Governo não atrai

0

Pela primeira vez, Sergipe registra o fato de a oposição despertar mais interesse do que o governo. Mesmo sem cargos para distribuir e recursos públicos para atender pleitos e tocar obras, os irmãos Edvan e Eduardo Amorim conseguem atrair mais aliados do que quem possui à disposição a caneta e Diário Oficial nas mãos, dois instrumentos que sempre motivaram a cobiça da classe política. É principalmente por eles que a oposição briga para conquistar o poder. No atual governo, contudo, a caneta e o Diário perderam o atrativo, a ponto de três deputados que haviam pulado a cerca da oposição terem retornado à situação e, meses depois, retornado às fileiras dos Amorim. O porquê de isso estar acontecendo merece uma tese de doutorado, porém uma simples explicação do vereador eleito Iran Barbosa (PT) pode ser a chave do enigma. Segundo o petista aracajuano, o governador Marcelo Déda (PT) só tem duas respostas para os que lhe pedem alguma coisa: “não tem” e “não pode”.

Persista

A presidente da República, Dilma Rousseff (PT), aconselhou o governador Marcelo Déda a não desistir de tentar aprovar na Assembleia o pedido de empréstimo de R$ 727 milhões junto à União. Para tanto, o governo terá que reapresentar o projeto no início de 2013 e, naturalmente, conquistar os votos necessários à sua aprovação. Para isso, Déda e seus aliados precisam entender que o Legislativo não é um colégio de freiras, onde as alunas são convencidas com sermões e Salve Rainhas.

Recado

O vice Jackson Barreto (PMDB) reagiu contra notícias dando conta que ele estaria contrariado com o governador devido às mudanças feitas no secretariado. O peemedebista postou no twitter que “usar o rádio para apostar num rompimento meu com Déda desqualifica o criador das matérias e demonstra falta de visão política. Estar vice-governador ao lado de Déda não mudou minha forma de ser, pois não sou desleal, falso, oportunista, nem ambicioso”.

De volta

Por unanimidade, o Superior Tribunal de Justiça anulou ontem a decisão do Tribunal de Contas do Estado que aposentou o conselheiro Flávio Conceição, acusado de fazer parte da famigerada “Operação Navalha”. O advogado Gilberto Vieira acredita que a decisão do STJ em favor de seu cliente seja publicada já na próxima semana. Isso pode resultar no afastamento do conselheiro Clóvis Barbosa, eleito para o cargo visando justamente substituir Conceição.

Caia fora

Embora insista em cobrar R$ 4 para o sujeito estacionar o carro por apenas quatro horas, os shoppings de Aracaju não são locais tão seguros como se divulga. Outro dia um cidadão foi morto e uma jovem estuprada no Jardins. Ontem, uma professora teve a bolsa com dinheiro e documentos roubada no estacionamento do Riomar. Ela contou à polícia que o bandido estava bem trajado e fugiu num carrão de luxo. Quer um conselho? Evite os shoppings.

Cobrança

O contrato de R$ 1,7 milhão firmado pela Assembleia com a Rede Ilha de Comunicação mereceu duras críticas da deputada estadual Ana Lúcia (PT). Ela exigiu que a Mesa Diretora do Legislativo disponibilize o contrato para que os deputados conheçam seus detalhes. “A única coisa que o justifica é a transmissão das sessões plenárias, coisa que não acontece”, afirmou Ana. A Rede Ilha pertence ao dublê de político e empresário Edvan Amorim.

Último dia

Quem não votou nas eleições passadas tem até hoje para justificar a ausência. Para comprovar a justificativa, o faltoso precisa portar o título eleitoral e um documento oficial de identificação com foto. O Requerimento de Justificativa Eleitoral deve ser entregue em um cartório eleitoral, juntamente com a documentação comprovando a impossibilidade de comparecimento ao pleito.
     
Papai Noel

Papai Noel assume na próxima segunda-feira seu ‘trono’ no cruzamentos das ruas João Pessoa e Laranjeiras, centro de Aracaju. Ele ficará no local animando a petizada até o final deste mês. A Prefeitura informou que a decoração natalina da capital será finalizada até o próximo dia 15.

Fuleragem

Os professores de 33 municípios sergipanos ainda não receberam os salários de novembro passado. Segundo o Sintese, a situação é mais crítica em Carira, Santana do São Francisco e Aquidabã. Nos dois primeiros, os educadores estão sem ver a cor dos salários desde setembro, enquanto no último o atraso ocorre deste outubro. Será que os prefeitos destes municípios estão recebendo seus vencimentos em dia?

Do baú político

Criado no Estado Novo (1937/1945), o Esquadrão de Cavalaria tratava povo a fio de espada. Sobre ele, escreveu o jornalista Luiz Eduardo Costa: ”Por volta da meia noite, uma tropa com cerca de 20 cavalos começava a percorrer as ruas de Aracaju, principalmente da periferia, e os locais onde se concentravam os cabarés. O bater  estridente e metálico dos cascos ferrados sobre os paralelepípedos era algo apavorante. Os cavaleiros fardados tinham todos uma espada à cinta. Quando, naqueles tropéis,  encontravam alguém na rua, mal vestido, de cor parda ou negra, ordenavam que lhes mostrassem a carteira de trabalho e explicasse direitinho o que fazia, andando pelas ruas naquelas horas tardas. A falta do documento, ou a explicação inconvincente, bastavam para que começasse o espadeiramento. Malandro teria mesmo que apanhar, era a explicação. Ao assumir o governo em 1955, Leandro Maciel (UDN) mandou  logo desativar o Esquadrão. Conta-se também que os boêmios sempre tinham o cuidado de levar nos bolsos saquinhos cheios de rolimãs ou bolas de gude. Eram armas infalíveis, que, ao serem lançadas ao chão, causavam estrepitosas quedas dos cavalos em disparada”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários