Golpe nunca mais

0

A grave ameaça de convulsão social vivida hoje pelo Brasil pode se tornar realidade se a classe política, as elites econômicas e as lideranças populares insistirem em disputar, a qualquer custo, o comando político do país. A efervescência das ruas deixa claro que a população está dividida: parte quer o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), a prisão e até mesmo o banimento do ex-presidente Lula (PT) e o fim puro e simples do PT. Interessada em manter o status quo, a outra banda faz duras criticas à Justiça, culpa a imprensa pelo recrudescimento da crise política e ameaça partir para o enfrentamento nas ruas, provocar a baderna. Nesse clima de Fla-Flu, é visível a compulsão das elites por violar regras democráticas quando lhes convêm. E os resultados dessa compulsão são os regimes violentos, as milhares de vidas perdidas na reação à barbárie e no grave déficit de cidadania do qual se ressente nosso continente. Portanto, tenhamos juízo. Evitemos que desastrados, seja de qual lado for, acendam o pavio deste golpe anunciado.

Crise do lixo

Não bastasse todos os problemas criados para os aracajuanos nos últimos três anos, a administração do prefeito João Alves Filho (DEM) implantou a crise do lixo. Ao substituir, de forma precária e intempestiva, a Torre pela empresa Cavo, a Prefeitura colocou no olho da rua 1.200 trabalhadores e deixou a cidade em risco de ser inundada pelo lixo. A Cavo faz parte do Grupo Estre Ambiental, responsável pelo aterro sanitário instalado em Rosário do Catete.

Afiando o discurso

E o senador Eduardo Amorim (PSC) parece mesmo disposto a disputar a Prefeitura de Aracaju. Tão logo soube que a Torre foi afastada da coleta de lixo da capital, o prefeiturável fez duras críticas a administração do prefeito João Alves Filho (DEM). “Estamos vendo 1.200 pais e mães de família à beira do desemprego. Infelizmente, Aracaju carece de uma gestão mais eficiente e preocupada com seu povo”, discursou.

Contra a tortura

O governo de Sergipe vai criar o Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura. Projeto de Lei neste sentido será enviado para a Assembleia em breve. A informação foi dada pelo governador Jackson Barreto (PMDB), ao receber a coordenadora geral do Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, Renata Pinho Studart, e o representante da Associação dos Magistrados Brasileiros no Comitê, o juiz sergipano Edinaldo César Santos Júnior. Legal!

Dia de posse

O vereador Agnaldo Feitosa (PR) será empossado hoje secretário da Saúde de Aracaju. Vai substituir o bancário Luciano Paz, que deixou a pasta por não conseguir resolver a grave crise vivida pelo setor. Agnaldo aceitou ir para o sacrifício depois que o convite do prefeito João Alves Filho (DEM) foi recusado por vários outros profissionais, a exemplo do médico gastroenterologista Gilvan Pinto.

Não confia

Às vésperas da posse do secretário Agnaldo Feitosa, a Câmara de Vereadores aprovou mudanças radicais no Programa "Pró-Mulher, Pró-Família: Mais Saúde, Mais Vida", que deixa de ser responsabilidade da Secretaria da Saúde de Aracaju. Pela propositura do Executivo, o Programa passa para o comando da primeira dama Maria do Carmo Alves (DEM), a toda poderosa secretária de Assistência Social e da Família. Durma com um barulho desse!

Cadê a grana?

O ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita (PMDB), terá que devolver aos cofres do município os R$ 335 mil que gastou com regabofes para apaniguados. Pelo menos é o que deseja o Tribunal de Contas de Sergipe. Na mesma sessão, o TCE condenou despesas feitas pela administração do peemedebista com estagiários (R$ 4.800), premiações (R$ 2.300), refeição (R$ 7 mil) e fretes de veículos (R$ 1.200). Resta saber quando Sukita vai devolver essa grana!

Dia de Déda

Vivo fosse, o ex-governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), completaria hoje 56 anos. Ele morreu em dezembro de 2013, vítima de câncer no estômago e no pâncreas, quando cumpria o segundo mandato como governador. Filiado ao PT desde os anos 1980, Déda iniciou a carreira política como deputado estadual, foi eleito duas vezes deputado federal e, também por duas vezes, prefeito Aracaju. Saudades!

Amor de mãe

O Supremo Tribunal Federal estabeleceu prazo de 180 dias de licença-adotante remunerada para servidoras públicas com filho adotado. Antes desta decisão, as adotantes tinham direito a 30 dias de licença, prorrogáveis por mais 15. A decisão não vale para pais adotivos. Ué, e “por quá”?

Mais água

Por decisão judicial, a vazão mínima liberada pelo reservatório de Xingó, entre Sergipe e Alagoas, passou de 800 metros cúbicos por segundo (m³/s) para 900 m³/s. A Chesf informou que vai recorrer contra a liminar. A vazão de 800 m³/s havia sido autorizada pela Agência Nacional de Águas em janeiro último, justificada pelo pouco aporte de água devido a chuvas abaixo da média na região da bacia hidrográfica.

Nova poetisa

Hoje é um dia especial para a jovem Beatriz Nascimento. Aos 22 anos de idade, ela lança “Os Versos que Eu Guardei”, seu primeiro livro de poesia. A noite de autógrafos está marcada para às 19h desta sexta-feira, no auditório do Colégio São Paulo (COC), localizado na rua Urquiza Leal, 872, bairro Grageru, em Aracaju. Prestigie!

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Diário da Manhã, em 28 de outubro de 1915.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários