Dividido e mais fraco

0

Ainda sentindo os efeitos das fortes escaramuças travadas na recente eleição da executiva estadual, o PT chega dividido para negociar a participação na chapa majoritária com os partidos aliados. Uma provável candidatura de Eliane Aquino, já descartada por ela, só acirrou ainda mais os ânimos entre os liderados dos deputados federais Rogério Carvalho e Márcio Macedo, que comandam as principais facções do partido em Sergipe. A briga pública entre os dois grupos tem agradado principalmente a oposição, que todos os dias coloca mais lenha na fogueira. Os aliados também estão gostando dessa troca de farpas petistas, pois é muito mais fácil negociar com quem está dividido e, naturalmente, enfraquecido. Pior é que, pelo andar da carruagem, essa briga do PT está longe de acabar.

Bom senso

Eliane Aquino, viúva do ex-governador Marcelo Déda, usou do bom senso ao desistir de uma provável candidatura ao Senado. Ontem, durante a festa organizada pelo PT para empossar os novos presidentes municipais do partido, ela disse que está fora da disputa eleitoral deste ano. Garantiu que só aceitaria concorrer a vaga do Senado se houvesse um consenso no partido, coisa muito difícil de se conseguir.

Mais barato

A Anatel publicou as novas tarifas de remuneração de redes móveis, que vão determinar uma redução de 13% em média do preço das ligações de telefones fixos para celulares a partir do próximo mês. Com as mudanças, o preço médio das ligações locais de fixo para celular passará de R$ 0,45 para R$ 0,39 por minuto.

Entendendo-se

Uma longa reunião realizada ontem parece ter encontrado um acordo entre Capela e Japaratuba, que brigam pelos impostos a serem geradas pelo projeto Carnalita, a ser implantado pela Vale em Sergipe. Tomara que os prefeitos Ezequiel Leite (PR) e Hélio Sobral coloquem logo no papel o que foi acordado, pois a mineradora só espera até a próxima sexta-feira. Depois disso, guarda o projeto e suspende o investimento de 4 bilhões de dólares.

Dia de posse

A deputada estadual Susana Azevedo (PSC) toma posse daqui a pouco como conselheira do Tribunal de Contas do Estado em substituição a Izabel Nabuco. Com a ida da parlamentar cristã para o TCE, o suplente Gilmar Carvalho (PR) assume como deputado estadual até dezembro deste ano. Ainda este ano, a presidente da Assembleia, Angélica Guimarães (PSC), também deve ser eleita conselheira do TCE na vaga aberta com a aposentadoria de Reinaldo Moura.

Troca de impressões

PSB e PSDB discutiram ontem as eleições em Sergipe. Foi durante visita do vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado (PSDB), ao senador Antônio Carlos Valadares e ao deputado federal Valadares Filho, ambos do PSB. Os três trataram sobre possíveis alianças, composição com vistas a um 2º turno das eleições presidenciais e a conjuntura política sergipana. Gostaram tanto da conversa que marcaram outras para breve.

OAB de olho

A OAB encaminhou ofício para emissoras de rádio e televisão comunicando que o uso frequente de entrevistas com os mesmos advogados se constitui em propaganda e concorrência desleal. Segundo a entidade, tal prática é passível de punição com base nas normas estabelecidas pelo Código de Ética. E mais, os advogados que insistirem nesta prática podem ser levados ao Tribunal de Ética da OAB. Quem avisa amigo é!

Cadê o reajuste

O governo estadual ainda paga aos servidores como salário base o mínimo de 2012. Quanto ao reivindicado reajuste pela categoria, o Executivo insiste na velha ladainha de que não tem dinheiro. Não faltam recursos, contudo, para aumentar o número de cargos em comissão nas repartições públicas e contratar a peso de ouro lideranças políticas do interior, que ganham para não aparecer no trabalho. É ou não uma fuleragem?

Sem álcool

O governo federal lança hoje a nova campanha Carnaval 2014, do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes. Com o slogan "Não seja vítima do álcool, seu carnaval não precisa acabar assim", a campanha faz uma analogia entre os elementos alegres dos desfiles de carnaval, como os carros alegóricos e a comissão de frente, e a trágica realidade dos acidentes e mortes que ocorrem nas ruas e estradas nesta época.

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Jornal da Manhã em 7 de abril de 1911

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários