Discurso de campanha

0

Responsável por uma das piores administrações que Aracaju já teve, o prefeito João Alves Filho (DEM) começa a costurar o discurso para justificar o não cumprimento de quase todas as promessas feitas por ele na campanha eleitoral passada. Os frágeis argumentos para explicar o inexplicável têm sido disseminados pelos secretários municipais. Eles culpam os governos federal e estadual por não repassarem recursos para a Prefeitura, reclamam da burocracia exagerada do serviço público, lamentam a falta de dinheiro para as contrapartidas, Et cetera e tal. Felizmente, para o bem de Aracaju, estas falácias não convencem mais ninguém, nem mesmo o vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB) que, mesmo contrariando João, tem dito por aí não entender o motivo pelo qual as poucas obras do município não andam: “Até busco, mas não tenho respostas para esses atrasos das obras. A população está certa em reclamar”, desabafa o tucano. Ora, se até o vice desaprova a administração de João, quem vai aprovar?

Grana nova

Maior vencedora da 13ª Rodada de Licitações da ANP, a Queiroz Galvão Exploração e Produção planeja investir entre US$ 15 milhões e US$ 20 milhões, nos próximos cinco anos. Os recursos serão usados na compra de dados sísmicos para os dois blocos que arrematou no leilão de quarta-feira passada. As áreas, as duas únicas marítimas negociadas no certame, estão situadas na promissora Bacia de Sergipe-Alagoas. Legal!

Golpe branco

E o Tribunal de Contas do Estado estaria articulando um golpe branco para impedir que o conselheiro Clovis Barbosa assuma, pelo critério de rodízio, a presidência da Casa para o biênio 2016/2017. Segundo o Jornal da Cidade, “comentários dão conta que alguns conselheiros estão receosos com a atuação de Clovis em defesa intransigente da ética e da decência na administração da coisa pública”. Rapaz, será verdade?

Sonho de Cunha

Dependesse do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), seu substituto natural na presidência da Câmara seria o sergipano André Moura (PSC). Pelo menos foi o que publicou em O Globo o jornalista Lauro Jardim: “Hoje, não há um candidato natural para suceder Eduardo Cunha se ele cair. Cunha, entretanto, já trabalha um nome com carinho – o de André Moura, do PSC de Sergipe e um dos seus fieis escudeiros. Moura, aliás, responde a cinco inquéritos no STF”. Aff Maria!

Comércio de luto

Com bem vividos 101 anos, morreu em Aracaju, domingo passado, o empresário Josias Passos. Ele atuou no comércio sergipano por longos 62 anos. “As Casas JG vendiam miudezas, ferragens, produtos de armarinho, armas, munição e até explosivos”, gostava de dizer, orgulhoso, seu Josias. Taí um bom exemplo a ser seguido.

Eleição na OAB

A partir de hoje, os advogados já podem inscrever as chapas que disputarão o comando da seccional sergipana da OAB. Publicado na última sexta-feira, o edital convocando o pleito estabelece que as inscrições podem ser feitas até o próximo dia 28. A eleição, que promete ser das mais concorridas, vai acontecer no dia 27 de novembro. O voto é obrigatório para todos os advogados inscritos na OAB.

JB no Facebook

Em repouso para se recuperar da cirurgia que fez no pé esquerdo, o governador Jackson Barreto (PMDB) postou mensagem no Facebook sobre o dia de ontem, dedicado a Nossa Senhora Aparecida e às crianças. Lembrou que, no ano passado, esteve na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Bugio. “Hoje, acompanho as homenagens de casa e peço que Ela me dê forças e sabedoria para conduzir o Estado da melhor forma”.

Gasosa cara

A gasolina vendida em Sergipe é a 13ª mais cara do Brasil e a 5ª do Nordeste. Segundo a Agência Nacional de Petróleo, os postos sergipanos cobram em média R$ 3,49 por litro, enquanto que o preço médio praticado no país é R$ 3,455. A Paraíba vende hoje a gasolina mais barata (R$ 3,266), seguida do Maranhão (R$ 3,275) e São Paulo (R$ 3,278).

Velho Chico

O deputado federal João Daniel (PT) destaca a importância do Plano de Desenvolvimento Integrado (PDI) do São Francisco. O projeto visa melhorar a vida das comunidades que vivem às margens do Velho Chico. Segundo o parlamentar petista, é muito importante que as comunidades ribeirinhas, pescadores, quilombolas e assentados tenham uma melhor infraestrutura de saneamento, de projetos produtivos e de educação.

Corruptos

Dos 623 políticos cassados por corrupção no Brasil desde o ano 2.000, 69 são do DEM, número que coloca o partido em 1º lugar no ranking da malandragem. O PMDB e PSDB ocupam as 2ª e 3ª posições com 66 e 58 cassações, respectivamente. O PT teve 10 filiados cassados e ocupa a 10ª colocação. Entre os estados, Sergipe aparece na 17ª posição, com a cassação de apenas 10 corruptos. Os dados são do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral.

Recorte de jornal

Publicado no jornal O Tempo, em 2 de abril de 1949

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais