Fora os sugismundos

0

O fato de os políticos fichas sujas seguirem disputando eleições por força da morosidade judicial, não significa que o povo deve ficar calado e, pior ainda, ir às urnas votar em sujeitos envolvidos com crimes graves, como homicídio e tráfico de drogas ou naqueles acusados de fazer caixa dois, comprar votos e promover superfaturamento de obras para se locupletar. O eleitor pode colaborar com o aperfeiçoamento da democracia e a moralização da coisa pública, votando em candidatos que não estejam envolvidos com atos ilícitos. O cidadão precisa entender que quem vota em corrupto está prejudicando a si próprio. Portanto, precisamos estar conscientes sobre os malefícios causados pelos políticos fichas sujas e puni-los nas urnas. Essa é uma tarefa de toda a sociedade e que pode ser executada nas eleições municipais de 2016. Pense nisso!

Não sai

O ex-governador Albano Franco telefonou ao presidente estadual do PSDB, Pedrinho Barreto, para lhe pedir um favor: “Diga ao povo que fico”. Segundo o dirigente tucano, “Albano se disse confortável no partido, onde pretende permanecer e acrescentou que me considera um amigo-irmão”. Então, tá!

Bem na fita

Depois que anunciou ter deixado o Partido Solidariedade, o ex-deputado e jornalista Gilmar Carvalho tem sido paquerado por vários partidos. Nos últimos dois dias, ele já foi convidado a assinar ficha de filiação nos PSB, PDT, PSDB e PEN. O “Cancão”, que pretende disputar a Prefeitura da Barra dos Coqueiros, promete definir sua a nova legenda até o final deste mês.

Fundo do poço

O senador Eduardo Amorim (PSC) defendeu ontem, mudanças estruturais no Estado e na economia do Brasil para enfrentar a crise econômica. Segundo ele, o país está “próximo do fundo do poço”. O parlamentar também lembrou a situação dos estados, que, além de serem afetados pela crise nacional, “vivem suas próprias dificuldades de caixa e gestão fiscal devido à inconsequência dos governos locais”. Para o senador, o cidadão acaba pagando por duas crises sem ter culpa de nenhuma delas.

Vapt vupt

A CCJ do Senado aprovou definitivamente substitutivo a projeto de lei do senador Antônio Carlos Valadares (PSB) regulamentando a audiência de custódia. A propositura também estabelece prazo máximo para um preso em flagrante ser apresentado ao juiz. Segundo o parlamentar sergipano, o objetivo do projeto é incentivar o desencarceramento.

Cidade suja

Mais uma vez, Aracaju amanheceu hoje sem coleta domiciliar de lixo. Os garis e margaridas cruzaram os braços por 24 horas visando pressionar a Prefeitura a pagar parte dos R$ 23 milhões que deve à Torre. Por conta desde débito, a empresa já começou a atrasar salários e demitir trabalhadores. A categoria promete entrar em greve por tempo indeterminado se a administração do prefeito João Alves Filho (DEM) continuar enrolando a Torre. Misericórdia!

Novo prefeito

O vice João Marcelo Montarroyos Leite deve assumir a qualquer momento a Prefeitura de Dores. Ontem, a Câmara de Vereadores publicou o decreto declarando vago o cargo ocupado pelo ainda gestor do município Fernando Lima (PDT). Cassado pela Justiça Federal sob a acusação de improbidade administrativa, o pedetista recorreu contra a decisão.

Educação em debate

O reitor da Universidade Estácio, professor doutor Ronaldo Mota, estará em Aracaju esta semana. Vem proferir palestra sobre educação e pesquisa, tendo como tema “Uma breve história do mundo e o Método Científico”. Aberto ao público em geral, o evento acontecerá, a partir das 10h do próximo sábado, no auditório da Faculdade Estácio de Sergipe, localizada na rua Teixeira de Freitas, 10, bairro Salgado Filho.

Estaleiro

E quem está temporariamente fora de combate é o comandante da Polícia Militar de Sergipe, coronel Maurício Iunes. Acometido de forte crise de esofagite, ele foi internado em um hospital particular de Aracaju. Diante de uma série de boatos em torno da doença do coronel, o Estado Maior Geral da PM emitiu nota informando que ele foi medicado e passa bem, devendo receber alta médica nos próximos dias.

Cachimbo de índio

O Supremo Tribunal Federal adiou para hoje a retomada do julgamento sobre a constitucionalidade da criminalização do porte de drogas para uso próprio. O processo estava pautado para a sessão de ontem, mas foi julgado apenas o primeiro item da pauta, que trata da proibição do contingenciamento do Fundo Penitenciário. O julgamento já conta com um voto a favor da descriminalização do porte, proferido pelo ministro Gilmar Mendes.

Brado Livre

O jornalista e professor Enoque Araújo está de livro novo na praça. A sessão de autógrafo do “Brado Livre” vai acontecer, a partir das 17h do próximo sábado, no Cultart da UFS, ali na avenida Ivo do Prado. Por volta das 20h, começa um animado forró pé de serra, porque ninguém é de ferro!

Recorte de jornal

Publicado na Folha da Manhã em 23 de abril de 1938.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários