Exportações de Sergipe diminuíram

0

As exportações em Sergipe, no mês de outubro passado, somaram US$ 3,9 milhões, retraindo 31,4%, quando comparado com o mês de outubro do ano passado e diminuindo 33,5% em relação ao mês imediatamente anterior (setembro/2018). Enquanto isso, as importações ficaram em US$ 9,4 milhões, com retração de 7,9% no comparativo como o mesmo mês do ano anterior. Já em relação das importações do mês de setembro de 2018, a contração foi 58,4%. Por fim, o saldo da balança comercial no décimo mês do ano, ficou deficitária, fechando o mês com saldo negativo de aproximadamente US$ 5,5 milhões. No mês em análise, as vendas de sucos de laranja congelado, não fermentados k, fecharam em USA$ 1,9 milhão, respondendo por 50% das exportações sergipanas. Já as vendas de calçados cobrindo o tornozelo, parte superior de borracha plástica, somaram US$ 740 mil, representando 19,1% das exportações. Dessa forma, aproximadamente 70% das exportações do Estado foram representadas por esses dois produtos. O principal destino dos itens produzidos em Sergipe, no mês analisado, foi a Bélgica que demandou quase 52% das vendas do Estado. Em termos nominais, as vendas para os belgas somaram US$ 1,2 milhão. O segundo principal destino das exportações sergipanas foram os Países Baixos, que adquiriram US$ 687 mil, ou em termos percentuais 17,7%. Já as importações do mês em análise, concentraram-se nas aquisições de superfosfatos, que contenham, em peso, 35% ou mais de pentoxido de disfosforo (P205)_ que somaram US$ 1,3 milhão ou 14,4% das compras sergipanas e do diidrogeno-ortofosfato de amônia (fosfato monoamônico ou monomoniacal), mesmo misturado com hidrogeno-ortofosfato de diamônio (fosfato diamônico ou diamoniacal), que totalizou pouco mais de US$ 1 milhão ou 11,3% das compras do mês. Quanto a origem dos produtos adquiridos por Sergipe, Marrocos e China se destacaram por fornecerem US$ 2,3 milhões e US$ 1,2 milhão em produtos, nesta ordem. 

Foi defender a irmã

No afã de defender os direitos da irmã, Carminha Mendonça, vice-prefeita de Itabaiana, cujo prefeito, Valmir de Francisquinho mofa já há alguns dias, na prisão, acusado por corrupção, a deputada Maria Mendonça, no plenário da Assembleia Legislativa, fez quase uma declaração de guerra ao deputado Luciano Bispo, atual Presidente da Casa. “Ninguém nunca me viu em reunião sozinha com Luciano Bispo, ou atendendo a seu chamado. Nunca fiz acordos com adversários políticos. Só estive em reunião com ele quando participavam outros deputados, ou o colegiado da Casa.Quanto a posição de Carminha, vice-prefeita, ela está no direwito dela para não se passar pooro omissa. O município está acéfalo sem ninguém para tomar as providências administrativas cabíveis, Logo é cabível que ela reivindique à Câmara Municipal sua possível investida no cargo de Prefeita, enquanto não chega uma posição da Justiça’. A deputada defendeu também os interesses dos marchantes que trabalham no Matadouro, hoje fechado. Eles são os grandes prejudicados dessa crise. “É preciso uma providência rápida que não lhes cause mais prejuízos”. “Carminha não pretende ser prefeita nessa gestão. Se foi conversar com o Presidente da Câmara, foi tão somente para não ficar omissa, diante desta crise de poder no município”. Apesar desta discurso, até ontem a noite não se tinha uma solução para o “affair Itabaiana”. Aguarda-se o pedido de habeas-corpus feito ao Supremo Tribunal de Justiça, pelos advogados de Valmir de Francisquinho.

A Rádio Jornal foi vendida

Ex-governador do Estado e ex-Prefeito da Capital, o dr. João Alves filho começa a se desfazer do seu patrimônio. Ele vendeu sua emissora de rádio, a Rádio Jornal de Sergipe, por um balor não divulgado, embora se fale em torno de 4 milhões de reais. A Jornal agora é de propriedade do Sr. José Arinaldo de Oliveira e seu filho, do municipio de Frei Paulo, onde já possuem a a Rádio Educadora. Eles agora estão investindo alto, para fazer da Jornal a mais nova emissora FM da Capital. Ah, diga-se de passagem: os novos donos da Jornal indenizaram, conforme as leis trabalhistas, todo o pessoal que trabalha na Jornal. Até Augusto Junior, diretor da emissora e funcionário do jornal “Correio de Sergipe” também foi indenizado. Diizem por aí que se João Neto, diretor do grupo de comunicações João Alves Filho, receber uma boa oferta pelo “Correio”, ele também torra nos cobres.

Pastor Antônio está na China

Quem procurou o deputado Pastor Antônio dos Santos esta semana nas sessõ3es normais da Assembleia Legislativa não o encontrou. Pudera, ele está em viagem. Foi ali, pertinho e volta já. Ele está na China, integrando a delegação da Unale, para participar da Conferência Internacional das Cidades Irmãs da China. Só retorna ao Brasil, no dia 19 próximo. Ele está na cidade de Wuhan e ainda fará uma visita técnica à cidade de Pequim, na República Popular da China. O deputado Pastor Antônio não logrou êxito na sua candidatura a Deputado Federal. Em compensação, o “estrangeiro” Waltewan Noventa que ninguém sabe quem é vai ser conduzido àquela Câmara a partir de primeiro de fevereiro.

Comentários