estado. O mais interessante é que as três empresas anunciadas na sexta-feira, devem gerar cerca de dois mil empregos, e, duas delas, são de empresários sergipanos, que acreditam no potencial do Estado. Isso é um estimulo para  que outros empresários passem a investir no Estado, que é maior do que o governante de plantão ou de qualquer grupo político que estiver no poder. É preciso apenas acreditar que o caminho do crescimento está aberto e que Sergipe, não deixará de ser o menor Estado do país, mas pode ser o melhor em tudo o que faz.

 

SSP, investimentos e bicos

O governador vem destacando que investiu muitos milhões na área da segurança pública. Porém estes recursos foram para equipamentos e para a infra-estrutura. É necessário que no próximo ano os policiais sejam valorizados, porque de nada adianta os investimentos, se todas as categorias não forem valorizadas com um salário digno. Após conceder um salário digno o governador poderá começar a punir os policiais que fazem bicos e chegam até o absurdo de terem empresas de segurança. Enquanto policiais estiveram  ganhando dinheiro da iniciativa privada, não terão interesse que a segurança pública seja eficaz. Se a segurança pública funcionar bem eles não terão mais bico.  Então é preciso valoriza com salários dignos os policiais, em contrapartida punindo que faz bico e tem empresa de segurança, ou tudo continuará na mesmice.

 

Pick Up da PM usada na praia da Sarney

Sexta-feira, 07, às 12hs. Quase em frente ao bar Caiçara, na rodovia José Sarney, vários policiais a paisana comemoravam. Alguns estavam em dois carros particulares, tudo normal. Mas outros, também a paisana estava num veiculo pick up da PM, com o número 20102. A impunidade era tanta que os policiais não estavam nem ai para os veículos que passavam pelo local e viu a cena. Também pudera a cúpula da PM não faz nada, silencia com tudo que vem ocorrendo de irregular. Até quando?

 

Placas de segurança para as viaturas

De um leitor: “Vejo na sua coluna de hoje referência à questão das placas dos veículos da SSP, atribuindo o caos hoje vigente à suposta presença de “verdes” na equipe. Seria cômico não fosse trágico, mas a verdade é que no início do ano o Secretário Kércio revogou as placas então vigentes e não teve a capacidade, até a presente data, de providenciar novas placas de segurança para as viaturas, de modo que a imensa maioria das viaturas não ostensivas simplesmente não tem placas para rodar, restando aos policiais lançar mão das velhas placas baixadas ou rodas sem placas. O caso seria de parar todas as viaturas irregulares na porta da SSP, mas e a comunidade como fica. Neste caso não existe conotação política ou má-vontade: é incompetência mesmo”.

 

Fiscalização dos veículos da SSP

De um leitor: “Existe uma solução para esses problemas de uso irregular dos carros da SSP, basta implantar nos carros gps, e partir disto fiscalizar de forma pratica e rápida, fazendo um encontro com as chamadas do copom, ordens de serviços dos delegados e dos comandantes da PM, com os trajetos realizados no dia. O interessante é que o estado já recebeu, como doação, oriundo dos jogos do PAN, 500 GPS. Portanto,  o Estado não fiscaliza e pune se não quiser. Então Governador, qual a sua decisão? Prezar pelo correto uso dos recursos públicos ou continuar a concordar com as mamatas e a desordem que é a utilização dos carros da SSP. Outra coisa, esta semana estive na sede da PM abaixo da antiga penitenciaria, e fiquei abismado com a quantidade de carros parados na garagem. Carro é para fazer ronda, blitz e não ficar passeando”.

 

Acabou estoque de lexotan

A operação da PF na última sexta-feira, deixou muita gente sem dormir. A operação desarticulou uma quadrilha que se passava por agentes da PF e servidores federais, extorquindo empresários. Mas tem gente que pensou que era a Operação Jaleco II, foi um Deus nos acuda e além da compra de tranqüilizantes, muita gente prevenida, resolveu dormir nas casas de amigos e parentes. Aguardem, que a PF gostou de Sergipe.

 

Ex-deputados e ex-governador

Nesta segunda-feira, dia 10, os procuradores da República em Sergipe,membros do Ministério Público Federal, vão receber a imprensa para uma entrevista coletiva, que marca o Dia Internacional contra a Corrupção. A entrevista coletiva será realizada às 15 horas, na sede da Procuradoria da República no Estado de Sergipe, localizada a avenida Beira Mar, 1064, Praia 13 de Julho, em Aracaju. O MPF não confirma, mas com certeza dois assuntos serão tratados na coletiva: o envolvimento dos ex-deputados Heleno Silva e Cleonâncio Fonseca, na Operação Sanguessuga e um processo envolvendo um ex-governador.

 

Aracaju entre as 10 mais beneficiadas pelo PAC

Com o título “Divisão de verbas do PAC privilegia capitais do PT”, a FSP, de hoje, 10, publica uma matéria sobre o PAC. Leia parte dela: “A população de capitais administradas pelo PT foi privilegiada na divisão do bolo de investimentos federais do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) em urbanização e saneamento, um dos grandes trunfos políticos do governo para as próximas duas eleições, no ano que vem e em 2010. Levantamento feito pela Folha no volume per capita de recursos para obras nas 26 capitais estaduais mostra que, entre as dez primeiras, seis têm prefeitos petistas. A campeã é Porto Velho (RO), administrada pelo petista Roberto Sobrinho, que deve disputar a reeleição em 2008. São R$ 904,57 repassados pelo governo por habitante. A vice-campeã é Rio Branco (AC), em que Raimundo Angelim (PT) também deve tentar um novo mandato, com R$ 877,37 per capita. No grupo das dez mais há ainda uma capital administrada pelo PC do B (Aracaju) e três pelo PSB (Boa Vista, Natal e Manaus). A primeira oposicionista entre as 26 capitais estaduais é Cuiabá (MT), controlada pelo PSDB, em 11º lugar.O Rio de Janeiro, do Democratas, está em 18º. São Paulo, do mesmo partido, é a última colocada, com R$ 124,53, ou 13,7% do que recebeu a líder, proporcionalmente”.

 

Novo ato pela CPI da Deso e TC

Foi transferido para o dia 12, quarta-feira, o novo ato público que está sendo organizado pela CUT/SE e sindicatos filiados que para denunciar a falta de vontade dos nossos deputados quanto à investigação acerca das denúncias apresentadas pela Operação Navalha, e a falta de respeito para com os trabalhadores, já que o dinheiro supostamente embolsado deveria servir de investimento em Educação, m Saneamento Básico e infinitas outras necessidades do povo. Será em frente à Assembléia Legislativa, no centro de Aracaju, a partir das 9 horas. Na ocasião, ficará exposto novamente o painel com a foto, o nome e o partido dos 24 deputados, com o espaço para marcar a posição de cada um em relação à instalação da CPI.

 

Omissão dos deputados é gritante

Os deputados estaduais fecham os olhos para os problemas do TC e, quanto a Deso, poucos têm coragem de se pronunciar. Aliás, sobre a Deso, a grande maioria da oposição hoje na AL, não pode falar, porque foi bastante beneficiada no governo passado. A empresa hoje passa por sérias dificuldades financeiras. As CPI seriam importantes, mas ninguém quer: nem a oposição, nem a situação. Quem falar o contrário joga para a galera. Porém a história guardará a omissão neste momento. 2010 chegará.

 

MEC aprova expansão da UFS

Das 41 instituições federais de ensino superior (Ifes) que aderiram ao  Programa de Apoio a Planos de Reestruturação das Universidades  Federais (Reuni), 33 já estão com suas propostas aprovadas pela  Secretaria da Educação Superior (SESu) do Ministério da Educação,  inclusive a Universidade Federal de Sergipe, que teve a sua proposta,  já em andamento, muito elogiada em Brasília. A informação da aprovação dos planos foi divulgada pelo presidente da  Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais de Ensino  Superior (Andifes) e reitor da Universidade Federal de Uberlândia  (UFU), professor Arquimedes Diógenes Ciloni, que obteve os dados do  secretário da SESu, Ronaldo Mota. “O Reuni é uma realidade definitiva, pois das 41 universidades que aderiram ao programa (de um total de 58 instituições), 33 estão com seus planos de expansão aprovados, o que significa que já negociaram  com o MEC e que, a partir do início de 2008, começarão a receber  recursos”, disse o reitor. Ele acrescenta que 8 propostas encontram-se  sob análise do Comitê de Consultores da SESu. A UFS, que promoveu uma série de ações  expansionistas desde o início da gestão do atual reitor, professor  Josué Modesto dos Passos Subrinho, deverá ser contemplada com recursos  suficientes para a contratação de professores, servidores e criação de  infra-estrutura para o bom funcionamento de seus cursos dos campi de  São Cristóvão (Rosa Elze), Laranjeiras e Itabaiana. O MEC divulgará os  valores nos próximos dias.

 

Déda e Teotônio Vilela querem ponte na foz do “Velho Chico”

Esta semana o governador Marcelo Déda vai se reunir com o governador de Alagoas, o tucano, Teotônio Vilela, para preparem um projeto solicitando ao presidente Lula a construção de uma ponte na foz do rio São Francisco. Do lado de Sergipe a cabeceira da ponte ficará no município de Brejo Grande.  “Alagoas e Sergipe são maiores que o PSDB e o PT”, avisou Déda ao defender a obra. A idéia dos governadores é que de Salvador até Recife a viagem possa ser feita diretamente pelo litoral, reduzindo o fluxo de veículos pela BR-101. Se concretizada, a ponte deveria ter o nome do estudioso do rio São Francisco o engenheiro José Theodomiro Araújo. Uma frase dele: “O Velho Chico embalou o sono da minha infância, alimentou os sonhos de minha juventude e se tornou objeto de minha dedicação na maturidade”.

 

Educação no Brasil, terrível !

De um leitor: “Lendo ontem (5/12) no jornal “O GLOBO” matéria sobre pesquisa da qualidade da educação no Brasil, notei que Sergipe está em oitavo lugar no Brasil e primeiro lugar no norte/nordeste! Maravilha não? Podia ser, se o Brasil não tivesse com um desempenho pífio e nivelado aos países com baixo desenvolvimento! Ser campeão da serie “D” de educação não é mérito para quem pretende figurar entre as potencias mundiais. De todo modo, mostra um melhor desempenho da educação do nosso Estado quando comparado com o Norte e Nordeste do Brasil”.

 

 Faltas de placas de sinalização padronizadas

De um leitor: “Em recente viajem pelo Rio, percebi a grande diferença de tratamento dada ao turista em nosso Estado! Por exemplo! Placas de sinalização utilizadas em SE não são padronizadas (só duas são!) como é utilizado Pernambuco, Alagoas, RJ, SP, SC etc (verdes, azuis, marrons). Os tamanhos são absurdamente reduzidos (é para economizar, é?)! Não tem instrução de localização e recondicionamento ao objetivo. Enfim, só se trabalha divulgando Sergipe em viagens, que são prazerosas para o grupo que vai, e esquecem de aplicar o dinheiro na infra estrutura de receptivo! Quando é que iremos governar Sergipe com metas ao primeiro mundo?”.

 

Clima é de “racha” entre os advogados de Sergipe

A falta de quorum na eleição da OAB na última sexta-feira, demonstrou que alguns advogados estão insatisfeitos com os fatos que ocorreram durante o processo eleitoral. A coluna recebeu uma informação de um advogado que informou ter uma gravação onde uma importante autoridade desta área pede para que ele não vá votar. Se for verdade e a gravação chegar as mãos deste jornalista a coluna publicará sem medo de qualquer retaliação. O Presidente da OAB/SE, Henri Clay Andrade, concederá entrevista coletiva às 7h da manhã desta segunda-feira, 10, em sua residência, localizada à avenida Silvio Teixeira, Edifício Green Park, próximo ao Parque da Sementeira. Na oportunidade, Henri Clay falará sobre as eleições realizadas pela OAB/SE para formação da lista sêxtupla de desembargador.

 

PMDB deseja lançar candidato em Porto da Folha

O dirigente do PMDB de Porto da Folha, Francisco Pinto informou que o partido continua firme no propósito de lançar candidatura própria a prefeito da cidade de Porto da Folha. “Somos três pré-candidatos. o que nos foi pedido, na convenção do dia 24 do mês passado, foi que enxergássemos no  PT um partido que faz parte do leque de possíveis alianças. decidimos também que o nosso principal adversário será Júlio Santana, do DEM. A direção estadual nos pediu apenas isso, não impôs nada,  temos com os dirigentes estaduais um diálogo franco, aberto e liberto”.

 

Divisão do processo da Operação Jaleco Branco

De um leitor: “Na minha modesta opinião, o MPF, acertadamente, dividiu o processo da operação jaleco branco em três partes: Bahia, Sergipe e Alagoas. Isso porque só o processo da Bahia consumiu 187 páginas de denúncia com 28 acusados. Se fosse incluir Sergipe e Alagoas, é bem provável que o processo tivesse o dobro ou quem sabe o triplo de páginas só da denúncia, sem contar os documentos que a instruem e a acompanham.  Não tenho dúvida de que a jaleco branco, cedo ou tarde, chegará por aqui. É só uma questão de tempo. O interessante é que cangaceiros apreciavam chapéus de couro. Tudo, nos cangaceiros, era de couro. Alguns dos cangaceiros se referiam ao jaleco como gibão. “Gibão de couro”, “chapéu de couro”. Os dias de hoje ainda guardam espaço para alguns cangaceiros. Certos deles se deliciam com a expressão “chapéu de couro”. Os cangaceiros que entram na política chegam a batizar projetos governamentais com expressões desse tipo. Oxalá não tenha havido tempo para um “projeto jaleco de couro”. Quer dizer, de repente houve, mas a polícia federal preferiu referir-se ao “jaleco” com o adjetivo “branco”. No próximo ano, talvez alguém apareça, na campanha eleitoral, com o mote “projeto gibão de couro”, com medo de usar a palavra “jaleco”.

 

CGE participa do “Dia Internacional contra a Corrupção”

 Na próxima segunda-feira, 10, a Controladoria-Geral do Estado (CGE) participará das atividades do Dia Internacional contra a Corrupção. O evento faz parte das comemorações realizadas pela Controladoria-Geral da União (CGU) em Brasília e nas unidades regionais espalhadas por todo o país. Em Sergipe, ocorrerão palestras sobre o tema no auditório da Universidade Federal de Sergipe (UFS), São Cristóvão. Horário: 8h30min às 12h30min (programação abaixo). Além da CGE, estarão presentes a Polícia Federal, a Advocacia-Geral da União (AGU), Ministério Público Federal (MPF), Receita Federal, Tribunal de Contas da União (TCU) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Para o controlador-geral do Estado, Adinelson Alves, os órgãos de controle interno e a sociedade podem exercer um papel efetivo no combate à corrupção. “A sociedade civil desempenha uma função importante ao apoiar os governos e exigir que a Administração Pública seja transparente e aberta aos mecanismos de fiscalização e controle”, observa. (Ascom/CGE).

 

Frase do dia

“Oh! que saudades que tenho/ Da aurora da minha vida,/Da minha infância querida/Que os anos não trazem mais”. Cassimiro de Abreu.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais