Golpe nunca mais

0

O Brasil recorda hoje com tristeza do famigerado golpe militar de 31 de março de 1964. Há 51 anos, as Forças Armadas receberam o apoio dos Estados Unidos para colocar o país num tenebroso e longo período de escuridão. Durante duas décadas, brasileiros foram presos, torturados e mortos nos porões da ditadura. Aqui mesmo em Sergipe dezenas de cidadãos sofreram o diabo nas mãos de militares covardes que se encastelaram no quartel do Exército. Uma dessas vítimas e hoje governador Jackson Barreto (PMDB) lembra de um coronel que, ao chegar à sala de interrogatório, gritava com o dedo em riste: “Aqui a pessoa fala o que quer e o que não quer”. Portanto, o aniversário do 31 de março de 64 também serve para lembrar aos ressentidos, aos grandes e pequenos ditadores escondidos nos desvãos de uma democracia imatura que, a despeito das acirradas disputas partidárias, há um sólido sentimento de repulsa à arbitrariedade e à tirania. Esta convergência ou consenso precisa aflorar, materializar-se como vontade coletiva.

Governo avaliado

Avaliar os primeiros três meses de governo e discutir estratégias de ação para os próximos quatro anos. Estes são os objetivos da reunião do governador Jackson Barreto (PMDB) com secretários e dirigentes de órgãos públicos. Com início previsto para as 9h no Radisson Hotel, o encontro prevê palestras dos secretários João Gama (Seplag), Jeferson Passos (Fazenda) e do próprio Jackson.

PSD namora

E O PSD está de olho no passe político da ex-primeira dama de Sergipe, Eliane Aquino (PT). “Vejo a possível filiação dela ao nosso partido como uma homenagem à memória do ex-governador Marcelo Déda (PT)”, afirma o secretário geral do partido, Jorge Araújo. Esposo de Eliane, o saudoso Déda foi responsável pela organização do PSD em Sergipe.

Pularam fora

Na última reunião interna do PT sergipano, os petistas Vadinho e Eloísa Galdino comunicaram a saída da tendência “Construindo um Novo Brasil”. Nos bastidores do partido comenta-se muito sobre a hipótese de a ex-deputada estadual Conceição Vieira trocar o PT pelo PMDB de Jackson Barreto. Ela responde hoje pelo Escritório Político do Governo sergipano em Brasília.

Óleo e gás

A Petrobras projeta construir uma nova plataforma de exploração de gás em Sergipe. Segundo o gerente geral da empresa no Estado, Luiz Robério, a previsão é que a exploração do óleo em águas profundas na costa sergipana comece até 2020. Como com a exploração do óleo em águas profundas também se extrai o gás, será preciso construir a nova plataforma. Legal!

E a carnalita?

Falar em investimentos previstos pra Sergipe, alguém sabe quando a mineradora Vale pretende iniciar pra valer o Projeto Carnalita. Orçado em mais de 4 bilhões de dólares, este projeto é visto como a redenção econômica para Sergipe, só que a Vale vem empurrando com a barriga o início da exploração da Carnalita. Uma pena!

Veto cai

Os deputados estaduais derrubaram ontem o veto do governador Jackson Barreto à emenda garantindo a manutenção dos empregos dos servidores lotados nas estatais que serão extintas. A derrubada foi acordada pelos parlamentares com o próprio Jackson, que disse não ter interesse de tirar o emprego de ninguém. Outros onze vetos do governador a projetos diversos foram mantidos.

Boa nova

A Anvisa concedeu ontem o registro do Sofosbuvir, indicado para o tratamento da hepatite C crônica. Este é o terceiro medicamento aprovado para a doença desde o começo do ano. Segundo o Ministério da Saúde, juntos, eles compõem um tratamento que oferece cura a cerca de 90% dos pacientes. Muito bom!

Dia de protesto

Professores da rede municipal de Aracaju fazem manifestação hoje em frente à Secretaria da Educação para protestar contra a péssima situação das escolas e os problemas enfrentados pelos professores no exercício da profissão. Os manifestantes também reclamam contra a falta de garantia da aplicação do percentual de 13,01% do Piso Nacional do Magistério. Participe!

Assédio no quartel

Exatos 39,2% das policiais declaram ter sido vítimas de algum tipo de assédio (moral ou sexual) dentro da corporação. É o que revela a  pesquisa “As Mulheres nas Instituições Policiais”, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Entre os homens, dos 20,1% que declararam que foram assediados, 95,6% sofreram assédio moral.

Recorte de jornal

Publicado no jornal Estado de Sergipe em 15 de setembro de 1919

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais