E finalmente chegamos à fase das ofensas…

0

 

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

E a tradição foi mantida. As campanhas eleitorais começaram a deixar as propostas em segundo plano e passaram a adotar as ofensas como recursos imagéticos e discursivos mais operantes. Mesmo que distante do clima de indiferença das ruas, a propaganda politica na TV e no rádio finalmente começa a apelar para as insinuações, calúnias e todo tipo e estripulias que garantam alguma atenção do telespectador e, por fim, conseguir fazer algo que é objetivo destas artimanhas repetidas pleito a pleito, mas que se mostra com certa eficiência: tirar votos dos oponentes e causar a desistência do voto então decidido para algum candidato.

Paradoxalmente ao que preconiza um dos mantras do marketing que diz que “quem bate, perde”, as campanhas em Sergipe contrariam muito esta lógica. Seja para senador ou para governador, ganha quem mais consegue imputar ao seu opositor um defeito ou algo que cause a desconfiança do eleitorado. Foi sempre assim e a receita parere está sendo repetida.

Pelo tom da campanha até agora, a espinha dorsal do descontentamento da majoritariamente maioria dos eleitores parece ser a incompetência e a corrupção. Daí porque todos os principais postulantes ao governo do estado e senado fazem questão de afirmar sua conduta ilibada, quando a tiver, e a competência que os diferencia entre si. E vale tudo para tentar retirar algo que macule a imagem perante o eleitorado: questionar a conduta de familiares de candidatos, fazer ilações de alianças na esfera federal, insinuar que nossos problemas locais são frutos de apoios externos.

As imagens fantasmagóricas e a trilha sonora medonha é proposital para causar desconforto no eleitor/telespectador e passar a associar cognitivamente o lado negativo da campanha ao candidato a que se refere a peça publicitária. É o mesmo efeito alucinógeno que as cenas de novela e os filmes de terror nos causa. A questão aqui é que não se trata de um gênero cuja base se assenta na fantasia, mas uma dura realidade que precisa de mudanças urgentes.

O eleitor não pode se deixar anestesiar pela propaganda que tenta causar pavor, dúvida, descrença ou desilusão num futuro mais próspero para Sergipe. É preciso senso crítico, espírito questionador e muita atenção nas escolhas e na decisão que venha a tomar. Nenhum ameaça surreal de propaganda eleitoral pode ser mais cruel do que estes tempos sombrios.

É tempo de pensar, não de temer. Como atestou o ex-presidente americano John Kennedy: “A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão com certeza perder o futuro”.

Trem da Alegria Eleitoral: Em 05 dias Belivaldo nomeou 52 comissionados e exonerou apenas 16. 22 novos comissionados na pasta do turismo  Após ler o artigo do jornalista Adiberto de Souza aqui na Infonet, com o título “Governo de Apadrinhados” onde ele questiona “Por que será que o governo de Sergipe insiste em manter um trem de apadrinhados em bem pagos cargos comissionados?” o blog fez um levantamento dos Diários Oficiais de segunda-feira, 10 de setembro a sexta-feira, 14. Apenas em cinco dias o governador Belivaldo Chagas nomeou ( e aí não constam as nomeações para conselhos e nem as promoções) 52 cargos comissionados e exonerou apenas 16. A desculpa do governo, sempre que tem uma denúncia de cargos é que nomeia apenas no lugar dos exonerados. É mentira! é só o MPE abrir uma Operação Antidesmonte para o governo.

22 novos comissionados na pasta do turismo É um crime eleitoral bastante claro, já que a maioria esmagadora dos comissionados é por indicação política devido aos acordos fechados recentemente. Por exemplo, entre os 52 novos comissionados, 22 são na pasta do turismo, fruto do acordo político com o ex-prefeito José Franco, de Socorro. Será que o MPE não acompanha a imprensa? Com certeza o GAECO fará uma operação de surpresa para dar continuidade a operação Antidesmonte que destrinchou a administração de João Alves, em Aracaju.

Apenas o exemplo da última semana de 10 a 14 de setembro:

Dia 10/09: Nomeou 08 e exonerou apenas 05 Os nomeados: Cláudia de Vasconcelos Pacheco CCS-15 (Casa Civil/Comunicação Social); Leonidio Alves Rocha Junior CCS-12 (SSP); Fernanda Sobral Lima CCS-12 (Casa Civil/lotada turismo); Vagner de Jesus Oliveira CCS-12 (turismo/Tornou sem efeito a exoneração publicada anteriormente); Marcos Felipe Harder Annunziato CCS-15 (Cultura); Elaine Nascimento Costa CCE-08 (Governo); Quézia de Andrade Silva CCS-14 (Comunicação Social); Luiz Mário Carvalho Dantas CCE-06 (Turismo);

Dia 11/09: Nomeou 15 e exonerou apenas 04 Os nomeados: Adriana Nascimento Viana Guimarães CCS-12 (turismo); Edmar Nascimento Silva CCS-08 (Educação); Ana Cristina da Silva Xavier CCS-13 (Turismo); Magna Rakilane Ribeiro CCS-16 (Casa Civil/lotada Desenvolvimento Econômico); Clara Ires Nunes dos Santos CCE-07 (turismo); Margaret Lourdes da Conceição CCS-04 (educação); Silvana Todeschini Angheben CCS-16 (Turismo); Larissa Santos Menezes CCE-09 (turismo); Anna Vilanova Maciel CCS-12 (Turismo); Marlineide Doria Santos CCS-14 (turismo); José Menezes Leite Filho CCS-14 (Turismo); Heraclio Fernandes Feitosa Junior CCS-14 (Casa Civil/lotado Justiça); Gilberto Rebello de Mattos Filho CCE-08 (Casa Civil/lotado turismo); Maria da Conceição Menezes Mendonça CCS-12 (casa civil/turismo); Vinicius Almeida Souza CCS-12 (Turismo).

Dia 12/09: Nomeou 08 e exonerou apenas 01 Os nomeados: Erika Resende Moreira CCS-04 (educação); Denis Yago dos Santos CCS-15 (Casa civil/lotado SSP); Fernando Araujo Oliveira Santana CCE-07 (Casa Civil/lotado turismo); Pedro Paulo Lima Lacerda da Silva CCE-11 (Casa Civil/Desenvolvimento Econômico); Maria Vaneide Oliveira Araujo CCS-04 (educação); Maria Aparecida dos Santos Menezes Siqueira CCS-15 (Casa Civil/lotação Inclusão Social); Wellerson Resende Araújo CCS-04 (educação); Fábio Morais Ferro CCS-15 (Inclusão Social).

Dia 13/09: Nomeou 08 e exonerou apenas 02 Os nomeados: Juliane dos Santos Costa CCs-13 (Casa Civil/lotado Desenvolvimento Econômico); Vanete Santos Cardoso CCS-14 (Saúde); Joerlan Santos Melo CCE-07 (Casa Civil/lotado saúde); Luciana de Sousa Mendonça CCE-07 (saúde); Gisleide Pereira dos Santos CCS-14 (Casa Civil/Desenvolvimento Econômico); Alexandre Santana Sampaio CCE-11 (Casa Civil/turismo); José Laércio dos Santos Júnior CCE- 09 (Saúde); Hugo Bartolomeu da Costa CCE-08 (Casa Civil/ lotado turismo);

Dia 14/09: Nomeou 13 e Exonerou apenas 04 Os nomeados: Danilo Silva Cardoso CCS-14 (Casa Civil/ lotado no Turismo); Brenda Virginia Siqueira Santos CCS-13 (Casa Civil/lotado no Planejamento); Gibran Marcel Braz Nunes CCS-13 (gerente operacional/PC); Tatiane Marques de Araujo Velouzo CCE-06 (Casa Civil/lotado Desenvolvimento Econômico); Maria Nathalia Nascimento dos Santos CCS-12 (Turismo); Christiane Prado Menezes Ljubicic CCE-08 (Casa Civil/lotada no turismo); Romeu Boto Dantas Melo CCe-07 (Casa Civil/lotado Meio Ambiente); Marianna Marques Dias Ribeiro CCS-13 (Turismo); Carlos Freud Moura Melo CCE-08 (Saúde); Carlos André Carvalho Santana Sousa CCS-15 (Desenvolvimento Econômico); Daniella Santos Oliveira CCS-04 (Educação); Matheus da Silva Moura CCS-13 (Turismo); Sinvan Melo Cabral de Andrade CCE-07 (Saúde).

Queixa-crime na Justiça Eleitoral E o deputado federal Valadares Filho, PSB, anunciou nas redes sociais que hoje, 17, estará na Justiça Eleitoral ao lado do senador Valadares e seu advogado para ingressar com uma queixa-crime pelos “ataques arquitetados pelo marketing do mal” à sua imagem de candidato ficha limpa. Os autores foram identificados.

Irritado e xingando todos Embora o marketing do político tenha criado até um apelido meio chulo para melhorar a imagem do candidato rejeitado ao governo, ele continua indócil, irritado e até xingando aliados e  o motorista. As palmas das mãos ficam trêmulas e é preciso tomar remédio para se controlar. Imagine na última semana…

Justiça eleitoral, com o apoio da PF, pode confiscar celulares para comprovar pressão contra comissionados E o blog recebeu uma informação exclusiva que após as denúncias de cargos comissionados do governo do Estado e da Prefeitura de Aracaju a Justiça Eleitoral conseguiu preencher uma lista com os principais nomes do segundo escalão (do governo e da PMA) que estão comandando a excrescência contra os comissionados e até terceirizados de algumas empresas prestadoras de serviços e vai pedir judicialmente a apreensão de números de celulares repassados pelos denunciantes. Na denúncia, alguns dizem que a ordem agora para não deixar rastro com listas de papel é tirar foto de cada um quando chega ao semáforo indicado. Um absurdo que pode levar a um crime eleitoral e pedir impugnações de algumas candidaturas.

Greve branca em empresa terceirizada da PMA A empresa BTS, responsável pela limpeza das ruas e das praças em Aracaju, não está pagando o vale alimentação em dias e nem tem depositado o vale transporte dos funcionários. Um grupo considerável de funcionários está em “greve branca” há uma semana. Não tem comparecido aos postos de trabalho por não terem como pagar a passagem.

Jackson e Belivaldo simulam “rompimento” para tentarem salvar suas campanhas E um experiente assessor palaciano que já passou por vários governos disse que o desespero de Jackson e Belivaldo é tão grande que além da irritabilidade diária dos dois com os assessores (este que conversou com o blog é um deles) estão tentando salvar a campanha com a simulação de um rompimento. Cada um vai para o seu lado tentando salvar sua pele devido a rejeição do pior governo da história de Sergipe Jackson/Belivaldo/Jackson. Será que conseguem?

Concessão BR-235 e as estradas estaduais A Agrese (Agência Reguladora de Serviços Públicos de Sergipe) divulgou que está avançando o processo de concessão da BR-235, no trecho de Itabaiana a entrada para a Rota do Sertão, indo para Ribeirópolis. No fim concessão ou privatização o certo é que o povo do Agreste e Sertão vai pagar pedágio. Enquanto isso as rodovias estaduais em sua boa parte estão cheias de buracos ou com remendos que não suportam uma forte chuva. Ou seja, inoperância do governo nas rodovias estaduais e mais gastos para o trabalhador na BR-235 como se já não bastasse IPVA, reajustes combustíveis, gás entre outros.

Em Simão Dias só se fala na dubiedade do prefeito.

 

De que lado está o prefeito de Simão Dias, Marival Santana? Na quinta-feira, 13 de setembro participou de uma carreata ao lado do candidato ao governo Eduardo Amorim, do PSC, partido também dele. Na sexta-feira, 14 de setembro estava ao lado de Belivaldo Chagas. Em Simão Dias só se fala na dubiedade do prefeito que se não bastasse a péssima administração não tem coragem nem mesmo de assumir um candidato ao governo.

 

 

Mesmo em situação de emergência, prefeitura de Tobias Barreto continua realizando festas O prefeito de Tobias Barreto não está dando a mínima atenção para a lei de responsabilidade fiscal, e nem para a recomendação do Tribunal de Contas do estado, que emitiu um documento e encaminhou às prefeituras que decretaram situação de emergência, recomendando as mesmas que não realizem festas enquanto o decreto estiver em vigor, respeitando a resolução TC nº 295/2016.

Festa O prefeito Diógenes Almeida decretou situação de emergência no município alegando a situação de seca em 27 de julho de 2018, conforme documento abaixo. Mesmo diante do referido decreto realizará este ano a festa do vaqueiro, evento esse que deixou de acontecer há mais de 8 anos.

Fiscalização Outras festas foram realizadas pela prefeitura no período em que o referido decreto foi estabelecido a exemplo das festas de agosto na praça da igreja matriz e no povoado capitoa. Os órgãos fiscalizadores do Ministério Publico eleitoral, precisam estar atendo a esses tipos de manobras. Por Vque só em ano eleitoral? Tendo em vista que o município se encontra em Estado de Emergência, um evento a 7 dias da eleição poderia influencia no pleito dos candidatos apoiados pelo gestor público municipal daquele município. É a pergunta que todos os Tobienses fazem.

Hotel Palace A Secretaria de Estado do Turismo e a Empresa Sergipana de Turismo ( Setur/ Emsetur), no dever de tranquilizar a sociedade sergipana a respeito da atual situação do Hotel Palace, pois é responsável somente por dois andares do prédio, informa que todas as providências estão sendo tomadas com o intuito de realizar uma intervenção por meio da Seinfra e CEHOP, baseando-se nos laudos da Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, gerenciados pelo Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE), que expõem sobre a fragilidade na parte estrutural do prédio.

PELO E-MAIL E FACEBOOK

Querem calar a nossa voz, mas somos sementes.

Carta aberta aos sergipanos e sergipanas

Deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida,
preciso demais desabafar…

Sergipanas e sergipanos,

Uma eleição para a escolha das pessoas que nos representarão nos espaços de decisão coletiva é, acima de tudo, uma conquista democrática. E o período da campanha eleitoral é uma oportunidade de diálogo, de aproximação, de contato entre candidatos e eleitores.

É um momento em que os candidatos podem apresentar suas ideias, propostas e projetos. É também um momento em que os cidadãos e cidadãs podem conhecer, questionar, simpatizar, criticar as ideias, propostas e projetos dos candidatos.

Uma das principais formas de aproximação entre as ideias dos candidatos e os desejos e necessidades do povo, especialmente a grande parcela da população que ainda não está conectada à internet, é através da propaganda eleitoral no rádio e na televisão. É a partir dos programas de rádio e TV que muitas pessoas escolhem em quem votar ou tomam o primeiro contato com o seu futuro candidato.

É por reconhecer a importância da propaganda de rádio e TV para o debate de ideias que, através desta carta, vimos tornar público que a coligação “Pra Sergipe Avançar” proibiu que nós, Iran Barbosa e Professora Ângela Melo, continuássemos dialogando diretamente com cada cidadão e cidadã de Sergipe através do rádio e televisão.

O motivo apresentado foi uma chantagem: deveríamos, ao final de todas as nossas aparições no rádio e televisão, pedir votos para o candidato da coligação ao Governo do Estado, Belivaldo Chagas.

A nossa resposta foi transparente, como sempre foi a nossa atuação pública: não pediremos voto para partidos que, ao apoiarem a retirada de Dilma da Presidência e a prisão de Lula, fizeram o Brasil retroceder décadas em seus avanços democráticos e nos direitos das trabalhadoras e trabalhadores. Além do mais, estivemos nas ruas denunciando os graves problemas do governo de Sergipe nas áreas de educação, saúde, assistência social e segurança pública, sendo que participamos ativamente das lutas contra a política de arrocho salarial dos servidores públicos, o parcelamento e pagamento atrasados aos aposentados, além da total destruição da carreira dos professores e professoras.

Se fizéssemos diferente e, aceitando a proposta da coligação, pedíssemos voto para o candidato a Governador estaríamos mentindo para as sergipanas e sergipanos. E isso seria um crime contra as nossas consciências e uma irresponsabilidade com as cidadãs e cidadãos do nosso estado.

Somos do mesmo grupo político da deputada Ana Lúcia. Nesses 16 anos em que representa o povo de Sergipe na Assembleia Legislativa, Ana Lúcia sempre foi fiel ao seu compromisso não com governos, mas com cada trabalhadora e trabalhador, com os desempregados e desempregadas, com as comunidades tradicionais quilombolas, ribeirinhas, de pescadores e pescadoras, com os camponeses, camponesas e pequenos/as agricultores/as. Por isso, Ana Lúcia já foi vítima de diversos boicotes, como estamos sendo agora. Mas, independente disso, a população sergipana sempre reconheceu a sua importância como representação da sua voz no Legislativo. Temos certeza que, também neste caso, as sergipanas e sergipanos saberão reconhecer o que está em jogo.

Entre sermos subalternos a interesses mesquinhos da coligação “Pra Sergipe Avançar” ou sermos honestos com o povo de Sergipe, não temos dúvidas do caminho a seguir: ficamos com o povo.

Sergipe, 16 de setembro de 2018.

Iran Barbosa 13900 – Candidato a Deputado Estadual
Professora Ângela Melo 1390 – Candidata a Deputada Federal

ARTIGO

Recado de Zé de Juca por Joseilton Nery Rocha

Quarta-feira, 12, a festa foi completa lá no céu. O aniversário do meu velho pai, 85 anos. Ele me disse que não quis fazer a comemoração aqui na terra. Me pediu que contasse a todos com jeitinho. A vida já estava sem sentido, embora o amor, o carinho e a companhia dos filhos, netos, bisnetos, genro, noras e amigos. Por isso, partiu dois dias antes, no dia 10, num foguete, como afirmaram seus netos Arthur Davi e Lucas Kelvin.

Lá no céu a festança foi mais animada, com sua amada Moreninha, sua mãe Izabel, seus irmãos Paulo, Conceição e Danilo, sua sogra Aurelina e seus cunhados Zezinho e Francisquinho que levaram suas amadas Esmeralda e tia Lili. Na enorme mesa central, se posicionaram o tio Juca, a madrinha Carmelita e a prima Elenita, que são compadres e comadres também. Ao lado deles, reencontraram após muitos anos, o tio Euclides e a tia Pureza. Disse que mamãe, ao revê-los, protagonizou aquele chororô, como sempre. Outros primos queridos de mamãe, como Nerão e Maria Luísa de Itaporanga, além de Bichinho e Marly estiveram sempre juntinhos. Num canto próximo, outros compadres queridos deles Bobô, Enário, Dão, Carlito e Hermínio. O vizinho Expedito, conterrâneo, chegou cedo na festa e foi logo contando as novidades (fofocas) do céu.

Me falou que, como havia me contado antes, ouviu suas canções prediletas. Entre outras “Naquela Mesa” e “Chico Dum Dum”, com Nelson Gonçalves; “Adeus, Cinco Letras Que Choram”, com Francisco Alves; “Nossos Momentos”, com Eliseth Cardoso; “Entre Espumas”, na voz de Roberto Müller; valsas de Orlando Silva, o “Cantor das Multidões”, entre as quais “Rosa”, chegando a entoar para todos os presentes a estrofe “Tu és, divina e graciosa, estátua majestosa do amor. Por Deus esculturada e formada com ardor. Da alma da mais linda flor de mais ativo olor. Que na vida é preferida pelo beija-flor…”. Todavia também atendeu o gosto musical de Moreninha. Com ela escutou e dançou, como nos bons tempos da Cavalheiros da Noite, os sucessos de Ângela Maria, Carmen Silva e até Roberta Miranda. Para relembrar os tempos juninos, das ruas alegres e enfeitadas de Propriá e do forró de Budega, relatou que ouviu baião, xote, xaxado e coco, em interpretações do Rei Luiz Gonzaga, do Trio Nordestino e de Jackson do Pandeiro. O partido alto de Bezerra da Silva e o “Trem das Onze” de Adoniram não faltaram.

Ah, também me contou que rememorou suas paixões do futebol ouvindo os hinos do América e do Botafogo. Reviveu gols de Heleno de Freitas, Quarentinha, Garrincha, Didi e Jairzinho. Os tentos do outrora “Tricolor da Ribeirinha” de Bobô, Tiquinho e Geraldo, bem como os mais recentes de Alan, Mica e Carlinhos também. Reviveu as sensacionais defesas de Pedro Babu, França e Thenisson, numa roda com seus compadres Bobô, Enário e Dão, além de Vílson, Tonho de Olímpio e o querido Zé Neto (patrono e líder político do seu PSD).

Tudo regado àquela cerveja bem gelada e as cachaças que ele gostava. Na refeição, muqueca de surubim, pirão de mão-de-vaca, sarapatel e buchada. Diversidades para atender todos os gostos e ninguém reclamar, afinal a turma da birita estava lá também. Mamãe foi liberada pra beber refrigerante misturado com cerveja, como ela fazia aqui. Em certa altura, a teimosa não resistiu a provar uma fatia de bolo de chocolate e uns salgadinhos.

Uma parte muito emocionante foi a apresentação de um documentário com paisagens da sua linda Propriá. A Rua da Frente e o Velho Chico, as várzeas de arroz, a região do comércio, a Catedral, a Igreja do Rosário, a pracinha da gruta de Lourdes, a Pça. Fausto Cardoso e o belo prédio da sua Suvale, a estação ferroviária, as festas do Bom Jesus, do Santo Antônio e do São Cristóvão (padroeiro dos motoristas), o Estádio José Neto em dia de gala do América e sua fervorosa torcida. O ferro de engomar e a Rua da Linha, nos áureos tempos.

Para finalizar, me falou que soube que aqui não teve tanta alegria, na casa dele. Que todos se reuniram, porém ainda estavam muito sentidos. Reafirmou que só quer alegria e casa cheia para sempre. Que continuássemos sempre juntos e agarradinhos, como Moreninha sempre pediu e ensinou.

Se despediu de mim, mandando dizer que precisava descansar, pois a festa rolou madrugada a dentro, com muita animação. E pediu a Deus que abençoasse todos nós, inclusive que tivéssemos juízo na hora de votar para presidente da República, no dia 7 de outubro.Que tivéssemos cuidado com os pseudo profetas moralistas.

PELO TWITTER

www.twitter.com/BlogdoNoblat “Se liberdade significa alguma coisa, significa o direito de dizer às pessoas aquilo que elas não querem ouvir”. George Orwell, escritor, jornalista e ensaísta político inglês.

www.twitter.com/zehdeabreu Assim como um morto não sabe que está morto, um imbecil não sabe que é imbecil.

www.twitter.com/revistabula Não há nada que fazer pelo ser humano: o homem já fracassou. (Nelson Rodrigues).

www.twitter.com/Lgadvaju Eduardo Amorim agora é Dudu? Minha Nossa Senhora.

www.twitter.com/Edson_BomfimNão quero contato nem conversa com parentes que apoiam as teses de Bolsonaro. Isso serve também para conhecidos. Chega!

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“Um homem que rouba por mim fatalmente roubará de mim.” Theodore Roosevelt.

Comentários