Freio de arrumação

0

A eleição da Mesa Diretora da Assembleia para o biênio 2013/2014 antecipou a reforma que o governador Marcelo Déda (PT) pretendia fazer em seu secretariado. Indignado com o que chamou de “rasteira”, o governo começou ontem a exonerar os auxiliares filiados ao PSC. Os primeiros foram Zeca da Silva (do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia) e João das Graças (Das Articulações Políticas e Relações Internacionais), mas outras cabeças rolarão nos próximos dias. Com esse freio de arrumação, Déda externou sua contrariedade com o grupo político liderado pelos irmãos Amorim, que deve ir para os braços da oposição. As consequências desse rompimento já poderão ser sentidas na campanha eleitoral deste ano. Aguardemos, portanto!

Uma conversa

Como os dois deputados estaduais do PSB também aprovaram a antecipação da eleição da Mesa do Legislativo, Marcelo Déda vai conversar na sexta-feira com o líder do partido, senador Antônio Carlos Valadares. Ele quer esclarecer se as posições de Adelson Barreto e Maria Mendonça foram isoladas ou uma decisão partidária. Independente da conversa, os indicados pelos dois deputados já estão na mira da caneta oficial. Comentou-se ontem que a irmã de Maria, Carminha Mendonça, já havia sido exonerada de uma diretoria do Detran.

Processados

O rompimento político do governador com os irmãos Amorim será mais sentido pelo ex-secretário João das Graças e pelo deputado estadual Gilmar Carvalho (PR), que volta à condição de suplente de deputado estadual. Os dois perdem a condição de fórum privilegiado, o que significa dizer que os processos contra eles voltarão à 1ª instância, devendo andar com bem mais celeridade. A situação do ex-secretário é mais complicada porque seu processo é por tentativa de homicídio.

Reforma agrária

O Incra já começou a assentar 23 famílias de trabalhadores sem terra na recém desapropriada fazenda Piedade, em Arauá. A propriedade possui cerca de 700 tarefas e será distribuída com 23 famílias. Segundo o deputado estadual João Daniel (PT), para efeito de assentamento a fazenda é pequena, mas suas terras são muito boas, principalmente para o plantio de laranja.

Lata velha

A Secretaria estadual da Saúde deveria entrar em contato com o programa Lata Velha, apresentado por Luciano Huck na rede Globo, para conseguir a recuperação de dezenas de ambulâncias do Samu, todas em petição de miséria. A jocosa sugestão foi dada pelo deputado estadual Venâncio Fonseca (PP). Segundo ele, como a endividada Fundação Estadual da Saúde não tem como mandar consertar os veículos, poderia pedir socorro ao apresentador global. É, pode ser!

Nova diretoria

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou ontem a criação da Diretoria Coorporativa e de Serviços, que deverá ser ocupada pelo ex-presidente da estatal, Zé Eduardo Dutra. A aprovação do nome dele para o importante cargo deverá acontecer em breve durante a próxima reunião do Conselho, quando também serão decididas as atribuições totais da nova diretoria. Zé Eduardo já é assessor especial da presidência da Petrobras.

Urbanismo

Acontece hoje em Aracaju o Seminário ‘O cenário atual da política e dos planejamentos urbanos. Em debate, o direito à cidade’. Aberto ao público, o evento terá como palestrantes a deputada estadual Maria Del Carmen (PT/BA) e o professor César Henrique Matos e Silva, da Universidade Federal de Sergipe. Promovido pela deputada estadual Ana Lúcia (PT), o evento será realizado a partir das 18h30 na Sociedade Semear, ali na rua Vila Cristina.

E Rôla entra?

Apesar da saúde frágil, o biscateiro José Ribeiro, o “Rôla”, garante que vai se candidatar a vereador por Aracaju. “Sei que não será uma luta fácil, pois no partido sou o membro mais duro, porém se Deus ajudar, Rôla entra dessa vez”, discursa ele. Em 2002, José Ribeiro se candidatou a deputado federal e foi a sensação da campanha, tendo obtido quase 21 mil votos, insuficientes para, ao menos, colocar a cabecinha na Câmara.

Patrocínio

A empresa Estre Ambiental assina daqui a pouco contrato de patrocínio com a Associação Desportiva Confiança. Será durante um café da manhã na sede da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Sergipe. Instalada em Sergipe há pouco tempo, a Estre trabalha com o gerenciamento de resíduos. O contrato, que ainda não teve seu valor divulgado, será assinado pelo presidente do Confiança, Luiz Roberto, e o diretor de comunicação e imagem da empresa patrocinadora, Marcelo Parada.

Do baú político

Baixado em 1966, porque os militares temiam a derrota nas eleições para os governos estaduais, o AI-3 caiu como uma luva para Lourival Baptista. Ele tinha poucas chances numa eleição direta e sabia que o empresário Augusto Franco sonhava em substituir o governador Celso de Carvalho. É o irmão de um coronel do Exército quem conta o que fez Lourival para mudar o quadro em seu favor: “Por volta das 10h, cruzei com meu irmão em um taxi na praia do Flamengo. Enquanto esperávamos o semáforo abrir, ele me convidou para almoçar e disse que o novo governador de Sergipe já havia sido escolhido pelos militares. Duas horas depois, quando cheguei ao apartamento dele, a história já era outra. No começo da manhã, foi indicado Augusto Franco. Porém, Lourival mexeu os pauzinhos com seus amigos do 4º Exército, no Recife, e alterou o quadro. Depois, o presidente Castelo Branco chamou Augusto Franco, Leandro Maciel e Celso de Carvalho e convenceu os três que Lourival era o melhor nome para governar Sergipe. Restou a Augusto disputar uma vaga de deputado federal, enquanto Leandro se elegeu senador”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais