Feliz Ano Velho

0

Estranhou o título acima? Então você não é brasileiro, ou não conhece direito este país. É comum ouvirmos desde criancinha que “o ano só começa depois do Carnaval”. De tanto a frase ter sido repetida, acabou se tornando uma verdade incontestável para alguns privilegiados. A classe política, por exemplo, levou isso ao pé da letra. Embora tenha retornando do recesso parlamentar no início de 2011, o Congresso praticamente não fez nada, além de gastar rios de dinheiro para garantir as mordomias dos congressistas. A nossa Assembléia voltou à labuta no último dia 15, porém só deverá começar a analisar projetos, como o da reforma administrativa do governo, na semana que vem. Diferente dos políticos, o cidadão comum começou o ano trabalhando, pois é a sua labuta diária que mantém as regalias dos que aprovam as leis para lhes garantir só começar a trabalhar depois do Carnaval e terminar o ano antes do dia 31 de dezembro.

 

Alô MP!
 
É correto não vender gasolina comum depois das 22 horas, sábados, domingos e feriados? Pois tem posto de combustível fazendo isso em Aracaju. Por que será?

 

Mais prevenidos

 

Os homens se previnem mais contra doenças sexualmente transmissíveis ao iniciarem um novo relacionamento do que as mulheres. É o que revela pesquisa do Ibope sobre hábitos de saúde e consumo da mulher. De acordo com o estudo, 55% dos entrevistados do sexo masculino afirmam que não dispensam o preservativo no começo da relação, enquanto que, entre as mulheres, esse número chegou a 49%.  A pesquisa mostra também que 40% das mulheres vivem fazendo dieta. Entre os homens, esse percentual é de 29%.

 

Faz de contas

 

Entrevistada pelo Jornal da Cidade, a presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheira Izabel Nabuco, foi categórica ao afirmar que ‘O TCE não é um Tribunal faz de contas, como dizem’. Bom, a coluna vai fazer de contas que acredita e não se fala mais nisso, pelo menos por enquanto.

 

Remédios grátis

A procura da população por medicamentos gratuitos contra diabetes e hipertensão, distribuídos pelo governo federal, registrou um aumento de 50% em fevereiro passado. Segundo o Ministério da Saúde, a demanda surpreendeu a indústria de medicamentos e a rede de farmácias conveniadas, que precisaram se adaptar. A falta dos remédios em determinados pontos, de acordo com o Ministério, se deu justamente pelo grande interesse da população, o que demandou um ajuste na fabricação e na distribuição. Então, tá!

Mulher no TRE

 

Com o término do mandato do desembargador Luiz Mendonça como presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), aquela Casa será dirigida por uma mulher. Para substituir Mendonça, o Tribunal de Justiça deverá escolher entre as desembargadoras Marilza Maynard ou Suzana Oliveira. Isso significa que as próximas eleições municipais em Sergipe serão presididas por uma mulher. Que bom!

 

Título eleitoral

 

A partir desta quarta-feira, a Justiça Eleitoral veicula uma campanha para incentivar os eleitores faltosos a justificar sua ausência às urnas. O prazo vai até o dia 14 de abril. Quem não seguir a orientação até essa data terá o título de eleitor cancelado e poderá ser impedido, entre outras coisas, de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e participar em concorrência pública ou administrativa. A mensagem a ser veiculada na campanha tem duração de 30 segundos e orienta o eleitor a procurar o cartório eleitoral para regularizar o título.

 

Licença irreal

 

A licença-maternidade de seis meses já é uma realidade para as funcionárias públicas, porém o benefício ainda não chegou a todas as gestantes que trabalham no setor privado. A lei prevê que a concessão dos salários dos dois meses extras é opcional para as empresas. O patrão que aderir pode descontar a despesa do imposto de renda. No entanto, somente as empresas que declaram pelo sistema de lucro real podem solicitar o incentivo fiscal. Ficam de fora aquelas que declaram pelo Simples ou pelo sistema de lucro presumido – micro e pequenas empresas.

 

Beiço mole

 

Criadores de cavalos de raça na Região Centro-Sul de Sergipe estão temerosos com os constantes roubos de animais. Segundo o Portal Lagartense, em um mês já foram roubados 15 cavalos de raça. O criador Sérgio Almeida perdeu um garanhão avaliado em R$ 7 mil e que era o mais caro de sua propriedade. O juiz de Direito Manoel da Costa Neto foi outra vítima. Os ladrões levaram três animais da raça manga-larga de sua propriedade em Riachão do Dantas. Até agora, a Polícia não tem pista dos ladrões de “beiço-mole”.

 

Do baú político

 

Na década de 90, uma brincadeira de Carnaval ameaçou o mandato do então deputado estadual Jerônimo Reis. Irmão da primeira dama de Pirambu, o parlamentar costumava passar as festas momescas naquele município, participando ativamente das brincadeiras. Uma delas era o jogo de futebol onde os “atletas” trajavam roupas femininas. Informado que Jerônimo vestiu saia para jogar bola, seu adversário político, deputado Rosendo Ribeiro Filho, enxergou uma oportunidade para cassar o mandato de Reis. Na primeira sessão da Assembléia depois do Carnaval, Ribeirinho subiu à tribuna para dizer que “tem deputado aqui que se veste de mulher, num grande desrespeito ao Parlamento”, bradou para, em seguida, citar o nome do deputado oponente e pedir sua cassação por falta de decoro parlamentar. Tranqüilo, Jerônimo explicou que o “escândalo” a que se referia Rosendo Ribeiro não passava de uma tradição carnavalesca em Pirambu, da qual participavam cidadãos comuns, autoridades locais e visitantes. Convenceu os outros deputados, que rejeitaram o pedido de abertura do processo de cassação.

 

Resumo dos jornais

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais