Governo culpado

0

É elogiável a idéia do Ministério da Educação de avaliar as instituições de ensino superior para verificar quais as que não estão oferecendo um ensino de qualidade. Mas não é correto o governo querer culpar apenas as universidades e faculdades pelo péssimo serviço oferecido, pois parte do que aí está é culpa do próprio Executivo que, ao longo dos anos, relegou o ensino público ao último plano e estimulou o surgimento de verdadeiras fabriquetas de diplomas. Está por demais comprovado que um grande número de faculdades espalhadas pelo país preocupa-se apenas em faturar, sem o menor compromisso com o nível do profissional que está preparando para o mercado. E por que isso aconteceu? Porque, ao longo de décadas, os governos preferiram os “mimos” ofertados pelos empresários do setor para as campanhas eleitorais, em vez de investir na educação pública e fiscalizar rigorosamente o comércio de diplomas.

João e crise

Convidado pela CDL de Aracaju, o ex-governador de Sergipe, João Alves Filho (DEM), será um dos palestrantes sobre a crise financeira mundial. O ato está marcado para as 12 horas da próxima quinta-feira, no auditório da entidade representativa dos empresários do comércio. Segundo o presidente da CDL, Samuel Schuster, a palestra do ex-governador será focada no tema “Como Sergipe pode sair da crise muito mais forte” e terá direcionamento aos empresários do comércio sergipano, dentro do projeto “Conversando com o Lojista”.

Queda mínima

Ao contrário da promessa do governo, o preço do óleo diesel praticamente não caiu nas bombas dos postos do país. É o que informa hoje reportagem da Folha de São Paulo. Segundo a matéria, pesquisa da ANP mostra que o diesel baixou só 0,14% entre os dias 7 e 13 deste mês, enquanto os postos ainda não refletiram o corte dos preços nas refinarias da Petrobras. Na segunda-feira da semana passada, a Petrobras reduziu o preço do diesel (15%) e da gasolina (4,5%) nas refinarias.

Falta geladeira

Veja essa: a redução do IPI da chamada linha branca – como geladeiras e máquinas de lavar – fez as vendas subirem 20% em relação a maio de 2008. Em algumas redes, o crescimento chegou a 52%. Com isso, já faltam produtos no varejo. O corte do imposto começou em 18 de abril e vale por 90 dias. Os fabricantes e empresários do varejo se dizem assustados com a grande procura pela chamada linha branca e prometem se esforçar para aumentar a produção. E assim vai se vencendo a crise.

Venda controlada

Os antibióticos vão ser incluídos entre os remédios de uso controlado, com registro obrigatório de dados da receita. Segundo a Anvisa, a medida objetiva combater seu uso indiscriminado e resistência das bactérias às drogas. Técnicos da agência garantem que, em até 40% dos casos, já há resistência a determinados antibióticos. Atualmente, esses medicamentos só podem ser vendidos com receita, mas na prática isso não é cumprido. Com a novaz determinação da Avisa, a farmácia que não exigir a receita médica e não recolher dados da prescrição estará sujeita a punições, como multas e até interdição do estabelecimento.

Pise no freio

Vai entrar em vigor no próximo dia 1º  a resolução 300 do Contran, que suspende a Carteira de Habilitação e obriga o motorista envolvido em acidente de trânsito grave a fazer curso e exame de reciclagem. A medida atingirá tanto envolvidos em acidentes com vítimas quanto aqueles que causem dano à ordem pública. Segundo o Contran, a Resolução 300 é positiva por garantir ao motorista a própria segurança, quando ele é obrigado a passar pelo processo de habilitação novamente, nos campos médico, psicológico, teórico e prático. Cuidado, se beber vá de táxi.

Os contos de Viana

E quem está na Revista IstoÉ desta semana é o escritor Antônio Carlos Viana. Em sua sessão “Em Cartaz”, a revista traz o seguinte texto com o conterrâneo: “Em 35 anos de carreira, o escritor sergipano Antonio Carlos Viana publicou apenas cinco livros. Todos de contos. Esse dado é importante e dá a medida de sua escrita rigorosa. “Cine Privê” (Companhia das Letras) confirma agora sua opção pela narrativa econômica. Composto de 20 histórias com nomes prosaicos como “Duas Coxinhas e um Guaraná” ou “Dia de Parir Cabrito”, o livro coloca em cena personagens que se situam na área cinza da existência – elas ganham vida em cores muitas vezes violentas”. Legal sô!

Posse no Sinduscon-SE

Está marcada para as 20 horas da próxima sexta-feira a posse da nova diretoria do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de Sergipe – Sinduscon-SE. O presidente eleito é o empresário Tarcísio Mesquita Teixeira, que tem como vice Ubirajara Madureira Ribeiro. Também compõem a nova diretoria da entidade os empresários Carlos Fernandes de M. Filho, João Carvalho Oliveira, Jorge Augusto Machado e Paulo Vinícius de Andrade. A posse vai acontecer no Centro de Convenções de Sergipe.

Andar de cima

O jornalista Joset Mendonça, 91 anos, partiu para o andar de cima, após ter desencarnado vítima de falência múltipla dos órgãos. Espírita convicto, seu Joset, como era carinhosamente chamado pelos colegas de imprensa, trabalhava desde 1972 no Jornal da Cidade, onde publicava artigos tratando sobre religião, filosofia e ciência, tripé da doutrina Espírita que ele professava desde a juventude. Que a terra lhe seja leve!

Encara moqueca?

O óleo de coco pode aumentar o nível do HDL, o colesterol bom. É o que revela um estudo feito por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O aumento do HDL protege a pessoa contra doenças cardiovasculares. Ele funciona fazendo uma espécie de limpeza da gordura no sangue. Trata-se do primeiro estudo do gênero no Brasil. A obesidade tem uma relação com o diabetes. Melhorar a glicemia é um fator positivo para reduzir o risco de desenvolver o diabetes tipo dois. Então, vamos encarar uma moqueca de cação no João do Alho?

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários