Faltam policiais civis e militares

0

De todas as áreas, sem dúvida nenhuma, após 20 meses, o atual governo do Estado, não conseguiu modificar o conceito da segurança pública perante a comunidade sergipana. Qualquer pesquisa qualitativa que for realizada mostrará o anseio da população pela falta de segurança. O mais interessante que nos últimos meses foram investidos na segurança pública montantes significativos. Na parte de equipamentos o governo do Estado investiu muito e na área de pessoal, iniciou uma política de valorização da polícia civil e melhorou significativamente a remuneração da PM, principalmente dos oficiais.

E o que falta para que a máquina da SSP engrene?  Qualquer leigo que receber os números da segurança pública no Estado constata de cara uma realidade: faltam policiais. Tanto no policiamento ostensivo, onde os policiais militares atuam bravamente, mas outros colegas, cerca de mil continuam em desvio de função e não conhecem o que é trabalhar nas ruas por alguns anos.  Sem falar que o prazo do último concurso se exauriu e o atual governo prometeu, mas até o momento não realizou  outro.
 

Já na polícia civil o problema é pior. Desviados para outras funções são poucos os policiais. Porém, a informação que chega a este espaço que apenas cerca de 250 policiais civis estão trabalhando no interior. É pouco, é quase nada. E pasmem: tem vários municípios que não tem um policial civil. Vários deles têm apenas um. Somente as delegacias regionais, como Lagarto, Propriá, Itabaiana e Estância têm os policiais civis necessários para o bom andamento dos trabalhos.  Este levantamento, com o número de policiais civis em todos os municípios, já foi solicitado a um membro da SSP, por este jornalista. No acordo que o governo fez com a policia civil, a partir de janeiro os policiais terão a carga horária aumentada de 6 para 8 horas, mas isso não acabará com o déficit existente. 
 

Ou seja, para resolver o problema da falta de policiais militares nas ruas é preciso vontade política para colocar os que estão em outros serviços nas ruas. Já na polícia civil o problema será resolvido com a realização de concurso público, o mais urgente possível. E o mais importante, no concurso os policiais já entrarão com nível superior. Ou seja, será uma nova geração, com uma remuneração digna, que poderá contribuir para mudar o quadro atual da segurança pública em Sergipe. 

 

Informações da PM

Este espaço pede a algum leitor da PM que informe quantos oficiais estão lotados no interior do Estado. Em off, o espaço foi informado que o número de oficiais é pouco, mas pouco mesmo. Assim de nada adiantará o TCO já que o mesmo terá que ser feito por um oficial.

 

Quantos policiais civis foram presos neste governo?

Uma pergunta a Corregedoria da Polícia Civil. Quantos policiais civis foram presos neste governo por conta de desvio de conduta, crimes e etc?

 

Ananias estava hibernando

E aquele parlamentar Ananias! Parece que estava hibernando durante o ano passado. Não é que ele cismou agora com os parquímetros, que foram implantados desde o ano 2000. Naquele período o preço alto era o maior problema e de lá para cá não teve aumento. Mas Ananias acordou, saiu da hibernação…

 

Itabaiana, empregos e administração pública I

Ontem, 20, este jornalista recebeu cd`s com alguns programas do horário eleitoral de candidatos no interior do Estado, entre eles o de Itabaiana. Se tem um político carismático no interior de Sergipe, este chama-se Luciano Bispo. Se metade deste carisma fosse revertida para o lado de administrador seria imbatível. Porém, pelo programa apresentado a assessoria de Luciano está o orientando de forma errada. Ele disse que vai combater a violência gerando empregos, mas que estes virão através da Prefeitura. Nunca se viu em campanha política alguma, o candidato falar sobre crescimento sem empresas ou indústrias. Gerar empregos em prefeitura é o mesmo que declarar o famigerado “cabide de empregos”. Sendo assim a cidade jamais crescerá, muito pelo contrário, estagnará. Se for assim, a cidade não se capitaliza, pois o capital fica girando na própria localidade, sem indústrias nem empresas novas não há como arrecadar fora para retornar à cidade. É igual a uma empresa que vende só para seus funcionários. Vai crescer como? Vai quebrar a cidade, aí nem emprego nem salário.

 

Itabaiana, empregos e administração pública II

Muito estranho alguém dizer que gerará empregos através da Prefeitura, isso porque os servidores públicos na administração do ex-prefeito ficaram sem receber por uns 5 meses, inclusive viviam pedindo ajuda nas casas e lojas pelo não pagamento dos salários. Empregado sem salário é pior que desempregado, pois trabalha, fica preso ao emprego pelo medo de perder seus direitos e não têm outra alternativa a não ser a humilhação de pedir de porta em porta.

 

Cadê o marqueteiro de Luciano Bispo?

Cadê o marqueteiro político de Luciano Bispo? Anunciaram pelos quatro cantos sobre um tal marqueteiro ligado a Duda Mendonça, mas quem ouve o programa de rádio do candidato a prefeito, Luciano, só ouve as mesmas coisas de 20 anos atrás. Um programa fraco, sem nada de novo. É impossível não perceber a diferença entre o programa dele e da atual prefeita, candidata à reeleição. É literalmente um banho de qualidade e criatividade. O grupo de Luciano “arrotou” por todos os rincões de Itabaiana que a campanha dele era “criativa”, se for assim, então se transformou em “cavalo paraguaio” e perdeu fôlego, pois é um verdadeiro show o programa de rádio de Maria Mendonça perante o do Luciano. Incomparável! O de Maria parece campanha a governo de Sergipe e o de Luciano para vereador. E depois ainda vem dizer que mudou. Como diria Osmário: “apois”!

 

Crime eleitoral em Monte Alegre

Ontem, 20, por volta das 19hs, o Juiz Eleitoral da 18ª Zona de Porto da Folha, que tambem atende a cidade de Monte Alegre de Sergipe, apreendeu no comitê do Candidato Tonhão de Monte Alegre computador e outros materiais que estavam no interior do mesmo. Segundo informações de populares que estavam próximo e vizinhos do Comitê, o Juiz Pablo Moreno, da referida comarca, recolheu computador, Medicamentos, Receituários e Talões da Energiza como também da Deso. O próprio candidato teve que prestar esclarecimentos ao juiz no Fórum da Cidade de Porto da Folha.

 

Supremo proíbe prática de nepotismo nos três Poderes

Deu na FSP de hoje, 21:O Supremo Tribunal Federal decidiu ontem, por unanimidade, proibir a contratação de parentes nos três Poderes da União com exceção para a indicação de ministros de Estado e secretários estaduais, municipais e do Distrito Federal. Com a decisão, o tribunal editou sua 13ª súmula vinculante, cujo texto deverá ser definido ainda hoje, no plenário do tribunal. A orientação definida deverá ser seguida inclusive por aqueles que nomearam parentes antes do julgamento ocorrido ontem. Assim que o texto for aprovado, o Ministério Público pode protocolar diretamente no STF reclamações contestando possíveis casos de descumprimento de sua decisão”.

 

Britto: nepotismo é proibido em toda administração

“Nós deixamos ainda mais claro, ainda mais explícito que o nepotismo é proibido em toda a administração pública brasileira”, afirmou o ministro Carlos Ayres Britto. A Corte afirmou que a prática do nepotismo é contrária a princípios constitucionais que regem o artigo 37 da Constituição -responsável por definir as regras da administração pública. Em seu parágrafo inicial, o artigo afirma que “a administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência”. O texto da súmula, instrumento que determina a jurisprudência sobre o assunto, chegou a ser proposto por Ricardo Lewandowski, relator de ação específica que motivou a decisão mais ampla. “A proibição do nepotismo na administração pública direta e indireta em qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios independe de lei, decorrendo diretamente dos princípios contidos no artigo 37 da Constituição.”

 

Coronel faz ameaças em emissora de rádio I

O coronel Maurício da Cunha Iunes fez hoje ameaças públicas no programa Jornal da Ilha, apresentado pelo radialista e deputado Gilmar Carvalho, ao locutor de carro de som, Vagner de Matos, da cidade de Rosário. Vagner concedia entrevista e relatava que na noite da última segunda-feira (18), amigos seus foram até a sua residência avisar que o coronel Iunes estava na praça lhe esperando, provavelmente para tirar satisfações pessoais. A informação, segundo o locutor, era que o oficial da PM estava contrariado com algumas declarações de Vagner em relação à esposa dele, que é candidata a vereadora. Vagner estranhou o fato, pois disse que nunca fez qualquer comentário sobre a mulher de Iunes. No rádio, coronel Iunes confirmou a versão do locutor e acrescentou que a questão “é  estritamente pessoal.” O oficial disse que não irá aceitar que denigram a imagem da sua esposa. Sem medir as palavras, o coronel foi ríspido.

 

Coronel faz ameaças em emissora de rádio II

“Não vou aceitar isso porque ela tem marido. Sou um homem decidido, diferente de outros  que fazem papel de moleque. A honra da minha mulher eu resolvo na mão.”Gilmar Carvalho considerou as declarações do coronel Iunes um acinte à cidadania, e afirmou que irá encaminhar a gravação do programa para a delegada de Rosário do Catete. “Não estou defendendo que se ofende a esposa seja lá de quem for, mas não se pode resolver essa ou qualquer outra situação de ofensa na mão”, opinou o parlamentar. (Em pauta comunicação).

 

Mendonça leva propostas a bairros carentes

Propostas para melhorar o serviço de saúde pública, garantindo a contratação de profissionais, interligação da rede tecnológica e aquisição de medicamentos; educação em tempo integral para manutenção da criança na escola em dois turnos, com oferta de até três refeições diárias; regularização e implantação de novas linhas no transporte urbano; e ampliação da abrangência dos serviços de coleta de lixo foram algumas das propostas levadas por Mendonça Prado, candidato a prefeito de Aracaju, às comunidades dos bairros São Carlos, Maria do Carmo, Jardim Centenário e Bugio, na noite da terça-feira, 19 de agosto. A comitiva 25 foi liderada pelo coordenador geral da campanha, deputado estadual Augusto Bezerra. “Estamos nos apresentando, trazendo nossas propostas, dialogando com a população, ouvindo suas expectativas e tentando adequá-las ao nosso planejamento de gestão pública”, explicou Mendonça a um grupo de lideranças que o aguardavam na concentração da mini-carreata 25.

 

Fórum sobre destinação dos resíduos sólidos I

A Secretaria de Estado dos Transportes e da Integração Metropolitana – Setram, em parceria com a SEMARH, SEPLAN e ADEMA, realizam nesta quinta e sexta-feira, 21 e 22 de agosto, o I Fórum sobre Alternativas Locacionais e Soluções Tecnológicas para Destinação Final dos Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Aracaju. Técnicos e especialistas apresentarão, no evento, experiências de outras regiões do Brasil e resultados de estudos técnico-científicos realizados na região metropolitana de Aracaju. O fórum tem como objetivo identificar três áreas para que outros estudos possibilitem definição de local adequado para destinação final do lixo urbano.

 

Fórum sobre destinação dos resíduos sólidos II

Segundo o secretário Bosco Mendonça, coordenador geral do Fórum, é fundamental levar em conta a responsabilidade social e a contribuição ao desenvolvimento sustentável, como condição intrínseca para preservar o meio ambiente e a qualidade de vida das gerações atuais e futuras. “A preocupação do atual Governo do Estado de Sergipe é viabilizar soluções adequadas para tratar da destinação final de resíduos sólidos da região metropolitana de Aracaju e de todo o Estado. Soluções que devem ser construídas por um processo deliberativo pautado em informações técnicas e científicas existentes”, diz Bosco. O secretário afirma que qualquer decisão deve ser sustentada em argumentos técnico-científicos, ambientais, econômicos, sociais e políticos, já que modificará a realidade dos municípios de São Cristóvão, Nossa Senhora do Socorro, Barra dos Coqueiros e Aracaju. “Toda racionalidade é socialmente determinada. Enfrentar a atual situação de destinação de resíduos na região metropolitana de Aracaju é tarefa necessária que não pode mais ser adiada”, ressalta Bosco Mendonça.

 

XXV Jogos da Primavera serão abertos nesta 5ª feira

Os XXV Jogos da Primavera serão abertos nesta quinta-feira, 21, no Ginásio de Esportes Constâncio Vieira. Durante 10 dias mais de seis mil atletas estarão participando das competições de 16 modalidades esportivas. O tema da cerimônia de abertura será ‘Ano Olímpico”. No final da tarde de ontem, 20, a comissão organizadora realizou o último ensaio geral, fechado ao público, no próprio ginásio de esporte. A organização do evento é da Secretaria de Estado da Educação (Seed). As competições desta segunda etapa dos jogos prosseguem até o dia 30 de agosto e terão a participação de 6.200 estudantes/atletas de 335 escolas, sendo 177 escolas públicas estaduais, 71 escolas particulares, 84 municipais e três federais. As escolas competirão em quatro modalidades coletivas e doze modalidades individuais.

 

Inscrição para Ciclo de Matemática encerra nesta 6ª feira

 A Secretaria de Estado da Educação (SEED) encerra nesta sexta-feira, 22, o período de inscrição para o 1º Ciclo de Palestras sobre o Ensino de Matemática. Os professores interessados em participar devem acessar o sítio da SEED (www.seed.se.gov.br). Já os coordenadores pedagógicos, diretores e técnicos poderão se inscrever nas sedes das diretorias regionais de educação (DRE´s). O ciclo vai acontecer no dia 27 de agosto, das 8h às 17h, no Hotel D´Burgês, localizado no bairro Coroa do Meio, em Aracaju. A abertura do evento será realizada pelo secretário da Educação, professor José Fernandes de Lima. Idealizado pelo Departamento de Educação (DED) da SEED, o evento prevê discutir e propor soluções para a melhoria da qualidade do ensino da matemática nas escolas da rede. A iniciativa surgiu após verificar que exames nacionais como o SAEB, Prova Brasil e ENEM, demonstraram resultado insatisfatório quanto ao desempenho dos alunos na disciplina matemática.

 

Magistério: o que posso nesse poço ? I

Esse é o título de um trabalho de pesquisa feito pela psicóloga Valbia Cristiane Cordeiro Alves, em conjunto com psicólogos e estudantes do departamento de Psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, que teve como diretriz investigar quais os processos de adoecimento (poço) e os que geram saúde no trabalho docente (posso).A partir da análise e discussão das questões que permeiam o universo do cotidiano escolar, a pesquisa procurou investigar que tipo de escola está sendo produzida na atualidade, quais as práticas pedagógicas que são inseridas, a clientela do cotidiano escolar, os sujeitos que estão envolvidos no processo de escolarização e os que ainda se submetem à escolarização dentro de um aparelho ideológico do Estado.

 

Magistério: o que posso nesse poço ? II

Os textos da pesquisa resultou no livro “A (re) invenção da escola: desafios contemporâneos para o trabalho do psicólogo”, cuja coletânea de textos coloca em cena situações de um contesto escolar na cidade de Vitória em que os seus personagens possuíam dúvidas sobre saúde no trabalho e interrogações sobre os  processos de gestão de vida e das práticas educacionais. O livro se constitui numa excelente fonte de consulta sobre a saúde do trabalhador na educação e está disponível na Universidade Federal de Sergipe, na Faculdade Pio X, na FASE, na UNIT e no Conselho Federal de Psicologia, em Sergipe. O projeto foi desenvolvido com o apoio do Fundo de Apoio à Ciência e Tecnologia (FACITEC) e da Companhia de Desenvolvimento de Vitória, ambos do Espírito Santo.A psicóloga Valbia Cristiane realizou a pesquisa em conjunto com pesquisadores do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Subjetividade e Políticas do Departamento de Psicologia, da Universidade Federal do Espírito Santo, e atualmente reside em Aracaju/SE. Maiores informações:valbiacristiane@yahoo.com.br

 

DO LEITOR

 

Precisam de postos médicos nas repartições públicas                       

De um servidor da Sefaz: “ Ontem na Sefaz sede, 20, um funcionário terceirizado passou mal após a sua glicemia baixar, o mesmo é diabético. O funcionário teve reações fortes, se batendo no chão e soando frio. Teve que ser necessário 6 homens o segurar, pois o rapaz tava derrubando tudo e batendo a cabeça no chão. O desespero bateu e não se podia fazer nada, pois não tinha a quem recorrer, pois se quer existe um posto médico para atender os funcionários.  A sorte do cidadão é que na Sefaz tinha dois auditores por perto que também são médicos e o socorreu”.

 

Lagarto: esgoto para todos

Do leitor lagartense, Haroldo Oliveira: “Resolvi entrar hoje (quarta) no site do candidato a prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro. Deparei-me com “os 20 motivos para votar em Valmir”, aliás, uma quantidade muito pouca para o tamanho do município de Lagarto (http://www.valmir20.can.br/20motivos.php). Mas até aí tudo bem. Tudo bem até chegar ao motivo 14, que diz que Valmir “vai criar o programa Esgoto para Todos que tem como meta erradicar o esgoto a céu aberto na cidade.” Ora, se o candidato diz que vai acabar com o esgoto a céu aberto, como ele pode nominar um programa de “Esgoto para Todos”? Como será a distribuição desse benefício? Através de caminhões limpa-fossa? E quem não tiver esgoto, vai ganhar o seu? Haverá algum tipo de cadastramento por rua, família? Bom, tenho certeza que muitos lagartenses não vão querer fazer parte desse programa, até porque, quem vai querer um esgoto na porta de casa? Para finalizar, sugiro aos marqueteiros de Valmir, chamados por Cabo Zé de “marreteiros” que mudem o nome do programa para “Saneamento para Todos”, que fica bem mais adequado ao objetivo proposto pelo candidato”.

 

Candidatura de vereador em Graccho

Do leitor Alex: “Caro Cláudio Nunes, essa semana li em seu blog uma noticia que falava do então candidato a vereador na cidade de Graccho Cardoso, Cassinho de Quixabeira. Continuando a idéia do amigo, a guerra entre a justiça x um candidato com um diploma falso. Por um instante acreditamos que a justiça tinha vencido, pois em consulta ao site do TSE no dia 19/08/2008, verifiquei na ficha do  Cassinho que a candidatura dele estava indeferida, Parabéns para a Justiça Eleitoral, cumpriu com lei. É mas o parabéns durou apenas vinte e quatro horas, pois no dia 20/08/2008 ele já estava APTO a concorrer novamente. Nossa tanto que acreditávamos que a justiça iria fazer cumprir a lei, por apenas 24 horas. É uma vergonha para população local, para o Estado ou quem sabe até para o Brasil, uma pessoa adquirir um diploma falso, é adquirido as provas que por sinal estão em poder da justiça, um juiz cancela a candidatura e 24 horas depois ele já pode concorrer as eleições. Essa é a educação eleitoral que devemos ter? O que podemos esperar do futuro? Se uma pessoa apresenta um diploma falso e descoberto e vai concorrer as eleições, em que devemos colocar a culpa, no eleitor ou nas leis não cumpridas? Alguém pode me responder?”

 

Propaganda eleitoral pela tevê

De um leitor: “Se já não bastassem as propagandas eleitorais dos partidos que vêm por aí, via televisão, dentro da propaganda eleitoral obrigatória, no espaço, muito grande, concedido à Justiça Eleitoral, ficam repetindo as mesmas mensagens com imagens, repetindo, repetindo, repetindo… o pior é que desvalorizam as mesmas, que foram muito bem boladas, imaginativas, desejando esclarecer que o eleitor pense bem antes de votar para não fica quatro anos (os mandatos) atormentados porque escolheram mal. Desse modo as boas idéias (a da abelha no ouvido é notável), repetidas tantas vezes, tornam-se chatas e tendem a virar desperdício, por serão vulgarizadas pela chatice da repetição. Uma pena. Por que tem que ser assim, as coisas no Brasil? Poderiam dispensar o espectador de tantas repetições, inclusive diminuindo o tempo obrigatório”.

 

Fim do nepotismo

De um leitor: “Agora que o STF decidiu definitivamente pelo fim do nepotismo em toda administração pública, cabe agora a nós, cidadãos, denunciarmos, através da imprensa, os casos que ainda existem. Nesse sentido, seria interessante que o Poder Executivo, o Poder Judiciário, o Poder Legislativo, o Tribunal de Contas e o Ministério Público publicassem listas com os nomes de todos os comissionados para facilitar a identificação dos parentes, fortalecendo, deste modo, o princípio da publicidade que, assim como os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade e eficiência, encontra-se expresso no artigo 37 da Constituição Federal.”

 

Frase do Dia

“A lealdade dá tranqüilidade ao coração.” William Shakespeare.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários