Governo, magistério e o equilíbrio

0

  “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Como em toda greve, engana-se quem pensa que toda categoria dos professores, é favorável a atual. É lógico que todos querem sim o reajuste linear do piso, mas entendem que é preciso bom senso e diálogo. Muitos professores gostariam de retornar a sala de aula, mas não podem desagradar o sindicato.

O governo precisa agir com cautela quando anuncia que vai cortar o ponto de todos a partir do início da greve. Neste caso, até o fim do mês, será quase meio salário cortado. Faz falta para qualquer um.

Ontem, 26, um professor conversando com o titular deste espaço disse que o prejuízo político é para Jackson Barreto. É claro que ele tem o prejuízo político, até porque tem o perfil de esquerda e sempre teve uma relação respeitosa com os sindicatos. Porém é preciso lembrar que Jackson já anunciou que não será candidato em 2018. Por outro lado, a cada greve, o desgaste para a categoria também é grande e neste caso o prejuízo político é para o grupo comandado pela deputada Ana Lúcia, que pretende disputar a prefeitura de Aracaju.

O correto é deixar de lado as disputas partidárias e eleitorais e focar no bom senso e na razão.

Em algum momento Jackson disse que não vai pagar o piso com o reajuste linear para todos? Não. Disse apenas que vai cumprir a lei, dentro do limite da LRF, cuja lei complementar foi aprovada no ano passado na ALESE. A lei complementar da carreira do magistério é clara no artigo 6º: a majoração anual do piso nacional pode ser colocada em prática quando a despesa de pessoal do Poder Executivo retornar ao patamar inferior a 46,55%. Hoje a despesa encontra-se em 48,5%.

É esperar agora o balanço do primeiro quadrimestre, para saber se o governo continua extrapolando a LRF ou tem fôlego para conceder o reajuste para todos.

Por outro lado é preciso que o diálogo retorne sem trocas de farpas. A intransigência não é o melhor caminho.

Com a sensibilidade de sempre Jackson deve chamar a direção do Sintese e  mostrar que assim que a despesa tiver num patamar de acordo com a lei todos serão beneficiados.

É preciso mais do que bom senso, é preciso civilidade e compromisso de todos com os estudantes. Desarmar os ânimos e senta à mesa, sem vencedores e derrotados. A sociedade e, principalmente os estudantes, agradecem.

Recordações de um verme (este blogueiro, na última nota você entenderá)
Ontem, a coluna comentou que a multa imposta pela Justiça ao Sintese é muito pequena para fazer com o sindicato cumpra a determinação da justiça. Um leitor lembrou que só o custo da campanha publicitária do Sintese, com outdoors espalhados na cidade toda, já demonstra que o poder financeiro da entidade é muito grande, confirmando os números publicados, de R$ 200 mil de consignação dos professores todo mês e de R$ 1,2 milhão ao ano de imposto sindical. Aliás, a maior parte dos sindicatos abre mão do imposto sindical para devolver esse valor aos servidores, porque entende autoritária a lei que impõe o desconto…..

Estranho marketing
Mas a lembrança sobre a campanha publicitária do Sintese é importante, porque é preciso pensar sobre o estranho marketing utilizado por eles. A cidade está de novo cheia de outdoors negros, mais uma vez o sindicato volta a atacar nominalmente as autoridades alvos dos seus desafetos: agora é Jorge Carvalho, claro, Jackson Barreto.

Déda foi alvo do estranho marketing
Esse marketing é eficiente? Marcelo Déda, que tantas vezes recebeu o voto dos professores, foi alvo do mesmo marketing. E na época alertou alguns políticos aliados e simpáticos à luta dos professores, sobre como a personalização dos ataques era destrutivo, porque atingia a imagem pessoal dos governadores e secretários, e não a figura impessoal do governador ou gestor público.

Respeito republicano
Será que existem limites entre as duas figuras? As pessoas precisam saber distinguir as coisas. O governador, por exemplo, não pode usar seu nome para batizar uma obra, e essa é uma regra republicana e respeitada por todos. Jackson Barreto foi prefeito de Aracaju e não se encontra uma rua, avenida, praça ou escola com o nome dele. Essa é uma demonstração de respeito republicano importante, que merece elogios.

Mas na hora de protestar, parece que não existem limites

Quer ver como isso pode ser chocante? Recupere a memória no link da infonet https://.infonet.com.br/educacao/ler.asp?id=129469 . Em 12 de junho de 2012, o Sintese enterrou Marcelo Déda, e o fez usando um boneco que reproduzia sua imagem pessoal, e escrevendo em uma placa como epitáfio: “Há de chegar o dia em que apenas os vermes hão de lembrar-se do governo Marcelo Déda.” E a deputada Ana Lúcia, do mesmo partido do governador, estava lá nas fotos apoiando o funeral.

Todos que lembram de Déda devem se considerar vermes?
Será que as causas dos trabalhadores, mesmo levando em conta o direito de protestar, também não precisam de limites? Será que as reivindicações, mesmo quando são justas, e os protestos, mesmo quando são necessários, não deveria se ater a limites? E o próprio direito da greve não precisa ser ater à decisão dos tribunais? Será que todos os que se lembram do governo Marcelo Déda devem se considerar vermes?

Distrital misto não passou. Nem o distritão
O blog estava torcendo para que o sistema distrital misto fosse aprovado na reforma política. Não passou, como também não passou o distritão, que privilegiaria os candidatos mais ricos. Pela Câmara, ficou o mesmo sistema proporcional.

Velho Chico: cianobactérias pode levar a morte. Autoridades não estão preocupadas coma gravidade do problema
O blog conversou ontem com um dos membros do  Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Antônio Jackson. Ele participou da última reunião do comitê em Petrolina (PE) na semana passada e disse que a preocupação é grande inclusive com a mancha. A cianobactéria pode causar sérios problemas ao fígado e aos rins, levando a morte.

Reação
Segundo Jackson, as cianobactérias devem ter surgido após o Ibama de Pernambuco autorizar a Chesf fazer a limpeza de um local, que estava há 30 anos com detritos armazenados. As cianobactérias devem ter surgido com a reação com as águas. As autoridades não estão dando a devida atenção ao problema e se as cianobactérias se espalharem para as usinas de Três Marias e Sobradinho todo o rio estará contaminado.

Consumo humano. Já pensou se a água da Grande Aracaju viesse do Canion?
Alguns técnicos entendem que uma das soluções para resolver o problema é aumentar a vazão do rio e isso já vem sendo feito no reservatório de Três Marias. A baixa vazão contribui com a proliferação das cianobactérias. Algumas cidades de Alagoas estão com o abastecimento cortado porque recebem água do cânion de Xingó. A grande Aracaju tem 70% do abastecimento do Velho Chico. Já pensou se viesse do cânion?

Uma vela para Deus…
O deputado estadual Valmir Monteiro  (PSC) perdeu a coerência política nesse início de mandato. Na Assembleia, ele tem assumido uma postura de oposição, o que era de se esperar pois foi eleito na coligação adversária do governador Jackson Barreto  (PMDB). No entanto, como aliado do presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, divulga release prestando apoio ao partido e à deputada Ana Lúcia, tudo em busca do apoio do Sintese ao seu projeto de retornar ao comando da Prefeitura de Lagarto. PT e PMDB são aliados e adversários do seu partido, o PSC. Tem como o eleitor entender esse "balaio de gato"?

Umbaúba: Zé Francisquinho tem mandato cassado
O prefeito de Umbaúba, Zé de Francisquinho (PDT) foi candidato mesmo tendo diversos processos judiciais. Agora a Justiça Federal cassou o mandato dele, num dos processos por improbidade administrativa. Resta saber se fará alguma manobra para continuar no cargo.

Um dia após defender Amorim no TRE, Ferreira Filho é demitido
A cada dia que passa o titular tem a certeza que há nove anos seguiu o caminho correto ao optar apenas pela Infonet. A relação é respeitosa com todos, principalmente com o proprietário. Em Sergipe, alguns tratam membro da imprensa como já dizia Célio Nunes “rolete de cana chupado”. Depois de usar, jogar o bagaço fora.

Um dia após defender Amorim no TRE, Ferreira Filho é demitido II
Na segunda-feira, 25, vários jornalistas da rede Ilha foram ao TRE, como testemunhas de defesa dos irmãos Amorim no processo de uso das rádios para fins eleitorais. Entre eles, Ferreira Filho. Pois bem, como prêmio por defender a empresa ontem, 26, ele foi chamado pela esposa de Amorim, que comanda a rede agora e foi demitido.  A solidariedade ao radialista Ferreira Filho e ao amigo “Nininho” que o blog conhece há muito tempo.

Ajuda governo federal para impactos das fortes chuvas
O deputado federal Fábio Reis (PMDB) fez discurso ontem, 26, solicitou ao Governo Federal atenção ao Estado de Sergipe, que sofreu grande impacto após fortes chuvas durante o último final de semana. A região Centro-Sul do estado foi a principal atingida com as chuvas que destruíram pontes e estradas e deixaram pessoas desabrigadas. Ele lembrou que o governo já colocou o DER e a secretaria de Inclusão Social à disposição dos municípios, principalmente da região Centro-Sul, uma das mais atingidas.

Banese: vereador PSB cobra, mas esquece que diretor é do partido
O vereador Bertulino Menezes fez uma justa reivindicação ontem, 26, para que a diretoria do Banese reinstale o caixa eletrônico no aeroporto de Aracaju. Tudo certo, ele só esqueceu que poderia pedir diretamente ao diretor de Crédito de Desenvolvimento do banco, Edson Caetano, que é indicação do PSB. Ou não?

Reeleição
Embora a atual Constituição proíba a reeleição no parlamento (Câmara e Senado) na mesma legislatura, o presidente Eduardo Cunha já está trabalhando para sua reeleição, em 2017. O mesmo ocorre com o presidente do Senado, o alagoano Renan Calheiros.

Fusão ameaçada
Tudo indica que vai "melar" a fusão entre o DEM e o PTB. Há muitos trabalhistas que não concordam.

Marina Silva
Logo após a aprovação da reforma política, volta à cena a criação do SUSTENTABILIDADE. De acordo com janela a ser aberta, a troca de partido vai correr solta.

Aracaju: PDDU precisa apontar alternativas para evitar enchentes
Em discurso ontem, 26, na Câmara de Aracaju, o vereador Iran Barbosa (PT) levantou um tema que merece um debate profundo: a necessidade de uma política mais séria em relação à prevenção de alagamentos e enchentes. Para Iran, o novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano – PDDU,  precisa apontar alternativas para evitar enchentes na Capital.

Aracaju: PDDU precisa apontar alternativas para evitar enchentes II
Iran fez um relato dos bairros que sofreram com as fortes chuvas, relatando o  drama vivido pela população, através de imagens e vídeos em bairros como a Jabutiana, Ponto Novo e Zona de Expansão . “O PDDU tem a ver com planejamento da ocupação do solo urbano, com o impacto das construções que são feitas, o que é parte dos problemas que estamos vivendo agora; a outra é a omissão do Poder Público Municipal diante disso tudo”, entende o vereador.

Projeto Oxê: educação, justiça e cidadania na sede da OAB
Será lançado amanhã, 28, na sede da OAB, o projeto “Oxê: Educação, Justiça e Cidadania”, uma realização da Sociedade de Estudos Étnicos, Políticos, Sociais e Culturais OMOLÀIYÉ, com patrocínio do Fundo BAOBÁ para Equidade Racial. No lançamento acontecerão palestras com a participação do Prof. Dr. PH.D. Xavier Vatin (UFRB) e do Presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB/SE, o Prof. Dr. Ilzver Matos, seguidas de debate e de um coquetel afro.

Conselho editorial
O presidente da Segrase, Paulo Sergio Araujo Santos, assegurou, ontem, na primeira reunião do Conselho Editorial da estatal, que a Editora Diário Oficial de Sergipe – Edise – será alvo da manutenção da política de fortalecimento para oferecer aos escritores sergipanos a oportunidade de alcançarem o mercado literário.

Seleção
"Os critérios de excelência e padrões de qualidade com isonomia na seleção das obras são fundamentais" – destacou o presidente da Segrase ao informar aos conselheiros a decisão do fortalecimento da editora. "Uma decisão que merece elogios", apontou o conselheiro João Augusto Gama.

Empresários do Santa Maria participam de encontro
Empreendedores do Santa Maria estarão reunidos nessa quinta feira, 28 de maio, no hotel Aquários, a partir das 8 horas da manhã, para participar do evento “Conversa com as lideranças do Bairro Santa Maria”. A proposta é realizar o planejamento estratégico para o desenvolvimento empresarial do Bairro, com foco em três temas prioritários: Empreendedorismo, Inclusão social e Comércio local.

Expecativa
“Nossa expectativa é que mais de 30 empreendedores locais estejam presentes no evento, a grande maioria formada por líderes comunitários”, explica Marcelo Barreto, diretor técnico do SEBRAE. Informações na Unidade de Desenvolvimento Territorial do SEBRAE, com a analista Marianita Mendonça, telefone (79) 2106-7771.

Microempreendedores
“A meta é atender durante dois anos os microempreendedores individuais (pessoas que faturam até R$ 60 mil por ano e já conseguiram deixaram a informalidade), pessoas que desejam deixar a informalidade, as microempresas, empresas de pequeno porte, potenciais empresários e potenciais empreendedores instalados nas 15 áreas existentes no complexo habitacional”, orienta o gerente do SEBRAE, Pedro Gomes Fiscina.O Projeto trabalha ainda na construção de uma rede de cooperados, fortalecendo assim o associativismo, o atendimento individualizado aos empreendedores por meios dos programas já desenvolvidos pelo Sebrae, o acesso a novos mercados e a potencialização do uso do poder de compra público e privado.

Ecologia é Papo Cabeça
No próximo domingo, 31, às 17h, estreia no Teatro Tobias Barreto a peça Ecologia é Papo Cabeça, com texto e produção de Antônio Leite; direção de Jorge Lins; coreografias de Paulo Sérgio Lacerda e elenco formado por Mamute Teixeira, Rebeca Dalet, Jamilly, Luan Belushi e Rodolfo Lisboa.

Ecologia é Papo Cabeça II
A trilha sonora é de autoria do compositor Xambu e gerou um CD homônimo gravado com apoio do Ibama Sergipe e patrocínio da Petrobras. São nove canções interpretadas por grandes nomes da música sergipana: Mingo Santana, Ana Cláudia, Henrique Teles, Soyan, Chiko Queiroga e Antônio Rogério, Irmão e Tonho Baixinho, Naurêa e Vocal 5. Os ingressos custam dois quilos de alimentos não perecíveis.

Sarau reunirá variadas atrações musicais em prol da AMO
O produtor de eventos Ludwig Oliveira convida os apreciadores de músicas rítmicas para confraternizar no dia 6 de junho, a partir

Mais um evento do produtor Ludwig Oliveira que será sucesso. 

das 12h, em mais uma edição do Sarau Musical com o conhecido maestro Medeiros e com o cantor Cléber Alberto.O sarau acontece todos os meses no espaço de eventos "Solar Entre Amigos", localizado na avenida Um, 115, no Recanto das Chácaras, em Aruanda, Aracaju. A entrada individual custa R$ 20 e a mesa com quatro cadeiras R$ 80.

Renda
Como já se inicia o período junino, o sarau de junho trará o forró como grande estilo musical com Jailson do Acordeon e trio pé de serra.A casa oferece um espaço amplo e arejado para acolher bem os visitantes. O solar disponibiliza também uma série de serviços de alimentação, com preços em conta, para pratos e bebidas diversas.Parte da renda arrecadada com o evento de junho será revertida para ajudar na assistência social e de saúde de pessoas com câncer atendidas pela Associação dos Amigos da Oncologia – AMO.

PELO TWITTER

www.twitter.com/anterogreco  O problema é que a profissão está cheia de para-quedistas e as pessoas confundem com

 jornalistas. Não tem problema: a gente aguenta o tranco

www.twitter.com/RomarioOnze  Zelar pela coletividade é respeitar os idosos, agir de acordo com as leis, ter bom senso e humanidade em relação a quem mais precisa.

www.twitter.com/emirsader  A burguesia é assim: confunde sua decadencia com o fim do mundo ou do pais.

www.twitter.com/jornalistacf  Reforma política. Você acredita mesmo que vai melhorar alguma coisa? Eu acredito. Vai melhorar sim. Pra eles.

www.twitter.com/aribelucas  A própria administração que prometeu o BRT está agora culpando o governador? Vão trabalhar! Que tal fazer a prevenção de alagamentos?

www.twitter.com/ClovisCBMelo  De Santo Agostinho: "Quando me perguntam quem é Deus eu não sei, mas se não me perguntarem eu sei".

NOTA DE ESCLARECIMENTO PMSE – EQUINOS, DO ESQUADRÃO DA POLÍCIA MONTADA

Em resposta às denúncias referentes ao Esquadrão de Polícia Montada, publicadas em seu Blog na data de 25 de maio, a Polícia Militar do Estado de Sergipe esclarece que compra e serve ração de primeira qualidade para os seus equinos, fornecida pela empresa vencedora dos 03 (três) últimos processos licitatórios para aquisição do produto, respeitando estritamente toda a legislação específica vigente. A ração fornecida nos últimos três anos pelo mesmo fabricante tem a mesma origem da alimentação servida aos cavalos das Polícias Militares de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Convém frisar que a ração para equinos utilizada pela PMSE é elaborada sob medida para a instituição. Apesar de o processo licitatório ser conduzido pela Seplag, o termo de referência, que faz a descrição técnica do produto, é concebido pela polícia, de forma a atender todas as necessidades nutricionais do plantel da Corporação. Inclusive, todas as sacas possuem um selo próprio que identifica que a fórmula é destinada para a PM de Sergipe.

Desta forma o Comando estranhou e se surpreendeu com as denúncias divulgadas neste espaço em função do seguinte: 1 – não há cavalo algum desnutrido no Esquadrão de Polícia Montada da PMSE, em que pese consumam a mesma ração há três anos; 2 – a Polícia Militar do Estado de Sergipe não sacrifica seus animais, mesmo quando se tornam inservíveis para a atividade. Conforme portaria específica, que regulamenta a chamada remonta, esses animais após serem retirados da carga são disponibilizados para doação.

Por todo o exposto, o Comando entende inverossímil e improvável que ocorra qualquer tipo de “esquema de troca de rações” no âmbito da Corporação, entretanto deixa claro que, caso receba quaisquer documentos comprobatórios ou fundados elementos da existência de tal irregularidade, envidará todos os esforços no sentido de apurá-la rigorosamente. Conhecedor da responsabilidade jornalística com que o blogger realiza o seu trabalho, acredita que tais conjecturas possam ter origem em interesses comerciais escusos de pessoas preocupadas com o resultado de futuros processos licitatórios. Por fim, convida o jornalista a conhecer in loco as instalações do Esquadrão de Polícia Montada para poder constatar a excelente condição dos animais que integram o plantel da PMSE.

Aracaju, 26 de maio de 2015.
Assessoria de Comunicação da PMSE.

NOTA PÚBLICA

União dos Estudantes Secundaristas é contra greve dos professores

Alunos apelam pela volta às aulas e solicitam compreensão do Sintese

União Sergipana e Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES e USES) não apoiam a greve dos professores da rede estadual. Representantes das duas instituições concederam entrevista na tarde desta terça-feira, 26, ao radialista Edcarlos Queiroz, durante o programa Jornal da Xodó, e destacaram que a continuação da greve apenas prejudica os milhares de alunos que irão participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“Quero pedir aos professores, mais uma vez, que pensem nos estudantes, e que não olhem só para seu próprio umbigo, pois estamos sofrendo. Vamos passar pelo Enem agora, nosso Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) já é muito baixo e os professores não estando em sala de aula nos complicam muito mais”, destacou Jhony Emanuel, diretor de cultura da Uses, acrescentando que os docentes estão promovendo cada vez mais uma desigualdade educacional em Sergipe.
Para Jhony, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial de Ensino de Sergipe (Sintese) está apenas preocupado com a categoria dos professores e deixa de lado a necessidade dos alunos. “Sou filho de educadora do estado e do município, e não estou a favor da classe dela. Até porque não vou estar a favor de uma classe que visa os professores, mas não visa os estudantes, que são mais importantes”, pontuou. Ele diz estar preocupado com seu desempenho do Enem e alega não se sentir preparado para responder à prova.
A falta de diálogo entre o sindicato e a representação dos alunos também foi destacada pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, através do vice-presidente Jonathan Hora. Ele acredita que o sindicato deveria ter pensado em um tipo de reivindicação que não prejudicasse os alunos.
“Pedimos ao Sintese que, se puder, envie uma fração maior do total de professores para que possa voltar à sala, ministrar suas aulas, e não deixar que os estudantes se prejudiquem tanto”, ressaltou Jonathan. Ele afirmou que, para sua categoria, a greve se torna inviável, por conta do Enem e da continuidade das aulas do ensino médio.
O representante da UBES ainda disse que, como alternativa a greve, há estudantes que estão tendo que pagar cursos particulares para não saírem prejudicados. “Têm alunos que pagam R$ 170 para fazer banca ou ensino privado. Temos que pensar neles, que muitas das vezes não têm condições de pagar isso. É esse nosso apelo”, afirmou.
Sintese
O Sindicato dos Trabalhadores da Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (Sintese) iniciou a greve no último dia 18. Desde então, mais de 170 mil alunos da rede estadual estão sem aula. Na última quinta-feira, 21, o Tribunal de Justiça de Sergipe decretou ilegalidade da greve dos professores, estabelecendo uma multa diária no valor de R$ 10 mil caso os docentes não retornassem às salas de aula.
Na segunda-feira, 25, os professores voltaram a se reunir em assembleia e decidiram pela manutenção da greve, descumprindo a decisão judicial. O Sintese reivindica melhores condições de trabalho e o reajuste de 13,5%. O Governo do Estado alega que investe R$ 250 milhões na reforma e ampliação de escolas da rede estadual. A gestão estadual também informou que o Piso do Magistério é pago conforme a lei.
A categoria programa uma manifestação em frente ao Palácio dos Despachos nesta quarta-feira, 27. Uma nova assembleia está agendada para quinta, 28.

DO LEITOR

Aparecida:Prefeita Vera, respeite quem estuda: convoque os concursados
E-mail de candidatos aprovados no concurso: “Gostaríamos de tornar público para o todo o Estado de Sergipe, através deste conceituado blog, que vários candidatos aprovados dentro das vagas no concurso público realizado em Nossa Senhora Aparecida, continuam esperando serem convocados, enquanto a gestora municipal faz contratações a torto e a direito. Desrespeitando, inclusive, um Termo de Ajustamento e Conduta (TAC firmado entre Ministério Publico e a Prefeitura Municipal de Nossa Senhora Aparecida. Pelo entendimento, Vera se comprometia a não contratar qualquer pessoa que não tivesse sido aprovado no concurso público realizado em 2012. No entanto, desde março que prefeita contrata diversas pessoas para trabalhar em vagas que deveriam ser ocupadas por quem de direito, ou seja, quem estudou e passou no concurso. Um ano se passou desde que  TAC foi assinado e aguardamos pala convocação.”

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun  

Frase do Dia
“Estar sozinho é treinarmo-nos para a morte.” Louis-Ferdinand Céline, escritor francês,nasceu em 27 de Maio de 1894 e morreu em 1961.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários